Assine aqui para receber atualizações deste blog

segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

O BLOG DO PAI MANECO ESTÁ DE VOLTA

O Blog do Pai Maneco está voltando depois de um período de ausência. Como foi comunicado estamos impondo algumas regras que julgamos do interesse da maioria, sem com isso querer cercear a liberdade de ninguém. Entendo que o nosso Blog tem como objetivo principal o estudo da Umbanda. Não quero que temas sociais, polêmicos ou do interesse de grupos sejam discutidos aqui. por isso mesmo, posso até mesmo aceitar o comentário, mas alguns casos não vou publicar replicas ou criticas no assunto. Acima de tudo quero deixar bem claro que se algum comentário for recusado será apenas porque está de uma forma ou outra, fugindo do assunto principal que é a Umbanda, principalmente a adotada no terreiro do Pai Maneco, que chamamos Umbanda Pés no Chão. Nessa primeira oportunidade vou abrir um espaço para apresentação de sugestões de todos que nela têm participado, principalmente porque quero dividir o Blog com todos que o acompanham.

Está reaberto o Tema Livre n. 27. FMG

142 comentários:

  1. Pai Fernando, segue abaixo algumas sugestões de temas que creio ser interessante, ao menos para mim, e que se não for viável no blog, um dia goastaría de sua orientação:
    1) Desenvolvimento das mediunidades dentro do TPM e no dia a dia com nossas atitudes, ações que podem ajudar, práticas que contribuem e como trabalhar cada uma delas de forma prudente dentro da umbanda e dos princípios do terreiro, etc.
    2) Histórias das entidades que trabalham no TPM e experiencias marcantes, assim como informações e situações que possam agregar valores.
    3) Cambones - Experiências e seu desenvolvimento
    4) Diálogo com a entidade quando estamos incorporados e a incorporação em si.

    ResponderExcluir
  2. Nathalia, achei bem legal tua postagem, mas vamos concordar que dentro do blog responder todas as perguntas o espaço não comporta. Vou prometer para vc o seguinte: iniciei um livro onde vou tentar por toda a experiencia que adquiri trabalhando não só no espiritismo tradicional como na Umbanda,principalmente no desenvolvimento da mediunidade, e as perguntas acima estão fazendo parte dos textos, e a medida que eles forem concluidos vou publicar no blog. Pode ser que demore, mas vou fazer, fique certa. FMG
    25 de janeiro de 2010 22:30

    ResponderExcluir
  3. Pai Fernando

    Como a Umbanda Pés no chão entende o Carma? Em que se diferencia da definição do kardecismo tradicional?
    um grande abraço
    Sidney Oliveira

    ResponderExcluir
  4. Sidney, sem o principio do Carma não pode haver resgate dos nossos erros e, por conseguinte, não haveria evolução espiritual. Não existe nenhum diferença da definição do espiritismo tradicional. Como te conheço e sei da tua capacidade cultural, gostei muito do uso do vernáculo. Kharma, como alguns dizem, é palavra estrangeira. FMG

    ResponderExcluir
  5. ola sou o danilo tenho a mediunidade de imcorporaçao e videncia presinto osespiritos mais ainda nao os vejo e nem imcorporo ainda queria umas dicas para pode imcorporar

    ResponderExcluir
  6. Saravá Pai Fernando,

    Minha sugestão continua a mesma... que sejam apresentadas aqui perguntas a serem respondidas pelos Guias no Terreiro.

    Sei que enquanto escrevemos as Entidades sopram no ouvido da gente, entretanto oficializar uma ligação da internet com os Orixás será legal pra caramba.

    Um link direto do blog com o mundo dos Espíritos é o que sugiro, inédito, vanguardista como você.

    Outra sugestão é fazer uma 'Umbanda cam'? Podia colocar uma webcam no Terreiro, transmitindo um plano geral da Gira, em tempo real, através do site do TPM. Som e imagem! Certamente fará o maior sucesso e todos poderão acompanhar todas as Giras da semana em qualquer lugar do Planeta.

    Ogunhê Babalawô!

    Axé! : )

    ResponderExcluir
  7. Alan direto de Recife..
    Pai Fernando e outros colegas do blog
    Como vocês enxergam a diversidade de trabalhos dentro da Umbanda, como por exemplo, a utilização ou não de bebidas com teor alcólico, o uso ou não dos atabaques, a utlização ou não dos livros organizados por Allan Kardec, etc.
    Meus caros eu excluí o sacrifício de animais, porque não acredito, sinceramente, que esse ainda seja um trabalho necessário na Umbanda. Desculpem-me se estou enganado com respeito a isso...
    Um abraço a todos

    ResponderExcluir
  8. Pai Ronald, a sugestão está anotada, porém a colocação do webcam já foi ventilado mas estou ainda indeciso. Vou responder as perguntas, como de costume, e depois vamos ouvir os espiritos. Na verdade quem faz a postagem quer uma resposta imediata. FMG

    ResponderExcluir
  9. Danilo, para dar sugestões eu preciso saber quais as tuas diificuldades. Quando escrever novamente, diga o lugar que vc reside. FMG

    ResponderExcluir
  10. Andréa Destefani- Colombo-Pr26 de janeiro de 2010 12:11

    Pai Fernando eu gostaria de mais dicas da sua própria experiência no atendimento fora do terreiro.Para ser mais explícita, quando por vezes nos deparamos com pessoas que, sabendo ou não que somos umbandistas, e gostando ou não da Umbanda, são colocadas em nosso caminho para que possamos passar mensagens para aliviá-las. É dificil sabe meu pai ter um conceito bem estabelecido e fundamentado para exercer plenamente o termo 'respeito ao próximo'. São coisas as vezes mínimas as vezes que fazem toda a diferença ,mas a sua experiencia pode nos revelar caminhos antes nunca imaginados.Como o Pai Maneco fala que treinamos no terreiro pra exercer a Umbanda fora dele, acredito que suas vivências meu pai tragam muito isso.
    Acabamos por nos relacionar com pessoas de várias religiões que nos pedem conselhos e as entidades que nos auxiliam passam mensagens que temos que "adaptar" para quem nos ouve. Não sei se fui clara o suficiente, mas é disso que preciso: aprender com sua experiência, e que tenho me valido. Beijos com axé a todos.

    ResponderExcluir
  11. Mucuiú, Pai Fernando! Sua bênção!
    Pai, quero lhe perguntar da prática da Umbanda pelos amalás...
    Fui amaciada no TPM Floripa, mas acabei me mudando pro Acre, por conta de uma oportunidade de trabalho...
    Então, Pai, quero saber sobre a Umbanda praticada pelos amalás!! Pode-se dizer que meu desenvolvimento continua de uma outra forma?
    Obrigada, Axé de um coração cheio de saudades dessa corrente de ferro e aço..
    Sheila - Rio Branco/AC

    ResponderExcluir
  12. Caro Pai Fernando!
    Sou Kallil Assad, e moro e orienta uma corrente mediunica em minha cidade a Lapa perto de Curitiba.
    Gostaria de saber qual a sua opinião sobre a alimentação carnivora e a mediunidade, eu por exemplo me abstenho de comê-la.Mas já ouvi falara que a carne exala um odor no perispirito do médiun. Isso realmente ocorre??
    Axé
    Abraço forte
    Kalli Mattar Assad
    Lapa-Paraná.

    ResponderExcluir
  13. Alan, sem a diversidade a Umbanda seria uma religião pobre. Sua riqueza está exatamente nisso, a liberdade do culto. O uso de bebidas alcoólicas e o fumo se dependessem de mim eles seriam abolidos da Umbanda. Tenho uma razão bem especial para pensar assim: minha qualidade de vida está limitada por conta dos cinqüenta anos que fumei e a bebida alcoólica destrói famílias. Umbanda sem atabaque ficaria enfadonho e limitado na sua alegria. Os livros de Allan Kardec devem ser estudados, mas prefiro os do Chico Xavier. Matar animais em nome da Umbanda é um absurdo. FMG

    ResponderExcluir
  14. Andréa, vou dar um conselho: responda quando perguntarem, tebnte resolver quando solicitado, mas não se envolva. Acho que devíamos tentar ser igual uma lâmpada acesa, que ilumina em sua volta sem ter uma direção certa. FMG

    ResponderExcluir
  15. Sheila, a ligação com os Orixás através dos amalás é o caminho mais correto para quem está em lugar que não existe corrente. Siga nessa linha e quando precisar nos escreva que daremos todo o apoio necessário. Só fica esclarecido que talvez vc não desenvolva a mediunidade pratica, mas com certeza terá uma ligação mais intima com as entidades o que lhe dará uma evolução espiritual. FMG

    ResponderExcluir
  16. Khallil Mattar Assad, não sei em que intensidade mas isso de fato acontece, entretanto existem situações que devem ser analisadas. Primeiro, o peso da energia da carne no perispirito desaparece logo, e a falta da carne para as pessoas pode ocasionar problemas graves na saúde. Eu fique quase dois anos sem comer carne, perdi mais de cinco quilos e tive serios problemas. Voltei a comer. Fiz um trato comigo mesmo. Para compensar a minha volta à carne eu prometi deixar de brigar com as pessoas. Tá dificil cumprir a promessa. Acho que ganhei um baita carma para resgate futuro. FMG
    26 de janeiro de 2010 19:57

    ResponderExcluir
  17. Pai Fernando, como funcionam os animais no mundo espiritual? Eles vão para os mesmos locais que nós e trabalham junto e a evolução deles funciona como a nossa?

    ResponderExcluir
  18. Ah! Pai Fernando, sobre o livro e os textos que futuramente o senhor publicará, esqueci de agradecer...
    Tenho certeza que todos seus leitores terão muitos ganhos, já estou ansiosa pelos ensinamentos... Cada vez que pego o "Grifos do Passado" e leio um pouquinho, novamente, aprendo um pouco e sem dúvida o que puder ensinar com seu texto me será mto importante e quero mto aprender...

    ResponderExcluir
  19. Paulo - Curitiba

    Saravá Pai Fernando

    Acredito que a umbanda "se aprende" na pratica, mas gostaria de saber quais seriam os principais livros (e se possível qual a ordem dos mesmos) para se iniciar os estudos desta maravilhosa religião.

    ResponderExcluir
  20. Nathalia, os animais têm alma e por isso continuam a viver no espaço, talvez até mesmo em suas habitações normais ou junto dos espiritos dos homens. FMG

    ResponderExcluir
  21. Paulo, por ética não faço indicações de livros, mas recomendo que vc leia nosso site www.paimaneco.org.br que tem longa matéria sobre nossa religião. FMG

    ResponderExcluir
  22. Pai Fernando estes dias no msn dos simpatizantes do TPM a Nathália fez uma pergunta pertinente, simples , mas que acredito que seja a dúvida de muitas pessoas. Quando nós queremos levar alguém que necessite de ajuda ao terreiro como é que escolhemos a gira que devemos levá-la? Temos como saber realmente qual delas a pessoa necessita? Aproveito a oportunidade para parabenizar a Nathalia pela objetividade de seus questionamentos, coisa que para mim as vezes é muito complicado. Beijos com axé para todos.

    ResponderExcluir
  23. Mucuiú Pai Fernando. Faço parte de um pequeno grupo de umbanda que constantemente tentamos nos aperfeiçoar e melhorar nossas reuniões. Ontem tivemos nossa primeira reunião do ano e foi levantado uma dúvida sobre um termo do ponto de abertura de gira, seria "tamborê pemba de angola",ou "sandorê pemba de angola", se é "sandorê" o senhor saberia nos explicar o significado desta palavra? Desda já agradeço... Cris.

    ResponderExcluir
  24. Olá Pai Fernando!!
    Que bom ter o senhor e o blog de volta!!
    Sabe, eu estava pensando no seguinte, como uma sugestão para o blog. Muita gente tem curiosidade sobre a umbanda (e tem as que tem medo também hehe) e quando conhece alguém umbandista, faz perguntas. Normal né. Eu mesmo faço perguntas sobre as outras religiões. Acho bom conhecer um pouco de tudo! Vou dar um exemplo de uma pergunta qualquer: Vc acredita em reencarnação?. E muitas vezes a gente é pego de surpresa e não sabe responder muito bem. A pessoa fica mais confusa hehe. Então, minha proposta é essa. Sempre que possível, fazer uma campanha: O que vc responderia? E assim vamos vendo as opniões de todo mundo. Pelo menos ficaremos com a resposta na ponta da língua, e vamos desfazendo alguns nós de preconceito que ainda existem hehe
    Um grande abraço!

    ResponderExcluir
  25. Pai Fernando,
    Á mais de oito anos frenquento a umbanda,e estudo sobre mediunidade,e tento tratar de uma
    entidade que se apresenta como pomba gira das sete encruzinhada,porém,de tanto vivenciar a
    situação,cheguei a conclusão que não é uma pomba gira,pois, quando estou sobre a vibração dela fico agitada,nervosa,em algumas epocas sentia muitas dores no corpo,angustia,não me sentia feliz.
    Com o passar dos anos,comecei a incorporar a minha direita que veio linda,e é
    maravilhosa,porém , está entidade que se diz minha guardiã,se aproxima as vezes durante o dia e não quer mais sair,quando estou nesta vibração sinto vontade de quebrar tudo,sair andando sem rumo,chorar,e acabo tambem brigando com meu esposo do qual ela não gosta,no começo das incorporações ela vinha querendo me arranhar toda,minhas incorporações são conscientes de modo que luto contra todo este odio que me veem na hora.
    Hoje mais ciente do processo obcessivo,ao menor sinal de agitação mental eu firmo o meu orixa de cabeça,e procuro sempre estar firmando o de frente e adjuntó,pois,tenho um verdadeiro pavor de passar de novo por momentos (vários)de quase perda de controle da situação.Alèm disso, eu fico num estado tão deplorável que tenho vontade de ficar num quarto escuro encolhida e inerte.
    Sei que as pombas giras guardiãs,são alegres,prestativas,e estão sempre prontas a auxiliar seus mediuns e fazer seu trabalho de caridade,sei tambem que jamais elas incorporam para desequilibrar seus mediuns,e que elas não interferem no livre arbitrio deles(com relação a escolha de parceiro)e ate tentam ajudar e unir quando há desavenças.
    Bem ,atualmente eu estou me afinizando mais com a vibração do meu exu: vem quando necessário,fala o que tem que falar, pede algum elemento se for necessário, e após, vai embora,e ainda leva alguma carga ou o que estiver me atrapalhando, Ele não me perturba,é rapido, eu faço da forma que ele pede dá tudo certo e ponto final.quando as vezes estou na vibração dele é por pouco tempo e por algum motivo.
    Já A vibração dela é: pesada,cansativa,deprimente,angustiante,ela não sorri como pomba gira,sempre mal humorada.
    Sabe... eu estou um pouco cansada desta situação que se arrasta a oito anos, e gostaria de saber se a lei maior pode colocar o meu exu como guardião?(isto pode existir na umbanda?)
    Tentei trabalhar no centro camboneando, porem, no dia, foi solicitado os serviços dela,e ela não incorporou,passei a maior vergonha diante do caboclo!!!desde então só faço o desenvolvimento, e ,camboneio vez por outra.Os guias percebem a situação e nem a chamam para trabalhar.
    Sinceramente eu não tenho mais vontade nem de lembrar que ela existe,"embora não guarde
    magoas,"e deseje que ela encontre a luz e que a paz habite seu coração.(se possivel bem longe de mim).
    Só entrarei na vibração dela quando se fizer necessário no centro, para a evolução dela.E gostaria muito que o plano espiritual superior estudasse meu caso, e, colocasse exu como meu guadião, para que eu pudesse ter paz e trabalhar com segurança.Sem acumular cargas como já aconteceu.sabe o assedio é tanto que eu temo pela minha sanidade mental.Agradeço desde já e peço que me instrua neste ponto:caso eu tenha merecimento pode meu exu vir a ser o meu guardião? Obrigado Vanda

    ResponderExcluir
  26. Andréa, leva para qualquer entidade que ela vai resolver. Entre os espiritos não existe preferencias, e se for necessário, a propria entidade encaminha. FMG

    ResponderExcluir
  27. Cris, é "sandorê" e faz parte do ritual do Carlos Bubbi, conforme seu cd "Ritual da Umbanda", cujo ritual nós copiamos e introduzimos no Terreiro do Pai Maneco. Segundo o Léo, da loja que vende artigos de Umbanda, umas das mais antigas daqui de Curitiba, "sandorê, pemba de Angola" significa uma homenagem respeitosa à pemba, um cumprimento tipo "salve!" FMG

    ResponderExcluir
  28. Flavio, eu não entendi bem a tua proposta, em todo caso acho que devemos responder o que é certo e no acreditamos. O exemplo da reencarnação é claro, se vc acredita no espiritismo tem que aceitar a reencarnação porque ela é a base de todo conceito espirita e umbandista. FMG

    ResponderExcluir
  29. Vanda, acho tua situação preocupante porque me parece estar faltando uma orientação segura para vc. Alguns termos usado em teu texto como "exu guardião", "firmando a frente", "adjuntó". Nada contra os termos mas me dá uma impressão que vc le muito, estuda mas não está recebendo o cuidado que teu dirigente deve ter com os médiuns. Será que vc já conversou com os dirigentes? Se não, f aça isso. Gostaria muito que vc explicasse melhor o funcionamento do terreiro que vc pertence, para que eu possa ajuda-la. Combinado? Aguardo a resposta, mas fique certo que isso se conserta com facilidade e rapidez. FMG

    ResponderExcluir
  30. Mucuiú Pai Fernando!!!
    Gostaria se possível, que o Sr. falasse sobre como podemos começar a caminhar para a umbanda pés no chão e "Virtual". Imagino um dia quando todos os terreiros formem uma rede como a dos computadores que em sua totalidade aumentam o processamento. Tornando irrelevante onde vc esteja pois estará conectado com o todo. Sem um terreiro fisicamente definido, mas com todos os atributos para se conectar a "UmbandaNet". Não sei se estou viajando muito nas idéias, mas imagino dessa forma! hahaha Sonhar não custa nada.

    Leonardo (Curitiba)

    ResponderExcluir
  31. Leonardo, com os pés no chão e virtual, faz tempo que estamos caminhando. Veja que a comunicação é rapída e ao alcance de todos que a discutem e todos, de uma forma ou outra, acabam entendendo. O que eu gostaria mesmo é que fosse incluida na idéia a Umbanda pés no chão, virtual e cósmica com as entidades. Funcionaria assim: pés no chão é quando não viajam no absurdo e na prepotencia, virtual é quando se comunicam com respeito e cósmica quando se comunicam com os orixás através dos amalás. FMG

    ResponderExcluir
  32. Mucuiú Pai Fernando!!
    Sua resposta foi na velocidade cósmica!
    Sim concordo com o Sr. que faz tempo que estamos a muito já virtualizados e com os pés no chão. Aproveitando, gostaria de saber se em ausência física do TPM, estando em outra parte do mundo, por exemplo, como poderia continuar o desenvolvimento mediúnico e a ser beneficiado pelos ensinamentos das entidades? Como efetuar os ritos e fazer um "mini" TPM onde estiver e poder toda segunda estar junto com os que fisicamente ai estarão? Gostaria de aprender do Sr. como fazer essa conexão.

    Leonardo (Curitiba)

    ResponderExcluir
  33. Leonardo

    Se entendi bem o que tenho conversado nesses ultimos tempos com Pai Fernando, com amigos no blog e no TPM, exatamente por ter os pés no chão, ser virtual e cósmica é que a Umbanda pode ser realizada dentro e fora dos Terreiros...
    O contexto em que se faz a Umbanda tem sua especificidade e fora dos terreiros algumas limitacoes (o desenvolvimento mediunico, por exemplo), mas com muitas outras possibilidades de ser praticada.
    abracos
    Sidney

    ResponderExcluir
  34. Leonardo, a ausência do terreiro inibe o desenvolvimento mediunico, mas não o enriquecimento da cultura. Cada um tem uma forma de ficar próximo da entidade em momentos da ausencia fisica que vc mencionou. Pode ser através de amalás, intuições ou mesmo uma forma mais ativa. Acho muito interessante a aproximação com as entidades feita pelo Didi lá na Bahia. Leia no site wwwpaimaneco.org.br que tem matéria sobre ele. Aqui no blog também tem. Veja postagens antigas. FMG

    ResponderExcluir
  35. Salve!Salve! Pai Fernando

    que bom o blog de volta ;) saudades do seo.

    Quanto mais eu estudo e pratico a Umbanda, percebo que preciso aprender e muitoooo. Todos os assuntos serão bem vindos.
    As idéias postadas são ótimas ;)

    Axé

    Anna RJ

    ResponderExcluir
  36. danilo

    ola a bom a minha dificuldade e na hora de incorporar pq eu os chamo e sinto a presença mas nao imcorporo,,,, sou de cachoeira - alta GO da tenda de zé pilintra queria q voz tambem me ajuda-se em algum metado para melhorar a vidensia ............ obrigado

    ResponderExcluir
  37. Mucuiú Pai Fernando..

    que bom que o blog voltou... ele me ajuda muito e com certeza a todos que participam.

    Como sugestão eu gostaria muito que pai falasse um pouco sobre a iniciação na umbanda e as primeiras experiências de incorporação e vibrações...eu sou nova no terreiro e na verdade parece que não estou na vibração sabe..tenho muita dificuldade na incorporação, nem sei se está certo o que estou fazendo..me sinto muito "eu" se você me entende.. gostaria muito de esclarecimentos sobre este começo... obrigada

    Emanuelle

    ResponderExcluir
  38. Mucuiú Pai Fernando,
    Obrigado pelo esclarecimento!!
    Sidney, Obrigado a ti tb!!!
    Axé

    Leonardo (Curitiba)

    ResponderExcluir
  39. Danilo, para vc se entregar mais para as entidades experimente respirar rapidamente só pelo nariz, Vc vai ficar tonto, facilitando assim a incorporação. Quanto a videncia, vc tem alguma manifestaação? FMG

    ResponderExcluir
  40. Emanuelle, o tema “iniciação na umbanda e as primeiras experiências de incorporação e vibrações” é muito amplo e que difilmente caberia dentro do blog, a não ser que sejam feitas perguntas diretas, como no caso vc ter dificuldade na incorporação e não saber se está certo o que faz. Isso acontece com todos os médiuns, principalmente pela consciência na incorporação. Fique certa que é comum todos acharem estar, como vc disse, sentir-se muito “eu”. A grande verdade é que a falta de saber o que fazer no terreiro é a grande dificuldade do médium iniciante. O correto seria - e levo também essa culpa, é quando o médium iniciante incorporar, imediatamente um capitão aproximar-se dele e tentar acalma-lo para dar-lhe segurança. Vou dar uma sugestão para vc: fale com seu pai de santo e diga da tua dificuldade e da sugestão que estou dando. Se por um caso esse pai de santo for eu, não se acanhe e fale a famosa frase “é como já conversamos...” Sabe que o blog eu acho muito bom, não só para orientar as pessoas, como também para nós que somos experientes aprendermos e refletirmos sobre nossa próprioa conduta no desenvolvimento dos médiuns. Vou levar esse assunto amanhã na reunião que nosso Terreiro vai com todos os dirigentes. FMG

    ResponderExcluir
  41. Andréa Destefani- Colombo-Pr28 de janeiro de 2010 22:58

    Pai Fernando eu queria saber se o senhor pode nos dar um pouco mais de informação sobre uma coisa até meio comum entre médiuns que é o fato de sentir cheiros estranhos ao local que estamos.Por exemplo sentir cheiro de charuto quando não tem ninguém fumando, já sentimos até cheiro de cocada aqui em casa sem nem o fogo estar acesso. Seria uma forma das entidades se manifestarem, dizendo que estão presentes?
    Por outro lado, em trabalhos muito pesados dentro do terreiro, já cheguei a sentir cheiros de carne putrefada e sangue antes da limpeza das entidades e logicamente sem ter este elementos dentro da nossa gira.Porque as vezes estas pessoas que estão com problemas com uma energia de densidade muito baixa exalam estes odores? Seria também uma forma das entidades nos mostrarem concretamente o que acontece? No caso do terreiro específicamente muitas vezes só eu é que sinto o cheiro. Já em minha casa quando é cheiro de charuto e até da cocada todos sentiram. Obrigada por sua atenção!

    ResponderExcluir
  42. Boa noite a todos!

    Uma dúvida... entre tantas ;)

    Pai Fernando, já que a Umbanda apresenta essa diversidade, quando mudamos de Centro ou Terreiro podemos deixar de trabalhar com algumas entidades e daí "aparecerem" outras? Isto é, as entidades também podem "escolher" a Umbanda que ela queira atuar e nos acompanhar ou não?

    Aproveitando outra duvida.... ;)

    Um medium de incorporação pode incorporar entidades de um Terreiro que não seja dele, por exemplo um caboclo da Casa, que já tenha sido de outro medium que por algum motivo já não trabalhe mais lá?

    Obrigada,
    axé
    Anna RJ

    ResponderExcluir
  43. Anna, médium e muito menos Terreiro pode ser dono de uma entidade, a ponto dela pertencer à casa ou deixar de acompanhar o médium quando muda de Terreiro. Não é assim que funciona, ao contrário, quando existe a ligação do médium com o espirito jamais ela vai deixar de acompanha-lo, esteja onde estiver, a não ser que o médium use de seu livre arbitrio e se negue a aceita-lo como mentor. Seria o mesmo que um filho que não quer amizade com o pai. Nos casos, ambos os pais, espiritual ou carnal, ficam quietos aguardando o inevitável retorno do filho. Acho que a 2a. pergunta está prejudicada. FMG

    ResponderExcluir
  44. Andréa, o assunto do médium senbtir cheiro é comum. Como isso acontece não sei explicar. Quanto ao cheiro durante as giras, acho que não pode acontecer. Talvez tenha sido cheiro do proprio loical fisico. FMG

    ResponderExcluir
  45. Pai Fernando... fiquei tocada quando colocou "...ambos os pais, espiritual ou carnal, ficam quietos aguardando o inevitável retorno do filho."

    O seo não imagina o que eu já ouvi a cerca desse assunto, seu esclarecimento foi muito importante. Esse espaço nos faz repensar em um monte coisas...conceitos que foram colocados tipo "pela goela abaixo" e hj eu posso refletir e tirar minhas próprias conclusões. Obrigada

    Axé
    Anna RJ

    ResponderExcluir
  46. Pai Fernando qual a diferença entre um medium consciente para o semi-consciente?

    ResponderExcluir
  47. Antonio, mediuns inconscientes existem mas eu não sei distingui-los. Para mim basta a palavra do médium, pois se ele diz que é inconsciente não devemos duvidar. Mediun consciente já falamos bastante. Quanto a médium semi-consciente na minha opinião não existe. O que acontece na Umbanda é que as vezes a bebida sobe na cabeça do médium e embora a entidade este controlando, acontece o esquecimento. Outras vezes é a propria entrega do medium que fica tão compenetrado que não se lembra de alguns momentos da incorporação. Um amigo disse-me uma vez que a incorporação é igual jornal, vc termina a leitura e já não se lembra da maioria das noticias, exceto as que impressionaram o leitor. Acho que é assim, FMG

    ResponderExcluir
  48. Mucuiu Padrinho.
    Olá a todos.
    Não foram poucas às vezes em que ouvi de pais ou mães de santo, (e na maior parte das vezes, de dirigentes), sobre a incorporação não consciente. Tenho minhas duvidas a respeito do quanto isto é positivo ou negativo. Acredito que em hipótese nenhuma o médium deve se ausentar do trabalho ou consulta, afinal vejo como um trabalho de equipe. Não estou de maneira nenhuma subestimando a capacidade do espírito de dominar a situação, e no caso da falta de consciência, da-se a oportunidade do mediun se ausentar de algumas responsabilidades. No meu ver é fato que o que faz um bom religioso, seja em qualquer religião, é a boa índole de quem a pratica. Náo basta ser filho,,, tem que participar.
    Axé.
    Kiko.

    ResponderExcluir
  49. Pai Fernando, o Sr. poderia falar um pouco sobre o trabalhos dos Pretos e Caboclos Feiticeiros?
    Em que momento ou situação de trabalho que eles são chamados? E como eles agem no plano espiritual?

    Obrigada.

    ResponderExcluir
  50. Kiko, alguns dirigentes se dizem inconsciente para que os médiuns contem à entidade os seus problemas. Não deixa de ser uma forma feia de conhecer os segredos dos outros. FMG

    ResponderExcluir
  51. O que aprendi no TPM é que, independente do medium ser "consciente" ou "inconsciente", quando há cambones e capitães atentos e aplicados e a corrente está forte o trabalho flui.
    abracos
    Sidney

    ResponderExcluir
  52. Patricia, uma das condições para eu poder responder as postagens é que a pergunta seja direta. Falar sobre fica de certa forma a pergunta sem objetivo. Peço que vc refaça a pergunta, FMG

    ResponderExcluir
  53. Andréa Destefani- Colombo-Pr30 de janeiro de 2010 15:50

    Sabe Pai Fernando acredito que as pessoas ficaram curiosas sobre esta questão de consciência,semi consciencia e inconsciencia porque esta semana o Divaldo deu uma entrevista na Globo falando sobre isso no caso da psicografia.
    Eu queria aproveitar estas perguntas e falar sobre outro tipo de inconsciência do médium na Umbanda. Na última gira de exu a Dona Maria Padilha das Almas colocou minha cabeça em seu colo e ficou me fazendo carinho, nós duas só trocamos olhares, pois ela, com quem eu falo muito nos meus momentos de tristeza sabia o que eu estava precisando e sentindo. A médium não, tanto que nunca paramos pra conversar. Na festa a médium e eu conversamos, pois me dizia que achava que no final da gira eu iria procurá-la pra que ela me esclarecesse o que ocorreu. Falei que não precisava pois eu e Dona Maria Padilha das Almas sabíamos do que se tratava.
    Posso assegurar que a médium estava totalmente inconsciente do que tratávamos. Porque simplesmente era pessoal demais e nisso as entidades nos têm um grande respeito. Acho mesmo que elas apagam depois das consultas algumas informações, deixando-nos só com o que nos serve de aprendizado.Não posso deixar de dizer também que logo depois do atendimento a Velha do Cemitério também veio me dar um axé complementando o carinho de dona Maria.
    Achei que iria complementar o assunto, e aproveito pra dizer como é bom ser amado assim, como a Umbanda é maravilhosa.Saravá minha amada Dona Maria Padilha das Almas, Saravá minha amada Velha do Cemitério, Saravá a todos os Umbandistas.

    ResponderExcluir
  54. Andréa, as duas médiuns, tanto de da. Maria Padilha como da Velha do Cemitério, são conscientes e isso elas não escondem, mesmo porque ambas aprenderam que na Umbanda a sinceridade e a honestidade estão acima de qualquer coisa. Agora quem vai dizer é o pai de santo das delas: são duas baitas médiuns e que só me honram pertencerem ao terreiro que dirijo. FMG

    ResponderExcluir
  55. Desculpe se não fui clara, prometo tentar melhorar.São conscientes sim meu pai , mas inconscientes do meu problema, entende?Não sabiam elas mesmas do que se tratava porque as entidades têm ética maravilhosa, como as diduas também têm.Apenas quos falar que eciste um outro tipo de inconscoência que é o do problema em si, para não constranger a pessoa que está sendo atendida. Aproveito pra agradecer estas duas maravilhosas médiuns que pelo seu esforço na Umbanda me propiciaram tão benevolente contato com estas entidades. Beijos com axé!

    ResponderExcluir
  56. Meu último comentário foi cheio de erros de português ,pois minhas teclas estão bem apagadas, peço desculpas a todos.Andréa Destefani.

    ResponderExcluir
  57. Boa noite amigos do blog!

    Alguns Terreiros fecham no período do Carnaval, outros não.
    Pai Ferando, qual é a sua opinião sobre fechar o Terreiro no período "cara suja"e só abrir após a quaresma? Isso tem algum significado dentro da Umbanda?

    Obrigada
    Axé
    Anna RJ

    ResponderExcluir
  58. Anna, acho um absurdo a Umbanda falar em quaresma. Esse é um assunto restrito ao catolicismo. FMG

    ResponderExcluir
  59. Mucuiu Painho!!!!

    Bom tê-lo por perto novamente!!!!Estava com saudades.

    Sarava blogueiros do Pai Maneco!!!!

    Se posso sugerir, peço ao Pai, que detalhe mais a umbanda fora do Terreiro; a Umbanda Pes no Chao do TPM: reforma de pensamentos, inspiraçao, amalas... Enfim, tudo o que enriquece e fortalece a umbanda que é executada fora do Terreiro.

    Vejo nas postagens um numero cada vez maior de pessoas que nao sao do nosso Terreiro, participando do blog. Legal.
    A Umbanda "on line" é o que ha de mais eficaz quando estamos longe do nosso Pai de Santo: Seguir intuitivamente e escrever um e-mail no caso de duvidas ou problemas.

    Temos a mesma conexao com os espiritos, atraves da inspiraçao, dos amalas, do contacto com a natureza, mesmo estando longe das giras. Bom sera se conseguirmos aprender mais um pouquinho aqui no blog.

    Aline

    ResponderExcluir
  60. Afrânio-Ceará

    Oi Pai Fernando.Mucuiú!

    doenças como depressão, síndrome do pânico, fobia social podem ser curadas dentro da Umbanda?

    Axé!

    ResponderExcluir
  61. Aline, como tenho dito, não posso mais falar sobre determinado assunto, só responder perguntas diretas. Já tinha respondido para a Patricia da mesma forma. O que vc pediu e matéria muito vaga, embora seja a que mais eu gosto de falar. Aguardo, pois, as perguntas diretas que podem ser feitas por etapa. O blog tem um limite de palavras para escrever. FMG

    ResponderExcluir
  62. Afrânio, temos tido vários casos das doenças relacionadas, e a maioria com bastante sucesso. FMG

    ResponderExcluir
  63. Rê e Vane, vcs postarem em um comentário antigo e por isso vou responder aqui: Rê, acho0 que vc deeve falar maios abertamente com os dirigentes e entidades do terreiro que vc trabalha. O que vc relatou demonstra claramente qyue vc precisa de ajuda, principalmente porque está deixando vicios para trás. Insista e não desista que tudo vai melhorar para vc. Vane, acho que vc deve ter um pouco mais de paciencia que tudo vao ficar mais claro para vc. FMG

    ResponderExcluir
  64. Bom domingo a todos!

    Pai Fernando, qual o significado e origem da palavra "Mucuiu"? Ela representa alguma linha da umbanda?
    Percebo que é uma palavra muito utilizada pelos médiuns do TPM.

    Obrigada

    Axé
    Anna RJ

    ResponderExcluir
  65. Anna, mucuiu é pedido de bênção ao dirigente. É um termo (mukuiu) do ritual de Angola. O dirigente responde: mukuiu no Zambi - Deus te abençoe. Agora uma explicação: a palavra escrita mucuiu está aplicada como sendo brasileira. Eu escrevo assim porque sou amplamente favoravel ao uso do nosso vernáculo, em qualquer setor, desde a religião até o nome de lojas. Uma palavra muito usada: "kharma". Por que não "carma?" Ok? quero dizer, certo? FMG

    ResponderExcluir
  66. Mucuiu Painho!!!

    No amala para Caboclos, devo colocar velas nas cores de todos os Orixas?
    Deverei amanha, daqui da Bahia, acompanhar a reabertura das giras com uma entrega, mas estou com esta pequena duvida.
    Saudades!
    Aline

    ResponderExcluir
  67. Pai, Mucuiu!

    Posso responder ao Afranio?

    Irmao, a umbanda me salvou da depressao.
    Foi um trabalho lento, dificil, com recaidas e com muita, muita paciencia por parte do meu Pai de Santo. Alem de muito amor e caridade por parte dos Guias Espirituais do Terreiro.
    Precisei tambem em conjunto, reformular pensamentos, esquecer o passado e as magoas e principalmente aprender a me amar. Estou curada.
    Sarava!!!
    Aline

    ResponderExcluir
  68. Aline, se vc vai fazer uma entrega para caboclo, por tradição, o Orixá é Oxossi. Se for a um Caboclo individual, vc tem que ver qual linha ele pertence. Misturar em um unico Amalá velas de cores diferentes não é o correto. O Amalá é individual. FMG

    ResponderExcluir
  69. Mucuiu, Pai Fernando!

    Como é bom voltar à lida do Terreiro. Fazer o banho de erva, colocar o branco, chegar no TPM, encontrar os amigos, encontrar os espíritos, realizar uma boa consulta, ver os olhos dos consulentes cheios de energia revigorada... essa Umbanda é porreta mesmo.

    Acredito que este ano é um ano de transformação. Transformação e renovação da Umbanda. Tenho para comigo que nossa religião se tornará, a cada dia, mais e mais compreendida, não temida, adorada, alegre, feliz, harmônica. E isso depende muito da gente.

    A energia que começamos em nossos trabalhos é fundamental para estabelecermos o padrão de energia que queremos para 2010. Nosso axé fará a diferença para essa transformação e renovação.

    Portanto, quero pedir aos nossos irmãos de TPM que passem os dias, não só os da gira, em pensamentos positivos. Façamos um esforço, mesmo naqueles dias em que estamos mais tristes, mais nervosos. Naqueles dias em que tudo parece ruir.

    Vamos lembrar que existe nossa Umbanda, nossos Orixás, nossos Guias. Vamos lembrar que fazemos parte de uma terra maravilhosa, divina, harmônica. Vamos vibrar na sintonia da natureza, da Umbanda.

    Assim, acredito, teremos um ano próspero, feliz, harmônico, saudável, cheio de fé e determinação!

    Fraterno saravá!

    Rodrigo Fornos
    Curitiba - PR

    ResponderExcluir
  70. Pai Fernando o medium consciente sempre sera consciente ou com o passar do tempo, afinidade com os guias eles podem retirar ou diminuir sua consciencia?

    ResponderExcluir
  71. Antonio, pequenas alterações na lembrança da incorporação pode acontecer, mas sempre consciente. FMG

    ResponderExcluir
  72. ARLENE DE LOURDES CALLAI MARMENTINI2 de fevereiro de 2010 13:37

    NESTE BENDITO DIA DE MÃE IEMANJÁ,OBRIGADA PELO VOSSO RETORNO.SEJA BENVINDO. PRECISAMOS MUITO DE SUAS ORIENTAÇÕES.EXPLIQUEI AO SENHOR, TER INCORPORADO UM ANIMAL ,AOS 15 ANOS,CONTRA O CHURRASQUEIRO DO RESTAURANTE DAS MINHAS IRMÃS, QUE DESCEU UM FACÃO AFIADO NA MÃO DE UMA SOBRINHA ,HOJE FALECIDA,SÓ LEMBRO DE TER CORIDO, AGACHADO, EM SEGUIDA DEI UM PULO, E DEBAIXO DE MINHAS UNHAS FICOU A PELE DOS BRAÇOS DELE BALANÇANDO...DEPOIS DISSO "APAGUEI"E SÓ VIM À MIM, NO CANTO EXTREMO DO SALÃO ,EU ESTAVA MONTADA ENCIMA DELE ,E ELE INCONSCIENTE. NÃO SEI COMO DESARMEI ELE, O QUE HOUVE, TODOS MANTIVERAM SILÊNCIO TOTAL, DEPOIS FOMOS P/ SP. ABRIR OUTRO RESTAURANTE, ESSE RAPAZ FOI PRA TAUBATÉ, LÁ MATOU UM HOMEM, MAS EU NUNCA MAIS O VI. O SR ACHA Q/ ERA UM CABOCLO DA PANTERA? GOSTARIA DE VER O PONTO RISCADO DELE, SABER O Q/ ELE GOSTA, COR DA GUIA E VELAS. SOU DE CAXIAS DO SUL, RS. OBRIGADA.

    ResponderExcluir
  73. Arlene, pelo tipo que vc descreveu da entidade, saltando em defesa de alguém, e só por isso, pode ser uma entidade dos Caboclos da Pantera. Só devemos corrigir o "animal" porque o Caboclo da Pantera é um caboclo que é chamado Pantera porque costuma usar uma pela para esconder o rosto. Veja em postagens anteriores eu publiquei uma foto de sua imagem na Umbanda. FMG

    ResponderExcluir
  74. Paulo Gardola, não publiquei tua postagem por ter carater particular, mas antecipo que terei prazer em atende-lo. Escreva para meu e-mail fernandoguima@terra.com.br FMG

    ResponderExcluir
  75. Mucuiu Padrinho.
    Final do ano, eu e o Robinson fizemos um Amála para ciganos, em uma campina, No alto de um morro que divide as praias de camburi e boissucanga, com uma linda vista do mar e para as ilhas. Foi mágico.
    Arrumamos em folhas de samambaia que tiramos ali na hora, frutas, TIRAMOS AS BITUCAS DOS CIGARROS ANTES DE ACENDER, e selamos com vinho. Colocamos velas de cera de abelha conforme manda o figurino. náo deixamos nadinha na natureza,,, masssss,,, mesmo assim,,, quando sai ainda fiquei com uma pequena sensação de deixar algo. As velas, mesmo sendo de cera de abelha.
    Padrinho,, o tamanho das velas influenciam muito ? Será que em alguns casos não poderíamos diminuir, para que elas queimem mais rápidas, e sobrem menos na natureza? Quanto tempo a entidade fica do lado do Amala para que ela retire tudo que ela precisa dos elementos? O tempo da vela acesa influencia no efeito final?
    Hoje mesmo estou indo no final de tarde acender uma velinha para mamáe iemanja, ali no canto da praia,,, posso voltar la amanhá para retirar os resto de vela?
    Desculpe o monte de perguntas, mas acho que precisamos nos preocupar com isso mais e mais a cada dia.
    Axé.
    Kiko.

    ResponderExcluir
  76. Pai Fernando o medium consciente ele pode atrapalhar os guias de alguma forma ou eles conseguem mantelo firme?

    ResponderExcluir
  77. Kiko, boa a idéia da vela menor. O tamanho não tem nenhuma influência. O que pesa ou não em uma vela é para onde ela é direcionada por quem a acende. Por isso que a cor pode influir, porque as pessoas fixam a cor da vela ao orixá que pretende oferecer. Fica dificil alguém uma vela Oxossi com a cor azul. Muitos acham, inclusive eu, que a velha lamparina é onde eixiste maior força, isso porque, ao invés de cor, axiste a força dos elementos água e óleo. FMG

    ResponderExcluir
  78. Antonio, a consciencia não tem nada com atrapalhos à entidade. Ao contrario, um médium preparado, ajuda muito a entidade. Já pensou como seria lamentavel se um espirito dce um médico fosse dar consulta incorporando em um médium também médico e que fosse inconsciente? FMG

    ResponderExcluir
  79. Padrinho.
    Mucuiu.
    Ainda fiquei com uma duvida.
    Existe um tempo médio para a entidade sorver toda energia do amalá?
    Li no capitulo 28 de um delicioso livro de um pai de santo muito maneiro, GRIFOS DO PASSADO, (recomendo), sobre um amala feito com o intuito de ajudar um rapaz na UTI, e sobre como se deu a recepção do mesmo.
    Pelo que sinto e pelo que diz neste livro legal, este processo se fez em pouquíssimo tempo.
    Cada caso um caso, ou é uma normalidade esta agilidade da entidade de trabalhar os elementos ali colocados?
    Não quero bater na mesma tecla, mas no meu ver, isto pode mudar um pouco a maneira de manter certos elementos no local.
    Corrija-me se eu estiver equivocado padrinho.
    Axé.
    Kiko.

    ResponderExcluir
  80. Kiko, ensinam que a durabilidade das energias de uma entrega é de tres dias. Eu, particularmente, prefiro não ter isso como verdade absoluta, porque o tempo no espaço não existe. Três dias é marcado pelo tempo, ou seja, pelo nada. Em todo caso, por precaução, eu adoto essa linha até que apareça uma nova explicação e que seja mais convincente. FMG

    ResponderExcluir
  81. Pai Fernando quando o guia incorpora e solta seu brado tipo caboclo assobiando, exu gargalhando significa que ele ja tomou o mental do medium ou seja esta pronto o medium para dar consultas?

    ResponderExcluir
  82. Olá Pai Fernando...td bem...q bom q o blog esta de volta...senti falta de vir aki ler e aprender com o Sr...

    mas a minha duvida é...para um medium umbandista o risco de "pegar" coisa feita é o msm q uma pessoa q não é?

    esses dias atrás estava vendo videos no you tube e lendo os comentarios vi mediuns de rituais diferentes brigando e se ameaçando com trabalhos...achei horrivel...se ja não bastasse td q vem de fora ainda tem q brigar entre si...aff...mas enfim se eles cumprindo as ameaças fazem trabalho um para o outro pega?

    Isamara

    ResponderExcluir
  83. Vitor, agradeço as atenções e lamento que a sua consulta não lhe tenha agradado. Infelizmente não vou publicar seu comentário por fugir ao interesse coletivo deste blog, mas estou à disposição para conversar com vc. pelo meu e-mail fernandoguima@terra.com.br FMG

    ResponderExcluir
  84. Antonio, nunca tinha pensado assim, mas até pode ser essa a causa, embora eu prefira acreditar que seja o folclore da religião. FMG

    ResponderExcluir
  85. Isamara,o risco de ser vitima de algum trabalho é maior para quem não frequenta a religião. Nós estamos sob a guarda dos espiritos e só seremos desprotegidos se cometermos erros como esses que vc falou que estão brigando entre si. Vou sugerir para vc. um ponto que acho importante para os médiuns de hoje: interenet, só veja o que sabe ser correto. Discussões, salas e sei lá mais o que enaltecem pessoas despreparadas para falar da Umbanda. FMG

    ResponderExcluir
  86. Pai Fernando,venho aqui para agradecer a força que está nos dando para iniciarmos nosso trabalho aqui em Cambury-São Sebastião.Estou realmente muito feliz com o trabalho e tenho certeza que iremos ajudar várias pessoas,além de nos fortalecermos espiritualmente.

    ResponderExcluir
  87. PAI FERNANDO,BOA TARDE.GOSTARIA DE CONTAR, SE O SR. PERMITIR ,UM POUCO DE CADA VEZ,MINHA PRÓPRIAS EXPERIÊNCIAS, NA ESPIRITUALIDADE, P/ SEUS LEITORES VEREM, CADA COISA ESQUISITA, OUTRAS VEZES, TÃO INCRÍVEL E MARAVILHOSA, Q/ NOS DEIXA PASMOS. NASCI NUMA FAMÍLIA GRANDE, EU FECHO 1 DZ,CATÓLICOS ROXOS, MEU PAI CANTOU MISSA EM LATIM POR 22 ANOS,MINHA IRMÃS CANTAVAM NO CORO,SEMPRE GRUDADOS NOS PADRES,COLÉGIO DE FREIRA, MEU PAI ERA VIDENTE, E UM MÉDIUM DE EFEITO FÍSICOS,SE FICASSE BRAVO, AS CAMAS SACUDIAM COBERTAS, BOLAS DE FOGO PELA CASA, E O COITADO, IGNORANTE DOS SEU POTENCIAL, ACHAVA Q/ A CASA ESTAVA MAL-ASSOMBRADA, VENDIA À TROCO DE BANANA, E NA NOVA CASA....TUDO DE NOVO!!!!!AÍ A MINHA REVOLTA, OS PADRES TODOS ESTUDAM OCULTISMO, PORTANTO ,ERA SÓ EXPLICAR À MEU PAI,MAS O QUÊ?NADA DISSO! O POVO DEVE SER MANTIDO NA IGNORÂNCIA, SENÃO ...FICA ESPERTO E NÃO ENCHE MAIS OS BOLSOS DELES DE GRANA!AFINAL, QUEM MANIPULA O MUNDO? O VATICANO! MAS OS CATÓLICOS ,NÃO SABEM Q/ AQUELA POTÊNCIA FOI GERADA COM OS BENS CONFISCADOS ,DAS PESSOAS Q/ MUITO HÁBILMENTE, A "SANTA" OU DEVO DIZER ASSASSINA INQUISIÇÃO, ROUBOU, TORTUROU, QUEIMOU VIVAS, ACUSADAS FALSAMENTE DE BRUXARIA...E O VATICANO FOI ENGORDANDO...FALA-SE MUITO, Q/ HITLER MATOU 6 MILHÕES DE JUDEUS, MAS SABEM VCS Q/ EM 500 ANOS A INQUISIÇÃO MATOU MAIS DE 9 MILHÕES? BOM, E FOI NESTA FAMÍLIA, Q/ NASCI, A OVELHA NEGRA DA FAMÍLIA,DIZEM ELES, "DIFERENTE'.UMA CRIANÇA Q/ FUGIA P/ O RIO COM 4 ANOS,SÓZINHA, E ALI EU "APAGAVA", E SÓ VINHA À MIM, COM A IGREJA DA MINHA VILA, TOCANDO A AVE MARIA...AS VEZES DENTRO DA AGUA, OUTRA FORA ,MAS SEMPRE MOLHADA...MINHA MÃE FICAVA COM MEDO Q/ EU ME AFOGASSE, MAS MEU PAI DISSE Q/ ISSO NÃO IRIA ACONTECER...BOM OUTRO DIA CONTO MAIS...UM ABRAÇO

    ResponderExcluir
  88. Pai Fernando o que voce acha do autor W.W Matta e Silva que prega que o medium consciente na verdade nao possui a faculdade de incorporaçao?

    ResponderExcluir
  89. Antonio, o W.W Matta e Silva deixou um enorme legado cultural através de seus livros, os quais li quase todo sinceramente não me lembro dessa afirmação dele, mas fica por contga da opínião dele da qual eu não concordo em absoluto. Se eu fosse aceitar isso como verdade eu me sentiria frustado de ter perdido 52 anos de incorporação, uma vez que sou médium consciente,graças a Deus!, como dizia o conhecido médium Hercilio Maes. FNG

    ResponderExcluir
  90. Para W.W Matta e Silva o medium consciente possui a faculdade de irradiaçao intuitiva e nao incorporaçao

    ResponderExcluir
  91. Olá Pai Fernando!! Aquela proposta para o blog que escrevi antes, eu me enrolei, como sempre rsrs Eu acredito em reencarnação sim, claro! Depois reformulo aquele comentário!
    Hj tenho outra dúvida. Uma vez li sobre acender vela para "anjo de guarda", e a pessoa escreveu que não pode acender a vela com reflexo no espelho, e tb não pode, em pia de banheiro, pq é o lugar da casa que descarregamos, com o banho. Mas nunca tinha ouvido sobre isso. O que o senhor me diz?
    Abs!

    ResponderExcluir
  92. Antonio, ratifico totalmente meu ponto de vista, e é claro que a intuição funciona durante a incorporação. Minha duvida é: quem é médium inconsciente? Está aberta uma lista, podem postar aqueles que não são conscientes. FMG

    ResponderExcluir
  93. Flavio, nenhum das hipóteses tem qualquer consistência dentro da razoabilidade espiritual. As pessoas falam e as coisas vão sendo passadas de um para outro. Pode acender a vela onde quiser e tiver espelho, mas no banheiro não acho de bom gosto. FMG

    ResponderExcluir
  94. JOÃO EMERSON DA COSTA6 de fevereiro de 2010 09:56

    PAI FERNANDO,ESPERO QUE SEU EXEMPLO SEJA SEGUIDO NO TERREIRO.OQUE OCORREU NA SEGUNDA ME REMETEU A UMA CONVERSA DO SEO JOÃO CAVEIRA,QUANDO UM ADOLESCENTE CHEIO DE ENERGIA E DÚVIDAS SENTOU NA FRENTE DELE E COMEÇOU A PERGNTAR SOBRE TUDO:"SEO JOÃO OLHOU PRA CAMBONE E DISSE:"SE QUEREM QUE O JOVEM TENHA ATENÇÃO,VCS DEVEM DAR ATENÇÃO AOS JOVENS.E DISSE A CARMEM SILVIA É BOA NISSO.NÃO SOU DO TEMPO DELA NO TPM,...MAS ACHEI BONITO SEU JOÃO TER USADO O VERBO SER NO PRESENTE E NÃO NO PASSADO. "É BOA NISSO.SÓ FUI ENTENDER O COMENTÁRIO DELE NESSA SEGUNDA,QUANDO O SENHOR FALOU SOBRE OS JOVENS NA RELIGIÃO:NÃO SÓ NOVOS EM IDADE CARNAL MAS NOVOS NA RELIGIÃO,E A ATENÇÃO QUE O SENHOR DARIA A ELES...OBRIGADO,POR MAIS ESTA LIÇÃO.

    ResponderExcluir
  95. Olá Pai Fernando,

    tempos atrás perguntei vossa opinião sobre convidar uma pessoa pra ir ao terreiro, sendo ela seguidora de outra religião.

    Hoje ela pensa em entrar na corrente, tem sonhos e, de alguma forma passou a usar sua intuição...

    Em outro caso, numa consulta ao caboclo akuan, pedi a recuperação física de uma amigo que estava no hospital, sentei-me ao meio do terreiro. Meu pensamento durante os passes eram muito claros, e naquela hora, não era sua recuperação física que importava, e sim suas más companhias que me preocupavam... pedia para que se afastassem dele, ou ele delas.

    Meu amigo está ótimo de saúde, rumou para uma religião (pena que não a nossa), mais confiante e "pés no chão".

    As entidades da Umbanda são magníficas, atingem o ponto certo, seja qual for o problema. A cada dia passo a aprender mais e gostaria de agradecer os frutos colhidos dessa árvore: Umbanda.

    Um Abraço

    Saravá

    ResponderExcluir
  96. Pai Fernando meu exu o senhor Marabo do cemiterio ja esta algum tempo vindo gargalhando gostaria de saber se ele ja pode com isso usar minha fala para dar consultas?

    ResponderExcluir
  97. sidney oliveira, ctba6 de fevereiro de 2010 20:28

    Antonio

    Parabens pela iniciativa de trazer uma duvida para o debate. Em meu trabalho isso é sempre bem vindo. E com a mediacao de todos vai ficando ainda melhor.

    Com autores nacionais os problemas, em sua maioria, sao com a edição (nem sempre ha uma revisao profissional) ou com a continuidade da obra do autor.

    Nao sao poucas as historias de brigas entre os que alegam ter direitos de publicar obras ineditas ou revisoes e atualizacoes.

    Descartado tudo isso, as vezes, é necessário discutir se uma tese é produto do autor ou de nossa leitura desse autor. Ambas sao valiosas, mas no debate é importante saber de qual delas se trata.

    Antonio vc lembra a obra e a pagina que está essa idéia do autor?

    um grande abraco
    Sidney

    ResponderExcluir
  98. Antonio, isso vc deve perguntar ao seu pai de santo, mesmo porque seria falta de ética de minha parte e depois, quem sabe, vc não fosse gostar da minha resposta, pois dar gargalhadas não significa absolutamente nada. FMG

    ResponderExcluir
  99. Pai Fernando se pode fazer um amala para as entidades sem que elas peçam?

    ResponderExcluir
  100. Antonio, entidade não pede amalá, ela recomenda, afinal o unico beneficiado com o resultado de um amalá é quem oferece. FMG

    ResponderExcluir
  101. Bom dia a todos... Pai Fernando, esses dias me perguntaram pq alguns espíritos ficam 'presos' à rotina que tinham qdo vivos... eu respondi que achava q era por não terem consciência de sua nova condição e que por isso não conseguiam receber ajuda dos espíritos para dar continuidade à sua caminhada espiritual. Mas fiquei em dúvida se minha resposta está correta, msm pq não sei daonde a tirei, hehe... É por aí msm ou o q falei é um completo absurdo? :o)

    Beijinhos e obrigada, Dê

    ResponderExcluir
  102. Denise, vc não falou nenhum absurdo. É isso mesmo, exceto que nem sempre o espirito ainda apegado às coisas da matéria precise ser encaminhado como se ele fosse um transtorno. Essa avalaiação não deve ser feita de forma precitada, porque muitas vezes os espiritos familiares e amigos nos vem visitar o que não quer dizer que eles estejam presos à matéria. FMG

    ResponderExcluir
  103. Ana Carolina, é isso mesmo. Respondi para vc aqui, colocando-me à disposição da pessoa que quiser saber que responderei com o maximo prazer. FMG

    ResponderExcluir
  104. BOA NOITE PAI FERNANDO.PERMITA-ME COMPARTILHAR O MEU MODO DE FAZER AS LAMPARINAS,EU AS PREFIRO, POIS EXISTEM FÁBRICAS DE VELAS Q/ COMPRAM E REUTILIZAM , AS SOBRAS DE VELAS, DE IGREJAS, CEMITÉRIOS, ETC...É FACIL IDENTIFICAR; É UMA CÊRA MOLE,GRANULADA,DE CORES ESTRANHAS. ALÉM DA PARTE ESPÍRITUAL, TEM A ECONOMIA. EU CORTO UMA RODELA DE ROLHA, NÃO MT GROSSA, FAÇO UM FURO NO MEIO, EMCAPO, SÓ A PARTE DE CIMA,C/ PAPEL LAMINADO ENFIO NO BURACO UM ILHÓS(DE COSTURA)CORTO UM PEDAÇO DE BARBANTE MÉDIO, E ESTÁ FEITO. COMO EU GOSTO DE CORES, COLOCO A ÁGUA,PINGO CORANTE COMESTÍVEL, DE TINGIR GLACÊ DE BOLO, NA COR DESEJADA. COLOCO O ÓLEO, E P/ QUEM QUISER INCREMANTAR MAIS, TEM UM PÓ TB DE BOLOS, TEM PRATA ,PÉROLA, E DOURADO. COLOCO POR CIMA PARELHO, DEPOS ELE DESCE, E FICA ENTRE O ÓLEO E A AGUA. É LINDO!BOA NOITE, E OBRIGADA.

    ResponderExcluir
  105. Claudinei Oliveira (Curitiba)8 de fevereiro de 2010 19:52

    pai fernando..

    nao sei se ja foi perguntado isso mas pergunto novamente...

    vou dar um Exemplo para q o Sr. entenda minha pergunta:
    supondo que eu seja de Sexta-Feira e a minha mulher trabalhe na segunda-feira e uma entidade que trabalha comigo na sexta o mesmo espirito tbm trabalhe com ela na segunda...e por ventura ela venha trabalhar na sexta e nos dois trabalhamos com a mesma entidade(espirito)..como que funcionaria nessa questão?..a entidade teria que escolher entre eu e ela..coloquei dessa forma para ficar mais claro...gostaria que o Sr. me explicase?

    Claudinei

    ResponderExcluir
  106. Arlene, foi boa a sugestão. Quem quiser pode aproveitar. FMG

    ResponderExcluir
  107. Claudinei, pode acontecer da entidade trabalhar com os dois, pois ela pode desdobrar sua energia e ainda pode acontecer o caso, mais comum, de ser a mesma entidade com energia diferente. Tipo, quando exemplificar essa situação, os Policia Militares. Todos iguais, mesmo tamanho, tipo, e cumprem a mesma ordem que vem de seu comandante. E todos se chamam "Pms". FMG

    ResponderExcluir
  108. Olá Pai Fernando eu me chamo Alexandre e moro em Poços de Caldas/MG, gostaria de tirar algumas dúvidas com o senhor:
    Eu gostaria de saber qual é a importância de sabermos qual o orixá que governa a nossa cabeça?
    Gostaria também de saber como posso ter certeza de quem é o meu orixá de cabeça, pois, já passei por vários babalorixas e pais e mães de santo e cada um diz que sou filho de um determinado orixá ou que existe uma guerra de orixás em minha cabeça. Isso é normal?

    Gostaria também de saber se é possível um exú (*tranca rua) dizer que é um de nossos guias e ao mesmo tempo trancar os nossos caminhos? Isso é normal? Essa entidade poderia estar fazendo isso com um fim específico - tipo chamar a atenção para alguma coisa? Ou Essa entidade seria um obsessor querendo atrapalhar uma vida e se fazendo passar por um guia de luz? Obrigado pela atenção, Alexandre - ayres.adv@hotmail.com

    ResponderExcluir
  109. Alexandre, seja bem-vindo ao blog. Na Umbanda o relacionamento com nosso pai de cabeça, ou seja, a entidade que vai nos conduzir na nossa vida espiritual tem que obrigatoriamente pertencer ao nosso Orixá Cósmico. Vou exemplificar, eu sou filho de Ogum, meu pai de cabeça é o Caboclo Akuan, também da linha de Ogum. Por isso acho fundamental sabermos a nossa oriegem cósmica. A razão que os pais e mães de santo não dão a mesma informação,não sei explicar. Briga de cabeça acontece, mas éd um termo que se usa erroneamente. Na verdade é quando a pessoa tem quase a mesma influencia da vibração do orixá dificultando a sua revelação. Quanto ao Exu Tranca Ruas trancar nossos caminhos só pode ter sido falado por alguém que desconhece completamente a beleza da Umbanda e a participação positiva dos Exus. Um absurdo, pode ficar certo e não ouça mais bobagens desse tipo. Vc pode colher excelentes informações do Exu Tranca Ruas das Almas no nosso dite www.paimaneco.org.br, inclusive porque tem o nome Tranca Ruas. Vc ficará surpreso. FMG

    ResponderExcluir
  110. Alan direto de Recife,
    Pai Fernando,
    Eu vi o comentário sobre oa possibilidade do exu tranca ruas trancar ou dificultar o caminho de uma pessoa ou o próprio médium. Certa vez, um médium do terreiro no qual eu faço parte fez um agradecimento ao Sr. Tranca Ruas, levando um garrafa de cachaça de presente. O médium naturalmente agradecia por alguma vitória na sua vida. O Sr. Tranca Ruas disse que chegará o dia que um médium agradecerá a ele por uma vitória de outra pessoa que o médium considerava como um inimigo. Sr. Tranca ruas ainda disse assim:" Será que um dia vocês ficarão felizes pela vitória de uma pessoa que vocês não gostam". Por esse ensinamento do Sr. Tranca Ruas, eu não acredito que um exu necessite trancar o caminho de alguém.
    Quanto a garrafa de cachaça levada pelo médium, Sr, Tranca Ruas sempre fala que esse é um simbolismo importante para o médium e não para o exu. Eu mesmo já presenciei várias giras do
    sr. tranca ruas com uma garrafa de cachaça na mão, mas sem ingerir uma gota da bebida.
    Outra coisa que Sr. Tranca rusa sempre fala: "eu seria burro se aceitasse prejudicar a vida de alguém, porque isso não me permitiria visualizar a luz"
    Um abraço a todos

    ResponderExcluir
  111. ARLENE MARMENTINI, CAXIAS DO SUL9 de fevereiro de 2010 18:18

    BOA TARDE, PAI FERNANDO. FAZ 3 ANOS Q/ SAÍ DA UMBANDA. PRIMEIRO, FOI A MORTE DO MEU FILHO, E LOGO EM SEGUIDA, FALECEU MEU PAI DE SANTO. ELE ERA UM HOMEM COMO POUCOS, SÉRIO, JUSTO ÍNTEGRO AO PONTO DE NINGUEM OUSAR PEDIR À ELE,UM TRABALHO, POR EXEMPLO, P/ SEPARAR UM CASAL, OU FAZER MAL A ALGUÉM, POIS SERIA SUMÁRIAMENTE EXPULSO DA TERREIRA, CHEGOU A FAZER ISSO C/ 4 MÉDIUNS DE UMA SÓ VEZ, EU O RESPEITAVA MUITO, CONFIAVA , FOI SÓ C/ ELE Q/ ACEITEI FAZER AS 12 MESAS. MAS AÍ, ACONTECEU ISSO TUDO...A TERREIRA DO MAIS LINDO OGUM DAS MATAS FECHOU...E NUNCA MAIS TRABALHEI.. GOSTARIA Q/ O SR. EXPLICASSE,O Q/ ACONTECEU QUANDO TRABALHEI EM OUTRA TERREIRA, DUM PRETO VELHO, ANTES DESSA, FIQUEI LÁ POR 10 ANOS. NUNCA RECEBIA POMBA GIRA, ATÉ Q/ UM DIA ,O CHEFE RECEBEU O BARÁ, E DISSE Q/ EU IRIA RECEBER"NA MARRA"MANDOU OS TAMBORES PUXAR OS PONTOS, SÓ EU E ELE, DEPOIS DE UM TEMPO , A GIRA ENTROU, MAS EM SEGUIDA, UM DOS MEUS GUIAS ENTROU EM MIM, COM TANTA FORÇA, TIROU A GIRA , E EU ME ARREBENTEI NO CANO DE FERRO, Q/SEPARAVA O PÚBLICO. O BA´R ENTÃO , DEU A ORDEM Q/ NUNCA MAIS CHAMASSEM O PONTO DELAS P MIM. 2 ANOS MAI TARDE, PASSEI A RECEBER UMA DELAS, MAS DAÍ EU SAÍ DA TERREIRA. O SR PODE ME DIZER O PORQUE DESTE GUIA, NÃO SEI QUEM FOI, NÃO DEIXAR ELAS ENTRAREM? OBRIGADA. COM CARINHO......

    ResponderExcluir
  112. Weber, cometi um engano e não sei em que lugar vc fez a postagem perguntando se o Terreiro do Pai Bubbi, em São Paulo, já foi reaberto. Quem souber favor postar. FMG

    ResponderExcluir
  113. Arlene, não sei explicar e nem posso, pois não assisti o que aconteceu e as razões que levaram o dirigente a usar desse expediente. Isso eu não faço, mesmo porque entendendo que seria interferir no livre arbitro do médium. FMG

    ResponderExcluir
  114. Mucuiu Pai Fernando !
    sou Roberta, moro no Rio. Fazia parte do TPM do Rio de janeiro.Gostaria muito da permissão do senhor de lhe enviar um e-mail.Se o senhor achar que não,tudo bem.Quem não se arrisca, não sai daonde está.
    não precisa postar .. foi só uma maneira de falar com o senhor.
    agradeço desde já.
    saravá
    Roberta Castro ( filha de Ogum )

    ResponderExcluir
  115. Claudinei Oliveira ( Curitiba )10 de fevereiro de 2010 01:49

    Pai Fernando se me permite..

    Arlene gostei da sua ideia das lamparinas...e minha mulher achou interessante como artezanato tbm...como podemos entrar em contato pra vc me explicar melhor como montar..

    ResponderExcluir
  116. Claudinei Oliveira ( Curitiba )10 de fevereiro de 2010 01:53

    e Pai Fernando aproveitando a deixa pergunto..

    a isa estava me contando q leu em algum livro e gostaria de saber do Sr. se procede esta informação...

    verdade que no astral a chama da lamparina ou da vela de cera é melhor visualizada e eficaz para os guias doque a chama das velas de parafina?

    abraço

    Claudinei - Curitiba

    ResponderExcluir
  117. Claudinei, acho que o conjunto do fogo com o óleo e água pode trazer alguma força a mais do que as velas de parafina, o mesmo acontecendo com as velas de cera,mas daí dizer que o astral vizualiza melhor acho exagero. FMG

    ResponderExcluir
  118. Roberta, pode escrever para meu e-mail fernandoguima@terra.com.br que terei o maior prazer em trocar idéias com vc. FMG

    ResponderExcluir
  119. Pai Fernando. Mucuiú!

    Só estou passando para dizer que o amoooooooooooooooooo, o senhor está no meum coração!

    Axé Luna de Yemmanjá.
    RJ

    ResponderExcluir
  120. BOA TARDE ,PAI FERNANDO. PEÇO VOSSA PERMISSÃO P/ RESPONDER AO SR. CLAUDINEI .MEU (E-MAIL;anjoazul10@yahoo.com.br),PAI FERNANDO, O SR DIZ Q/ SEU AKAUAN,É SEU PAI DE CABEÇA? PENSEI Q/ SÓ O ORIXÁ SERIA. TENHO TANTAS DÚVIDAS, ESPERO Q/ O SR. NÃO SE CANSE DAS MINHAS PERGUNTAS.POR EXEMPLO, COMO É POSSÍVEL , Q/ ENTIDADES DE ORIXÁS DIFERENTES, TRABALHEM C/ A MESMA PESSOA?TRABALHEI COM VÁRIAS ENTIDADES, PORÉM UMAS SÃO BEM MAIS DOMINANTES Q/ OUTRAS.O MAIS FORTE Q/ RECEBIA, ERA O CACIQUE TUPINAMBÁ, O PRIMEIRO A CHEGAR,QUEM DAVA OS PASSES, (MENOS OS DE CURA, AÍ TIO ANTONIO TOMAVA CONTA)PORÉM , NO DIA DO DESENVOLVIMENTO DOS MÉDIUNS,ERA ORGANIZADAS DUAS CORRENTES, EU COMANDADA UMA , MEU COLEGA OUTRA. ELE COM SEU URUBATÃO EU C/ TUPYNAMBA, SÓ Q/ ENTÃO ELE SE RETIRAVA E, O CABOCLO VENTANIA COMANDAVA O DESENVOLVIMENTO. SE O VENTANIA É DE IANSÃ, EU COMO FILHA DE OGUM E OXUM,COMO PODIA SER?APESAR Q/ MINHA MÃE JANAÍNA, ERA TÃO FORTE COMO OXUM ....APESAR DE TRABALHAREM DIFERENTE...GOSTARIA Q/ ME EXPLICASSE, SE SOU FILHA DE OGUM COMO TRABALHO C/ TANTOS ÍNDIOS?SETE FLEXAS, AYMORÉ, CABOCLA IRACEMA, O DA TRIBO DOS TAPAJÓS...UMBIRAJARA...SERIA APENAS QUESTÃO DO MEU AMOR POR ELES? AFINIDADE?EU SÓ CONSIGO TRABALHAR DE PÉS NO CHÃO , MESMO C/ NEVE,E COM UMA BANDANA COLORIDA NA TESTA, E TRANÇA...P/ VIAJAR, É A MESMA COISA....SÓ SENTO NO VOLANTE DESTE JEITO...SÓ ASSIM ME SINTO SEGURA...OBRIGADA, AGUARDO VOSSA RESPOSTA. COM CARINHO.....ARLENE.

    ResponderExcluir
  121. Arlene, o médium trabalha em todas as linhas, inclusive as neutras e com varias entidades. Todas, porem, no plano astral obedecem as recomendações do pai de cabeça do médium. Pode perguntar que sem isso o blog desaparece. Todos nós aprendemos alguma coisa em cada pergunta que é postada, FMG

    ResponderExcluir
  122. (POSTEI ESSA PERGUNTA NUM POST LÁÁÁ DE TRÁS MAS NÃO OBTIVE RESPOSTA, POR ISSO COLOCO ELE AQUI)

    OLÁ PAI FERNANDO! ME CHAMO VANESSA E SOU DO RIO DE JANEIRO. EU NUNCA HAVIA PARTICIPADO DE UMA GIRA ANTES MAS EM ALGUNS OUTROS CENTROS QUE FUI, OS VOVÔS ME ACONSELHAVAM A 'DEIXAR MINHAS ENTIDADES TRABALHAREM' E 'COLOCAR ROUPA PARA TRABALHAR' ISSO SIGNIFICA QUE ENCORPORO?
    ENTÃO, MINHA AMIGA ME LEVOU NO CENTRO QUE ELA FREQUENTA JÁ HÁ UM TEMPO E A MÃE DE LÁ ME DISSE QUAIS ORIXÁS EU TENHO, PARTICIPEI DO AMACI E JÁ TO NA GIRA. COMO TUDO NA MINHA VIDA, AS COISAS ACONTECEM RÁPIDO DEMAIS E ENTRO DE CABEÇA SEM MEDO. E QUANDO TOCA O PONTO DO MEU ORIXÁ, E QUANDO RECEBO PASSES DELA, FICO COM UMA DOR DE CABEÇA FORTE BEM MA COROA, MEU CORPO DESEQUILIBRA E MEUS OMBROS COMEÇAM A MEXER, VIBRAR AO SOM DOS ATABAQUES. MAS COMO TODOS AINDA TENHO DÚVIDAS SE NÃO SOU EU QUE ESTOU ME AUTO SUGESTIONANDO A TAL. GOSTARIA MESMO ERA DE SABER SE ESSES SINTOMAS SÃO DE ENCORPORAÇÃO. OUTRA DÚVIDA MINHA É, DOIS PAIS DE SANTO DIFERENTES QUE NÃO SE CONHECEM ME DISSERAM QUE SOU DA IANSÃ COM OBALUAÊ, ENTÃO NÃO RESTA DÚVIDA NÃO É? SINTO MUITO FORTE A VIBRAÇÃO DA IANSÃ NA GIRA. POR ISSO QUE SINTO AS DORES DE CABEÇA. UM FORTE ABRAÇO!

    ResponderExcluir
  123. Vanessa, é possivel que vc tenha postado em outro tópico anterior e não neste. Em todo caso,como vc repetiu, vamos deixar o outro para trás. Se vc foi convidada pelos Pretos Velho para entrar na gira, não tenha duvida que vc incorpora. Só espero que vc tenha entrado por vontade propria sem nenhuma pressão, mesmo porque convite não é coação. Tudo que está acontecendo com vc está dentro da normalidade, mas precisa ser controlado. vc não pode ficar incorporando desordenadamente sem uma orientação do dirigente. Fique tranquila que a maioria dos médiuns têm essa preocupação de pensar que está sendo vitima do seu proprio pensamento. Na continuidade vc verá que a consciencia não será obstáculo para boas incorporações. Eu não cultuo Obaluaiê como Orixá de Cabeça, e por isso se vc é mesma Iansã, na minha concepção teu Orixá masculino terá que ser Xangô, porque Iansã é o feminino de Xangô. Dessa linha é que sairá o caboclo teu pai de cabeça, aquele que orienta tua vida espiritual. Em todo caso não quero ferir a ética, mas sugiro que vc consulte teuy pai de santo. No mais, quando quiser trocar idéias, é só postar. FMG

    ResponderExcluir
  124. MAS É POSSÍVEL TER DUAS YABÁS? TIPO IANSÃ E IEMANJÁ?

    ResponderExcluir
  125. Mucuiu Painho!nao sou da corrente,nao tenho a cabeça lavada, ainda nao consegui saber quem é meu Orixa,mas sei quem é meu mega pai de cabeça.E pensar que tentaram me dissuadir pois falaram que meu pai era "muito pesado". comoçoes a parte, pedimos imploraos a Ogum. Ogum nos ouviu.e nao vai permitir que nos separam. Entao li sua postagem sobre "pais e filhos e fiquei muito comovida. Porque quando soube quem era meu pai ja sabia tudo que ele havia feito por mim. Hoje depois de um ano é a luz da minha vida e sem ele eu nao se estaria aqui postando toda feliz porque assim como pai Akuan,indio brabo, sempre preocupado com algum a coisa, muitas vezes rude, demonstra tanto carinho e cuidado que eu nunca tive dos encarndados, e quando Deus une ninguem separa.Se eu for contar as provas que tive, e Akuan nao so repartiu o prato, mandou bem cheio, e meu pai" mandando ir a luta, ora que soldado é voce", penso que quando o pai se manifesta deve ser acolhido com amor pelo filho, nao importa quanto trabalho pesado ha de vir, por que ele estará sempre lá,protegendo o filho na hora da batalha.E li sua opiniao janeiro. Ja vi o quanto repercutiu no TPM.Outro item que gostaria de ressaltar é a responsabilidade que todos aqueles que frequentam o terreiro tem perante a sociedade.Julgo por mim, que mesmo nao sendo ninguem no contexto da Umbanda,ao ser indagadada, digo que vou aí. Apos a rajada de criticas, apenas digo que lugar de discutir religiao é no Iraque. e deixo falando. No começo me surpreendeu a quantidade de pessoas que vem me pedir para "rezar" por elas. E eu rezo... e minhas preces e os nomes das pessoas entregues às enidades tem surtido um efeito magico.Por isso o comportamento e o carater tem de ser compativeis com a seriedade da Casa.Estou fazendo a coisa certa, meu pai? beijos. Inayara.

    ResponderExcluir
  126. Vana, ninguém pode ter dois pais ou duas mães. Vá e indague com teus dirigentes e peça uma definição. Isso é um direito teu. FMG

    ResponderExcluir
  127. Inayara, vc está dando uma prova real e muito bonita não só de respeito e caridade, mas como o umbandista pode cultuar sua religião sem estar vinculado à gira. FMG

    ResponderExcluir
  128. José Carlos e Grasiele, vc postaram em comentário antigo. Não posso mudar, mas peço que vcs mandem outra vez os comentários para essa tópico, pois o que vamos discutir pode interessar a outros. FMG

    ResponderExcluir
  129. Oi Pai Fernando, qual sua posição em relação a eutanasia de animaizinhos, que o veterinário já disse não ter mais cura, e que a dor física só é minimizada com fortes analgésicos?

    ResponderExcluir
  130. painho, saravá!fiquei muito feliz com seu comentario mas morrendo de vergonha dos erros de digitaçao porque corrigi muitos "defeitos de fabrica" no TPM mas continuo acelerada. Perdoes mil, estou me esforçando para pisar no freio...beijos.

    ResponderExcluir
  131. Maura, acho uma questão muito complicada de responder. Embora eu não use a eutanasia em meus cães, na verdade não sou contra. Tudo depende daq situação do animal. Dizem que a eutanasia está agredindo a natureza, mas as maquinas nas UTIs têm o mesmo efeito. FMG

    ResponderExcluir
  132. Olá Pai Fernando,

    Sonhos.

    É comum médiuns sonharem que estão no terreiro? Isso é saudade ou algum trabalho acontecendo? Como estou viajando muito, chego a frequentar, uma gira no mês, as vezes nenhuma...

    Em outros casos, através dos sonhos com a umbanda, acordo pensando que devo fazer/resolver assuntos que pareciam pendentes e até do passado.

    abraços, se tivesse gira essa segunda....

    ResponderExcluir
  133. Paulo Godinho, pode ser saudade, encontro espiritul ou trabalho que às vezes fazemos enquanto dormimos. FMG

    ResponderExcluir
  134. Pai Fernando,ola que maravilha o blog estar de volta.Gostaria de saber se quando mudamos de terreiro,ocorra o termino das afinidades com as entidades que deixamos de conversar e estar sempre em contato,digo isso porque hoje não sinto em meu coração mais a ligação que sentia.

    ResponderExcluir
  135. Alexandra, se isso está acontecendo é bom vc administrar esses sentimentos, porque a falta e afinidade pode estar ligada com a afinidade dos médiuns do outro terreiro e falta disso com os do atual, ainda podendo acontecer a vibração diferente entre os terreiros. Acho que com paciencia as coisas voltarão ao normal. Descarto a possibilidade das entidades terem a ver com esse teu momento. FMG

    ResponderExcluir
  136. Pai Fernando posso dar palpite na questão eutanasia em animais?

    Eu sempre fui contra...tive uma gata q amei mt...ela ficou mt doente e não tinha cura...qnd o veterinario me disse q a melhor solução era a eutanasia...não fiz e corri pro terreiro em busca de um milagre...conntei sobre ela pra o Sr Akuan q me disse q faria o melhor por ela...me deu uma vela e mandou acender do lado dela qnd eu chegasse em casa...na msm noite ela se foi...então fiquei balançada sobre isso...pois eles não tem mt mais oq aprender...e só sofrem...então será q não é melhor msm acabar com o sofrimento...ou de qqr forma seria mata-los?

    Abraços Isamara

    ResponderExcluir
  137. Pai Fernando,
    Queria tirar uma dúvida. Algumas vezes qdo incorporo o caboclo de ogum ele parece que fica segurando um coité "imaginário", no começo não entendia o que era, mas aos poucos foi clareando, chego a sentir que seguro algo e minha mão fica mesmo como se estivesse com algo ali, sei como o objeto é de aparência e o caboclo trabalha com ele na vibração. Como funciona isso? É estranho pois não tem nada físico, mas existe algo no espirual que ele traz? como é isso?

    ResponderExcluir
  138. Estou respondendo duas perguntas feitas no Dicas para Desenvolver a Mediunidade.


    José Carlos, premonição é prever os acontecimentos futuros.

    Grasiele, eu não sei como vc possa ajudar seu amigo sem avisa-lo para ir na Umbanda. Quem sabe a Umbanda que ele esteve não foi apropriada pára ele. De que cidade vcs são? Escreva-me para eu saber como podermos agir para ajuda-los. FMG

    ResponderExcluir
  139. Nathalia, pode ser uma porção de coisas, desde um tacape até uma lança. Não dê importancia para isso. Na continuidade vc vai saber. FMG

    ResponderExcluir
  140. sou medium conciente.

    SALVADOR LOPES,
    São Paulo

    ResponderExcluir