Assine aqui para receber atualizações deste blog

quarta-feira, 14 de setembro de 2011

AMALÁ

Pessoal, estou na ativa novamente e adotei novas regras em relação ao blog. Agora apenas os seguidores poderão comentar, assim eu sei para quem estou respondendo.


Vamos começar com um tema que foi alvo de discurso do Pai Fernando na gira passada: Amalá.
Tudo começou em razão de uma pessoa que foi fazer um amalá do qual ela não teve participação na feitura.
Na sua opinião, qual é a real importância do amalá? Quando, como e quem fazer?
Está aberto o tópico.

Axé,
Camila

23 comentários:

  1. Bom na minha opinião, como é para algo que eu preciso, eu é que tenho que fazer. Consigo imaginar que uma mãe que o filho está doente possa fazer por ele,mas em outra situação não.Se é para criar um campo de força para algo que será usado a meu favor , não vejo como não ter minha participação.
    Mas eu quero usar este espaço aqui para falar de coisas que eu não sabia e que descobri ontem. Num amalá que estavam entregando ontem para Xangô havia acaçá, que eu não sabia do que se tratava, nem para o que servia. Peço então que se puder Camila explique um pouco sobre os amalás porque, como eu não sabia, muita gente não sabe.Nos acostumamos com os 'ingredientes " que estão no site e talvez acha outros que desconhecemos. Eu creio que haja uma multiplicidade de funções num mesmo amalá que são desconhecidas pela maioria, inclusive por mim.

    ResponderExcluir
  2. Andrea,
    Desconheço que o acaçá seja comida de Xangô. Em todo caso, se alguém souber explicar, está aberta uma boa oportunidade aqui.

    Axé,
    Camila

    ResponderExcluir
  3. O Acaçá é uma comida ritual do candomblé e da cozinha da Bahia. Feito com milho branco ou vermelho, que fica de molho em água de um dia para o outro, e deve ser depois passado em um moinho para formar a massa que será cozida em uma panela com água, sem parar de mexer, até ficar no ponto. Este se adivinha quando a massa não dissolve, se pingada em um copo com água. Ainda quente, pequenas porções da massa devem ser embrulhadas em folha de bananeira já limpa, passada no fogo e cortada em pedaços de igual tamanho, para ficar tudo harmonioso.
    Colocar a folha na palma da mão esquerda e colocar a massa. Com o polegar dobrar a primeira ponta da folha sobre a massa, dobrar a outra ponta cruzando por cima e virando para baixo, fazendo o mesmo do outro lado. O formato que resulta é o de uma pirâmide retangular.
    Todos os orixás recebem o acaçá como oferenda.

    ResponderExcluir
  4. Mãe Camila, mucuiu!

    Amalá para mim é o encontro com a Umbanda. Sim, porque a Umbanda é a natureza, são as vibrações cósmicas no planeta. São os rios, os mares, os minerais, as matas, o tempo e o vento, as pedreiras.

    Queiramos ou não, vivemos na Umbanda.

    Amalá é o momento de ligação com o Astral, com nossos guias. Por ele recebemos a energia manipulada. No amalá há a transformação, o equilíbrio, o começo - ou recomeço.

    Há quatro giras atrás Seu Arariboia pediu a um filho de corrente que fizesse um amalá. E ontem mesmo, Pai Serafim pediu a um consulente que fizesse um amalá.

    Muitas vezes esquecemos de nos ligar, de nos conectar com o Astral. Ficamos, talvez, ansiosos apenas pela gira e esquecemos dos outros dias. A Umbanda está dentro da gente! Sempre!

    É isso!

    Saravá!

    ResponderExcluir
  5. Muito obrigada Tchoméri.
    Está ai a explicação Andréa.

    Saravá!!!

    ResponderExcluir
  6. Bem... vou dar minha humilde opinião.

    Eu não costumo fazer amalá, acho que eles devem ser feitos com um objetivo específico, então fiz muito poucos e todos foram pedidos por entidades, pq tenho receio de acabar fazendo um amalá e gerando "um maremoto p/ apagar um papelzinho q pegou fogo", então faço com orientação, hehe....
    Exceto o último que fiz, pois estou com uma amiga gravemente enferma, que mora no RJ e não tem nem como sair do hospital, perguntei ao Pai Fernando se podia fazer um amalá p/ Oxossi p/ reforçar a saúde dela e ele disse q sim.

    Então, eu acho que cd caso é um caso, se a pessoa pode estar presente para ela mesma fazer o amalá é o ideal, mas se é um caso grave penso que as entidades irão ajudar msm se for outra a fazer.

    Sobre os 'ingredientes'... não sei se faço certo, mas qdo me recomendam um amalá, eu vou lá no pé da imagem e mentalizo pedindo que a intuição me ajude a escolher os ingredientes, me atenho ao que é de cd linha como consta no site, mas a composição dele eu sigo a minha intuição.

    Beijinhos, Dê

    ResponderExcluir
  7. Denise,
    Os amalás dos Orixás são conhecidos e não se deve alterar, mesmo por intuição. Não existe mistério, é aquilo e pronto.
    Axé,
    Camila

    ResponderExcluir
  8. Cami,

    eu acredito que o Amalá é uma ligação com os orixás e com os espíritos. Acho muito importante manter essa ligação e todo ano eu faço meus amalás para exu e pomba gira, os 7 orixás, pretos, erês e linhas neutras.
    Além desses, se acontecer de alguma entidade me pedir para fazer algum ou depois de uma conversa com o Pai Fernando, quando ele sugerir um amalá para os pretos velhos, rs, eu faço também!
    Todos eles são feitos e entregues por mim, pois não vejo sentido serem serem feitos ou entregues por outra pessoa.

    obs: não seio que eu fiz ou se é por causa do blog da empresa, mas o comentário está saindo com o nome da empresa, não consigo mais fazer o login como pessoa física!!rs

    beijos

    Mariana Meister

    ResponderExcluir
  9. Oi Camila, talvez eu não tenha explicado direito, eu não altero, por exemplo, no site o amalá de Iansã consta: milho em espiga com mel ou acarajé ou canjica amarela o que faço é pedir intuição para qual usar. Consegui explicar? :o)

    Beijinhos, Dê

    ResponderExcluir
  10. Mari, exatamente isso que eu queria deixar bem explicito aqui, porque o amalá é essa sintonia. Acredito que ficou bem claro aqui.
    Saravá!!

    ResponderExcluir
  11. Denise, agora ficou mais claro sim.
    Axé,
    Camila

    ResponderExcluir
  12. olá.
    sou novato, fiz amaci nessa última quinta, e fui informado que devo preparar um amalá pro meu orixá, xangô.
    gostaria de ser esclarecido com relação a uma possível falta de entendimento meu.

    - pai fernando: "A intuição deve fazer parte da construção de um amalá. Existem receitas das entregas de cada Orixá ou espírito, mas ele não deve ser somente uma cópia. Alguns elementos que devem ser acrescentados nos amalás, desde que não fuja da vibração do orixá a quem se entrega, vem por intuição."

    - mãe camila: "Denise,
    Os amalás dos Orixás são conhecidos e não se deve alterar, mesmo por intuição. Não existe mistério, é aquilo e pronto."

    quando eu vi que ia camarão no amalá de xangô, não sei, minha intuição diz: 'isso é um elemento estranho'.

    prestemos atenção quando o pai fernando fala "desde que não fuja da vibração do orixá a quem se entrega". no meu entendimento existem 'n' elementos com vibração de xangô para esse propósito. mas eu ainda não possuo um bom nivel de 'conexão' com ele pra poder pensar em algo melhor.

    de qualquer forma, se alguém puder me informar outros elementos da vibração de xangô, eu agradeceria.
    obrigado.

    ResponderExcluir
  13. Richard,
    A intuição deve ser usada mas só com os elementos que constam na relação das entregas, isso que eu quis dizer para a Denise, já que ela alegou que sentava na frente da imagem e esperava a intuição.
    Saravá, seja bem vindo!

    Camila

    ResponderExcluir
  14. Camila, desculpe mas não foi isso que eu disse. Eu disse que pedia intuição, mas que me atenho ao que é de cada linha como consta no site. :o)

    Beijinhos, Dê

    ResponderExcluir
  15. Denise,
    entendi errado, você tem razão então.

    Saravá,
    Camila.

    ResponderExcluir
  16. Olá Camila, bom dia!
    Tenho uma grande dúvida com relação à entrega dos Amalás!!!
    Minha madrinha(uma capitã da gira de terça que infelizmente não está mais no terreiro, me disse uma vez que, para qualquer amalá que eu montasse para um Orixá, Preto, Erê ou linha neutra, precisava acender uma vela para a esquerda antes (Exu e PG). Pedindo licença e auxilio/proteção para a montagem do amalá.
    Outra coisa, eu não fumo, nunca coloquei um cigarro ou charuto na boca, há algum problema se meu amalá não tiver fumo? Principalmente para a esquerda?
    Obrigada pela atenção!

    ResponderExcluir
  17. Cissa,

    na entrega não precisa acender cigarro ou charuto, pode deixar apagado.
    Muita gente acende vela antes, mas não é necessário.

    Axé,
    Camila

    ResponderExcluir
  18. Mucuiú Mãe Camila!
    Tenho dúvidas de quando fazer uma amalá. Num curso de cambone, a Mirtes disse que sempre fazia cerca de 12 amalás por ano, pra cada linha da umbanda e pras linhas neutras. Já ouvi dizer que só deve ser feito em caso de necessidade ou a pedidos de entidades. Afinal, quando pode ser feito uma amalá? Posso fazer um pra cada linha trabalhada no terreiro apenas para ter uma "ligação" maior com a entidade, mas sem um motivo específico? Posso fazer amalá pra Omulu? Se sim, como e onde se faz?
    Com relação aos alguidares, eles ainda podem ser usados? Quanto tempo fica um amalá no jardim dos orixás e quem os retira? Tem de ser uma pessoa preparada pra isso? Amalá só pode ser entregue no terreiro?
    São muitas dúvidas...
    Axé, Robson.

    ResponderExcluir
  19. Robson,
    não existe obrigação de se fazer amalá.Isso deve ser feito quando necessário e a pessoa precisar em harmonia ou fazer um pedido. Obrigado ninguém pode ter harmonia.
    Hoje em dia não é comum utilizar alguidar para não prejudica a natureza, muito embora todos os amalás do terreiro são retirados pelo pessoal que faz a limpeza de lá.
    Você não precisa fazer só no terreiro não, no site tem a relação de local específico para cada orixá, mas ali no terreiro tem uma certa facilidade.
    Saravá,
    Camila

    ResponderExcluir
  20. Bom dia Camila,
    Desculpe por postar em um topico ja discutido,mas tenho uma duvida ....sobre os amalas...em caso de nao encontrarmos o elemento exato que foi pedido pela entidade,podemos substituir?Por exemplo,foi me pedido entre outras coisas,folhas de cafe frescas...eu nao tenho ideia de onde encontrar,principalmente em tao pouco tempo..o que devo fazer,coloco so os outros elementos ou substituo por intuicao?
    Muito obrigada pela atencao... Axe,Jana

    ResponderExcluir
  21. Jana,
    Neste caso você pode escolher qualquer das ervas relacionadas no site. Folha de Limoeiro é fácil de encontrar.

    Axé,
    Camila

    ResponderExcluir
  22. Bom dia Cami!!

    Eu gostaria de colocar uma outra questão:

    Um amalá é algo muito especial, é um momento único, de contato direto com a entidade ou força que se está chamando.

    Se pudéssemos ver, acredito que uma grande massa de energia e luz refletem esse momento.

    Ao entrar na Natureza para fazer um amalá, deve ter o mesmo critério de respeito e preparo de quando se entra numa gira. Os pensamentos devem estar elevados, focados na energia que está sendo aberta, não dispersas o pensamento.

    "bom médium é aquele que ninguém vê entrar nem sair, mas todos sentem seu axé". Na natureza deve ser assim, do jeito que você encontrou quando entrou, deve daixar ao sair!
    E, nunca vamos nos equecer: "cuidado com o que se pede, podemos ser atendidos.."

    Axé!

    Alice-Floripa

    ResponderExcluir