Assine aqui para receber atualizações deste blog

quarta-feira, 30 de setembro de 2009

TEMA LIVRE -22-

Está aberta esta postagem como n. 22 por ter encerrado a discussão do assunto do Tema 21. FMG

159 comentários:

  1. Tai Luna um otimo tema: Os amalas. A orientacao para que sejam ecologicamente feitos e adequadamente entregues nao é a toa.
    Achei bom vc ter essa preocupacao com algo tao importante. Qto ao que disseram do Pai Maneco, entendo que vc fez bem em se colocar. Mas, sempre tem alguem de planato pra fazer maldade.
    Alias, Pai Maneco me disse:
    Sempre vai existir alguem para fazer maldade, mas se tivermos bem vamos notar que tambem existem pessoas para fazer o bem (Foi mais ou menos isso nao foi Seo Fernando?)

    Entao minha amiga deixa esse povo que nao tem o que fazer de lado, vcs tao fazendo algo muito mais importante.
    E Sarava Dona Maria Quiteria
    abracos
    Sidney

    Desi achei muito importante o que vc colocou!

    ResponderExcluir
  2. Saravá povo do blog!

    Pelo que sei não existe como receber Axé sem deitar um Amalá pra isso. Aliás as entregas servem não só para compartilharmos com os Orixás, obter proteção, este ritual pode servir pra vários fins, quais? Os guias sabem.

    Quanto a questão ecológica, é simples, faça ao mundo o que você espera que Ele faça por você.

    Axé,

    Pai Ronald

    em tempo: Saravá Xangô! Caô-ô-cabecíle-obá!

    ResponderExcluir
  3. Pai Fernando Boa noite. Sua benção!

    Estava esperando uma oportunidade num tópico.

    Gostaria de agradecer as pessoas que tiveram muito boa vontade em me ajudar no meu cruzamento...

    A mãe Denise por ter me ensinado e por sua amizade.
    A Mirtes, por ser essa mulher guerreira e assertiva sempre ao falar.
    Ao joão de Oxalá, que é meu padrinho do coração e amigo. Obrigada pelo apoio de sempre e pela amizade.
    Ao Dani que não foi no cruzamento ( rs) mas foi me ver.
    A Denise de Oliveira e sua " mamys" linda.
    Ao pai Béco pelo apoio e generosidade.
    Ao Pai Bitty pelo espaço e apoio.
    A mãe Jô pela sua presença e palavras.
    Ao Henrique e Helô, sempre ajudando em tudo.
    Ao Renato pela filmagem e boa vontade.
    A mãe alice e mãe Fernanda.
    A Lis e Gerson.
    A Izabela e Patricia pelas palavras de força, fé e esperança!!!

    Na verdade seria difícil agradecer todo mundo, pois tenho muitos amigos virtuais. Mas que sempre fazem a diferença numa palavra.

    Gostaria de agradecer tbém ao senhor. Que me deu um presente de fazer parte da sua casa e dar continuidade nela.
    Sou feliz por ter essa espiritualidade comigo. Que muitas das vêzes me carrega no colo. Mesmo eu não as vendo...!
    Pai Fernando é uma grande satisfação e alegria fazer parte dessa familia. E poder com minha dedicação e amor dar continuidade dos trabalhos terrenos aqui no RJ.
    Agradecer ao Pai Mauro de ter me apresentado o TPM.
    Agradecer aos médiuns do RJ que estão acreditando nessa obra que é o Terreiro Pai Maneco. Que se define em trabalho, trabalho e trabalho!
    Obrigada a todos!
    Axé - Luna - RJ

    ResponderExcluir
  4. Prezados Pais Fernando, Beco, Léo, Jussaro, e Bitty, Mães Jô, Rita e Lucília, pais pequenos, capitães e demais amigos do TPM:

    Mucuiú!

    Embora eu não possa falar pela engoma toda, antes de mais nada, em MEU nome e em nome da engoma, preciso pedir perdão ao "seo" Junco Verde.
    Pela falta de atenção a ele, pelo som alto e estridente dos microfones, pelos atabaques (às vezes, os ogans também) desencontrados, pela conversa demasiada DURANTE os trabalhos e, em certas ocasiões, pela falta de fé.
    A umbanda, linda como SÓ ELA PODE SER - e o TPM, por extensão - é a nossa casa, a nossa luz.
    Sendo elos d'uma corrente "de ferro e de aço", não poderíamos chegar ao ponto de deixar uma entidade sair (literalmente) triste de uma gira...
    Fico pensando, com meus botões, se somos merecedores do carinho dos espíritos mesmo com comportamentos como os nossos...
    Usar a desculpa "sou humano" é tão-somente isso mesmo: uma DESCULPA!
    Por sermos humanos temos a OBRIGAÇÃO de errar?
    O direito, sim. Mas... SEMPRE? E INSISTIR no erro, ainda?
    Sem falsa humildade, com o coração aberto (e triste pelos anos que fiquei afastado fisicamente do terreiro e da umbanda), peço A TODOS que mandem/continuem mandando boas energias, pois o momento não é dos melhores.
    Não é questão de saúde, mas de FÉ (ou de sua falta)!
    Por isso, usando o que restou, peço-lhes que não deixe que o ânimo/a alegria/a vontade que sempre tive em ir ao terreiro, se esgote por completo.
    Não vejo a hora que chegue segunda-feira, para "rever" os compadres.
    Mas religião (ainda mais a NOSSA) é uma coisa que posso falar para poucos.
    Talvez seja, esse, no fundo, o motivo da perda parcial da fé...
    De qualquer forma, ainda considero a umbanda, a NOSSA umbanda, como parte de mim.
    Mesmo que hoje seja apenas uma tênue luz lááá no fim do túnel.

    Muito obrigado.
    Axé.

    ResponderExcluir
  5. Prof. Paulo Maximo, para quem nãoi sabe é maestro, sempre mantendo um coral afinadissimo. Não se hoje ele ainda o tem, mas fica aqui uma idéia ao Paulo: criar um curso de coral no Terreiro do Pai Maneco e quem sabe manter um do proprio terreiro para cantar musicas da Umbanda. FMG

    ResponderExcluir
  6. Saravá Umbandistas do PR

    No dia 15/de Novembro, domingo, das 10:00 às 18:00 h, a FUEP e os templos associados realizarão "1º Dia COMUM - 1º Dia da Comunidade Umbandista do Estado do Paraná", no Parque dos Tropeiros na CIC, em Curitiba, em comemoração ao aniversário da Umbanda, seus 101 anos.

    Serão feitos cartazes e panfletos para divulgação do evento, tanto nos templos para as correntes e assistencias, quanto na sociedade.

    Será um dia inteiro de atividades:

    1 - Gincana cultural:
    Iniciará no dia 01/11 para finalização no dia 15/11, com premiação para as equipes e que constará de provas:

    Culturais: Resposta a perguntas sobre a Umbanda no PR (para resgate da nossa história)

    Sociais: Arrecadação de alimentos não perecíveis, fraldas, leite e brinquedos, doação de sangue e de medula óssea dentre outras.

    Ecológicas: Atividades de preservação ambiental

    As equipes deverão ser formadas nos templos, uma por templo, com no máximo 30 (trinta) integrantes) ou nos terreiros que tem mais de uma Gira, como o Terreiro Pai Maneco, serão aceitas uma equipe por Gira.

    1.2 - Provas rápidas no dia do evento:

    No dia do evento serão constituídas equipes por sorteio para provas rápidas no local, entre todos os participantes, como forma de congraçamento dos umbandistas dos diversos templos e das suas famílias.(corrida do saco, etc.)

    1.3 - Entretenimento para a criançada:

    Durante todo o dia, contaremos com equipes de recreacionistas para entreter a criançada de forma a possibilitar uma participação efetiva também de mães e pais.(piscina de bolinha, pula-pula, etc.)

    2 - Festival gastronômico com comida de santo:

    Será instalada uma praça de alimentação, onde cada templo se responsabilizará pela instalação de uma barraquinha de comida (cachorro quente, pipoca, milho, bolo, churrasquinho, etc.) para alimentação das pessoas que forem ao evento, podendo também preparar alguma comida ritualística.

    Esta comida será vendida, e os recursos arrecadados serão repassados aos templos, com uma parcela de 5% para a FUEP.

    Observações:

    A bebida será centralizada pela FUEP e o lucro com a sua venda será dividido entre os templos participantes.

    Não serão vendidas bebidas alcólicas.

    Haverá um caixa centralizado da FUEP para a venda de fichas, que serão usadas para a compra dos produtos e serviços.

    3 - Apresentações Culturais:

    3.1 - Apresentação das curimbas dos terreiros e de outros artistas umbandistas locais que queiram se apresentar.

    3.2 - Exposição de fotos e de outras formas de expressão artística de umbandistas.

    3.3 - Feira de artesanato e outras produções dos templos: Camisetas, etc.

    3.4 - Show musical com grupo de renome no estado do PR

    4 - Serão convidadas representações de povos tradicionais de comunidades do nosso estado, tais como quilombolas, indígenas e ciganos que também se apresentarão com música, dança ou outra atividade e que poderão instalar também barracas para a venda da sua produção artesanal.

    Como se pretende passar um dia inteiro em confraternização da grande família umbandista do estado do PR, teremos uma equipe de monitores para divertir a criançada, assim pais e mães podem ir tranquilos, pois a diversão está garantida.

    Data limite para inscrição das equipes por terreiro/gira, definição dos responsáveis pelas barracas: 20/10/2009

    Reunião Geral com a Comissão Organizadora: 22/10/2009

    Em breve maiores detalhes quanto às atividades, desde já, aproveitando as giras que acontecerão ao longo da semana, deverão ser formadas as equipes.

    É imprescindível para o sucesso do evento, a participação dos Dirigentes dos templos, motivando as suas correntes a efetivamente participar, aproveitando a oportunidade para escolher os representantes nos coletivos da FUEP em cada templo.

    ResponderExcluir
  7. Saravá Pai Fernando

    Embora atrasado, ainda diz respeito ao Tema 21.

    Desde aquela reunião em que estivemos juntos na sede das Faculdades Integradas “Espírita” que constou de uma homenagem especial ao Professor Otávio Melchíades Ulysséa,então recentemente desencarnado, a FUEP participa mensalmente do “Movimento de Lideranças Espiritualistas na prática de atos de Paz”, que reúne atualmente 33 grupos das mais diversas religiões, cultos e filosofias com o objetivo de ajudar um pouquinho na construção de um mundo melhor, cuja próxima reunião é amanhã - sexta-feira no Centro Ramakrishna Vedanta.

    Podemos propor alguma atividade interreligiosa, envolvendo também estes grupos de forma a potencializar as forças energéticas do bem em prol de um mundo sem violencia e de respeito a todas as criaturas, alguma atividade que envolva o envio de energias positivas não só aos que sofrem, mas também para os governantes, no sentido de gerir os países em prol do bem comum.

    Fica a sugestão e a certeza de que a FUEP está sempre a disposição dos umbandistas para qualquer ação que possa promover o desenvolvimento social, espiritual e ambiental do planeta terra e de seus habitantes.

    Axé

    ResponderExcluir
  8. Pai Fernando e Pai Ronald, gostaria de saber um pouco mais sobre a colocação do Pai Ronald "Pelo que sei não existe como receber Axé sem deitar um Amalá pra isso."
    A cada dia percebo quanto ainda tenho a aprender.
    Obrigada

    ResponderExcluir
  9. Andréa Destefani- Colombo-Pr1 de outubro de 2009 14:26

    Pai Fernando e demais blogueiros saravá! Gostaria de avisar a todos que a Tv Globo está passando a partir de hoje um programa chamado Sagrado, que discute questões mundiais sob a ótica da religião, e há participação do espiritismo e do que eles chamam de religiões afro brasileiras, de qualquer forma acredito ser um avanço.O programa passa muito cedo,logo após o telecurso da manhã ,mas acredito que seja bom assistirmos aí vão mais informações:

    "Sagrado" é uma coprodução da TV Globo e do Canal Futura, que vai mostrar, a partir de temas atuais, a visão e a interpretação das principais religiões sobre assuntos como violência urbana, liberdade de expressão, meio ambiente, novas famílias, entre outros.

    Entre os líderes religiosos que participam do programa, estão o Cônego Antônio Mazatto (catolicismo), professor da Faculdade de Teologia N. Sra. Assunção, de São Paulo; o Pastor Israel Belo (protestantismo), da Igreja Batista de Itacuruçá; o Xeique Armando Hussein Saleh (islamismo), membro do Conselho Superior da Mesquita Brasil, em São Paulo; o Rabino Nilton Bonder (judaísmo), da Congregação Judaica do Brasil; Antonio Cesar Perri de Carvalho (espiritismo), diretor da Federação Espírita Brasileira; Valdina Pinto (religiões Afro-brasileiras), do Terreiro Tanuri Junsara, em Salvador; e Lama Padma Santem (budismo), do Instituto Caminho do Meio, Centro de Estudos Budistas Bodisatva, de Viamão, RS.

    ResponderExcluir
  10. Tio Fernando

    Boa tarde!

    Eu nunca tinha lido o artigo Duas Marias do site do TPM... adivinha me emocionei muito, é lindo, de onde foi retirado? Ou foi a própria D. Maria Mulambo que contou em gira? Liguei pra Mamy na mesma hora e li pra ela, ela me fez uma declaraçao de amor maravilhosa, digna de uma mãe, confesso que estava precisando, o Sr sabe! Depois disso tenho que continuar agradecendo essas coisas que nos acontecem nas melhores horas. Como o Sr disse:
    Salve a proteçao das duas Marias em minha casa, terreiro, família e vida!
    Saravá D. Maria Mulambo!
    Saravá D. Maria Padilha

    Bjos emocionados

    ResponderExcluir
  11. Pai Fernando, sou de Curitiba mesmo e frequento o terreiro do Pai Maneco. Adoro o terreiro, a energia é ótima... Um grande abraço...
    Emanuelle

    ResponderExcluir
  12. Caro Seo Fernando

    O girao pedido pelo Seo Joao Boiadeiro nao poderia tb incluir drogas/alcool. Entendo que é um problema social, mas no meu entender é, antes de tudo um problema de saúde. caso o Sr ache pertinente, esse girão poderia ser com os que podem ir pessoalmente ou nao.

    Um abraco
    Sidney Oliveira

    ResponderExcluir
  13. Paulão, essas reuniões são otimas, mas é de uma forma sem endereço, a Paz. Eu pretendo no caso ser mais objetivo. Acho que vamos começar direcionando nossos pensamentos aos usuarios de drogas e alcool - postagem do Pai Leo. Vamos organizar isso. FMG

    1 de Outubro de 2009 19:37

    ResponderExcluir
  14. Sidney, podemos atrelar o girão dos boiadeiros com o inicio das vibrações coletivas. FMG

    ResponderExcluir
  15. JOÃO EMERSON DA COSTA1 de outubro de 2009 20:27

    PAI FERNANDO,COM SUA LICENÇA: MÃE LUNA DE IEMANJÁ;PARTICULARMENTE ME EMOCIONEI,E FIQUEI UM POUCO BOBO,QUANDO SEU AKUAN DEUA GUIA DE MÃE DE SANTO PARA EU POR EM SEU PESCOÇO.ANTES DA GIRA COMEÇAR VC DISSE QUE GOSTARIA QUE EU FOSSE SEU PADRINHO...SEO FERNANDO NÃO SABIA...MAS SEU AKAUN SABIA;PARA MIM SEU AKUAN TEM AS MÃOS SANTAS,E EU TENHO MINHAS RAZÕES PESSOAIS PARA AFIRMAR ISSO.MAS LUNA...RESUMINDO FOI TUDO LINDO E FORTE, MAIS UMA MÃE PEQUENA D E IEMANJÁ...MAIS UM CORAÇÃO CALOROSO QUE PAI MANECO ESCOLHEU PARA ACOLHER SEU FILHOS DO RIO DE JANEIRO...QUE A GRANDE MÃE DA UMBANDA DESTRIBUA SUAS QUALIDADES DIVINAS EM SEU CORAÇÃO,EM SUA ALMA E EM SUA CABEÇA...A TODOS QUE LHE AUXILIARAM MEU MUITO OBRIGADO...AO PAI FERNANDO E MÃE LUCÍLIA MEU AGRADECIMENTO ESPECIAL COM UM POEMA DE LEMINSKI:"AQUI NESSA PEDRA,ALGUÉM SENTOU OLHANDO O MAR,O MAR NÃO PAROU PARA SER OLHADO,FOI MAR PRA TUDO QUANTO É LADO..."

    ResponderExcluir
  16. Emanuelle, se o pai de santo que vc quer falar sou eu, procure-me sem problema. Se for de outra gira,diga qual é e fale comigo da mesma forma que eu também resolvo. FMG

    ResponderExcluir
  17. Afranio - Ceará

    pai Fernando, o que significa os punhais que as entidades utilizam jogando na tábua de madeira próximo as velas acesas, durante as giras?

    Obrigado

    ResponderExcluir
  18. Afrânio, chama-se ponteiro e serve para firmar o trabalho ou o ponto. FMG

    ResponderExcluir
  19. Boa noite irmãos e irmãs,
    Pai Fernando,
    também tenho muitas dúvidas e parece que cada um que se conhece dentro da Umbanda entende de uma forma. Parei até de ler artigos de qualquer site ou pagina no orkut, pq estava ficando cada vez mais confusa. Esses dias conversando com meus tios e falando do TPM, meu tio perguntou se tinha gira de Exu, quando falei que tinha ele virou-se pra mim e disse: " Ah então não é Umbanda pura...", ae lhe pergunto, oq seria umbanda pura? umbanda branca?

    E um outro assunto:
    Como foi falado de alcool e drogas, me lembrei!
    Eu tive a algum tempo atrás, problemas com alcool e drogas, hoje frequento um lugar com um programa que me diz que preciso ficar abstinente completamente, ou seja, incluindo o alcool. E quando começei a frequentar a umbanda, algumas pessoas desse lugar me disserram que eu iria recair tanto se bebese de alguma entidade que me oferecesse ou se estivesse incorporada. Mesmo eu tentando explicar que quando a entidade vai embora leva tudo com ela (pq foi dessa forma que me ensinaram na época) disseram que o corpo físico é meu, portanto seria uma maneira minha indireta de beber. E outros ja me disseram que a entidade na verdade não precisa de nada disso, que poderia muito bem beber somente bebidas sem alcool, porque eles vivem é de energia.
    O sr. poderia me ajudar em qual linha de raciocínio eu sigo?

    Obrigada desde já.

    ResponderExcluir
  20. Nane, como a Umbanda não é codificada e sua diversidade é a sua principal arma para ajudar o povo, mesmo porque cada pessoa tem a necessidade de um atendimento, vc vai encontrar várias explicações,uma diferente da outra, para o mesmo assunto. Até mesmo as 7 linhas da Umbanda são diferentes entre os Terreiros. Por isso eu nunca digo o que é certo ou errado, apenas digo no que acredito e como nós do Terreiro do Pai Maneco fazemos e cultuamos a Umbanda. Como fiz uma baita preparação vou dizendo logo que sem Exu não existe Umbanda e Umbanda só se chama Umbanda. Quando dizem Umbanda Branca, a idéia é que existe a Umbanda Preta, o que seria um absurdo. Sobre os Exus uma vez o Pai Maneco apontou para uma lampada e dsse: "aquela luz é o resultado do positivo e do negativo em harmonia". Quanto ao fumo e o alcool, não existe reaalmente a necessidade de seu uso se eles fazem mal ao médium. É errado o médium forçar uma situação que lhe incomoda, sob pena de ter seu desempenho como médium bastante prejudicado. Quem já bebeu e fumou as entidades dispensam o uso do fumo e do alcool. Eu fumava e não bebia, na Umbanda eu fumava mais ainda e comecei a beber, até que tive um enfarte. Hoje no terreiro não bebo e não fumo e não me faz nenhuma falta. No Terreiro do Pai Maneco existe a liberdade dos médiuns de usar a bebida ou o fumo ou se não quiser não usa-los. Tanto nós dirigentes como as entidades respeitam o uso desse livre arbitrio. Quanto a vc sugiro que não fume e nem beba que não vai prejudica-la mediunicamente. FMG

    ResponderExcluir
  21. Pai Fernando, aceito esta responsa contribuindo para esclarecer a Maura de maneira simples e sucinta, afinal ainda estou aprendendo.

    O Axé está ligado diretamente com os amalás, este poder é transmitido através da manipulação correta de elementos e substâncias. Cada Orixá têm elementos correspondentes a sua vibratória cósmica originária, estes por sua vez são utilizados na oferenda, ou seja, o Axé de cada Orixá está inoculado nos alimentos, bebidas e freqüência das cores correspondentes a cada vibratória original.

    O Axé é encontrado em qualquer elemento material, pois a matéria nada mais é que o reflexo das energias cósmicas, sintetizadas nos elementos químicos que compõem o universo. Esta dádiva divina é disponibilizada no plano material para que façamos uso de acordo com nossas necessidades e livre-arbítrio. O Axé está presente, basicamente, nos 4 elementos.

    Reunimos este materiais com a finalidade de retribuir as dádivas a seus provedores, os Orixás, criamos um campo de força, este por sua vez é assimilado pela Linha a que se dirige a oferenda. Desta forma compartilhamos elementos indispensáveis ao nosso sustento físico com Aqueles que gentilmente os disponibilizaram.

    Todos somos formados pelos mesmos elementos que compõe os amalás. Segundo o filósofo e teólogo Bentto de Lima, na Umbanda existe uma interligação simbólica entre esses diversos usos, de modo que os elementos se combinem. Desta ligação entre os elementos resulta a eficácia mágica dos ritos. Enfim, tudo que conhecemos é impregnado pelo Axé.

    No amalá, simplesmente, estamos libertando este Axé de sua ligação com a matéria, enviando-o de volta a sua origem. Provamos ao Orixá que não vivemos como servos dos sentidos, mostrando nosso desapego a matéria e transmutando-a novamente em Axé. A energia resultante desta prática ritual, depois de sua passagem pelo astral, nos é retribuída em benefício do fiel que, com fé e na fé, deitou os elementos no amalá.

    Nesta comida ritual votiva, está presente o significado da vida e da morte, afinal o amalá queima e apodrece, transformando-se, do latim transformatione* = trans ("movimento para além de", "através de"; "posição para além de"; "posição ou movimento de través") + formatione. "Ato, efeito ou modo de formar". É o ato ou efeito de transformar-se, vale dizer, dar nova forma, feição ou caráter a algo, abstrato ou concreto, pessoal ou não; tornar-se diferente do que era; mudar-se, alterar-se, modificar-se, transfigurar-se, metamorfosear-se. Esta ação resulta uma nova energia, modificada em sentido amplo, relativamente ao estado original. Nessa compreensão ampla, o novo estado pode eventualmente coincidir com o estado original. (*wikipédia)

    Muitos falam em sangue, pois pasmem, a seiva do vegetal também é sangue! Água, sal e carvão são sangue de origem mineral. Inclusive é importante lembra que nosso irmão do Candomblé ofertam nos amalás somente o sangue e as vísceras do animal, a carne é preparada por uma Iyabassê e servida aos seguidores desta religião como refeição impregnada de Axé... explicação que considero importante, porém tendo em vista que não é o nosso caso, na Umbanda. Esta observação apenas faço para esclarecer os que não toleram esta religião de matriz africana, que cultua os mesmos Orixás que nós. Ao menos eu, afirmo, não mato animais e não uso sangue em rituais, apesar de apreciar muito um churrasco e um galetinho.

    Concluindo, o Amalá é um banquete que servimos aos verdadeiros Senhores e Senhoras da esfera que habitamos, vulgarmente falando, nossos Senhorios, que nos emprestam esta morada que vaga pelo infinito. Se comemos, bebemos, fumamos (quem não fuma usa combustíveis ou energia) e etc... nada mais justo que compartilhemos com estes, que além de locatários de nosso terreno são também parentes, nossos pais. Injusto é quem sacia seu desejo carnal através da boa mesa e não lembra de convidar tão ilustres Deuses e Deusas para a ceia. Convide seu pai e sua mãe para o banquete que serve, em troca receba gratidão, amor, Axé!

    Saravá!

    Pai Ronald - Rio

    ResponderExcluir
  22. É isso Nane!

    Escolhido o caminho siga nele de acordo com seu ritmo. as duvidas sao normais e bem vindas, pois aprendemos por e com elas. As respostas apontam para tras mostrando o qto aprendemos e as duvidas sempre apontam para frente, pois nos mostram o qto ha de caminho pela frente. A psicanalise me ensinou que enquanto a vida ha o que aprender. A Umbanda tem me ensinado que a aprendizagem continua depois...

    Qto ao alcool, e o fumo...
    Utilize-se da forca que vc tem e,
    quando necessario usar elementos de energia
    ha outras opcoes que a natureza oferece.
    O mesmo caminho percorrido com os amalas - deixando de lado elementos que prejudiquem a natureza - pode ser percorrido pelo medium - deixando de lado o que lhe prejudique.

    abraco
    Sidney Oliveira

    ResponderExcluir
  23. Pai Fernando, estou ausente do blog pq desde sábado passado estou com uma dor de cabeça q não me abandona o q me dificulta ler o blog... :o(

    Então, na segunda feira, me aconteceu algo novo, hehehe.... Durante a vibração, na hora do passe, via feixes de luz passando das minhas mãos para as mãos de quem recebia, junto com calor... era luz e calor e eram luzes claras, lindas.... Na hora do descarrego, q as pessoas todas com as mãos p/ cima faziam o gesto de "levar p/ o fundo do mar" hehe... as luzes saiam das mãos das pessoas e iam na direção do Congá q parecia absorver... mas essas luzes eram diferentes daquelas do passe, outras cores....

    Essas luzes seriam energias? De começo achei ser fruto da minha latente dor de cabeça, mas acho q não era não pq no intervalo não vi mais feixe de luz nenhuma, hehe...

    Beijinhos e obrigadinha, Dê

    ResponderExcluir
  24. "Prazer da pura percepção, sejam os sentidos, a crítica da razão"

    Este Hai-Kai do Paulo Leminski esteve por vários anos pintado em letras garrafais no paredão do prédio que fica do lado direito da Casa Romário Martins, no Largo da Ordem. Casa da gravura se não me engano.

    Especulo que é mensagem subliminar do Espírito, pois (sem bairrismo, afinal hoje tenho 'crachá de carioca'), Curitiba é a cidade mais espiritualizada que conheço entre a Paraíba e o Rio Grande do Sul, isto passando pelo sertão, zona da mata, interior da Bahia, Minas Gerais e indo até Foz...

    Quando trabalhei na Diretoria de Esporte e Lazer da PMC, em 1993, que ficava no Edifício Adolpho Romanó, andava todo dia pelo Largo. Eita lugar mágico! Tem mais espírito indígena que de colono andando por lá, mais alma desencarnada que encarnada. Até o Tindiquera marca ponto alí.

    E o bebedouro, ainda existe? Lembro como se fosse ontem, e é... pode parecer estranho mas a primeira vez que senti a vibração de Oxum não foi no Terreiro nem na Cachoeira, foi no bebedouro do Largo... rsrsrs.. eu tinha tomado umas e outras e fui com uma prima até o bebedouro pra conversar reservado. Oxum, a Orixá estava lá e nos abençoou. Os chopes que tínhamos tomado no bar da Márcia Petúnia evaporaram na hora, foi como se o resto da cidade não existisse, só havia aquela fonte (de água corrente na época).

    Sou saudoso de Curitiba, a Terra de Muito Pinhão, fruto que cai do céu e que se guardado estraga. Aliás, sempre enxerguei o pinhão como o fruto mais parecido com o maná descrito na bíblia. Quando fiz minha primeira sapecada era mais novo que meu filho é hoje. Foi meu pai que ensinou, ele ensinou que era o modo como os índios preparavam o pinhão.

    Lembro quando fui pela primeira vez com o Leo numa fonte que brota na rua, uns quarteirões pra cima do country, no Cabral. Fomos lá pra lavar nossas guias, o Leo me disse que ali era um jorro direto do Aquífero Guaraní, água especial, e que Curitiba é um dos 'umbigos do mundo'. Uau, que Axé!

    Só agora, após tantos anos, me veio um insight! Será que seo Akuan é predescessor do Cacique Tinguí, o Tindiquera? Não sei, mas que ele é Guaraní em sua vida passada isso creio que é.

    O Paraná é abençoado pelos caboclos, vejam, o nome do estado é derivado do tupi pa'ra = "mar" + nã = "semelhante, parecido". Paraná é, portanto, "semelhante ao mar, rio grande, parecido com o mar", naturalmente pelo seu tamanho.

    E Curitiba? Etimologicamente deriva da expressão indígena "core et tuba", ou, "curi'i ty(b) ba", que em língua guarani significa "muito pinhão", fruto que cai do céu.

    Este lugar mágico que é a capital do Paraná nasceu ali, no Largo da Ordem e Paranaguá, o "Grande Mar Redondo", Pernagoa, ficou como cidade portuária.

    Na verdade o marco zero pra mim não é na praça do homem nú, e sim o bebedouro do Largo. Não é a troco de nada que a padroeira é Nsa Sra da Luz Dos Pinhais, ao meu ver Oxum.

    Paraná-ê-Parana-ê-Paraná!

    Encerro este post como comecei: "Prazer da pura percepção, sejam os sentidos, a crítica da razão"

    Será que seo Exú do Fogo, em sua última encarnação não foi Bartolomeu Bueno da Silva, o Anhanguera?

    Por aí saravo e por aí vou saravando, como eterno aprendiz que sou...

    Axé,

    Pai Ronald - Rio

    ResponderExcluir
  25. Pai Ronald, meu coração agradece a aula e ela já estava gravada - literalmente - em meus arquivos, enquanto minha mente ainda não é capaz de assimilar tantos novos conhecimentos com uma simples leitura.
    Outras dúvidas estão surgindo com muita rapidez...e às vezes "marco bobeira" e perco oportunidades valiosas para aprender um pouco mais.Em alguns momentos, minhas percepções virão só sentimentos, e a razão perde todo seu espaço, sei que não é bom... torna-se incontrolável.
    Pai Fernando, o que quer dizer Firmeza do Orixá de Cabeça? Como pode ser feita e em que situações?
    Pai Fernando, meu coração tb não se cansa de agradecer ao sr., ao Pai Bitty e as entidades que tanto tem me ajudado.Espero que não demore muito para que eu possa retribuir, mesmo que um pouquinho.

    ResponderExcluir
  26. Obrigada pelas explicações e esclarecimentos, Pai Fernando e Sidney.
    Fico mais tranquila!
    Quando o Sr. Pai Fernando pretendo vir no RJ novamente?

    Abçs,
    Elaine - RJ

    ResponderExcluir
  27. mucuiú, pai Fernando!

    queria perguntar pro sr. uma coisa meio 'polêmica'.

    Pai Luiz veio segunda trabalhar, fofo como sempre. e logo depois chegaram alguns pretos diferentes do que eu, por exemplo, estou acostumada a trabalhar.

    questionada sobre como era a entidade, só consegui responder que era uma energia grande, pesada, o olhar era austero. não sorriu, não falou, trabalhou e subiu.

    aí eu fiquei me perguntando - embora já saiba que o sr. não gosta dessa divisão que algumas vezes fazem - o que seriam pretos velhos de Xangô? existem de fato? ou preto é preto e acabou?

    e mais: o sr. podia contar pra gente, né, a respeito do Pai Luiz! acho que todo mundo gostaria de saber mais sobre a entidade e sua história com ele.

    bjo!
    Caroline


    PS: foi lindo segunda. fiquei feliz e aliviada por S. Junco Verde ter vindo (logo, logo) receber as devidas desculpas. saravá!

    ResponderExcluir
  28. Andréa Destefani- Colombo-Pr2 de outubro de 2009 14:41

    Pai Fernando e demais blogueiros! Estava assistindo agora um pronunciamento do presidente Lula sobre a conquista do Rio de Janeiro como sede das Olimpíadas. Me emocionei com a emoção dele em falar que passamos de um país de segunda categoria pra primeira, ainda mais quando falou que como político experiente poucas coisas o motivavam e o emocionavam atualmente. O que quero fazer com isto é mesmo traçar um paralelo com nossa amada Umbanda, sem dar vazão à discussão política.
    Lula disse que apesar de todos as coisas que são ainda necessárias a serem feitas pelo país e no país, esta conquista era muito significativa pois nos coloca no mesmo patamar de outros países ditos de primeira linha, pois mostra a nossa alma.
    Eu espero ver ainda nesta vida a nossa religião como uma religião de primeira linha, brasileira como somos. Nós representamos a alma do Brasil, um país livre pela própria natureza, fora da mão de ferro que impera em outros lugares. Vejo o Pai Fernando se emocionando dentro da gira e fico pensando, meu Deus este homem tem tantos anos de Umbanda e se emociona ainda, e defende-a ainda e sonha com um futuro melhor e planeja novas ações, como há outras pessoas com tanto tempo de Umbanda como ele que ainda lutam e crêm num futuro melhor.
    Perseverar num mesmo propósito ano após ano, para um bem geral é um dom. Há muitos percalços e dificuldades, mas a cada passo umbandista que damos creio que nos fortalecemos.Um passo após o outro caminhamos a uma nova realidade, daqui há trinta anos quem sabe a Umbanda esteja à frente da nação brasileira, difundida pelo mundo e aceita pelos povos, assim como o são as ditas religiões de primeira linha pelo mundo. E cada um que sonha com uma Umbanda maior e melhor sem deixar de ser livre, tem importância.Saravá a todos!

    ResponderExcluir
  29. Maura, que bom vc perguntar isso, assim vou aprender. Ha anos escuto isso "firmar a entidade" e eu fico indignado comigo mesmo por não saber. Sei o que é obrigação, mas não é a mesma coisa, acho. Quem souber rogamos que nos explique. FMG

    2 de Outubro de 2009 15:

    ResponderExcluir
  30. Andréa Destefani - Colombo-Pr2 de outubro de 2009 15:58

    Gostaria que o sr. me explicasse o que é essa obrigação, pois ainda não entendo direito. Certa vez o Jimmy fez a entrega pro seo Meia Noite e foi a primeira vez que risquei o ponto, que foi o da pomba gira.Confesso que não entendo bem essa parte do ritual e porque tem que ter a presença do pai de santo. Obrigada pela atenção.

    ResponderExcluir
  31. Pai Fernando, perdi mesmo uma oportunidade valiosa. Acho que o Pai Maneco sabe. Não querendo ser intrometida, e já sendo (rsrs), qualquer dia posso perguntar pra ele? Ou quem sabe o sr. pergunta e depois nos conta.
    Saravá

    ResponderExcluir
  32. Saravá Pai Fernando.
    Pergunta: existe alguma preparação especifica para Ogan?
    Pergunto, pq nunca presenciei nada nos centros que frequentei.
    Caso exista, o senhor poderia me descrever?
    Assim como consagração para os atabaques...
    Adiquirimos um par de congas para o nosso futuro terreiro.... estamos engatinhando!
    Grande abraço!

    ResponderExcluir
  33. Pensando com os botões em um lindo dia do sol e diante de um baita orgulho de ser brasileiro.

    Firmar algo ou alguma coisa pode significar assegurar uma estabilidade, uma consolidação dar condição para... Seguindo esta linha poderíamos inferir que ‘firmar uma entidade” poderia ser entendido como a consolidação de uma condição ideal, ou para a formação da terceira energia ou para (re) estabelecer a sintonia com a energia cósmica da pessoa e desta com o próprio universo.

    Ha explicacoes mais misteriosas, mas depois que colocamos nosso pé no chao nao nos alimentam mais...

    abracos
    Sidney Oliveira

    ResponderExcluir
  34. Pai Fernando, uma vez, antes de conhecer o TPM, fui conhecer uma casa em que diziam que era Umbanda Branca.
    Sobre essa denominação, me deram a explicação de que a casa apenas trabalha com Preto-Velho, Caboclo e Erê, não chamando Exus nem Linhas Neutras e também não cultuando nenhum Orixá.
    Os trabalhos são com palestras, passes e consultas "selecionadas".
    Acho que seria quase um kardecismo mas com incorporação dos Pretos, Caboclos e Erês.

    Agora eu digo... se a nossa não é Umbanda Branca... ela é COLORIDA!

    Axé a todos.

    ResponderExcluir
  35. Pai Fernando e todos do blog!
    Não sei se vcs já viram este video. Só estando lá e cantando junto... pra sentir esta energia... é indescritível.
    saravá Sr. Luis
    SARAVÁ MEU PAI OGUM, em tua força estou me sentindo guerreira
    http://www.youtube.com/watch?v=61NXkAZDoj4

    ResponderExcluir
  36. Pai Fernando, sobre as luzes q falei no post anterior... Poderiam msm ser energias?

    Beijinhos, Dê

    ResponderExcluir
  37. Afrânio - Ceará

    Pai Fernando, existe essa do consulente ou o médium ficar em dívida com a entidade? tipo assim ficar devendo um amalá ou um ponto aceso. Deve ser ate besteira mas perguntei srrsrsrsrs

    Axé!

    ResponderExcluir
  38. Mario (Gira de 6ª Feira)3 de outubro de 2009 13:26

    Pai Fernando
    Gostaria de saber algo mais sobre Seu Omolu
    Entendo a função dele , da guarida nos Cemitérios, do Auxilio no desencarne , etc
    Entretanto não entendo se seria ele um Espírito especifico , desencarnado ,com uma história de vidas passadas, enfim , uma Entidade em sí, ou uma força da natureza , Manifestado de uma energia elemental , assim como Iemanja e as Ondinas por exemplo.

    Obrigado

    Mario
    Gira de 6ª Feira

    ResponderExcluir
  39. Mucuiu Padrinho.
    Olá a todos.
    Sidney. Meus botóes pensam mais ou menos como os teus.
    Creio ainda que o "FIRMAR", pode ter alguns sentidos, o que torna o termo subjetivo.
    No meu ver :
    A entidade que vem e somente vibra, pode estar firme na casa, e no trabalho, mas firmando no cavalo.
    Uma entidade que risca o ponto e da consulta, já esta firme no trabalho com o medium.
    Um medium que frequenta o terreiro, e cumpre com sua responsabilidade esta firme com a entidade e com o trabalho espiritual.
    Eu estou firme que esta é só minha maneira de ver, e que posso estar errado.

    Axé.

    Kiko - s.p.

    ResponderExcluir
  40. Claudio, que eu saiba chama-se coroa na cabeça por causa do chacra coronario. Talvez eu não tenha entendido tua pergunta. FMG

    ResponderExcluir
  41. Patricia, não posso nem respeitar a diversidade por que isso é da Umbanda. No caso que vc me falou não é Umbanda. FMG

    ResponderExcluir
  42. Mario, acho que o seo Omulu é uma vibração Cósmica e é a vibração energetica que comanda a linha da esquerda. FMG

    ResponderExcluir
  43. Afranio, nunca prometa nada a um espirito que vc não possa dar ou cumprir. Existe isso sim, mas não pelo amalá em si, mas pelo desgosto que a entidade sente ao ver uma pessoa que não cumpre sua palavra. FMG

    ResponderExcluir
  44. Kiko, não é isso. A pergunta é pode alguém firmar uma entidade em um médium, mesmo sendo pai ou mãe de santo? FMG

    ResponderExcluir
  45. Andréa Destefani - Colombo-Pr4 de outubro de 2009 00:14

    Pai Fernando a incorporação não se dá pela lei dos iguais que se atraem? Minha visão sobre a Umbanda é ainda pequena ,mas eu acredito que o livre arbítrio também exista para as entidades, pois dele parte o processo de evolução. Firmar uma entidade em um médium, se isso for realmente possível, é mais ou menos como fazer um casamento entre pessoas que não se conhecem na nossa cultura brasileira, uma coisa inimaginável.
    Agora outra pergunta: se um pai de santo ou mãe de santo precisam de uma determinada entidade e o médium que a recebe não está na gira,pode provisoriamente chamá-lo em outro médium?

    ResponderExcluir
  46. Boa noite Pai Fernando!
    É só dar bobeira, que quando entro no blog já se mudou até o tema das postagens!!
    Vamos ao "causo": Uma vez em um terreiro, estava uma mulher conversando com um caboclo e ela incorporou e ficou se debatendo sem cair no chão. Acho que era kiumba pq foi uma confusão só. Aí juntaram dois médiuns incorporados com os respectivos caboclos, e um deles pegou um copo com água, e jogou um pouco na cabeça dela com calma, e tudo se acalmou. A água faz milagres né pai, mas será que ela teve a função de romper o domínio que o espírito estava tendo sobre a moça?? Ou foi uma coisa só pro corpo tipo despertar?
    Abraço

    ResponderExcluir
  47. Salve, Salve !
    Mucuiú Pai Fernando !

    Hoje teremos Gira de Caboclos no Terreiro do Pai Maneco - Segmento Rio de Janeiro, dia bastante aguardado por todos nós.

    Sob o comando espiritual de Seu Akuan e trabalhos na Terra a cargo de Pai Léo de Oxossi ( gira de terça ), secundados por Pai Ronald de Oxalá, Mãe Luna de Iemanjá e Pai Mauro de Ogum.

    Os trabalhos terão inicio as 16:00 hs ( mais informações no site ---> http://www.paimaneco.org.br/gira_rio.asp ).

    E nessa gira, teremos o acréscimo de mais 5 ou 6 mediuns em nossa corrente.

    E deixa a gira girar !!!!!

    Saravá !!

    ResponderExcluir
  48. Pai Fernando,
    Esclarecendo minha pergunta: há uma harmonia entre as entidades que utilizam o médium, isto é, o cabloco com o preto velho, com a criança, com o cigano, com o exú ou pombagira?
    Um fraterno abraço a todos!

    ResponderExcluir
  49. Pai Béco de Oxóssi4 de outubro de 2009 13:11

    Mucuiú! Pai Fernando.
    Um dia alguém usou o termo "firmar" para denominar a parceria entidade/cavalo, e assim ficou. No dicionário Michaelis diz: Tornar firme,estabilizar,apoiar - por a firma,assinar-
    estribar-se - pactuar e etc. Das definições referidas, todas se coadunam com o que penso sobre firmar entidade. Fico, para mim, com o seguinte conceito; A Entidade vai ESTRIBAR-SE no cavalo para, através de um PACTO, trabalharem juntos. Que tal?
    Pai Béco de Oxóssi

    ResponderExcluir
  50. Andréa, claro que existe a afinidade entre médium e espirito, o problema é que eu quero saber, para aprender que eu não sei, como pode alguém firmar uma entidade em um médium. Claro que havendo necessidade a entidade incorpora em qualquer médiu, mesmo a pedido do dirigente. FMG

    ResponderExcluir
  51. Flavio, jogar água no médium incorporado tira-o de sintonia e acaba se desligando da entidade. Isso só se faz em último caso, como uma incorporação violenta fora do terreiro e sem a presença de um médium experiente. FMG

    ResponderExcluir
  52. Mauro, quando o Pai Leo chegou aí já converamos por telefone. Estou na torcida que tudo corra bem. FMG

    ResponderExcluir
  53. Claudio, se não houver afinidade com certeza existe o respeito entre as entidades que se manifestam no mesmo médium. FMG

    ResponderExcluir
  54. Pai Beco, o que vc propõe já existe que a obrigação entre uma entidade e um médium com um ritual proprio e dirigido por um pai ou mãe de santo. Tudo que vc transcreveu do dicionário não cabe a um dirigente realizar. FMG

    ResponderExcluir
  55. Pai Fernando adquiri seu livro e posso dizer que encontrei as de orientações que buscava, tudo que precisa para entender o porque ter chego até o TPM, como funciona tudo e com isso retirar de mim algumas preocupações que trazia. Muitas reações, pensamentos e questionamentos que o sr conta no livro estavam dentro de mim e ao ler cada palavra parecia que estava sendo escrito para mim, com orientações nas linhas e entrelinhas. Tenho absoluta certeza que cada leitor encontrou o que precisava nessas páginas seja ele iniciante na umbanda como eu ou não. Obrigada!

    ResponderExcluir
  56. Claudinei Oliveira - Curitiba - Pr4 de outubro de 2009 15:13

    Pai Fernando

    a proposito quando vai ser o Girão dos boiadeiros??

    PS: a Luna esqueceu de por meu nome na lista de agradecimento...fiquei lá esperando ela com os brinquedos..nao adiantou de nada pois todos estavam lá..rsrsrs...mas fiquei...

    Mucuiu..

    ResponderExcluir
  57. Mucuiú Pai Fernando...
    Eu e a Mãe Alice estavamos conversando sobre varias coisas e surgiu uma dúvida minha que achamos melhor perguntar para o Sr.
    Na Umbanda temos vários espiritos que protegem ou são responsáveis por alguma coisa,Ex.Seu Tranca Ruas com a porteira, Seu Ogam Caiã com os atabaques, etc.
    Minha dúvida é se existe algum espirito resposável pela defumação?
    Abraço
    Robinson

    ResponderExcluir
  58. Andréa Destefani - Colombo-Pr4 de outubro de 2009 15:55

    Pai Fernando obrigada pela resposta.Fiquei eu aqui pensando,que o se o sr não sabe imagine eu.Mas daí me veio a mente a questão da própria humildade e da fé, não é? Não acredito na possibilidade de firmar uma entidade, se como o senhor mesmo me falou a incorporação se dá por afinidade e quando não,da necessidade no trabalho.Então no meu entender o sr. já deu a resposta.Por favor me corrija se falei besteira.

    ResponderExcluir
  59. Robinson, a defumação faz parte do ritual, mas quem sabe exista uma entidade responsável por ela, ou que transmite uma intuição para que a faz. FMG

    ResponderExcluir
  60. Pai Fernando, a Firmeza do Orixá de Cabeça, pode ter alguma coisa a ver com Amaci?

    ResponderExcluir
  61. Estou com um duvida, talvez por alguma confusão que eu tenha feito. As entidades, vou pegar de exemplo um caboblo em geral, que foi um índio e vai no terreiro ajudar e com isso ter sua evolução. Porém, minha dúvida é assim: ele foi indio em outra vida, esta agora buscando sua evolução e ele evoluindo passa para outro plano ou reencarna na terra? Suponho que possa ser ambos dependendo para cada caso, certo? Mas então, se reencarnar na terra nao necessariamente volta como indio, ou obrigoriamente volta? Se não voltar necessariamente, então qdo morre adquire a aparencia da vida que acabou de ter? Ou ele obrigatoriamente voltaria como indio? Se voltar como indio necessariamente sua chance é menor de reencarnar pq quase nao temo mais indios e ai seria por isso que trabalha mais no mundo espiritual? Ou ainda, tudo isso que falei não tem procedencia? Saberia, por favor, me explicar como funciona isso?

    ResponderExcluir
  62. Mucuiu Padrinho.
    Tudo bom com o senhor?
    Acredito que ninguém pode firmar uma entidade em um médium, pois quem escolhe os médiuns são os espíritos.
    O que entendo com o termo firmar, é o ajuste fino medium - entidade, que vem com o tempo.
    Axé.
    Kiko – s.p.

    ResponderExcluir
  63. Oi gente, boa noite...

    Claudinei!!!

    Vc está super certo. Me desculpe!
    Na verdade tive um pós cruzamento um pouco conturbado. E esqueci de um monte de gente...

    Então lá vai!!!

    Obrigada Claudinei e sua esposa a Isamara que ficaram esperando com seu bêbe fofíssimo!
    Obrigada a Andrea Destefani e o Syrus.
    Obrigada ao pai Léo que foi depois.
    Obrigada a Aline de Curitiba ( uma amiga virtual)
    Obrigada a Laura e Andréia.
    .........Juro que se eu esquecer de mais alguém pode puxar minha orelha, pois pensei mas na pessoas que estavam lá me ajudando a preparar as coisas, no sábado.
    Mas foi falta de gentileza mesmo deixar de agradecer a todos!
    Desculpe e obrigada!

    Axé e boa semana.
    Luna - RJ

    ResponderExcluir
  64. Nathalia,nãovamos dar saltos na evolução. Vam os imaginar que ele desencarna e volta aqui mesmo.Pode voltar como indio ou qualquer outro tipo. Essa evolução vem reencarnação por reencarnação eé impossivel prever qual será uma encarnação futura. Acho que isso vc não deve se preocupar e nem querer entender porque é assunto que foge da nossa compreensão. FMG

    ResponderExcluir
  65. Kiko, a tua resposta está correta, mas a pergunta é: alguem pode firmar uma entidade? FMG

    ResponderExcluir
  66. Boa Noite!

    O ano de 2012 aproxima-se. Muitas teorias avisam para uma mudança na humanidade. Profecias, códigos bíblicos. A aproximação de um planeta à atmosfera terrestre causaria um impacto devastador alterando marés, movimento de placas tectônicas, tsunamis, terremotos,... Segundo à traduções desses códigos e profecias, um ciclo de 26.000 anos estará completo em dezembro de 2012, aliás este será o quinto ciclo do universo.
    Acreditando ou não, achei interessante comentar.
    Pois bem. Segundo artigos que rodeiam a internet, a mudança que estamos predestinados a viver seria quanto a percepção de que não estamos sozinhos, espíritos e extra-terrestres visitam ou habitam a Terra e o universo.
    Tal catástrofe diminuiria a quantidade de "pessoas" materialistas dando espaço ao cultivo da fraternidade, do amor, e do espiritualismo. Nessa nova era, a consciência da humanidade aceitará que, não apenas nascemos e morremos, mas sim que somos imortais. Teríamos a certeza de que existem seres em outros planetas. Fim do materialismo, cobiça, guerras por poder,...
    É o que a Umbanda nos ensina. Amor ao próximo. É a salvação!!!
    Será por essa razão nasceu o espiritismo. Allan Kardec. Chico Xavier. Sai Babba. Buda. Entre outros. Será que o consumo de petróleo e o desmatamento das florestas terão fim. As desvantagens sociais serão extintas. Afinal, no futuro teremos amigos ET's. Eis as questões. Eu acho que sim.

    Abraço a todos.

    Saravá!!

    ResponderExcluir
  67. Pai Fernando, não sei se procede p/ o TPM, mas nos papos q tenho tido com diversos umbandistas, esse lance de firmar entidade seria uma forma de fortificar o elo entre médium e entidade. Ainda agora estava conversando com uma amiga e ela comentou sobre firmar o anjo da guarda, perguntei o q seria isso e ela me explicou q é acender vela, para q o anjo da guarda estivesse mais próximo da pessoa a protegendo.
    Acho q "firmar entidade", não seria pegar a entidade X e vincular ao médium Y. Mas se um médium trabalha com um Caboclo e por qquer motivo esse médium não esteja + sentindo o Caboclo ou ñ se sentindo protegido, amparado, próximo ou algo nesse sentido com esse caboclo... a firmeza seria uma forma de estreitar novamente o laço entre o médium e a entidade q já trabalha com ele.

    Entendo q nós, encarnados, por diversas vezes precisamos de algo concreto, palpável... Ainda q a entidade esteja 24hs pertinho, por mts vezes nos sentimos sós, sem eles... saber q haverá uma 'firmeza', nos dá segurança... encoraja... faz com q a gente volte a sentir o q já estava ali e q por algum motivo a gente parou de sentir... no MEU 'achômetro' penso q essa firmeza é simbólica, apenas p/ q saibamos q algo concreto está sendo feito.
    Aquela vez, com aquele boiadeiro q o Sr. deu aquela chamada, penso q foi uma fimeza feita. Penso q a gente saber q vão 'firmar a entidade' faz com q se abra uma brecha energética, para q essa entidade possa atuar em nós de forma mais efetiva, pois estaremos 'seguros' pela 'firmeza' e vamos nos permitir q a entidade trabalhe.. se estamos 'firmes' não haverá espaço p/ algo ruim... para energia ruim... Pq a entidade está firmada, está junto...
    Enrolei mais q ajudei, né? Desculpe...

    Beijinhos, Dê

    ResponderExcluir
  68. Claudinei Oliveira - Curitiba - Pr5 de outubro de 2009 07:32

    com licença Pai Fernando..

    Luna imagina eu só fiz uma brincadeira...rsrsrs

    como jah disse foi um prazer nosso aki conhece-lá pessoalmente..mesmo q por um breve momento...

    fiz um momento de descontração na minha postagem..mas vamos q vamos..sempre estou de olho no blog axo super dez tira mtas duvidas...
    nunca agradeci ao Pai Fernando pela iniciativa e estou fazendo agora...a veses a gente acha q pode até ser uma pergunta/duvida boba...mas acredito q tem muita gente q nao sabe e vem aki esclarecer...bom é isso...obrigado Pai Fernando mais uma vez..

    só mais uma coisa..por isso q eu adoro nossa casa e nosso Pai Akuan..pai Fernando...fui se consultar com ele sobre uns problemas que eu estava passado e adivinha??..em dois dias tudo se resolveu....estou mais q agradecido...
    Saravá Pai Akuan...

    Mucuiu...

    ResponderExcluir
  69. Mucuiu Padrinho.
    Se desta vez eu entendi a pergunta...
    Com todo respeito, duvido que isto seja possível. Um ser encarnado, mesmo sendo pai ou mãe de santo ter o domínio sobre uma entidade evoluída... não tem sentido. Alias,,, Quem sempre vai mandar sáo eles.
    Acredito que o pai ou mãe de santo pode, por algum motivo, não deixar determinada entidade trabalhar no seu terreiro. Mas forçar esta afinidade que só o tempo traz... impossível.
    Tb acho que o dirigente da casa pode(e deve) criar condições melhores para que isso aconteça naturalmente, tendo o cuidado e o carinho necessário para com a entidade. Mas só.
    Será que agora eu entendi??? rsrs.
    Axé.
    kiko - S.P.

    ResponderExcluir
  70. Pai Fernando, o que eu ouvi e não entendi foi "Firmeza do Orixá de Cabeça" e não firmeza de uma entidade. Estas duas firmezas se equivalem? Se não for a mesma coisa, qual a diferença entre elas? Pois é, o conhecimento é complexo... como uma idéia se ramifica, trazendo muito mais informações do que poderíamos imaginar... isso é muito bonito!
    Obrigada Pai Fernando e a todos por me ajudar nestas descobertas.

    ResponderExcluir
  71. Andréa Destefani - Colombo-Pr5 de outubro de 2009 12:57

    Estou sentido falta das frases de entidades que trabalham com o sr. Pai Fernando aqui no blog!

    ResponderExcluir
  72. Salve Pai Fernando.
    Gostaria de saber qual o motivo dos
    pré adolecentes ,não poderem mais entrar na vibração ou incorporar ou serem cambones?

    Se há uma idade certa para estes trabalhos?

    Gerson-Curitiba

    ResponderExcluir
  73. Denise, a Umbanda trabalha com a Natureza e os elementos. Simbolismo não existe. É que eu escuto sempre dirigentes dizerem "vou firmar tal entidade em vc..." O que eu quero saber é se alguém, seja pai ou mãe de santo tem a condição de se autorizar capacitado para dize "firmei tal entidade em fulano..." Bem, parece que isso nãop existe e firmar Anjo da Guarda é a mesma coisa que querer firmar o espirito no corpo. Eeles já estão firmados antes do nascimento. Acho que o assunto esgotou-se e não vale mais a pena discuti-lo, mas fica bem claro que isso não existe. FMG

    ResponderExcluir
  74. Maura, não é a mesma coisa. Orixá de cabeça é um e outro é o Orixá Cósmico. Mas acho que as postagens feitas hoje esclarecem a questão. FMG

    ResponderExcluir
  75. Andréa,valeu a lembrança. Vou publicar algumas. FMG

    ResponderExcluir
  76. Gerson, antes de mais nada entar no terreiro e na vibração nãotem nada com incorporar e cambonear. Isso foi tema de uma reunião da direção das giras e foi debatido o assunto e já me parece que saiu pela porta deturpada a questão. Ficamos e nada foi decidido, mas preliminarmente digo que não tenho nada contra as crianças, ao contrario, sempre procuro protege-las, mas como dirigente o assunto cambonear e complicado. Essa tarefa não significa só passar material para a entidade, mas ficar atento para coibir abusos por parte dos consulentes, às vezes mnal intencionados, proteger o espirito e o médium, traduzir a consulta ao consulente e comunicar a direção do terreiro se houver consultas atravessadas e que estejam ferindo a filosofia do terreiro. Acho tudo isso muita responsabilidade para um jovem impubere. Também acho errado uma criança incorporar. FMG

    ResponderExcluir
  77. Didi, solicito que vc refaça a postagem aqui neste espado - Tema Livre 22. FMG

    ResponderExcluir
  78. Salve Nação Pai Maneco...

    Gostaria de relatar que o jantar dessa segunda feira
    28 de setembro, foi maravilhoso,
    fizemos a firmeza de nosso espaço,
    entregamos tbm amalá para o Seo Tranca Rua das Almas,
    e esclarecemos algumas dúvidas
    das pessoas participantes.
    A Comida estava ótima e a energia gerada por todos
    foi algo muito especial..
    Pedi aos participantes que relatassem sua experiencia no blog
    e que tirassem as dúvidas as quais não soube responder.

    Abraços a todos

    Saravá Pai Maneco..

    Axé...

    Didi

    ResponderExcluir
  79. sidney oliveira, ctba5 de outubro de 2009 15:59

    Por um lado, do ponto de vista psicológico ha um cuidado a ser tomado. Ha uma saude mental e um desenvolvimento a serem cuidados. É fato.
    Temos que cuidar do mundo mental tb!!!

    Por outro lado, a Umbanda ensina tantas coisas boas. Mostra uma leitura da vida e do mundo que seria importante aos jovens e as criancas.

    Sem falar no desejo doss pais, das crianças e de muitos dirigentes... Mas um nao tb pode educar.

    A criança é um pequeno adulto? Nao! Nao é!
    Tem sua especificidade. Criança e criança!

    O que fez a sociedade? Criou metodos de ensino, alimentacao e medicamentos especificos...
    Na cultura, na arte e no esporte se criaram as matinês...
    Muitas igrejas criaram grupos de jovens, cultos para jovens, etc...

    Isto é:
    Ou se criou algo especifico
    ou se regulou o conteudo
    Assim nao teriamos um sim pode tudo
    nem um nao pode nada..

    abracos
    Sidney

    ResponderExcluir
  80. Andréa Destefani - Colombo-Pr5 de outubro de 2009 16:14

    O preparo da comida e o partilhar dela é de fato um ritual religioso maravilhoso. Ao alimentar o o nosso corpo, estamos alimentando nosso espírito se partilhamos da refeição com pessoas amadas. Vejo como cresce a Umbanda com atos como esse que Didi relata. Estou curiosa pelas manifestações de quem esteve lá. Saravá a todos!!!

    ResponderExcluir
  81. O mundo vai acabar de novo?
    A grande tônica do momento é uma matéria no Discovery Channel sobre o calendário Maia que prevê o final do mundo para 21/12/2012.
    Eu escuto isso a décadas...primeiro o mundo ia acabar através do fogo (já que Deus falou que não usaria um novo dilúvio), depois seria através de uma guerra mundial onde nós míseros seres humanos terminaríamos debaixo de uma guerra nuclear global.
    Na década de 80, seria com uma pândemia como a AIDS ou o Ebola ou a Gripe Aviária que assolaria o mundo e exterminaria com a humanidade…
    O mundo ia acabar na virada do ano 2000 .. em 06/06/06 ano da besta...07/07/07...09/09/09 ...
    Agora última tentativa de nos exterminar seria no ano de 2012, mais precisamente 21/12/2012, previsto no calendário Maia ,que segundo dizem, é incrivelmente preciso e prevê o tempo como cíclico e não linear como na astronomia européia...comecem a rezar!
    Isso se o Nibiru, um astro ou estrela anã marrom, que passará pela Terra acarretando desgraça e destruição não fizer o trabalho antes ...é o que dizem os catastróficos de plantão com base na astronomia Suméria... Esse astro deverá passar em breve por aqui.
    Se o Mundo acabar em 2012 vai ser o fim do mundo gente...quer dizer que eu não vou ver os jogos da Copa do Mundo de 2014 na Baixada ?!?!

    Que sacanagem!

    ResponderExcluir
  82. Pai Fernado ,concordo plenamente a respeito dos jovens não cambonearem .Deixa eu reformular a minha pergunta.

    Qual o risco que um jovem corre ao incorporar?

    Como tentar educar a mediunidade de um jovem que esta aflorando? -Se tem uma idade certa para poder incorporar.

    O que nós umbandistas podemos fazer pelas crianças e jovens que tem interesse pela Umbanda? Porque eles seram o futuro da Umbanda.

    Gostaria de fazer uma comentario,a muito mas muito tempo atras meu Pai obrigava eu e meus irmãos a participar do grupo de jovens do centro espirita...era um pé no saco não aprendi nada devia ter uns 12 anos na época , aquilo para mim era um tédio. Era um tédio porque não tinha atividades,criança é curiosa,não quer ficar presa dentro de uma sala de aula só no bla bla bla.A Umbanda é diferente, é um verdadeiro laboratório ,nas matas ,nos rios no mar ,nas montanhas,no ar,nos pontos cantados na engoma,nas entidades,quantas atividades estas crianças e jovens podem ter.Temos que aproveitar toda esta riqueza deste grande laboratório e colocar em pratica.

    ResponderExcluir
  83. no topico 21 tinha em pessoa com duvida sobre pra quem rezar e pra quem dirigir sua prece , reze pro seu tranca rua fia, na hora que o pau come é ele que poe a cara a tapa pelos filhos

    Lailson

    ResponderExcluir
  84. Saudações! Participei do jantar do dia 28 aqui em Barra Grande e foi fantástico! Uma energia incrível, uma paz inexplicável.
    Gostaríamos muito de contar com a presença de Pai Maneco conosco muito em breve!
    Axé!
    Catita

    ResponderExcluir
  85. Pai Fernando, o Didi é o rapaz q faz o Jantar do Pai Maneco na Bahia? O Sr. havia me pedido p/ passar o endereço do Jantar p/ a Shelaine participar, mas ainda não consegui o endereço. Será q posso usar esse espaço para pedir o endereço do Jantar do Pai Maneco em Salvador? Acho q fica mais fácil mandar p/ meu e-mail que é denni1@uol.com.br. :o)

    Beijinhos e obrigada,

    ResponderExcluir
  86. Boa Tarde, Pai Fernando,
    1) A primeira linha deve ser necessariamente a de caboclo? Por exemplo, poderia ser de preto-velho, de exú, etc. e a segunda a neutra ou outra linha?
    2) Quando o Médium Zélio de Moraes começou ele trabalhava das 20h às 22h00? é possível a umbanda fazer trabalhos de duas horas, encurtando o ritual e dando preferência aos atendimentos? Isto é, é possível ter uma gira de apenas duas horas, chamando duas linhas, não obstante a assistência grande? Como seria uma proporção ideal: número de médiuns e assistência?
    Um fraterno abraço a todos,

    ResponderExcluir
  87. Gerson, vc deu um toque poetico para as crianças no momento das incorporações puxando a beleza do laboratório da natureza.Eu não acredito que seja bom as crianças incorporarem até mesmo pela imaturidade natural da idade. Eu desenvolvo médiuns por mais de cinquenta anos e não consigo lidar com incorporações de crianças. FMG

    ResponderExcluir
  88. Denise, eu tionha isso como certo. Didi, peço que entre em contato. FMG

    ResponderExcluir
  89. Claudio, por etapa:
    1- Não entendi o que vc quer dizer 1. linha de Caboclo... Peço que vc explique melhor.
    2- Duas ou quatro horas depende do critério dos dirigentes. No nosso terreiro desde sua fundação fazemos as giras em quatro horas.
    3- Umbanda não tem roteiro, muito menos matematica. Na Umbanda as coisas acontecem, FMG

    ResponderExcluir
  90. Andrea Destefani- Colombo-Pr6 de outubro de 2009 18:55

    Eu queria saber pai Fernando se depois que o sr. foi feito Pai de Santo se apareceram entidades novas, quero dizer, o sr. incorporou entidades que antes não trabalhava?

    ResponderExcluir
  91. Recebi uma postagem em u m tópico antigo e por isso estou repetindo aqui. Vai o texto na íntegra: meu nome é Willênya moro em Santarém no Pará,
    preciso urgentemente desenvolver minha mediunidade
    todos dizem q so vou ser feliz qdo desenvolve-la,
    preciso de sua ajuda, me oriente no melhor a fazer,
    estou desesperada meu e-mail é:
    willenya@tvtapajos.com.br.
    me responda por favor!
    um braço

    Resoposta: seja bem-vinda ao blog Willênya. Antes de entrarm os em detalha queuro saber se na Cidade que vc mora, Santarem, tem terreiro ded Umbanda. Aguardo e espero a resposta neste Tópico (Tema Livre 22). FMG

    ResponderExcluir
  92. Andréa, antes de ma fazer pai de santo eu trabalhav com o Pai Maneco, Caboclo Akuan, Caboclo Junco Verde, seo João Boiadeiro e o Exu Tranca Ruas das Almas. Na linha do espiritismo de mesa eu recebia o Caboclo da Cachoeira, que eu pensava ser um caboclo e não sabia que era um índio, e uma entidade muito alegre, que aparecia na mesa de otimo humor, falante e que se dizia chamar Zé, vestia termo branco com chapéu panamá. Hoje eu sei que era o seo Zé Pilintra. FMG

    ResponderExcluir
  93. Andrea Destefani- Colombo-Pr6 de outubro de 2009 19:20

    Até aí eu sei meu pai,eu pergunto depois do seu crizamento vieram outras? A minha dúvida é se um pai ou mãe de santo ainda podem vir a receber entidades diferentes,entende?

    ResponderExcluir
  94. Andréa, na relação acima omiti sem querer os nomes dos Mestres Chin e Shibia e o Exu Morcego, recebi o marinheiro Martinho, os Exus do Rio, Pantera, Caboclo da Pantera, seo Zé Pilintra e o Pai Luiz. FMG

    ResponderExcluir
  95. Boa Noite, Pai Fernando,
    Chamo de linha o primeiro tempo da gira, neste sentido poderia ser a primeira de preto, exu etc... e a segunda outra, neutra por exemplo.

    ResponderExcluir
  96. Pai Fernando, na segunda vez que fui terreiro recebi de uma entidade na gira de ciganos uma vela branca e vermelha para acender para Ogun. Eu ignorante, não sabia que existia jardim dos orixás ainda e como a entidade não chegou a me dizer onde fazer, por lógica (lógica bem errada) achei que seria em casa....
    Enfim, fiz a besteirinha de acender aqui... Bom, durante a noite mau dormi, sentia uns arrepios e sonhos diferentes(talvez pq fiquei pensando nisso, nao sei!) e acordei segundos antes da vela apagar que por sinal foi quando estava amanhecendo... Enfim, sei que depois disso sempre sinto umas coisas meio diferentes a noite aqui em casa... Queria saber se devo fazer algo aqui, se isso é normal e basta tocar a vida com o aprendizado na prática ou se realmente quando fazemos essas coisas "erradas" devemos reparar o que foi feito. E ainda gostaria de saber se existe alguma coisa que podemos fazer em casa para deixar o ambiente com boas energias...
    Obrigada!

    ResponderExcluir
  97. Pai Fernando... Então, fico no aguardo do contato do Didi. Obrigada. :o)))

    Agora a perguntinha, hehe... Estava pensando... a gente sempre fica com dúvidas qto a incorporação, se é assim, se tá certo, se é a gente, se não é... Mas e para as entidades? Será q eles tb tem dúvidas? As primeiras incorporações com um médium causa neles tb algum tipo de incerteza? Alguma entidade, alguma vez, comentou ser 'estranho' incorporar? O q eles sentem? Pensam?

    Obrigadinha SEMPRE, beijinhos, Dê

    ResponderExcluir
  98. Jurema! É o fim de um ciclo, não do mundo! vixiii...

    Pai Fernando, sobre a atuação da Umbanda em hospitais. (Em postagem antiga o Sr. pediu para o cambones perguntarem às entidades...)

    Perguntei ao Exu "Sete Catacumbas":

    Como a Umbanda ajuda pacientes que, de alguma forma, não possam vir ao terreiro?

    - "aqueles que acreditam e tem fé, são atendidos pelo astral, por meio cósmico", "...aqueles que não vem, são atendidos se alguém vier ao terreiro com nome do paciente na memória...".

    ResponderExcluir
  99. Mucuiú Pai Fernando.
    Mucuiú Pai Beco.

    Gostaria de compartilhar minha dúvida: Após o encerramento da Gira, e dias depois, é normal o médium sentir a vibração da entidade que trabalhou?

    Senti isso nas duas vezes que me foi solicitada a passagem para as entidades. Na primeira vez, achei que era a emoção, mas na segunda ocorreu a mesma coisa. É uma energia maravilhosa que impulsiona.

    Grato.

    ResponderExcluir
  100. Claudio, issonão pode nem ser discutido porque é critério de cada Terreiro. No nosso, do Pai Maneco, o chamamento da linha que abre os trabalhos, no caso coomo vc chama primeira linha, é o Orixá correspondente ao Pai de Santo responsavel pela gira. FMG

    ResponderExcluir
  101. Nathalia, não é por causa da vela, é a natural excitação da gira. Comigo acontece a mesma coisa, ou seja, toda noite de gira eu não consigo dormir. Isso ha mais de cinquenta anos...Com a Mãe Lucilia acontece o mesmo. FMG

    ResponderExcluir
  102. Andréa Destafani, em tempo, também comecei a trabalhar com o Cigano WOisler depois de ter sido feito pai de santo. FMG

    ResponderExcluir
  103. Andréa Destefani- Colombo-Pr7 de outubro de 2009 16:52

    Se o sr quiser pode receber novas entidades ainda? Pergunto isto com relação ao tempo como pai de santo...

    ResponderExcluir
  104. Salve Pai Fernando ( não precisa postar se não quiser )

    Passagem comprada chego em Ctba sabado dia 17 com retorno programado para dia 20 ( terça ) pela manhã.

    Sabado : Engoma, Gira do Bitty
    Segunda : Gira Pai Fernando

    Sempre com a Umbanda no coração,

    Mauro Monteiro - RJ

    ResponderExcluir
  105. Salve Nação TPM
    Informo que o próximo jantar será dia 26 de outubro, a partir das 20 hrs. aqui em Barra Grande, para os interessados poderem ter mais informações meu telefone é: 73 3258 6170 - 73 8108 3343 - edsondidi@uol.com.br...
    Seria um prazer que todos viessem...rss...
    Ah.. Pai Fernando, quando a Catita falou na presença do Pai Maneco era ao sr. que se referia, pois disse que existe uma possibilidade de sua visita aqui no nosso cantinho...abraços a todos

    Muito Axé

    Saravá

    Didi

    ResponderExcluir
  106. Afrânio - Ceará

    Pai Fernando lembro que certa vez, se não me engano, li no livro do senhor que a trindade da umbanda - caboclos, pretos e crianças - está relativo a força, humildade, pureza.
    quando o médium começa o trabalho de caridade através do exercicio de incorporação, seu perispirito fica impregnado com fluídos de energia da entidade: tipo assim quando incorporo um preto, irei com o passar do tempo, neste exercício de incorporações constante, tornando-me mais humilde, em virtude desta energia, digamos humilde, que o preto me deixou.assim como com o cabolco, adquirirei mais força pra viver o dia a dia; com as crianças, torna-me-ei mais alegre/humilde
    Dai vem a pergunta: um médium de uma corrente de Umbanda, que recebe seus Guias (caboclos, pretos, crianças)é correspondente a um cristal bruto que vai sendo lapidado? ou seja, na prática da incorporação o medium terá mais facilidade em se melhorar no sentido da humildade, pureza e ganhar forças para viver?

    SARAVA MEU PAI!

    ResponderExcluir
  107. Vai por aqui tb...
    Lucilia desejamos pra vc um otimo aniversario.
    Muito ROCK e muito AXÉ pra ti!
    abraco
    Sidney

    ResponderExcluir
  108. Pai Fernando, conversando com uma menina q fez amaci no msm dia q eu na nossa gira, ela comentou que não podia mais cambonear pq não conseguia mais segurar as incorporações....
    Não sei se estou errada, mas penso q a incorporação faz parte do desenvolvimento, mas que nesse caminho antes precisamos passar por outros aprendizados e que ser cambone é parte fundamental na caminhada, estou errada?
    E como a gente sabe qdo é nosso momento de cambonear e qdo é p/ deixar essa atividade para incorporar?

    Muito obrigadinha, beijinhos, Dê

    P.S. Mauro, BEM VINDO!!! :o))

    ResponderExcluir
  109. Pai Fernando voce saberia me dizer se a pombagira rainha das 7 encruzilhadas tem como um de seus companheiros de trabalho o exu marabo?

    ResponderExcluir
  110. Salve Pai Fernando,
    Mucuiú !

    Seu 7 Encruza que trabalha junto comigo, aboliu os ponteiros há algum tempo, deixou de trabalhar. Diz que agora vai utlizar pequenos tridentes de ferro para trabalhar no ponto.

    Pai Fernando, ( confesso que ainda nao perguntei ao Seu 7 )

    Mas o senhor sabe algo sobre a utilização de tridentes de ferro nos trabalhos da Quimbanda ?

    Saravá !!!

    ResponderExcluir
  111. Andréa, na verdade todos nós podemos receber varias entidades, dependendo apenas da sintonia com as entidades. FMG

    ResponderExcluir
  112. Afrânio, é isso mesmo. Vc disse muito certo, com a impregnação dos fluidos das entidades de luz em nosso perispírito nós vamos ficando melhores. FMG

    ResponderExcluir
  113. Denise, quando o cambone começa a sentir muito a vibração convém explicar ao dirigente que saberá o momeneto certo. FMG

    ResponderExcluir
  114. Antonio, eu não tenho conhecimento da ligação dela com o seu Marabô ou qualquer outro Exu. FMG

    ResponderExcluir
  115. Saravá Pai Fernando!
    Estava eu aqui "fuçando" na internet atrás de sebos pq quero montar uma livraria no nosso futuro terreiro, e estou caçando a coleção do André Luiz - A vida no mundo espiritual, e cheguei não sei como num site, onde encontrei o seguinte Hino:

    “Penso no dia que logo vai nascer
    E o meu peito se enche de emoção
    A esperança invade o meu ser
    Eu sou feliz e gosto de viver

    Pela beleza dos raios da manhã
    Eu te saúdo, mamãe Iansã
    Pela grandeza das ondas do mar
    Me abençoe, mamãe Iemanjá

    A mata virgem tem seu semeador
    Ele é Oxóssi, Okê, Okearô
    Na cachoeira eu vou me refazer
    Nas águas claras de Oxum, Aieiêu

    Se a justiça faz guerra de poder
    Valha a espada de Ogum, Ogunhê
    Não há doença que venha me vencer
    Sou protegido de Obaluaiê

    Eu sou de paz, mas sou um lutador
    A minha lei quem dita é Xangô
    A alegria já tem inspiração
    Na inocência de Cosme e Damião

    Não tenho medo, vou ter medo de quê?
    Tenho ao meu lado Nanã Buruquê
    E essa luz que vem de Oxalá
    Tenho certeza, vai me iluminar

    Penso no dia que logo vai nascer
    E o meu peito se enche de emoção…

    E essa luz que vem de Oxalá
    Tenho certeza, vai me iluminar
    E essa luz que vem de Oxalá
    Tenho certeza, vai me iluminar!”


    Nao encontrei a autoria, se alguem conhece, poor favor pode acrescentar.

    Agora como a engoma do Pai Maneco guia a maioria das engomas que ja conheci e as ouço direto nas rádios umbandistas, se vcs já tocam este hino, por favor compartilhem!!!

    Grande abraço.
    Fabille

    ResponderExcluir
  116. Pai Mauro, o ferro é um elemento de Ogum e o tridente o simbolo do Exu, sendo normal esse tipo de elemento em seus trabalhos,mas não servem para firmar o ponto, no caso os ponteiros. FMG

    ResponderExcluir
  117. Pai Fernando, perguntinha...
    O Senhor pode falar um pouco sobre o Sr. Exu Marabô?
    Sobre linha de trabalho, qual seu arquétipo, etc etc.. Se possivel passar a sua visão sobre o que retratam como Exu de Trabalho e Exu tronqueira ou exu guardiao do terreiro que nao incorpora?!
    Duvidas....

    Abraçao!

    ResponderExcluir
  118. Nossa pai Fernando que coisa bela isso que explicou ao Afranio... Além de evoluirmos cumprindo com nossos deveres aqui na terra, ajudarmos as pessoas que buscam o terreiro mesmo que apenas sendo úteis para as entidades que realizam os trabalhos, ainda, com o tempo, podemos nos beneficiar dos fluídos que elas nos transmitem... É mesmo magnífico... =D

    ResponderExcluir
  119. Fabille, quanto ao Exu Marabô é dificil falar assim de uma forma ampla. Todos têm suas histórias mas falam poucos. Vamos deixar essa pergunta para o pessoal responder porque imagino que cada um fale um pouco e no todo será um resultado positivo. Quanton a Exu de Trabalho é não conheço, mas o Exu da Tronqueira iy Exu Guardião, que uns dizem dizem que não incorpora e outro que incorpora, ele tem que ser da vibração do Exu Tranca Ruas, segundo eu aprendi. Como a Umbanda é diversificada e as opiniões divergem, vou colocar-me na segunda opção que relatei.
    Com referencia a letra que vc mandou vou pedir para Mãe Cris de Ogum que verifique e nos diga se vaio achar a melodia. FMG

    ResponderExcluir
  120. Obrigada Pai Fernando.
    Agora outra pergunta em cima do Exu Guardião ser da vibração do exu Tranca Ruas...
    QUais exus que se enquadrariam nessa ordem?
    O Exu Marabo é um exu de oxossi, ou estou equivocada?
    Axé

    ResponderExcluir
  121. Fabille, com exceção da Linha Tranca Ruas que é de Ogum, os outros Exus não têm Orixá Cósmico. Talvez eles tenham uma tendencia para incorporar em médiuns de determinada origem de Orixás. Aliás, o caso da Linha Tranca Ruas também é um achismo e nada de concreto existe, exceto indicações inclusive nos pontos cantados. Os Exús tão falados, estudados e analisados, quem sabe sejam apebas entidades que trabalham nessa linha. Aliás é nisso que eu acredito. Para chegarmos a um entendimento deveriamos deletar da nossa cabeça tudo que lemos e sabemos sobre eles e reiniciar um novo estudo com a cabeça alinhada no bom senso e longe das fantasias que se criam em torno deles. FMG

    ResponderExcluir
  122. Entendi Pai Fernando, pergunto isso, exatamente por esse monte de coisa que se lê, sobre falanges e linhas etc...
    Mas o que me acontece, é o seguinte e posso ter entendido mal...
    Pergunto porque O Seu Capa Preta pra falar comigo, pediu pra que eu fosse na calunga pequena e me passou toda a parte de segurança para a Casa nova, assim como tbm passou que o Seu marabo tbm vai fazer parte da Segurança, apesar de nao ter falado comigo, apenas gargalhado atras de mim (risos). O Seu Marabo deu o ponto riscado que vai ficar na tronqueira..E como eu nunca trabalhei ou senti qquer vibração para incorporar um outro exu que nao fosse o Seu Capa, até pq é ele sempre que vem ate antes da pomba gira...na real.. ele é quem manda!
    Lembra daquele sonho da capa cinza que contei par ao senhor??? Será que faz alguma ligação?

    Abraçao

    ResponderExcluir
  123. Afrânio - Ceará

    Pai Fernando é possível Deus em sua infinta sabedoria, tolhir a mediunidade de alguém, por motivo de que o médium esteja se envaidecendo deste dom e desta forma contribuindo para ser fonte de orgulho e egoísmo para este.
    A gente vê alguns médiuns me parece meio que envaidecido com "suas" capacidades mediúnicas.

    SALVE PAI FERNANDO!

    ResponderExcluir
  124. Boa noite Pai Fernando. Mucuiú!
    Boa noite a todos...

    Esses dias tenho estado um pouco introspectiva e um tanto atarefada. Por isso a ausência no blog.

    Pai Fernando. Com relação a pergunta feita sobre os ponteiros.
    Qual a função de " firmar o ponto"? O senhor pode explicar de forma mais detalhada?
    Pergunto isso pois nunca minhas entidades pediram essa ferramenta de trabalho. É algo imprescindível nos trabalhos ou não?
    Obrigado.

    Luna - RJ

    ResponderExcluir
  125. Boa noite a todos

    gostaria de tirar uma dúvida

    Tenho varias imagens em casa de exús misturadas com outras. Quero separar as de exú e fazer uma casinha para eles ( tipo uma tronqueira ) acendo velas e faço entregas nessas imagens. Pois fiquei muitos anos sem centro algum e me virava como aprendi gostaria de saber se existe algum problema nisso ?

    ResponderExcluir
  126. Fabille, vc tem que aguardar o dia do cruzamento para ver quem vai trabalhar com vc, ou melhor, quemvai ser o chefe da esquerda no teu terreiro. Pode ser ser Capa Preta ou seu Marabô. No dia do cruzamento só um virá. FMG

    ResponderExcluir
  127. Afrânio, nem o médium vaidoso perde a mediunidade. Pode acontecer um castigo e as ent
    idades não se manifestarem e os obsessores tomarem seus lugares. É o caso do semelhante atrair o semelhante. FMG

    ResponderExcluir
  128. Luciana Luna, firmar o ponto é como segurar o campo de força enquanto ele tiver ação. Não sei aí qual o entendimento, mas aqui no Sul é usado para isso. Ou seja, o último ato na montagem de um campo de força (pontos riscado ou trabalho da entidade) é jogar o ponteiro e o primeiro ato para levantar o trabalho é exatamente retirar os ponteiros. FMG

    ResponderExcluir
  129. A,J.Studio, nada saerá errado se vc tiver bom senso em seu uso, ou seja, só alimente sem jamais tentar incorporações ou trabalhos. FMG

    ResponderExcluir
  130. Pai Fernando, Saravá
    Obrigada pelos esclarecimentos!
    Quero fazer uma pergunta e se for muito tola, me desculpe...
    Vamos lá:
    O senhor pode me explicar qual a diferença entre uma guia simples, de apenas um fio, feita de cristal, sementes ou ceramica ou naturais das guias trançadas com mais fios???
    No que tenho acompanhado, elas parecem (ate entao) somente para identificar a "hierarquia" da casa ...
    Mas me esclareça por favor...
    Obrigada
    Fabille

    ResponderExcluir
  131. Pai Fernando não há incorporações pois eu mesma não sou desenvolvida para isso apenas faço meus pedidos,ja que não ha nenhum problema tem alguma preparação especial para essa troqueira aqui em casa um banho de ervas ou algo assim na casinha ou apenas coloco mesmo as imagens que ja são cruzadas lá dentro sem problemas

    Obrigado Juliana Schuartz

    ResponderExcluir
  132. Fabille, no Terreiro do Pai Maneco nós usamos para médiuns um fio, para capitães, ogans e Pai Pequeno ou Mãe Pequena com três ou cinco fios e para Pais ou Mães de Santo com sete fios. FMG

    ResponderExcluir
  133. Pai Fernando,

    Pelo que o senhor já demonstrou, gosta de uma umbanda transparente e vejo que no Pai Maneco, a liberdade de expressão é um ponto bem caracteristico, porque vem de cima pra baixo e contagia a todos os seus mediuns.
    Pois bem.
    Da mesma forma, observo que dentro do terreiro existem vários mediuns cruzados, feitos pais-de-santo ou maes-de-santo, que coordenam os trabalhos em dias diferentes, certo?
    Gostaria de saber se por exemplo, numa gira do Pai Maneco, se um dos dirigentes de uma gira por algum motivo não puder coordenar a gira do dia, quem assume os trabalhos?
    O Pai pequeno juntamente com o capitão, dão sequencia aos trabalhos?
    Pergunto, porque embora respeite a diversidade da religiao, ouvi algo que me surpreendeu de tal maneira... uma afirmação em tom de LEI UNIVERSAL "que o Pai de Santo não transmite na integra para seus mediuns de feitura, sobre a casa, e que na ausencia dele a casa fica fechada por que ele nao pode revelar sobre a segurança da casa"..
    Bom, embora eu considere isso como mais um folclore de umbanda VELADA ou presença de sentimento de insubstituição ...
    Me fez pensar nos diversos templos e no medo de alguns dirigentes de perderem seus bons mediuns para novos terreiros que eles venham a abrir, ou de estacionar o desenvolvimento mediunico de seus mediuns...baseados neste mesmo medo.

    Pergunto, se o senhor ja presenciou muito isso no decorrer da sua experiencia e como o senhor lida com a transparencia no Pai Maneco.

    Abraço Fraterno!
    Se nao quiser, nao precisa postar Pai Fernando!
    Axé

    ResponderExcluir
  134. Fabille, no Terreiro do Pai Maneco as giras são divididas em pelo excessivo numero de médiuns, pois temos agora mais de 1600 médiuns, por isso quando um dirigente não pode ir comandar sua gira por algum motivo, ou o Pai Pequeno ou a Mãe Pequena assume essa tarefa, isso se não for um outro dirigente de outra gira comanda-la, porque isso é muito comum no nosso terreiro. Somos uma gira só, dividida em seus comandos. Quanto a fechar o terreiro porque o Pai de Santo segue uma LEI UNIVERSAL (?) porque não pode revelar sobre a segurança da casa, como vc disse, com todo respeito à diversidade, acho um absurdo. O que mais eu mostro em nosso terreiro são as seguranças. Alguns dirigentes usam o chavão "mironga de congá" ou "segredo de congá" para não responderem algumas perguntas. Quando isso acontece é porque eles não sabem a respostas. Não é mais fácil dizer "eu não sei?". FMG

    9 de Outubro de 2009 17:08

    ResponderExcluir
  135. Recusei a postagem do anonimo que pediu benzimento, por não ter dado o seu nome. FMG

    ResponderExcluir
  136. Seo Fernando

    Além da permissao das entidades que comandam, da anuencia do pai de santo, do livre-arbitrio e do bom senso de todos ha algo mais que permite a vinda de um espirito familiar ou publicamente conhecido em uma gira?
    abraco
    Sidney Oliveira

    ResponderExcluir
  137. Pai Fernando, na sexta feira passada passei por um momento que me gerou um grande desespero, em meio a minha vontade de sumir, pensei no Sr, na Mãe Lucília, no terreiro, no Seo Akuan, no Pai Maneco, no meu padrinho, no Seo João Caveira e fui me acalmando e as coisas se acalmando tb.

    Ontem, uma pessoa me chamou p/ conversar e pediu ajuda, por estar chorando muito e muito desesperado. Essa pessoa faz parte da assistência do TPM, num primeiro momento fiquei sem saber o q fazer, mas daí rezei o Pai Nosso e pedi para que Deus desse tranquilidade e disse p/ ele ir ao terreiro tomar vibração e fazer consulta.

    Fiz muito erradinho??? :o)

    Beijinhos, Dê

    ResponderExcluir
  138. Sidney, além do que vc mencionou só a propria existencia da gira já permitiria a vinda dos espiritos. No começo do Terreiro do Pai Maneco ele foi apelidado de Casa dos Espiritos.FMG

    ResponderExcluir
  139. Denise, vc fez tudo certinho. Se quiser mande me procurar. FMG

    ResponderExcluir
  140. Mucuiu Padrinho.
    Tudo bom com o senhor?
    pergunta:
    O que fazer com guias velhas?
    desmancha?
    despacha? (sem sujar a nuture).
    doa-se?

    axé.

    kiko - s.p.

    ResponderExcluir
  141. Boa noite pai Fernando. Mucuiú!

    Eu me lembro que teve esse tópico falando as respeito das almas...Mas não me recordo onde?!
    Então, no terreiro cantamos para as almas nas giras de preto?
    Obrigada
    Axé - Luna - RJ

    ResponderExcluir
  142. Fabille...Boa noite! O seu negócio já está chegando. Bjs

    Pai Fernando, pegando a linha de raciocíneo da Fabille, vou lhe deportar lá atrás...

    Depois que o senhor saiu(eu acho)da casa do seo Edmundo Ferro (nosso avô), como foi um começo de uma nova casa?

    Quais foram as maiores dificuldades?
    Pergunto em todas as áreas...Física ( do terreiro ) e espiritual?
    Saudades!
    Luna - RJ

    ResponderExcluir
  143. Salve Pai Fernando, mucuiú !

    Aqui no Rio de Janeiro temos o mais antigo programa de musicas de Terreiro do Brasil: o Programa Melodias de Terreiro, criado pelo saudoso lider umbandista Attila Nunes e sua esposa Bambina Bucci, em 1948, hoje comandado pelo seu filho e tb pelo neto, ambos Atila Nunes.
    É o deputado que mais luta pelo direitos das religiões de matrizes africanas sendo reeleito seguidamente pela décima vez se nao me engano. Pois bem.

    O Terreiro do Pai Maneco e eu fomos citados em razão da pesquisa sobre nomes de entidades que consta em nosso site ( www.paimaneco.org.br ). Ele leu vários nomes e divulgou com muita satisfação. Para mim uma honra.

    Salve a Umbanda !
    Salve o TPM !
    Saravá !

    Sempre com a Umbanda no coração ,

    Mauro Monteiro - RJ

    ResponderExcluir
  144. Luna, apesar da Linha das Almas ser ligada com os Pretos Velho, sempre que se precisar trazer espiritos sem luz para serem doutrinados ou encaminhados, em qualquer linha, pode-se cantar. FMG

    ResponderExcluir
  145. Luna, a minha primeira dificuldade foi me convencer a me fazer Pai de Santo. Depois que isso aconteceu, eu comecei e até hoje não deu tempo para eu analisar quais as maiores dificuldades,mesmo porque elas não têm fim. FMG

    ResponderExcluir
  146. Salve Pai Fernando!
    Medo e insegurança em responder sobre questionamentos parece comum mesmo.
    E o pior, usar de chavões como desculpa.
    A sua resposta foi muito gratificante: um absurdo.
    Por isso, hoje mais que nunca estou com mais fé ainda nas minhas entidades, pq elas tem me respondido, e o Sr. tbm.
    Obrigado.
    Abraços Fraternos
    Fabille

    ResponderExcluir
  147. Salve Pai Fernando,
    No próximo dia 26 faremos o jantar aqui na Bahia, e como se sabe o verão esta chegando e nós desse pedacinho de terra precisamos de muita força e coragem para essa jornada.
    Neste jantar faremos um amalá para os Caboclos e Ciganos, gostaria de sugestão para ambos..
    À Todos da nação TPM fica aqui já o nosso convinte a virem participar.
    Axé...
    Saravá
    Didi

    ResponderExcluir
  148. Didi, estou aqui com o Marcio Bellé, babando nos Amalás do mestre Didi. Olhe no site e mande na brasa. FMG

    ResponderExcluir