Assine aqui para receber atualizações deste blog

quarta-feira, 1 de junho de 2011

CABOCLOS


Aproveitando o tema sugerido (Caboclos) pelo Nilzo, abrimos o espaço para opiniões, dúvidas sobre essa linha que forma o tripé da Umbanda.

Camila

35 comentários:

  1. Vamos lá ( já q fui quem pediu o tópico, hehehehehe).
    Primeiro um comentário: uma das razões da suspensão das giras neutras, foi justamente aumentar o respeito em relação aos Caboclos. Ok. Porém uma coisa q me preocupa, vai além da relação médium/Caboclo, mas principalmente tbm face a relaçãoa assistência. Na gira q participo (6ª feira) a diferença do número de consultas da gira anterior pra gira de Caboclo é assustadora. Em média o médium q camboneio dá cerca de 7 consultas nas giras de Preto, Exu e Neutra; na última gira de caboclos foram só duas. E normalmente é isto mesmo. Parece que a própria assistência não tem interesse. Isto tbm me parece um motivo de vários médiuns "cabularem" as giras de caboclo, pois a expectativa de consultas é pequena também. A MINHA IMPRESSÃO é que está muito fixado na mente das pessoas ( consulentes e médiuns) que assunto de amor-finança é coisa de Exu/Cigano e assuntos como aconselhamento, saúde, proteção ( benzimento), familias são coisa de Preto Velho, sendo que não se compreende exatamente " o que faz o Caboclo". Este ano não me lembro de consulente algum ter pedido uma cura na gira de caboclo pra entidade q camboneio. Entendo q é necessário expor mais claramente pras pessoas a força e o campo de atuação dos Caboclos. Fica aí mais uma sugestão.
    Perguntas , dúvidas e curiosidades sobre esta linha na realidade eu acredito q sejam várias inclusive, pela forma do rito do TPM. Por exemplo é existem entidades como Seu Rompe Mato q pode vir tanto na linha de Ogum quanto como de Oxóssi. Como isto é possível? É uma espécie de sub divisão dentro da própria falange? Porém outras entidades, como Seo 7 Flechas ou Seo Ubirajara só vi descerem na linha de Oxóssi. Não é possível um espirito na Linha de Ogum dar o nome de 7 Flechas ?

    ResponderExcluir
  2. Nilzo,
    vou pedir ao Pai Fernando que responda o teu comentário, ok?

    Axé,
    Camila

    ResponderExcluir
  3. Já vi isso acontecer também e já colaborei com a mesma visão, que certas situações mais
    "intimas" deveriam ser passadas para o Exú/Cigano, após um tempo entendi que na verdade tudo começa
    com o caboclo, ele é reponsabel por toda a linha que acompanha o medium, ele que digamos
    assim "seleciona" e "autoriza" que vai trabalhar com o medium em tal linha de trabalho. Bem foi
    isso que entendi neh, talvez minha compreenção esteja errada. Então continuando, o caboclo
    e a entidade que mais pode auxiliar as pessoas, em qualquer problema que vc possa imaginar, afinal ele
    é o "CARA" (pai de cabeça), que faz e acontece.

    bem desculpe a forma de falar, mas não sei explicar de outra forma.
    Abrs

    Sarava

    Dilon

    ResponderExcluir
  4. 1- Por que quando chamam ogum em alguns momentos não aparecem índios mas sim guerreiros?
    2 - Sou filha de oxala, vamos supor, que eu morra e daqui mtos anos eu evolua e possa trabalhar na umbanda com minha aparencia de outra vida como índia, atuaria na linha de oxossi, ogum ou xango? (me coloquei como exemplo apenas, mas favor considerar um espirito masculino tb)
    3 - Por que não se tem espíritos femininos de xango e ogum?
    4- Apesar do "machismo" na umbanda. Realmente nao existem espíritos femininos (entidades) sendo o "guia principal" de uma pessoa? (pai de cabeça - não coloquei esse nome pois nao seria pai e sim mãe nesse caso).
    5 - Por que pouco se fala em caboclas de iansa, iemanja e oxum? (se observamos em algumas giras, quando chamam iemanja por exemplo algumas sáo incorporadas, juntos com as ondinas)

    ResponderExcluir
  5. Nilzo, atendendo o pedido da Camila, vou responder não só para vc mas para qualquer pergunta que eu entenda poder ajudar. Axé, Fernando

    Vão as respostas em ordem:

    Pergunta - Na gira q participo (6ª feira) a diferença do número de consultas da gira anterior pra gira de Caboclo é assustadora. Em média o médium q camboneio dá cerca de 7 consultas nas giras de Preto, Exu e Neutra; na última gira de caboclos foram só duas. E normalmente é isto mesmo. Parece que a própria assistência não tem interesse. Isto tbm me parece um motivo de vários médiuns "cabularem" as giras de caboclo, pois a expectativa de consultas é pequena também.
    Resposta - Não tem justificativa a falta de respeito que os médiuns (ao menos no Terreiro do Pai Maneco) têm com os caboclos. É inadmissível que essa atitude de descaso de alguns médiuns do Terreiro tenha provocado a suspensão das giras neutras. Se os médiuns dessem a devida atenção às suas obrigações com as entidades chamadas caboclos com certeza seus trabalhos seriam melhores e mais convincentes o que atrairia maior numero de publico. Na verdade o que acontece que trabalhar incorporado com os caboclos é mais difícil e isso pode dar aos médiuns a vontade de trabalhar nas outras linhas.
    Pergunta - A MINHA IMPRESSÃO é que está muito fixado na mente das pessoas ( consulentes e médiuns) que assunto de amor-finança é coisa de Exu/Cigano e assuntos como aconselhamento, saúde, proteção ( benzimento), familias são coisa de Preto Velho, sendo que não se compreende exatamente " o que faz o Caboclo". Este ano não me lembro de consulente algum ter pedido uma cura na gira de caboclo pra entidade q camboneio. Entendo q é necessário expor mais claramente pras pessoas a força e o campo de atuação dos Caboclos. Fica aí mais uma sugestão.
    Resposta - Pode ser que vc tenha razão, mas ninguém pode saber o que os Caboclos fazem se eles não são procurados. Acho que não tem como expor mais. No Terreiro além de todas as manifestações exuberantes dos caboclos que trabalham, existe nosso site e vários textos de muitos umbandistas de respeito que enaltecem e demonstram as qualidades dos caboclos. Acho que o grande problema é que o caboclo é tão bom e forte que o médium perde o poder de se exibir.

    Perguntas , dúvidas e curiosidades sobre esta linha na realidade eu acredito q sejam várias inclusive, pela forma do rito do TPM. Por exemplo é existem entidades como Seu Rompe Mato q pode vir tanto na linha de Ogum quanto como de Oxóssi. Como isto é possível?
    Resposta - - O Caboclo Rompe Mato da linha de Oxossi trabalha cruzado com a linha de Ogum. Isso não é no TPM, em qualquer Terreiro do Brasil é a mesma coisa.
    Pergunta - É uma espécie de sub divisão dentro da própria falange? Porém outras entidades, como Seo 7 Flechas ou Seo Ubirajara só vi descerem na linha de Oxóssi. Não é possível um espirito na Linha de Ogum dar o nome de 7 Flechas ?

    Resposta - Como disse acima, não é subdivisão da falange. Os Caboclos Sete Flechas e Ubirajara são Oxossi e não cruzam na linha de Ogum. Por essas razões jamais um Ogum vai dizer que é o Caboclo Sete Flechas.

    ResponderExcluir
  6. Sempre adorei a gira de caboclos, junto com a de pretos e a de boiaideiros, são minhas favoritas...

    Sendo os caboclos nossos "Pais de Cabeça", nossos Guias, e sendo as entidades com a força maravilhosa e a vibração incrível que têm, tbém não entendo o pq de médiuns e assistência às vezes ficarem "de pé atrás"...

    Pai Fernando disse acima que "trabalhar incorporado com os caboclos é mais difícil e isso pode dar aos médiuns a vontade de trabalhar nas outras linhas"... puxa, preguiça de se desenvolver o médium não pode ter né? E deixar de vir pra Gira só pq a "expectativa de consultas é pequena"... puxa vida, assim não dá né???

    Ok, isso foi só um desabafo, cada um é cada um... No meu desenvolvimento em particular, levei um tempão pra sentir vibração de caboclo de Oxóssi, qdo passei a trabalhar com uma Cabocla de Jurema.

    Depois parou tudo, fiquei mais de ano sem incorporar e agora, um ano mais tarde, comecei a vibrar na energia do Cab. Tupinambá e tbém a sentir bem forte a energia da Cabocla Samambaia, e na última gira de caboclos senti uma vontade enorme de chorar e uma energia ancestral maravilhosa no ponto do Cab. Ubirajara...

    Estou a 4 anos no TPM e ainda não desenvolvi integralmente o trabaho com caboclos, mas não deixo de adorar esta Gira por conta disso...

    Qto aos Caboclos de Xangô, já tem uns três anos que trabalho com a mesma entidade... é o Seu Quebra-Demanda...

    Saravá, e peço a benção e o axé de todas as entidades dessa linha linda que compõe o triângulo da Umbanda: os Caboclos!!!

    ResponderExcluir
  7. Pai Fernando boa noite, poderia então explicar qual é a responsabilidade do caboclo dentro da umbanda? Suas habilidades ou melhor como poderia melhor definir o que cada linha de trabalho faz? por exemplo: caboclos, crianças, pretos velhos, essas linhas quais são sua 'funções' ou suas areas de atuação dentro da umbanda e a relação delas com o medium? Poderia explicar ?

    Obrigado
    Sebastião

    ResponderExcluir
  8. Olá!
    desculpem se as minhas perguntas forem muito primarias, mas eu não frequento nenhum terreiro, tenho apenas visitado alguns. procuro aprender lendo, e este blog e o site de vocês é muito bom. tenho muitas duvidas, mas vou tentar me ater ao tema do tópico:
    1-todo medium da umbanda tem um caboclo? 2-o caboclo é sempre o pai de cabeça do medium? 3-o medium tem obrigações com todas as entidades que recebe? 4-quais são as obrigações com os caboclos? 5-como funciona o trabalho cruzado(como o citado na resposta anterior)?
    Obrigado!
    Lécio

    ResponderExcluir
  9. Até agora trabalho com dois caboclos que tenho conhecimento: meu querido pai de cabeça seo Sete Cachoeiras e seo Beira Mar. Simplesmente amo as giras de caboclos, porque sinto cheiro de mato, de mar, de água fresca.Me parece que com os caboclos a gente sempre tem a impressão ao incorporar que se é livre e que devemos preservar a sensação de liberdade que os consulentes têm que ter, para viverem saudáveis em um amplo sentido. Sempre me questionei sobre a pouca frequência e olhando pra mata fiquei pensando se é porque as pessoas cada vez estão mais longe do que elas próprias são e de suas origens.As pessoas falam em preservação ambiental, mas não tem tempo para se conectar à natureza e , assim sendo, como podem descobrir o que nossos caboclos têm a oferecer seja na incorporação ou nas consultas?As pessoas preferem ir num domingo ao shopping do que ir a um lugar que realmente recarregue suas energias. Uma das minhas tristezas é não conseguir incorporar ainda um caboclo de Oxóssi, para realmente sentir a diferença entre caboclos desta linha,de ogum e de Xangô. Creio que tudo tenha um tempo determinado....

    ResponderExcluir
  10. Vou colocar um comentário, que se não acharem oportuno não precisa publicar...
    Mas acho que há sim muito respeito da assistência pelos Caboclos, tanto respeito que muitos não sabem nem o que falar com eles. As giras de quinta feira, quando os Caboclos de Oxossi davam consulta na primeira parte, as consultas eram super concorridas, ficando até pouca gente para depois do intervalo. Acho que os Caboclos tem que ser respeitados, eu sou suspeita pois sou apaixonada pelo trabalho de todas as entidades e os Caboclos tem meu profundo carinho e respeito.. mas acho que o trabalho de esclarecimento deva ser geral, até mesmo sobre as linhas neutras.
    Na última gira de Preto Velho na segunda, que pelo calendário anterior era para ser de Ciganos várias consultas eram sobre problemas sentimentais e um dos consulentes falou abertamente que tinha ido pq achava q era gira de cigano e por achar que eles estão mais 'voltados' para esse trabalho.
    Seria legal que todos soubessem que as entidades ajudam, TODAS elas ajudam e também que a assistência se sentisse à vontade diante de um Caboclo para falar dos seus problemas sentimentais ou financeiros ou qquer outro, da msm forma que se sentem à vontade na frente de um/a cigano/a ou Exu/PG. Eu fico muito tempo na assistência e muitas vezes ouço "Mas vou falar o que p/ um Caboclo?" "Vou falar o que para um Boiadeiro?" ou até mesmo "Ah! Eu não gosto de Marinheiro, são todos bêbados!!!" Então, acredito que falta esclarecimento de uma maneira geral... as entidades são maravilhosas, merecem todo nosso respeito, eu tenho um encantamento particular por todos... mas acho que os médiuns precisam aprender mais sobre todas as entidades, até msm p/ evitar o deslumbre e exibicionismo... e a assistência também. :o)

    Beijinhos e desculpem qquer coisa.

    ResponderExcluir
  11. Dilon, nada errado às vezes ter uma intimidade com o grande amigo Caboclo. Axé, Fernando e Camila

    ResponderExcluir
  12. Nathalia. respostas pela ordem:

    1- Por que quando chamam ogum em alguns momentos não aparecem índios mas sim guerreiros?

    Resposta: dentro do folclore da Umbanda Ogum é um Guerreiro e por isso suas imagens são representadas por guerreiros, mas na verdade a sua identidade principal é do índio brasileiro.

    2 - Sou filha de oxala, vamos supor, que eu morra e daqui mtos anos eu evolua e possa trabalhar na umbanda com minha aparencia de outra vida como índia, atuaria na linha de oxossi, ogum ou xango? (me coloquei como exemplo apenas, mas favor considerar um espirito masculino tb)

    Resposta: vc atuará como entidade cabocla dentro da mesma linha de seu Pai de Cabeça - que está dentro de uma das linhas Xangô, Oxossi ou Ogum, mas sempre terá como origem a sua atual linha cósmica, no exemplo Oxalá.

    3 - Por que não se tem espíritos femininos de xango e ogum?

    Resposta: o feminino de Xangô é Iansã e de Ogum
    Oxum ou Iemanjá.

    4- Apesar do "machismo" na umbanda. Realmente nao existem espíritos femininos (entidades) sendo o "guia principal" de uma pessoa? (pai de cabeça - não coloquei esse nome pois nao seria pai e sim mãe nesse caso).

    Resposta: todos têm um Orixá masculino e um Feminino. Eu, por exemplo tenho na cabeça os Orixás Ogum e Iemanjá.

    5 - Por que pouco se fala em caboclas de iansa, iemanja e oxum? (se observamos em algumas giras, quando chamam iemanja por exemplo algumas sáo incorporadas, juntos com as ondinas)

    Resposta prejudicada pela anterior.

    Axé, Fernando

    ResponderExcluir
  13. Laura, se vc trabalha já alguns anos com o Caboclo Quebra Demanda vc está firme na linha de Xangô. Com referencia a sentir vibrações na linha de Oxossi com várias entidades, vc deve falar com seu Pai de Santo porque sentir vibração quando se entoa um ponto é normal mas não quer dizer que vá trabalhar com essa entidade. Umbanda tem que ser bem clara e definida e isso cabe ao dirigente explicar. Axé, Fernando

    ResponderExcluir
  14. Lécio, não achei tguas perguntas primárias, ao contrario, são bem aplicadas. Respostas na ordem:


    1-todo medium da umbanda tem um caboclo?

    Resposta: o médium na Umbanda tem nas várias linhas sempre uma entidade com afinidade, mas todos têrm um índio como seu Pai de Cabeça e tem que ser da mesma linha cósmica do médium. Ex. um fiho de Ogum tem um índio que éseu Pai na mesma linha de Ogum.

    2-o caboclo é sempre o pai de cabeça do medium?

    Resposta prejudicada pela anterior.


    3-o medium tem obrigações com todas as entidades que recebe?

    Resposta: claro que tem, não só com as entidades mas como com a Umbanda.


    4-quais são as obrigações com os caboclos?

    Resposta: é dificil dizer quais são as obrigações, mas obediencia, carinho, amor, estar sempre à disposição da entidade e muitos outros relacionamento. Praticamente é a mesma obrigação que temos com nosso pai carnal.
    5-como funciona o trabalho cruzado(como o citado na resposta anterior)?

    Resposta: trabalho cruzado é trabalhar em duas linhas.

    Axé, Fernando

    ResponderExcluir
  15. Denise,antes de mais nada marinheiro não vem no terreiro bebado porque isso não seria admissivel em uma entidade de luz. Ele vem se mostrando tonto por duas razões: a) que mostrar que é do mar e está mareado; b) ignorancia do médium. Como marinheiro não deve ficar mareado porque não poderia ter essa profissão, só nos resta a resposta b. Vc tem razão quando diz que médium deve ter respeito, carinho e amor por qualquer linha. É uma questão de priorizar a sua evolução espiritual através do contato com as entidades e minimizar a sua vaidade e exibicionismo.
    Axé, Fernando

    ResponderExcluir
  16. Andréa, não seria de entender que um médium já com algum tempo de experiencia não conseguisse incorporar uma linha. Isso acontece talvez porque vc tenha a natural ligação com Xangô que a linha masculina que vc pertence. Se quiser incorporar um caboclo de Oxossi é só insistir. Axé, Fernando

    ResponderExcluir
  17. Pai Fernando, já tive a oportunidade de trabalhar com marinheiro e realmente não estava bêbado ou mareado, ao contrário... Mas o comentário que coloquei são de coisas q ouço na assistência e que, qdo eu posso, procuro esclarecer. Só acho que as vezes o desconhecimento leva algumas pessoas priorizar uma linha de trabalho a outra.
    Como eu disse, eu sou suspeita pq tenho profundo amor e respeito todas as entidades e todas as linhas... camboneei com todo amor e devoção por 3 anos e qdo o Sr. mandou o Caboclo de Oxossi riscar o ponto, no dia seguinte fui fazer um amalázinho p/ ele agradecendo mais esse passo na minha caminhada espiritual...
    A umbanda é maravilhosa, as entidades são maravilhosas.... acho que minimizar a vaidade e o exibicionismo são o grande lance!! :o)

    Beijinhos carinhosos,

    ResponderExcluir
  18. Boa Noite a todos!
    Bem, fiz parte de um Centro bastante pequeno em Ctba.e por motivos geográficos estou afastada. Como médium desenvolvi muito pouquinho e tenho milhares de dúvidas quanto à Umbanda (que aliás ADORO). Mas quando vi que o tópico era sobre os caboclos não resisti em comentar, pois Amo demais essa linha e essas entidades. Quando eles chegam é lindo sentir tamanha Força e Luz! São grandes educadores de Almas! Talvez aí tenha uma questão pra se pensar. Atualmente, as pessoas costumam buscar uma solução apenas para os seus problemas práticos, que são muito importantes sim, mas não pode ficar aí. Ainda mais quando a busca se dá através de uma Doutrina, precisamos querer saber de nossa Divindade e educar nossas Almas. Aliás, nossos problemas práticos tem muita ligação com nossa educação de Alma, né não?! Sendo assim, os caboclos podem nos ajudar em âmbitos dos mais diversos (creio eu), em muitas questões práticas que nos tomam diariamente e, principalmente, nos ajudar com questões para a eternidade ... e o ganho aqui é imenso!
    Muita Luz a todos e fiquemos com Deus ... porque 'eles' vão pra junto Dele!

    ResponderExcluir
  19. Olá a todos!
    Gostaria de saber mais sobre Ogum Naruê, Megê, Beira-Mar, Iara, Rompe Mato, De Lei, Matinata, "dentro do TPM".
    1 - se são cruzados com outras vibrações? (quais seriam e campo atuação)
    2 - se o nome do caboclo já determina sua falange ou é de livre escolha dele.
    3 - se o mesmo princípio vale para Xangô e Oxóssi
    Grata!
    Diana

    ResponderExcluir
  20. Bom dia Pai Fernando...
    Eu tenho uma duvida....sou filha de Iansa,sendo assim ,seria obrigatoriamente filha de Xango?
    Obrigada,Janaina.

    ResponderExcluir
  21. Nilso penso que quanto ao numero de consulente nas giras não se refere a quantidade de consultas que a entidade dá ou não ,na gira de sexta-feira temos um numero X de consulta e em minhas contas estamos com o mesmo numero e isso não interfere qual gira é !

    ResponderExcluir
  22. Renata,
    muito bom o teu comentário, eu pactuo da tua ideia.

    Axé,
    Camila

    ResponderExcluir
  23. Boa noite, camila.
    foi informado acima que para se saber o orixa chefe de coroa seria necessario se jogar o obi, correto?

    Essa e a unica forma?pois li em algum livro que a entidade dirigente da casa teria esse "poder" isso poderia acontecer?

    Ou a entidade so podera falar da entidade de coroa da pessoa? Mas com a entidade nao seria possivel saber? Como por exemplo um caboclo pena vermelha, pena branca que ja tem sua linha bastante conhecida.

    Obrigado.
    thiago

    ResponderExcluir
  24. Thiago,

    na realidade o Obi é para saber qual é o orixá da pessoa, não qual o pai de cabeça, que se identificará naturalmente durante o desenvolvimento da mediunidade.
    Axé,
    Camila

    ResponderExcluir
  25. Diana,

    temos que imaginar um mundo espiritual com especializações, como acontece aqui na terra dos encarnados. Ogum é Ogum e basta! A diferença é que eles têm atuação em várias áreas. Alguns autores fazem essas designações com muita sabedoria. Só para exemplificar a diferença de Ogum Beira-Mar, Iara, Rompe Mato e Matinata.
    O Ogum Beira-Mar atgua na força do mar, Ogum Iara na força da água doce, Ogum Rompe Mato na força das matas e Ogum Matinata atua na força dos ar. Mas não existe diferença entre eles, apenas campos de atuação. Todos são oguns.
    É como um médico. Cada um tem especialidade, mas todos são Médicos.

    FMG

    ResponderExcluir
  26. Bo tarde! Gosto muito das giras de caboclo, realmente não consigo entender o descaso de alguns médiuns para com estas maravilhosas entidades. Até onde eu sei, os caboclos devolvem a enrgia vital para quem os pede ajuda, a energia da vida, a vontade de viver, de lutar pela vida, nos ajudam a enxergar nossa essência, prezam pela liberdade, humildade, sempre quadno consulto um outrabalho som uma entidade da mesma linha, as respostas as perguntas são muito parecidas: que a força está dentro da pessoas, que devemos procurar em nossa essência, que foi esquecida por algum motivo, assim retomaremos a vontade de viver e lutar. Sempre idicam nos reenegizarmos junto a natureza, que é nossa prima vida, as matas, águas, são o princípio da vida. Pelo que sei os boiadeiros trabalham a saudade, pois em vida passavam muito tempo afastados de suas famílias e também de dependência química (me corrijam se eu estiver errada).
    Espero que todos tenhamos mais respeito e admiração por estas maravilhos entidades que saço os caboclos e caboclas. Okê!
    Obrigada!
    Ax´r a todos!

    ResponderExcluir
  27. olá parabéns pelo blog...
    gostaria de tirar uma duvida.
    eu sou de obaluaiê
    e o caboclo que virou em minha cabeça foi seu cobra coral, eu li em um livro sobre umbanda que não tem nada a ver se o seu pai de cabeça for um e seu caboclo for de outra linha,mas minha intuição disse que estava alguma coisa erada,quando falei com minha zeladora ela disse que era pra eu confiar nos caboclos e deixar que se tivesse algo erado eles iriam resolver, foi o que eu fiz...com o tempo esse caboclo deixou de virar dando a vez para seu "caboclo flecheiro das almas" e minha intuição continua dizendo esta alguma coisa para acontecer...poderiam me dar uma explicação? apesar de amar os caboclos eu tenho medo.
    desde já obrigado e axé!

    daniel

    ResponderExcluir
  28. Daniel,

    confie na tua zeladora que ela tem razão e quanto ao Pai de Cabeça, ele sempre será um Caboclo e vai se apresentar com certeza.

    Camila

    ResponderExcluir
  29. Sou totalmente novo nesse universo então desculpem meu amadorismo...

    Estou frequentando uma casa faz pouquíssimo tempo, e fui numa gira de Caboclo. Quando fui tomar passe com o dono da casa ele pediu que eu fechasse os olhos e respirasse devagar. Pediu que dois médiuns segurassem minha mão direita e esquerda e a Mãe de santo ficou atrás de mim (até então pensei ser descarrego) mas me recordo dele ter dito pra mãe de santo "Ele precisa da força do caboclo, mas esta com medo"
    depois dele ter feito o que tinha que fazer entrei num estado inexplicável e caí ajoelhado...
    voltei pra assistencia depois, mas mantive meu estado aéreo até chegar em casa e dormir rs.

    Pergunta: Meu caboclo incorporou, ou apenas encostou em mim? Isso pode ser um sinal? Afinal to com muita vontade de entrar pra corrente, mas sinto que ainda é cedo. Enfim, desculpem qualquer coisa, se for possível aguardo respostas.

    ResponderExcluir
  30. Kleber,
    pela tua descrição você incorporou um Caboclo e a força que você deveria estar precisando vinha deles.
    Este estado inexplicável é a incorporação e a mãe de santo deixou os filhos cuidando de você, essa a razão de ficarem em sua volta.

    Axé,
    Camila

    ResponderExcluir
  31. obrigado pela reposta Camila (;

    Axé.

    ResponderExcluir
  32. Pai de cabeça sempre é Caboclo. Então como existe filho de Omulu?

    ResponderExcluir
  33. Lucas,
    Vamos com calma.
    Pai de cabeça é a entidade que irá reger o médium dependendo de qual seja o orixá dele. Sempre será Caboclo (de Oxóssi, Ogum ou Xangô) porque esses são os orixás cósmicos quando os médiuns são filhos de Orixás femininos. Quanto a ser filho de Omulú a diversidade da Umbanda provoca essas diferenças entre os dirigentes.

    Axé,
    Camila

    ResponderExcluir
  34. Intendi;
    Obg pela ajuda =].

    Axé

    ResponderExcluir