Assine aqui para receber atualizações deste blog

sábado, 8 de agosto de 2009

TEMA LIVRE - 14 -

Para que fiquem em ordem as postagens, abri o Tema Livre -14-. FMG

151 comentários:

  1. Bom dia Pai
    Nao trabalho em terreiro, começei meu desenvolvimento em mesa branca e parei, pois la nao era meu lugar, mas lembro que meu guia ainda se comunicava comigo. Tudo começou do nada, como disse a 1ª vez quase morri de medo, pois nao conhecia ele, apenas a minha Pretinha, mas aos poucos e pelas mensagens fui percebendo que era ele quem conduzia, as vezes ele me mostrava coisas lindas em outras os umbrais, me indicava livros que eu conseguia achar no plano terreno, em uma dessas indicaçoes ele pediu para ler sobre a vida de Paulo de Tarso, sinceramente Pai Fernando nao sabia quem era Paulo de Tarso ate que iniciei as pesquisas e fiquei muito emocionada. Hoje quando preciso que eles trabalhem,(somente 03 entidades se manifestaram)rezo acendo uma vela e eles vem conforme a necessidade, mas isso eu faço para meus familiares e somente na linha da cura. Eu sei que meu guia nao me abandonou,mas eu nao ouço mais o som da energia que ele deixava quando se aproximava de mim. Meu pai conta que seu amigo andava com Seu Tranca Ruas sentado no capo do carro e quando saiam para jantar e conversar um pouco, ele falava o nome de cada entidade que entrava e saia do lugar...Talvez Pai Fernando eu nao precise frequentar um terreiro, Chico Xavier trabalhava "sozinho", amo a Umbanda, mas nao me vejo dentro dela, me vejo "sozinha". Gostaria de saber o porque meu guia nao envia mais suas mensagens. Tenho sonhos onde estou em companhia de muitos, mas quando procuro por ele, volto para o corpo... e o choro é inevitavel. O que posso estar fazendo de errado?
    Obrigada Daiane.

    ResponderExcluir
  2. Daiane, eu sempre defendi o direito das pessoas serem umbandistas sem necessidade de pertencer a uma gira. Acho isso ótimo, só que vc tem que ter alguns cuidados, principalmente em defender-se de espiritos maus e não fazer trabalhos de desobsessão. Se quiser estou às ordens para ajudar vc. FMG

    ResponderExcluir
  3. Boa Noite Pai..estou lendo este blog a horas, não me lembro como cheguei até aqui, mas imagino que deve ter um motivo, identifico-me com o que li sobre seus valores, sua atitude e raciocínio, gostaria de, se possível, falar com o Sr via email, seria possível? obrigado Danilo

    ResponderExcluir
  4. Pai Fernando, no orkut, na comunidade do Terreiro do Pai Maneco, tem um tópico chamado "Histórias Incríveis de Umbanda".
    O Sr. poderia nos presentear, nos contando aqui algumas histórias...

    ResponderExcluir
  5. Danilo, claro que sim. Meu e-mail: fernandoguima@terra.com.br FMG

    ResponderExcluir
  6. Bom dia a todos!
    Bom Dia Pai Fernando. Sua benção!
    FELIZ DIA DOS PAIS PARA TODOS OS PAIS!!!
    Que a benção de Deus, Jesus, Oxalá cubra os corações de todos os pais do nosso planeta!
    Saravá.

    ResponderExcluir
  7. Pai Fernando e papais blogueiros

    Desejo que tenham um Feliz dia dos Pais.

    Abraços fraternos

    Georgiana Kalluf

    ResponderExcluir
  8. Salve Baba!
    Que o senhor tenha um ótimo dia rodeado com todos teus filhos e netos!!!
    Beijuuuusss mil paizão!!!

    ResponderExcluir
  9. Pai Fernando, aproveitamdo a história da Denise: é possível a gente desenvolver mediunidade sozinho?Lendo o que acontece com ela fiquei pensando no porquê eu nunca ter encontrado um terreiro pra me fixar mas continuar querendo a Umbanda.Bem que o senhor podia se replicar em 10, 100, 10000 "Pais Fernandos"...

    ResponderExcluir
  10. Patricia, eu não leio o orkut, por isso não sei como são essas histórias. Se vc puder mandar umas duas ou tres só para meu conhecimento. FMG

    ResponderExcluir
  11. Miriam, obrigado pela multiplicação. Desenvolver a mediunidade sozinho não tem como, porque a pessoa para desenvolve-la precisa incorporar, o que não dever fazer sem as devidas seguranças. Mas cultuar e entrar em sintonia é bem viável. FMG

    ResponderExcluir
  12. Mucuiú Pai Fernando,

    Feliz Dia dos Pais pra você, Pai Maneco, Seo Akuan e Seo Tranca.

    Saravá!

    Ronald Stresser

    ResponderExcluir
  13. Boa tarde Paizão! Mucuiú.
    Estava lendo as postagens anteriores...Se a Umbanda é uma religião, que trabalha na caridade em prol de outras pessoas, e com a vivência contínua das entidades, como poderíamos trabalhar a Umbanda sem um terreiro? Acho eu que faltaria algo, se o nosso papel é sermos mediadores dos espíritos. Mesmo que não trabalhássemos na desobsessão direta e se porventura trabalhássemos com a intuição, ou vidência. Com o trabalho de caridade estaríamos interferindo na vida de outro ser humano. E consequentemente ajudando-o.
    Então como não termos ataques dos trevosos, já que estamos ajudando as pessoas a sairem dos desequilíbrios humanos?
    Acho que ficou meio enrrolado.Mas o senhor entendeu...
    Obrigada.

    ResponderExcluir
  14. Salve Pai Fernando, parabéns por hoje, dia dos pais.

    Um duvida : o TPM fecha na quaresma, ou isso naõ interfere no calendário anual ?

    Sarava !!

    ResponderExcluir
  15. Pai Fernando e Papais do blog...

    Quero desejar-lhes FELIZ DIA DOS PAIS!!! Para todas as mães que tb são um pouco pais, Feliz dia!!!!!

    Pai Fernando, desde q perdi meu pai esse dia sempre foi complicadinho, mas hj ele é um pouco mais doce por ter o Sr. em minha vida. Feliz dia, de todo coração!!

    Beijinhos, Dê

    ResponderExcluir
  16. Obrigada Pai Fernando pela sua atençao e ajuda.
    Vou seguir pela estrada de Damasco e quem sabe uma dia minha vida se transforme.
    Feliz Dia do Pais a todos.
    Que nosso Pai Maior os cubram com Seu Manto Sagrado.
    T++
    Daiane

    ResponderExcluir
  17. Luna, eu disse que desenvolver a mediunidade não é possivel, mas entrar em harmonia com os Orixás independe de terreiro. A Umbanda é Natureza e ela está ao nosso lado. Basta tentar descobri-la, cultua-la dentro dos principios da Umbanda que os Orixás e os guias vão com certeza abençoar e se aproximar. Tudo é uma questão de experimentar. FMG

    ResponderExcluir
  18. Mauro, quaresma é da religião católica. Nossos trabalhos não param. Só para vc ter uma idéia, o pai de santo Edmundo Ferro fazia giras até nha sexta feira santa. FMG

    ResponderExcluir
  19. Daiane, o Caboclo Akuan sempre diz que caminho aberto tem dono. A estrada de Damasco era do Paulo de Tarso, não é a tua. Não siga, abra teu caminho. FMG

    ResponderExcluir
  20. Boa Noite Sêo Fernando:

    A noção dos "Senhores do Karma" muito presente na obra de Edmundo Ferro foi redefinida na Umbanda atual ? Ou respeita-se pelo seu valor histórico, pois fez parte de um tempo em que o sincretismo com a cultura cristã-europeia era mais forte que as influencias indigenas e africanas?

    um grande abraço

    Sidney Oliveira

    ResponderExcluir
  21. Pai Fernando, cada vez mais ouço falar em trabalho feito para estragar a vida das pessoas, amarração e etc. Eu, sempre acreditei que tudo e qquer coisa sempre esbarra no livre arbítrio das pessoas... mas qual a sua opinião com relação a isso?

    Beijinhos, Dê

    ResponderExcluir
  22. Obrigado Pai Fernando.
    Saravá !

    ResponderExcluir
  23. Mucuiú Pai Fernando...Gostaria de saber se o terreiro mesmo não tendo giras, o jardim do orixas esta aberto??? E outra se é possivel so fazer giras pros médiuns, estilo desenvolvimento, pois nós temos a conciencia de se prevenir contra a gripe e outra não estaremos encostando em ninguém...

    ResponderExcluir
  24. Janaina, acredito que logo estaremos de volta, quando nos reuniremos outra vez e reabriremos o Jardim dos Orixás. FMG

    ResponderExcluir
  25. Boa noite Pai Fernando...
    Eu, como médium do terreiro do Pai Maneco, posso visitar outros terreiros???
    Sei que o senhor prega a liberdade, mas muitos pais de santo não concordam com essa atitude.

    ResponderExcluir
  26. Pai Fernando,
    pelos seus comentários entendi q as fases da lua são determinantes para o calendário de giras. Num caso como este, em que os trabalhos foram interrompidos, como que funciona? Na volta dos trabalho será com a linha que estava prevista para a 1ª semana de agosto ou estas linhas "perderam a vez" e o próximo trabalho será com aquela linha q estava determinada pra aquela semana ?
    Ex: a próxima gira da 2ª será de Caboclos ou ( caso os trabalhos voltem semana q vem) preto velho ?

    ResponderExcluir
  27. Oh ,pai Fernando pensei que o senhor estivesse viajando!
    Sua benção.
    Pai Fernando, um dirigente ou um pai de santo pode colocar determinada entidade para o médium?
    Como é feito isso? E ele pode retirar tbém?
    Axé.

    ResponderExcluir
  28. Denise, os trabalhos existem porque infelizmente as pessoas pedem para que sejam feitos e alguns aproveitam para extorquir dinheiro dessas pessoas. Só parea vc ter uma idéia, faz três dias deletei 3 desses e-mails perguntando quanto custava o trabalho. Onde que entra o livre arbitrio? Não entendi essa colocação. FMG

    ResponderExcluir
  29. Amanda, eu não sou desses pais de santo. Pode ir sim, só não se envolva em incorporações. FMG

    ResponderExcluir
  30. Nilzo, eu não disse que nossos trabalhos são feitos de acordo com a Lua. Isso seria impossivel, considerando que temos giras em todas as luas. FMG

    ResponderExcluir
  31. Luna, nenhum dirigente tem esse poder ou direito de mandar que um espirito trabalhe com um médium ou que deixe de trabalhar. Isso seria interferir diretamente no livre arbitrio (do médium e do espírito). O que acontece é que às vezes o pai de santo intui que determinado espirito está querendo incoporar em um médium e ele o chama. FMG

    ResponderExcluir
  32. Sidney, vou ficar devendo por enquanto. É que tenho que reler o livro para saber o que estava escrito. FMG

    ResponderExcluir
  33. Pai Fernando , não sei se o senhor irá responder...Mas lá vai a pergunta.
    O senhor já leu o Exilados de Capela...O que o senhor achou??

    ResponderExcluir
  34. Pai Fernando, quando o Sr recebeu o conselho de que para dirigir uma casa precisaria deixar o coração no cofre.
    Poderia me exclarecer.

    Obrigado
    Luiz Roberto

    ResponderExcluir
  35. Pai Fernando, o que coloquei sobre o livre arbítrio é q por exemplo, penso que num trabalho de amarração, se o outro não quer 'ser amarrado', ao menos um pouquinho, hehe.. o trabalho ficaria sem efeito. Certo?
    Tenho uma amiga que caiu na rua, ela disse q foi não sei aonde e disseram q ela não caiu, q a derrubaram por conta de um trabalho feito. Mas algo que sempre me deixou 'cismada' é sobre esses efeitos... até que ponto um trabalho atinge o outro se a outra pessoa não merece ou não quer aquela situação?
    Consegui explicar???

    Beijinhos e obrigada, Dê

    ResponderExcluir
  36. Pai Fernando, quer somente saúdar vcs, deixar um beijinho ao senhor e um abraço a todos e muita saúde. Até breve. Ana, de Portugal.

    ResponderExcluir
  37. Oi Pai Fernando. Sua bênção.
    Estou iniciando agora na Umbanda, pratiquei mto pouco do kardecismo e não posso negar a diferença quanto ao "modo" de incorporação.
    Pai, acontece que uma coisa está me intrigando. Eu sinto a diferença em incorporar com vibração, mas em alguns casos, como Iansã, as Caboclas de Jurema, que sinto algo muito forte como se fosse explodir por dentro e, quando penso que vai, "pum", incorporo. Mas nos outros casos a incorporação é muito simples, eu sinto a vibração, deixo "queimar" um pouquinho e dou passagem. Não tenho aqueles "trimiliques" que vejo em outros médiuns, nem ao incorporar nem quando a entidade vai embora. Claro, isso já me fez questionar sobre a veracidade da minha incorporação, porque sou 100% consciente.
    Queria que o senhor me explicasse porquê há essas diferenças - que ás vezes são enormes -, e se isso constitui fases na experiência de um médium
    obrigada!
    Sheila

    ResponderExcluir
  38. Luna, claro que li e faz muito tempo. Eu acho que é o que está acontecendo agora com os planeta terra, sendo sugada entidades que vibram com o planeta que está proximo a terra. FMG

    ResponderExcluir
  39. Luiz Roberto, coração no cofre significa fazer o que tem que ser feito, dirigir com a razão e não com o coração. Essa é a pior parte de ser pai de santo.FMG

    ResponderExcluir
  40. Denise, se os dois quisessem "amarração" não precisa ser feito trabalho. Sem essa de livre arbitrio. Quando um trabalho pega - e ele pega às vezes, só o Exu resolve. FMG

    ResponderExcluir
  41. Sheila, para deixar tua incorporação certa é só os outros pararem com os "tremiliques", uma vez que o "tremilique" é parceiro da frescura".Sem comparação não existe erro. Em todo caso às vezes as entidades por falta de costume chocam o médium quando incorporam. Com o tempo o ajuste acontece. FMG

    ResponderExcluir
  42. Sua benção Pai Fernando,

    sábado estava conversando com meu irmão sobre diversos assuntos e acabemos caindo no assunto Umbanda. Meu irmão frequentou um centro kardecista durante mais ou menos uns 5 anos e não aceita os ritos da Umbanda e considera as incorporações desnecessárias.
    Disse que entende que o trabalho realizado nos centros é como um pronto socorro, que não é o ideal pois o que deveria acontecer é o estudo da espiritualidade para que as pessoas tenham um melhor entendimento do que se passa com elas. E eu respondi que esse atendimento emergencial é necessário, vez que no mundo que vivemos há pessoas em vários estágios evolutivos, além da humanidade ainda precisar de rituais para encher os olhos e ter fé que será ajudado. Na verdade meu irmão tem uma necessidade muito grande de provar que eu, minha irmã e minha mãe (todas filhas do TPM) estamos erradas e quando ele começa com seus discursos que muitas vezes chegam a ser grosseiros demais respondo com algo que li a algum tempo e não lembro onde: "quem precisa provar que a fé do próximo está errada é porque não tem plena convicção da sua própria fé".
    Pai Fernando, o que o senhor pensa sobre a desnecessidade dos rituais e incorporações? o senhor concorda que o trabalho realizado nos centros de Umbanda é emergencial?
    abraços
    Elis

    PS. estou sentindo muito a falta das giras e de todos os nossos irmãos do TPM, espero que essa situação caótica causada pela pandemia de gripe seja logo superada e que possamos voltar depressinha para o terreiro

    ResponderExcluir
  43. Mucuiú Pai Fernando. Estive lendo algumas coisas sobre as diferentes correntes existentes na Umbanda. Sem a pretensão de classificar a Umbanda como melhor ou pior, pois ela tem em seu âmago a própria diversidade, qual a sua visão sobre a linda Umbanda praticada pelo Pai Maneco.

    Para melhor fundamentar a pergunta postarei as diferentes formas de Umbanda que encontrei

    Umbanda Tradicional, Umbanda Popular, Umbanda Branca ou de mesa, Umbanda Omolokô, Umbanda Traçada, Umbanda Esotérica, Umbanda Iniciática, Umbanda de Caboclo e Umbanda de Preto-Velho.

    Grato, Alex

    ResponderExcluir
  44. Elis, a Umbanda é uma religião com seus rituais proprios e tem que serr assim. Como eu fui durante vinte e cinco anos da linha do espiritismo tradicional conheço bem o pensamento dos espiritas que têm o maior orgulho de dizer que eles não têm nenhum ritual e que nãop é preciso. Se incorporação fosse desnecessária o Chico Xavier não incorporava os Irmãos André Luiz e Emmanuel. Convide seu irmão para visitar o terreiro. Já a partir de 2a. feira voltaremos às giras, mas por enquanto sem consultas. FMG

    ResponderExcluir
  45. Alex, todas são Umbandas cada uma com sua diversidade. Essas designações dão um tom de elitiza-la e tenho falado bastante sobre isso. Como vc exemplificou vou fazer o mesmo. Quanto dizem Umbanda Branca estão insinuando que existe a Umbanda Preta. Ponha em cada uma, com exceção da Omoloco, o contrario para vc ver como fica esquisito. FMG

    ResponderExcluir
  46. Pai Fernando... teremos gira a partir de segunda-feira???
    Obaaa!
    E como será?
    Beijo grande.

    ResponderExcluir
  47. Pai Fernando... o Sr. não respondeu ao meu email perguntando sobre a gira de cura dos Boiadeiros...
    acho que o Sr. está me boicotando... hehehehe
    brincadeirinha meu Pai.
    beijoo

    Patricia Sabadin

    ResponderExcluir
  48. Sêo Fernando
    Gostaria de sugerir na volta dos trabalhos a disponibilidade de alcool gel no TPM. Isso poderia ser realizado por meio de doacoes ou uma recomendacao para todos que pudessem levar seu proprio frasco. Sem falar nas recomendacoes basicas que ja foram dadas anteriormrnte.
    Sidney Oliveira
    Axé e Saúde!

    ResponderExcluir
  49. Seo Fernando

    O Sr pode falar um pouco mais sobre esses embates;

    1) entre o livre-arbitrio e trabalho de amarracao;
    2)entre o livre-arbitrio e trabalhos para o mal.

    abracos

    Sidney Oliveira

    ResponderExcluir
  50. Patricia, as giras vão recomeçar a partir de 2a. feira, mas por enquanto sem publico. Em todo caso pode ser que até lá tenhamos noticias boas e possamos voltar à normalidade. Segue adiante o texto do e-mail e minha resposta:
    "Pai Fernando... eu ia postar essa pergunta no blog, mas achei por bem não... pq pode gerar "conflitos"...
    Pai Fernando, estava agora conversando com uma colega da gira de quinta, e uma questão veio à tona: A gira de Cura dos Boiadeiros.
    Uma das coisas que nos perguntamos é se esse pedido de fazer essa gira, não poderia ter algo a ver com essa tal gripe, até pq esse pedido veio pouco tempo antes desse virus aparecer, e que talvez, um dos objetivos dessa gira, seria o fortalecimento da imunidade.
    O que o Sr. acha meu pai?"
    R. Eu acho bem viável mas prefiro que não seja porque eu teria então falhado no chamado deles. Mas vamos completar e até quero falar novamente com o seu João Boiadeiro para que cada gira faça a sua, considerando o acumulo de pessoas. Tá respondido? Jamais eu vou boicotar vc. FMG

    bjs
    Patricia Sabadin
    ________________________________________

    ResponderExcluir
  51. Sidney, boa sugestão. Vamos ver como poderemos viabilizar. FMG

    ResponderExcluir
  52. Sidney, o livre arbitrio está fora. Não querer ter um relacionamento e alguém faz um trabalho de amarração e por não querer ser amarrado não pega o trabalho. Isso não existe. O livre arbitrio é não querer um relacionamento, mas não o livra de um trabalho do mal. FMG

    ResponderExcluir
  53. Ai Pai Fernando...Mucuiú!
    Ficou confuso no final a resposta que o senhor deu para o sidney...
    " mas não o livra do trabalho do mal...E se esse mal for a tal amarração?

    Vou relatar uma situação. Uma pessoa bem próxima da familia esteve casada por uns sete anos. Então esse marido teve uma amante que acabou ficando com ela...Mas todo mundo que chegava perto desse meu familiar falava que era feitiço, macumba...Magia! Até um padre evangélico ao entrar em minha casa relatou todo o trabalho, pois ele tinha vidência...Então pai Fernando, até hoje esse homem está com essa tal amante que virou mulher...Como não pega então essas coisas?
    O que pdemos fazer para prevenir?
    Ai, até cansei...Obrigada.
    Axé.

    ResponderExcluir
  54. Eu de novo (apos debate aqui em casa)...
    Se uma pessoa nao quiser um relacionamento este pode até nao ocorrer, mas pode, por meio de um trabalho de amarracao de uma outra pessoa acarretar alguma coisa ruim, é isso? E o astral ou a protecao de cada um nao interfere nisso?
    abracos
    Sidney Oliveira

    ResponderExcluir
  55. Pai Fernando, boa noite. Mucuiú!
    Queria uma dica...O que fazer quando um médium recebe um obsessor e esse mesmo médium não consegue controlar o próprio corpo?
    Obrigada.

    ResponderExcluir
  56. Obrigada meu Pai, e desculpe qualquer coisa...
    Ahh Pai Fernando, mas ia ser tão linda uma gira de Boiadeiros com todas as giras como já tinha sido previsto...
    Não seria possivel instalar aquela tenda pra fazer a super-gira (como na ultima gira do ano)?

    Patricia

    ResponderExcluir
  57. Pai Fernando,

    Para mim isso é tão confuso!!! Pq assim, SEMPRE ouvi assim "Filha, se vc tiver merecimento irá conseguir o que pede", msm se o que pedimos são coisas boas... Então quem pede coisa ruim tem "merecimento" para ser atendido? E a pessoa atingida tem merecimento para 'receber' aquela coisa ruim q foi 'mandada'?
    Esses trabalhos conseguem mesmo mudar a personalidade de uma pessoa? Conseguem de fato amarrar alguém q não queira aquele relacionamento? Até que ponto interferem na vida das pessoas?

    Beijinhos e obrigadinha SEMPRE!!

    Saudades, Dê

    ResponderExcluir
  58. PAI FERNANDO!!!

    VOU DORMIR MUITO FELIZ,POR DOIS MOTIVOS UM E QUE VAMOS RETORNAR PARA O TERREIRO E O OUTRO E QUE A MARIANA ENCONTROU A CHAI......

    BEIJOS
    DEDE

    ResponderExcluir
  59. Luna, a resposta ao Sidney foi em cima do livre arbitrio. A primeira postagem perguntava se o livre arbitrio não livra de umn trabalho de amarração. Não sei onde o livre arbitrio pode livrar alguém de um trabalho negativo. Trabalho espíritual do mal dificilmente pega porque aquele que é o alvo tem também os seus protetores que o defendem contra esse tipo de vibração, embora essa defesa seja relativa, pois depende da qualidade espiritual da pessoa, que se for má, devassa ou vingativa fica mais receptiva às vibrações afins. Quanto ao exemplo do familiar, muito embora tenha sido afirmado por pessoas sérias, nada indica que tenha sido essa separação alvo de trabalho espiritual negativo. Eu particularmente acho que fruto de trabalho negativo nãp tem durabilidade. FMG

    ResponderExcluir
  60. Sidney, acho que a resposta para a Luna serve também aqui. FMG

    ResponderExcluir
  61. Luna, durante um trabalho espiritual ou fora dele? Aguardo. FMG

    ResponderExcluir
  62. Patricia, além de muito caro o aluguel hoje é impossivel pela situação dos cuidados com a gripe. O melhor é iniciar aos poucos e oportunamente voltamos com a idéia. Claro que tudo depende do seo João Boiadeiro que é o representante dos boiadeiros em nosso terreiro. FMG

    ResponderExcluir
  63. Denise,em tudo existe duas pontas. O que siginifica ter merecimento? Claro que quem manda coisas más que pegam em outro é porque esse outro tem a mesma vibração como expliquei acima para a Luna e o Sidney. Cada caso de trabalho feito e pegado é diferente um do outro. Trabalho pode vir desde um trabalho montado por alguém com elementos para construir um campo vibratório negativo até uma simples forma pensamento que se aloja no perispírito. Essa é uma matéria dificil de explicar aos poucos. Muita gente escreve livros e livros explicando e não consegue. Quem sabe no futuro possamos cada caso no terreiro ser anotado para servir de exemp´lo para casos futuros, mutio embora isso não me agrade. Acho que vai em um terreiro deve ter sua identidade preservada. FMG

    ResponderExcluir
  64. Pai Fernando, me permita participar desse debate, para Denise e os outros.

    Normalmente a pessoa que é vitima do trabalho negativo, ou a demanda, tem alguma proximidade com quem faz. Concordo com Pai Fernando qdo diz que ela nao dura muito.

    Na minha visão,o trabalho pode " pegar ", em um momento em que a " vitima " assiste a uma noticia ruim na televisao e deseja mal a uma pessoa ; se estiver doente, com a imunidade baixa; ou também se já vive em uma redoma de conflitos com a pessoa que esta tentando prejudicá-la, afinal as discussões colaboram para manter o clima pesado.

    Muitas vezes nesses momentos, "a macumba " chega perto e repousa como um parasita; esperando o momento certo em que a vitima abre o canal para se instalar. Tudo depende da vida que a pessoa leva.

    Com relação as pessoas que sao vitimas de feitiços feitos para arrancar maridos e mulheres a explicação é simples : tudo que começa errado, termina errado. Não existe felicidade em relacionamentos arranjados.

    Saravá !!!

    ResponderExcluir
  65. "Padre evangélico" aff! - Pastor evangélico.

    Bom dia a todos! Bom dia Pai Fernando. Sua benção!
    Então, minha pergunta foi referente aos trabalhos espirituais. Dentro do terreiro.
    Pois já presenciei muitos fatos desses...Muita coisa mesmo!
    Axé.

    ResponderExcluir
  66. Mais uma questão sobre amarração: na minha opinião pessoal existem duas situações:
    A) na maioria dos casos, a pessoa que quer fazer/pedir a tal amarração na verdade ESTÁ OBSEDIADA.
    O "desespero" para se "reconquistar" um amor ou a "inveja" ou "ódio" que faz alguém procurar os trabalhos de "amarração" são sintomas de um desequilibrio, que repito, na minha opinião pessoal, podem significar uma obssessão. O espírito obssessor, q na verdade pode estar interessado em prejudicar tanto a pessoa que encomenda o trabalho ( através do mesmo aumentar seu poder sobre a mesma, pis vai ser ele quem realmente vai tentar fazer o dano) quanto o objeto do trabalho ( desta forma, o espírito obssessor ficaria incógnito e sem levantar suspeita em relação que desde o iníco ele queria fazer o mal pra determinada - isto seria naquela situação em q o espírito busca vigança contra alguém que não dá abertura apar ele atingir, mas alguém ao seu redor dá esta abertura ele se aproveita pra atingir o objeto de seu ódio através de outra pessoa do convívio de quem prejudicar).

    B) O médium q faz o trabalho está obsediado ( a tal fascinação descrita por Kardec). O sujeito está trabalhando com um espírito de pouca luz q para manter o domínio sobre o infeliz "faz trabalhos" e "mostra serviço". Isto explicaria os exus q fazem o mal, além de outras barbaridades q são feitas em nome da "umbanda" e demais religiões afros.
    []'s

    ResponderExcluir
  67. Nilzo, como a do Mauro está bem colocada a situação, porém só quero ressalvar para que nenhuma duvida fique que o Exu não faz o mal, e se estiver fazendo isso não é Exu. Só quero deixar isso bem claro. FMG

    ResponderExcluir
  68. Mucuiu Padrinho.
    Tudo bom com o senhor?
    Estou com uma duvida desde a chegada do rio, e gostaria de saber o que o senhor acha a respeito. Na verdade que o Senhor me confirmasse.
    Nunca trabalhei com nenhum caboclo de xangô, pois foi no TPM que vi pela primeira vez a chamada desta linha especifica. Pelo tamanho, numero de pessoas e espaço físico do ceeic, a caboclada trabalha toda junta em uma só gira.
    Sempre soube controlar muito bem minhas incorporações, por trabalhar sozinho a afinidade com os que trabalham comigo foi inevitável, trazendo assim a certeza de quem esta chegando, ou seja, aquela sensação de : esta coroa tem dono.
    Na gira do rio, quando foi chamada a linha dos caboclos de xangô, senti uma fortíssima vibração, mas a força do costume me travou. O instinto na hora me fez pensar, ué,, nunca tive esta entidade comigo ? Deve ser um axezáo ou descarrego. E segurei.
    Depois de uma chamadinha básica me passaram o seguinte. Na gira dentro do TPM o negocio é pensar na geral. Se tiver médium, e tem uma entidade para trabalhar. Borá La ajudar a corrente dando passagem. Se solta malandro. E mesmo assim continua meu pensamento,, pó,, mas será que este caboclo vai vir direto,, serão vários ??
    Eis que estou em casa na quarta passada, depois de nossa bela viagem, e sinto a presença de alguém que nunca vi. Olhei meio de rabo de olho na intenção de,, nem to te vendo,, mas não deu certo. O homem era grande, de calça do tipo índio americano. Totalmente diferente do Seo mata virgem, que chega, já sorri, falando, fazendo alguma piadinha e só faltando pedir um cafezinho. Uma cara sem expressão. Só me olhava e me media de cima abaixo. Fiquei quietinho, e ele foi chegando perto, ficou a uns dois metros de distancia e só faltou me cheirar. Senti-me (com todo respeito) como se um pit Bull ficasse me analisando. Do nada sumiu.
    Ontem de novo a mesma coisa, veio um nome na cabeça (7 cachoeiras), e daqui a pouco o homem de novo do meu lado. Grande e me olhando de cima em baixo. Ficou pouco, mas pelo menos desta vez deu um sorrisinho, Na hora de partir.
    Minha duvida: o fato de eu começar o trabalho no TPM pode me trazer entidades novas para trabalharem comigo? Isso é por meio de indicação entre eles, tipo: e ae amigo, aquele pocotó ta com a vaga de caboclo de xangô disponível, quer arriscar? Ou será que já vibrava e eu não dava o mínimo de atenção?
    O mesmo acontece na linha dos panteras. Mas nunca vi nem sento nada fora do terreiro. A única coisa é que seguro porque quando sinto a energia ela quer vir de pé, e vejo todos indo para o chão. Ai travo.
    É isso padrinho. Espero que minha intuição não esteja me pregando alguma peça. Confio nela, mas sua opinião agora é muito importante.
    Grande abraço.
    Axé.

    kiko.

    ResponderExcluir
  69. Claudinei Oliveira12 de agosto de 2009 11:38

    oba pai fernando nao vejo a hora de voltar as giras



    AXÉ

    ResponderExcluir
  70. Bom dia Pai Fernando.

    Se me permite compartilhar experiencias...
    Bom, vim da mesa branca, trabalhei com a técnica apometrica tbm durante os trabalhos de desobsessão no centro espirita e nessas reunioes, sempre em cada caso recebido, aprendi muito.

    E cheguei a uma conclusão que tenho abordado em algumas palestras, sobre amarrações e magia negra, tão temidos e discutidos no meio espiritualista.

    NEM TUDO É CULPA DO OBSESSOR!

    É verdade!

    Nem tudo é culpa do obsessor mandado pelo agente das trevas encarnado que encomenda trabalho ou feitiço.

    Tem gente que tem tanto medo de pegar macumba que acaba achando que tudo que acontece na vida dela, é coisa mandada!

    E nem tudo é feitiço tbm!

    Em vários trabalhos de atendimento, cujos sintomas davam a entender que era influencia ou obsessão, na verdade era uma auto-obsessão grave.
    As pessoas tem manias de doença, ciumes excessivos, crises psicológicas (como todo ser humano) e acham que só por que frequentam terreiro ou centro espirita são vitimas de trabalhos ou da alta magia do atral inferior.
    Acabando por ser um instrumento que alimenta a energia negativa, dando mais crédito ao que existe de ruim por ai!

    Já a apometria me ensinou que somos seres que possuimos uma personalidade atual, que é composta por dezenas de experiencias e sugestões arquivadas em nosso subconsciente, ou memoria espiritual, que influe no organismo atual.
    Ou seja, somos um espirito envolto em materia que possui um historico por vezes dramático, com experiencias/vivencias ruins onde são fortemente ligadas por simbiose no hoje, conforme vamos caminhando na existencia. Nos confrontando na atualidade diante da nossa programação reencarnatoria.

    Em outras palavras, ação e reação. Ou se preferirem: COLHEITA OBRIGATORIA!

    Todos temos defeitos e vicios e muitos deles estão bem escondidos no nosso intimo, oportunizando brechas para que as ditas magias negras, amarrações e macumbas "peguem" por nossa propria invigilancia ou por fatores ligados as experiencias anteriores.
    Que na verdade é um acerto de contas por assim dizer, porque nada vem de graça e ninguem é injustiçado, isso seria admitir que Deus permite que existam injustiças nas existencias de seus filhos, o que é altamente absurdo.

    somos vitimas de nós mesmos, onde estamos a cada passo reconstruindo o passado delituoso e construindo um futuro de progresso.

    Saravá Fraterno
    Fabille - SC

    ResponderExcluir
  71. OLá pessoal...

    Bom, na questão da amarração e trabalhos feitos, penso o seguinte: "orai e vigiai" é algo muito bom, realmente ajuda bastante...

    MAS: ninguém é perfeito... Se nesta vida vc é calmo, espiritualizado, "evoluído" e de boa vibração, um trabalho pode "te pegar" do mesmo jeito, repercutindo em erros e atitudes negativas passadas, que estão registradas e até "encalacradas" no seu espírito...

    Assim, podemos achar que pessoas boas não deveriam "pegar" trabalhos, mas por vezes é tudo muito mais complexo do que somos capazes de perceber. Acho que não cabe a nós julgar, apenas auxiliar na medida do possível...

    ResponderExcluir
  72. Pai Fernando...

    Mucuiu..

    eu queria saber o pq de eu nao conseguir usar mais minha guia de proteção..nem pra dormir pareçe que me sufoca..

    ResponderExcluir
  73. penso o seguinte sobre esses trabalhos do mal:
    existem muitas pessoas que utilizam alguns espiritos que na verdade não são maus apenas persistem no equivoco para causar mal a alguém, mas também acho que basta o pensamento rancoroso para causar dano a pessoa a quem é direcionado isso, desde, é claro, que a pessoa esteja sintonizada com essas energias negativas.
    quanto ao merecimento, penso que quando pedimos algo bom direcionamos esse pedido a espiritos esclarecidos por isso é feita essa avaliação se merecemos ser atendidos ou se necessitamos passar por aquela dificuldade para nossa própria evolução, e não uma avaliação se somos bons ou maus. quando alguém pede algo que prejudique o próximo e consegue é porque pediu para um irmão não tão esclarecido, porque se pedir para um espirito esclarecido o pedido nunca será atendido, pelo contrário esse espirito trabalhará para que quem está pedindo deixe de ter sentimentos negativos. Não sei se a forma como penso é correta, mas é só uma opinião.
    Elis

    ResponderExcluir
  74. Seo Fernando:

    A explicao p Luna respondeu nossas duvidas. Obrigado.
    Aqui vai mais sugestoes:

    - Como as giras serao internas nao poderiam ser de desenvolvimento?

    - Qto aos cuidados pensei em alguns lugares que poderiam ser disponibilizados alcool gel:
    1) secretaria; 2))cantina; 3)lojinha; 4)mesa do Marreco; 5) junto ao tanque quese lavam as tabuas

    - poderia ser colocado um cartaz avisando a comunidade e durante uma ou duas vezes se dar algumas dicas aos mediuns presentes

    um abraco

    Sidney

    ResponderExcluir
  75. Mucuiú Pai Fernando. Ao ler a sua resposta para a Daiane fiquei pensando: É possível praticar uma Umbanda sem a necessidade de um terreiro?. Acredito que o terreiro é importante para nos orientar com ensinamentos, mas qual sua opinião sobre uma Umbanda pautada em nossas atitudes diárias? Uma Umbanda que não precise necessariamente de um ritual, mas que se desenvolva baseada na nossa capacidade de evolução e de caridade.
    Na verdade, encaro a gira como um momento de reflexão dos meus atos. O combustível para tentar ser melhor. Creio que a gira é apenas o começo da evolução.

    ResponderExcluir
  76. Olá a todos... Pai Fernando.. Boa tarde!! :o)

    Então, eu tb acho que os "trabalhos feitos" se aproveitam de brechas energéticas... Até me lembro agora de uma vez numa gira q eu estava na assitência e o Pai de Santo, explicando aos médiuns que mesmo q eles vissem que algum consulente tivesse um 'trabalho'... para não dizer para a pessoa, pois o medo do trabalho, poderia potencializá-lo e algo que era pequeno ficar grande.
    Concordo com o Sr. qdo diz que Exu não faz o mal e se estiver fazendo não é Exu.... :o)

    Mas a gente ouve cada coisa, Pai Fernando... Acho que é legal conversar a respeito sim, talvez deixando as fontes anônimas e dessa forma preservando a privacidade das pessoas. :o)

    Beijinhos saudosos, Dê

    ResponderExcluir
  77. Isamara, pegue a quia e lave no mar ou em uma cachoeira. FMG

    ResponderExcluir
  78. POR MOTIVO DE VIAGEM AVISO A TODOS QUE SÓ VOU VOLTAR A POSTAR OS COMENTÁRIOS NA PRÓXIMA SEGUNDA FEIRA. FMG

    ResponderExcluir
  79. Como nem tudo são espinhos no reino de Oxalá, a postagem de hoje, é a história do Hino da Umbanda, é uma história muito bonita.

    Este hino é cantado em todos os terreiros, pode-se dizer que uma das únicas coisas que todos terreiros tem em comum, e afirmo que não há algum umbandista que não se emocione quando é cantada esta melodia.

    Nascido em 05 de Agosto de 1907 em Monção, Portugal, José Manuel Alves, este Leonino, já em sua terra natal era ligado a Música, tendo dos 12 aos 22 anos tocado clarineta na Banda Tangilense, em sua cidade natal.

    Com pouco mais de 20 anos, em 1929, vem para o Brasil, indo residir no interior do estado de São Paulo. No mesmo ano, mudou-se para a capital paulista, ingressando na Banda da Força Pública, onde ocupou vários postos, aposentando- se como capitão.

    Em paralelo a esta função exerceu a carreira de compositor de Músicas Populares e, ao longo da mesma compôs dezenas de músicas as quais foram gravadas por famosos intérpretes da época: Irmãs Galvão, Osni Silva, Ênio Santos, Grupo Piratininga, Carlos Antunes e Carlos Gonzaga entre outros.

    Suas composições mais famosas foram: Em 1955, Juanita Cavalcanti gravou a marcha "Pombinha Branca" de sua autoria em parceria Reinaldo Santos; em 1956, Zaccarias e sua Orquestra gravaram o dobrado "Quarto Centenário", de sua parceria com Mário Zan.
    Compôs ainda valsas, xotes, dobrados, baiões, maxixes e outros gêneros musicais.

    Em 1957, realizou sua única gravação no antigo disco de vinil, o "LP", acompanhado de sua banda, sendo a gravadora a RCA Victor.Mas … e a Umbanda? Aonde entra? Para a Umbanda, e para vários Terreiros compôs diversos pontos gravados por diversos intérpretes, como por exemplo, "Saravá Banda" gravado em 1961 por Otávio de Barros, "Prece a Mamãe Oxum" gravado em 1962 pela cantora Maria do Carmo.

    Além destes temos: "Pombinha branca" (com Reinaldo Santos), "Ponto de Abertura" (com Terezinha de Souza e Vera Dias), "Ponto dos Caboclos", "Prata da Casa", "Prece a Mamãe Oxum", "Xangô Rolou a Pedra", "Xangô, Rei da Pedreira", "São Jorge Guerreiro", "Saravá Oxóssi", "Homenagem à Mãe Menininha" (c/ Ariovaldo Pires), Saudação aos Orixás, além do Hino da Umbanda.

    Mas como foi estabelecida a sua ligação com a Umbanda? Cego de nascença, José Manuel Alves foi, no início da década de 60, em busca de sua cura. Foi procurar a ajuda do Caboclo das Sete Encruzilhadas, entidade do médium Zélio de Morais, fundadores da Umbanda.

    Embora não tenha conseguido sua cura porque, segundo consta, sua cegueira era de origem cármica, José Manuel Alves ficou apaixonado pela religião e, ainda em 1960, fez o Hino da Umbanda para mostrar que esta Luz Divina, que vem do Reino de Oxalá, não é para ser vista com os olhos físicos, que voltarão ao pó, mas sim com olhos do espírito, no encontro da mente com o coração …

    O Hino foi apresentado ao Caboclo das Sete Encruzilhadas que gostou tanto do mesmo que resolveu apresentá-lo como Hino da Umbanda no 2º Congresso de Umbanda em 1961, sendo oficializado na 1ª Convenção do CONDU-Conselho Nacional Deliberativo de Umbanda em março de 1976.

    Podemos nesta pequena história ver que este hino é fruto de um Amor muito grande pela Umbanda, Amor este oriundo de uma Fé profunda, daquelas obtidas com a Humildade e a Resignação ante ao Conjunto de Leis do Pai Maior.

    Fonte: Umbanda de Jesus
    postado do Grupo Povo de Aruanda

    ResponderExcluir
  80. Oi, desculpe o atraso, eu estou com meu computador com pane...
    Mas meu pensamento é este e muito simples.
    Se existem amor, companheirismo, amizade, comprometimento, respeito, união, harmonia e compreensão. A união já está abençoada por todos os Santos, Orixás e energias cósmicas ou energias da natureza sendo uma união homossexual ou união heterossexual .
    Ritinha

    ResponderExcluir
  81. Desculpe eu acabei mandando o outro no nome da pessoa dona do computador que estou usando então aceite esse que mandei agora
    obrigado bjos Ritinha

    ResponderExcluir
  82. Voltei. As entidades que nos protegem nos acompanham nos momentos mais difíceis, tenham sempre certeza disto amigos blogueiros, e apesar de todos os transtornos pelos quais passei hoje consigo ver que há motivo para tudo que nos acontece.Como diz o sr. Pai Fernando, basta exercitar o entendimento .Enfim, volto com novas perguntas:
    1. Fiquei pensando neste tempo muito sobre mediunidade, e cheguei a algumas conclusões que gostaria muito que o sr. me esclarecesse,se meu raciocínio não estiver correto. O fato de ser um grande médium pode não ser apenas mérito de boas pessoas, como foi o caso de Chico Xavier.Acredito que Hitler,com todo o estudo esotérico que possui e com todas as suas idéias foi um grande médium, assim como o papa Gregório XI o da inquisição.Eram médiuns em atuação em suas "religiões" ,no meu ponto de vista, pois ser médium é exatamente isto ser um interlocutor entre o mundo espiritual e o material. Eles se ligaram, no meu entender a espíritos com idéias parecidas.Chico Xavier tinha valores pesoais maravilhosos que agregou à sua vida espiritual, o que fez com que se tornasse um médium de espíritos elevados. O sr. seguidas vezes nos lembra de nossa responsabilidade nas comunicações, nos atendimentos, mas o nosso desenvolvimento está muito ligado ao nosso nível vibracional, com nossas idéias, com o nosso caráter.As entidades de Umbanda vêm em cascões que nos fazem, a quem se atina , lembrar sempre a humildade. Os pretos, os indios, as crianças estão frequentemente nos lembrando de que nossa caminhada nesta terra é árdua,mas devemos trilhá-la sempre com simplicidade e amor ao próximo.Seria isso mesmo Pai Fernando? A maior o menor mediunidade não importa, mas sim o que fazemos dela?
    2.Não li todo o blog ainda, o que farei em breve. A Denise ontem comentou comigo que alguém perguntou ao sr. se o fato de ter sido marcada a gira de boiadeiros para cura, teria sido um pedido das entidades para prevenirem, ou ajudarem as pessoas a aumentar a imunidade a gripe. Não acredito nisto.Certa vez seo Beira Mar(acredito que em 2006) ditou um texto em que dizia que a região asiática continuaria sendo alvo de vários problemas ambientais e catástrofes por causa da atuação de algumas energias da natureza no local do tsunami at´2010 quando, segundo ele as coisas se acalmariam.Acredito que as entidades possam fazer uma previsão diante de fatos que conseguem ver que nós não conseguimos.O seo Beira Mar conseguiu saber por uma série de fatores que talvez culminassem nesta série de eventos naquela área, mas quando o processo já se iniciou é impossível pará-lo. A pandemia de gripe é algo previsto pelos cientistas há anos,e agora encontrou um estarte para ocorrer.A sabedoria das entidades é bem superior a nossa , pois tem uma visão maior do que a nossa sobre certos aspectos.Acho que paramos num momento que seria necessário pararmos, pelo menos pra mim assim foi.No seu entender as entidades tem esse poder de ter uma visão maior que a nossa mesmo?
    Sei que são duas perguntas de resostas óbvias a vista da pessoas mas sua explanação sempre é valiosa.Estou morrendo de saudades do sr. e de todos da família deste blog, porisso não fui nem um pouco objetiva, falando pelos cotovelos....Saravá a todos!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  83. Ei Pai Fernando!!!
    Sobre o livro Os Exilados de Capela, vou dar pitaco:Já li muitas coisas sobre o livro mas nunca quiz ler o próprio, porque tudo que li sobre o 'assunto evolução dos mundos' sob a ótica espírita, inclusive nas obras do próprio Kardec,me dão a impressaõ de racismo. Não é mania de perseguição naõ viu, Pai Fernando?!!São só constatações.É que as raças que teriam vindo ao planete promover o melhoramneto das que aqui viviam são sempre descritas como bonitas e brancas, o que no Brasil acaba sendo sinônimo né?...Até em livros de Ramatis eu já vi isso.Inclusive no livro o Sublime Peregrino ele faz questão de reforçar como Jesus era louro e lindo. Sei não, fico cismada. Tenho a impressão de que Hitler ia gostar dessa idéia- de uma raça "superior e branca" ajudando a evoluir a raça atrasada que primeiro habitou a Terra ( que numa descrição que já vi de Ramatis teria a pele grossa e os cabelos duros). Eu sou assim mesmo: cismo com tudo...é que não confio muito nos homens e suas idéias ( mesmo as ditas psicografadas), estou sempre com um pe atrás. Não sei como , mas a evolução ,na minha opinião, passa por outro caminho, sem essa de raças superiores e inferiores.Enrolei né? É que quando vejo alguma rreferência sobre o livro Exilados de Capela isso me vem à cabeça...

    ResponderExcluir
  84. Pai Fernando, espero que a viagem tenha sido ótima!!! :o)))

    O Senhor já ouviu falar sobre a linha de Caboclos Quimbandeiros??? "Espíritos oriundos de tribos brasileiras muito isoladas e desconhecidas, ou de tribos das ilhas do Caribe, Venezuela, México e mesmo dos Estados Unidos. Índios fortíssimos, arredios e alguns até brutos. Costumam receber suas oferendas em encruzilhadas na mata, na vizinhança de uma grande árvore"

    Beijinhos saudosos, Dê

    ResponderExcluir
  85. Quantas foram as provas vivas, os ensinamentos, as confirmações de fé e esperança que eu tive
    Quanto amor e carinho de meus guias espirituais que tanto me ajudam,sem nada me pedir...
    Religião,que me ajudou a despertar a coragem para vencer as batalhas da vida, com seus pontos,flores, essências, cores e magia da amizade e respeito mútuo
    Todo um cenário em que eu encontro com meu eu, ao ouvir os atabaques trazendo a vibração das matas e senzalas,as músicas que me eleva a alma. A cerimônia dos negros, o canto dos índios,os caminhos de Exu e Ogum,os jardins dos erês,as cachoeiras de Oxum, as pedreiras de Xangô,o vento de Iansã,o mar de Yemanjá e todos os elementos que a compõem e me ensina a respeitar a natureza e o corpo em que vivo.
    O café amargo e o cachimbo do preto-velho as penas dos caboclos,a capa de exu,a flor da pomba gira os doces dos erês,o facão dos baianos,o punhal cigano.... elementos que absorvem, manipulam e direcionam as mais belas energias.
    O sorriso das Pombas Giras, o olhar sincero do cigano,as travessuras do Exu-Mirim,a seriedade de Seu Tranca-Ruas da Encruzilhada,a alegria do Seu Zé Pilintra,as curas do Seu Sete Encruzilhadas,a simplicidade do Seu Folha Verde, a meiguice do João de Benguela e a luz que brilha da Isabela, que é a Erê que eu incorporo sempre me trazendo o exemplo da trindade humildade,pureza e caridade,pela força e cura do Povo do Oriente.
    Todos trabalhando com as suas forças e as forças da natureza...água,terra,ar,fogo,pemba,ponteiras no ponto riscado,incensos,plantas,pedras,flores e velas,visando única e exclusivamente o meu desenvolvimento físico e espiritual,me ensinando a cada dia a Lei do perdão e do amor.
    A essa Religião maravilhosa e ao Terreiro do Pai Maneco,quero me dedicar e com ele continuar o meu aprendizado.
    Agradeço também pelo chefe da gira onde participo,nosso querido Caboclo Tucuruvu,pela felicidade de sentir a sua presença neste Terreiro querido e sagrado.Obrigado,a este Caboclo Guerreiro pelos seus ensinamentos,sempre equilibrando a sintonia da gira e representando a segurança a todo o momento e a toda hora, sempre nos orientando o melhor caminho.
    Que a bênção deste Caboclo Guerreiro caia sobre seus filhos sempre!

    AXÉ.
    Luciana Steenbock

    ResponderExcluir
  86. encontrei este blog pesquisando sobre Iemanjá e qdo terminei de ler o blog e o site do Terreiro sei que não foi por acaso que vim parar aqui. Me identifiquei *tanto* com tudo, que fico até emocionada.

    ResponderExcluir
  87. Pai Fernando , finalmente pude conhecer o TPM,foi na festa de inverno, foi eu,minha esposa e meus dois filhos, adoramos o TPM, pena que não teve a gira de boiadeiro e a chuva, mas foi uma beleza houvir a engoma, a estrutura do terreira é uma beleza. Espero uma nova oportunidade para uma nova visita, quem sabe numa segunda feira para poder conhece-lo pessoalmente.
    Uma pergunta, depois que o senhor fez a camarinha, como foi o começo para montar uma equipe, conte para nós.
    Obs. Aproveitei a visita e comprei o livro.
    Um Abraço
    Luiz Roberto

    ResponderExcluir
  88. Mucuiu, Pai Fernando. Bom, sou filha do Pai Maneco, mas também simpatizo com a Wicca (que, por sinal, tem muita coisa em comum com a Umbanda). As pessoas vêm comentando bastante aqui no blog sobre amarração e coisa e tal. Vou deixar aqui o que li num site wiccano (http://www.circulosagrado.com/):


    A magia é uma força neutra que em si não é boa nem má. A direção do bem ou do mal é determinada pelo praticante. Entretanto, como o carma retorna por três vezes para todas as pessoas pelos seus atos nesta vida, seria atitude de autodestruição para qualquer Bruxo ou mago utilizar a magia para causar danos a alguém.
    Quase todos os desejos e problemas humanos encontram soluções nos feitiços. Dentro da Wicca não se faz o que chamam de Magia Negra, pois acreditamos que tudo o que fizermos voltará para nós multiplicado por três. A Magia Negra não é só aquela em que se deseja o mal para outras pessoas, ou rituais com o uso de sangue ou sacrifícios. Magia Negra também pode ser interferir no Livre Arbítrio de outras pessoas. Isso acontece muito em feitiços de amor, pois várias pessoas desejam se casar com determinada mulher, ou que o marido volte, ou que a filha deixe aquele namorado. Essas pessoas não parecem ter a menor preocupação com a vontade alheia. Para a tristeza das "mães bem-intencionadas", suas filhas têm o direito de escolher os seus relacionamentos e de dar cabeçadas na vida, pois, talvez, ela necessite até carmicamente dessa experiência para evoluir como ser humano. Além do mais, as pessoas têm o péssimo costume de julgar os outros pelas aparências e, muitas vezes, são vítimas de seus preconceitos e cometem grandes injustiças. É muito melhor fazer um ritual de proteção para que os Deuses orientem seus filhos no caminho certo, e deixar que eles vivam suas vidas com o mínimo de interferência. Quanto aos rituais de amor, uma pessoa nunca deve forçar outra a amá-la, e muito menos a casar com ela. O casamento de nossos sonhos pode se tornar um grande pesadelo. Muitas pessoas se casam através desses rituais de "amarração", para verem, depois de algum tempo, aquela paixão forçada se transformar em puro ódio. Correto seria pedir aos Deuses para que lhe mostrassem a pessoa certa para lhe fazer feliz e também ser feliz a seu lado, pois as pessoas que querem fazer feitiços de amor raramente parecem se preocupar com a felicidade do outro. Mas se a pessoa tem certeza de que é amada, e existem obstáculos ao bom relacionamento, um feitiço pode ser feito para afastar esses obstáculos. Sempre que terminar um feitiço, diga: QUE SEJA PARA O BEM DE TODOS. Confie na sabedoria dos Deuses, pois a visão deles é muito mais ampla que a nossa.


    Se nós, médiuns, não formos de acordo com tudo que possa causar dano a outro indivíduo, essa história de "amarração" pode acabar de vez, não pode?
    Acho que é isso. Sejamos praticantes da liberdade, da nossa e da alheia. Sejamos liberdade! :)
    Saravá.

    ResponderExcluir
  89. PEDIDO AOS BLOGUEIROS UMBANDISTAS DE PORTUGAL

    Quero pedir uma ajuda pro pessoal de Portugal. Tenho uma tia e prima que estao morando ai ha quatro anos. Minha tia eh umbandista e tem passado algumas dificuldades. Dei algumas orientacoes, mas acho que ela gostaria de frequentar um terreiro. Como sei da Ana que posta aqui no blog e curte o terreiro, queria saber se vc frequenta algum terreiro por ai, Ana? Minha tia veio me visitar este fim de semana e volta em setembro e se eu puder passar algum contato de vcs, ou um endereco de terreiro que frequentam sera muito bom.
    Abracos e obrigada!

    Desiree
    meu email: desireebianeck@yahoo.com.br

    ResponderExcluir
  90. Kiko, o médium tem que estar à disposição de todas as entidades que forem chamadas no terreiro. Se for chamada a linha de Xangô é claro que vc vai incorporar. FMG

    ResponderExcluir
  91. Andréa, que bom que vc voltou. Quando vc mencionou Hitler como médium acho que o fez com muito acerto. Uma vez perguntaram ao Pai Maneco quem era o Hitler. Um médium que imantou a vontade de um povo. Não o julguem. FMG

    ResponderExcluir
  92. Miriam, ainda não tinha lido teu comentário quando a Andréa Destafni falou no Hitler e eu também. Só achei uma coincidencia. Nunca tinha pensado como vc sobre o racismo, mas acho que não é o caso disso. A idéia da beleza vem sempre espelhando aquilo que vc é. Cada um tem uma otica sobre a beleza. Não acho que isso tenha que ser levado ao pé da letra. FMG

    ResponderExcluir
  93. Pois é Pai Fernando nossos maiores erros provém do julgamento, cada um tem uma ótica diferente pois está numa posição diferente da nossa, mas é bem pertinente refletirmos sobre a questão de sermos médiuns, servidores de um propósito maior e não pessoas com super poderes acima de tudo e todos...De qualquer forma acho que o Pai Maneco anda me inspirando, pois o Syrus tem ouvido uns apitos estranhos aqui no sítio...Saravá!

    ResponderExcluir
  94. Olá a todos! Quero dizer que estou feliz por vcs retornarem às giras. Saravá.
    Pai Fernando, somente agora li as postagens me desculpe.
    Desiree, como vai? Vou adicionar vc ao meu MSN, posso? Assim podemos conversar melhor.

    Olha eu nunca fui num Terreiro de Umbanda e nunca assisti a nenhuma gira aqui. Porque fui orientada nesse sentido há alguns anos... talvez 10 anos... por um amigo umbandista português. Porque ele me dizia, na altura, que terreiro sério, só no Brasil. Até que os anos passaram e eu encontrei o TPM e estou mto feliz.
    Como não fui orientada a ir a um terreiro aqui, anos atrás essa mesma pessoa me aconselhou a frequentar um Centro Espírita, kardecista em Lisboa.
    E eu fui durante vários anos. Disso posso falar melhor, porque estive lá. Fui convidada para ir para a sala dos Passes, mas depois não fui.

    Eu, pessoalmente, não posso dar opinião sobre terreiro em Portugal. No entanto, existem vários aqui. Um deles é frequentado pelo nosso irmão Carlos, aqui do Blog. Talvez ele possa te aconselhar acerca desse terreiro.

    Falamos no MSN?
    Beijinho.
    Ana

    ResponderExcluir
  95. Oi Pai Fernando, tudo bom?
    Uma vez um caboclo me disse que deveria desenvolver minha mediunidade, e agora surge uma dúvida. Eu faço mestrado em uma cidade, e ano que vem vou pro doutorado em outra cidade por quatro anos, e depois nem sei mais, ou seja, vivo mudando. É possível desenvolver em um terreiro, e depois mudar? Isso não é errado? Devo esperar??
    Pra quem disse que tinha uma dúvida, surgiram várias perguntas
    =)
    Abraço!
    Flávio
    P.S. Adorei o blog!!!

    ResponderExcluir
  96. Flavio, ninguém é dono de terreiro e terreiro não é dono de ninguém. Tudo isso pertence a Umbanda e ela está em todas as casas sérias. Trocar de casa nãop tem nenhum problema. Seja bem-vindo ao blog. FMG

    ResponderExcluir
  97. Oi Ana, obrigada. Falamos pelo msn sim. o meu eh dvb1982@hotmail.com

    Ate. Valeu Pai Fernando!
    Desiree

    ResponderExcluir
  98. Luiz Roberto, que bom que vcs gostaram de nosso terreiro. Será um prazer conhece-lo pessoalmente. Espero que vc goste do livro.Quanto a montar a gira no começo não sei bem explicar como, mas aconteceu normalmente, sem insistencia, pois na verdade nunca convidei ninguém para entrar na gira, quem entrou foi porque quis e pediu autorização. FMG

    ResponderExcluir
  99. Concordo com a Andrea também penso que o médium deve analisar muito qual é a sua posição frente aos irmãos e filhos de santo para que a mediunidade não passe a ser um alimento para o próprio ego e a gente se esqueça a nossa verdadeira missão que á ajudar o próximo com humildade e amor.
    Elis

    ResponderExcluir
  100. Olá a todos! Saravá Pai Fernando. Desiree, já adicionei vc ao MSN, através dos seus 2 endereços de Email. Aguardo. Até breve! Bjos.

    ResponderExcluir
  101. Pai Fernando, boa tarde. Tenho uma dúvida que me persegue e cada um me responde de uma maneira.
    Sonhos!
    Sonhos sempre são restos diurnos?
    Gustavo diz que sonho é só sonho.
    Seu Béco diz que muitas vezes podem ser viajens astrais.

    Como a umbanda vê os sonhos?
    Minha pergunta é latente pq sonho muito, e muitos destes sonhos são sonhos normais, restos diurnos com certeza.
    Mas não consigo achar normal sonhar com uma caveira que usa uma capa preta que na verdade sou eu me olhando no espelho.
    Ou sonhar que minha tia morta (já a 8 anos) me persegue e exala um cheiro de carne podre.
    Ou, meu último sonho estranho, sonhar com o Sr. Edmundo Ferro, sem nunca ter tido nenhum contato com ele além de saber que é o nome do terreiro.
    Afinal o que é um sonho?
    Obrigado
    Ju

    ResponderExcluir
  102. Pai Béco de Oxossí18 de agosto de 2009 16:51

    Mucuiú, Pai Fernando!
    Agora que me aposentei, me aguente! Vou ficar metendo o meu bedelho nos assuntos do "blog". Desta feita no que diz respeito a amarração. Vejo com muita pertinência a preocupação de alguns com este problema, pois estamos sujeitos a negatividades, independentemente da proteção que temos dos nossos guias. A suscetibilidade destes males, é proporcional ao equilibrio energético do momento em que nos encontramos. Qundo não estamos bem energéticamente, pode haver um bloqueio no relacionamento com os guias ( será?), e isto pode ter ocorrido pelo nosso arbítrio, impedindo, desta forma, a interferência deles na nossa proteção.Vai dai então, a relaçao livre-arbítrio/amarração acima citada. Que tal ein? mas, nem tudo está perdido. Uma chegadinha na gira e volta a imunidade. Santo remédio! Por outro lado, quero lembrar a todos que não tem desgraça que não se tire proveito. É possível que haja uma artimanha do astral nos deixando cair em negatividades para que a gente aprenda algo, pois, sentindo na pele o processo se torna mais rápido. Estou aqui falando em bem e mal sem, siquer, saber o que faz bem ou mal para mim mesmo. Por exemplo! cigarro, faz muito mal para a saúde mas me deixa feliz. Agua não tem gosto de nada e nem me deixa feliz, mas faz bem para a saúde. Muitas vezes noto que aquele que penso ter sido meu algoz, na realidade me ajudou muito, principalmente para enxergar coisas boas, que nunca saberia, se não fosse a interferência dêle. Quantas coisas são boas para a matéria e ruins para o espírito? Pois é! Já me alonguei muito, então concluo, recomendando para todos, que procurem raciocinar sobre tudo que lhes acontece, de bom ou ruim, o porquê que isto aconteceu? Provavelmente vão encontrar a resposta. Com certeza na próxima, vez antes de choramingar as máguas, vão "Gritar Chamando Por Ogum".
    Axé! Pai Béco de Oxossí.

    ResponderExcluir
  103. Ê Pai Fernando o senhor não sabe quanto tem sido importante pra mim poder contar com o senhor através deste bolg... Então me ajude em mais essa:fui a um terreiro há uns 2 meses atrás conversar com Exu sobre um problema interminável que eu e meu marido temos com vizinhos.Para resolver o problema ele sugeriu procurar o médium dele no consultório de psicologia que ao mesmo tempo é sede do tal
    grupo do chá, lembra? Pois é.O grupo é algo meio parecido com maçonaria onde , segundo ele, uns ajudam os outros; ainda não entendi isso direito mas toda semana vamos lá pra uma especie de terapia.E a solução para o nosso problema até agora ,nada. O caso é que estou desconfiada e procurando coisas pra justificar minhas desconfianças.Dia desses falando com o exu ( ele estava incorporado lá no consultório) surgiu o assunto sangue. Quando eu falei que a orientação que recebi(do senhor) foi pra fugir disso o "exu" disse que usa quando precisa criar um campo de força mais forte e um sininho tocou na minha cabeça quando ele falou assim:"eu usava muito sangue mas O MEU MÉDIUM ME ENSINOU que não era assim. Hoje quando preciso dessa energia ele come um bife e eu aproveito." Huummm...médium ensina coisa pra entidade? Inda mais pra Exu?...Se o senhor entendeu a estória, qual a sua opinião? É a segunda vez que me encrenco com médium que diz trabalhar com Seo Tranca Rua...Quando eu estou lá é uma paz só e eu quero continuar com a experiência ( que inclui usar chá mais vezes), mas quando saio começo a questionar tudo, duvidar de tudo.O meu medo é sair e estar jogando fora uma grande oportunidade espiritual na minha vida ou ficar e entrar numa roubada...SOCOOOORRRRO!!!!Não se esqueça de responder se médium ensina coisa pra exu...Muito, muito obrigada desde já!

    ResponderExcluir
  104. Ah! Eu sei que o senhor não gosta que a gente consulte cartas pra saber do futuro, mas estou tentando marcar com um tarólogo sério que conheço pra saber é do presente mesmo.É possível mesmo ter uma orientação atravé das cartas?

    ResponderExcluir
  105. Juba, cada um tem um pouco de razão,pois o sonho pode ser só um sonho, pode ser uma saida astral ou pode ser um encontro espiritual. Vc é que deve discernir cada um deles. Escreva-me contando o sonho com o Edmundo Ferro. FMG

    ResponderExcluir
  106. Mucuiú, Pai Fernando e Pai Béco, hehe
    Nossa seu Béco, na lataaa.
    Esses dias estava eu choramingando minhas máguas quando pedi ao Seu Sete Flechas ajuda, pois eu queria ser mais serena, tranquila... Ele me disse "vc respira como um Ogum, precisa respirar como um Oxóssi, sem pressa, com tranquilidade e pausadamente. Faça um amalá para Oxóssi e peça isso, mas não esqueça de acender uma vela para Iemanjá..." finalmente fiz o amalá em um dia terrível, um dia ´peti total...
    Chamei Oxóssi, e aprendi a pedir corretamente, aprendi o prazer de um amalá com intensão certa, como flecha mirada...
    Aquele que me tirou do sério me ensinou a respirar, me ensinou a agradecer.
    saravá.
    Ju
    Ps: Sou filha de Iemanjá com Oxóssi e respiro como um Ogum

    ResponderExcluir
  107. Miriam, acho que não existe nenhum ser encarnado que possa ensinar qualquer assunto que seja com o seo Tranca Ruas das Almas ou da Encruzilhada. Os EDxus ensinam que não se deve incorpora-los fora do terreiro por falta das seguranças. Quanto ao sangue o Exu Tranca Ruas das Almas ensinou-me ha muitos anos que a água de coco tem a mesma energia do sangue. FMG

    ResponderExcluir
  108. Miriam, quanto a jogar cartas é assunto de cada um. Eu não tenho nada contra. O Cigano WOisler com quem trabalho disse-me com muita graça que o cigano conhece o passado e o futuro dos outros para ganhar o seu presente. FMG

    ResponderExcluir
  109. Mucuiu Pai Fernando
    O Sr.por acaso conhece alguma entidade que seja João Feiticeiro?!
    Agradeço pela atenção
    Carline

    ResponderExcluir
  110. Nossa estou meio que atrasada!!!
    Mucuiú meu pai!
    Olá galera do blog!?
    Então, fiquei uns dois dias sem ler as resposta de Pai Fernando e já tem muita coisa boa!
    Falaram de Magias, feitiços, sonhos, linha vibracional e energética...

    Então meu pai, agora quero uma explicação do senhor a respeito da Umbanda e os estudos.
    Partimos do princípio que somos seres encarnados, porêm espirituais. Pois no momento somos espíritos envoltos de uma carne material...Blz!
    Então como dentro da espiritualidade não existe muros e divisões o que o senhor me fala a respeito da Umbanda e a doutrina kARDEC? Porque lhe pergunto isso. Devido a todas as explicações e colocações acima citadadas.
    Não ví muita separação no que diz respeito a estudos, doutrina e ciência.

    Claro que temos nossa cultura, fólclore e raízes.
    Mas como estudarmos dentro da Umbanda???
    Porque fiz essa pergunta...Porque muitas pessoas perguntam aqui no blog assim...
    Qual a visão da Umbanda nesse assunto?
    Uma entidade pode aprender com o médium?
    Entendeu a minha linda de raciocínio?

    Então Pai Fernando...Eu sou muito adepta a estudos, palestras e testes mediúnicos. Aprendi assim com nosso amigo Maurinho ( o que o senhor conheceu). Além de ter tido uma vida religiosa seja ela qual for. Pois tive muitas!
    Acredito que da mesma forma aprendemos com as entidades as magias, as palavras sábias e os direcionamentos, eles tbém tiram de nós o conhecimento e nossa reforma íntima contínua.

    Então lá vai...Até que ponto podemos usufruir da doutrina Kardequiana e levá-la a Umbanda? Mesmo porque venho percebendo através das suas palavras e de muitas pessoas aqui uma visão acima das mistificações que nossa religião ainda tem. E essa percepção além do título " a minha religião"
    Preciso de sua ajuda, pois com ela iremos aqui no TPM - RJ elaborar os estudos voltados a Umbanda. E claro com a ajuda de Mãe Jô, que ainda não tive oportunidade de conversar.
    É isso meu pai. A minha proposta é de que médium precisa aprender, como eu ou qquer um...E não mais irmos no centro somente para receber entidades. Se estiver errada me corrija!
    Axé Luna.

    ResponderExcluir
  111. Querido Beco

    Feliz e inteligente sua colocacao. Conseguiu nos brindar com sintese objetiva e reflexao que nos faz re-pensar Curto muito a sua alegria, sua autencidade e sabedoria. Mas, me permita discordar apenas de sua metafora, nao pela logica, mas pelo elemento utilizado, ou seja, o cigarro. Se bem que eu usaria o vinho ou a cerveja... (risos).
    um abraco e muito axé
    e curta muito sua aposentadoria
    Sidney Oliveira

    ResponderExcluir
  112. Pai Fernando, acho que o senhor confirmou minha cisma, é isso? Eu sei que o senhor não pode sair por aí dizendo faça isso ou quilo por que a decisão é da gente,mas tô mais perdida que cego em tiroteio...

    ResponderExcluir
  113. Carline, não conheço essa entidade. Fica no ar para quem souber informar. FMG

    ResponderExcluir
  114. Luna, acho que a visão dos estudos estão muito além de apenas duas religiões. Existe na minha ótica uma diferença importante entre o Kardecismo e a Umbanda: o Kardecismo foi codificado porque ele existia já há milenios, enquanto a Umbanda foi idealizada e criada pela espiritualidade para por ordem na manifestação dos espiritos. Os kardecistas difamam a umbanda, tanto que o lider Divaldo jogou lama na honra de uma religião e suas entidades, e os umbandistas não sabem que os espiritos vivem junto a nós em um mundo paralelo mas intimamente ligado. Um sem o outro, não tem como sobreviver. Se estivessemos em guerra contra os kardecistas, imaginaria uma estratégia de absorver o que pudessemos das lições de Kardec e principalmente do Chico Xavier porque então seriamos imbativeis. Mas não estamos em guerra e por isso só devemos estudar o que pudermos. FMG

    ResponderExcluir
  115. Miriam, vou ser objetivo e direto: não concordo em nada do que foi dito para vc e no teu lugar eu ia em um terreiro que tenha filosofia simples, direta, comum, bem pé no chão, que não use sangue e nada cobre. Não tenha medo de decidir porque a espiritualidade está dentro de vc e ninguém a pos lá. Pai de santo tem que saber que sua função é oferecer oportunidade para o médium desenvolver sua mediunidade e espiritualidade e jamais poderá dar a mediunidade a ninguém. FMG

    ResponderExcluir
  116. Sim pai Fernando...O Divaldo apesar de ser um estudioso e um homem com mais idade do que eu, e com isso lhe devo respeito. Porêm discordo dategóricamente dele. Mas ele não representa a religião em sí. Digo que os estudos vão além da doutrina coodificada e pré estabelecida.
    Falo do estudo espiritual, sem qquer interferência de regras. Mesmo porque isso não existe lá. Não é verdade? Sendo assim posso me basear nos espíritos?
    Axé.

    ResponderExcluir
  117. Como todos sabem a Federação de Umbanda do Paraná vai fazer um seminário para ser discutido o assunto da benção ou casamento de homossexuais na Umbanda. Como preliminar foi lançada a questão neste blog. Muitas sugestões foram apresentadas transformando tudo em um excelente material para servir de suporte no seminário. De comum acordo com o Paulão, Presidente da Federação de Umbanda do Paraná, todo esse material será repassado para ele analisá-lo e fazer as devidas triagens. Por esse motivo ficará no blog apenas o meu comentário adiante e sobre esse assunto nada mais será postado. Feita as explicações vou também opinar.
    Entendo como preliminar que a Umbanda não pode se omitir de analisar essa situação, principalmente por ser uma religião aberta, que condena o preconceito e tem uma analise com respaldo na espiritualidade desprezando os assuntos da matéria.
    Claro que o tema é polemico. Tinha em mente escrever bastante, desde as prováveis situações de reencarnações até a liberdade concedida a todos do livre arbítrio, mas preferi deixar isso para ser apresentado, se for o caso, por ocasião do seminário porque vou lá defender a benção da Umbanda à união dos homossexuais, todavia com algumas regras, como tempo de união, desprezo total ao ato social e a criação de um ritual para isso. Deixo hoje a minha posição e fiquem certos que defenderei abertamente para que isso aconteça, mas desde já esclareço que seguirei a adotarei a decisão do seminário. FMG

    Observações: postagens sobre essa matéria não serão publicadas.

    ResponderExcluir
  118. (Afranio0

    Pai Fernando a noite antes de dormir, quando eu fecho os olhos se apresenta assim na tela da mente umas imagens de indios com cocares e as vezes vejo tambem aquela imagem do Seo Akuan, aqulea imagem intuitiva dele; eu amo isso, pq se apresenta uns indios com cocares coloridos!
    Pai, mas assim será que pode ser espírito zombeteiro, brincando comigo? tambem sonho ontem com uma criança, uma menina, que eu nunca vi na vida e ela pedia preu por ela nos braços.
    eu me sinto bem; mas o que o snehor acha?
    Ah sim eu fiz um lindo amalá este fim de semana para os PRETOS VELHOS!

    Tava com muita saudade do senhor querido Pai do coração!

    ResponderExcluir
  119. Luna, claro que vc pode estudar tudo sobre o kardecismo. FMG

    ResponderExcluir
  120. Afrânio, não posso afirmar o que sejam os teus sonhos, mas garanto que brincadeira de espirito não é. FMG

    ResponderExcluir
  121. Obrigada demais Pai Fernando!!!

    ResponderExcluir
  122. (Afrânio)

    Pai Fernando e sobre a linha das crianças.
    Eu estou encantado com esta linha agora!
    consegui baixar umas musicas de um site de um cd na gira das crianças.

    Em tempo, tem um colega meu que tá com o filho dele com hipertrofia muscular, so se alimenta por sonda; como ele sabe que eu ponho cartas ele pediu pra ve algo em relação ao filho dele... e então eu pensei em passar o nome dele pra por na vibração da gira... mas não disse nada ao meu amigo,o senhor pode colocar?
    o nome da criança é marco antonio monteiro filho nasceu em 25/09/2007

    ResponderExcluir
  123. Lendo as postagens acima sobre amarrações, etc... resolvi relembrar esse post.

    http://paimaneco.blogspot.com/2009/03/perguntas-da-mohana.html

    Axé,
    Mohana Veloso

    ResponderExcluir
  124. Carline, de que regiao do Brasil vc é ?

    Já ouvi falar em Joáo Feiticeiro, ( preto velho ) mas tua resposta vai confirmar a região ou se o medium que trabalha com o espírito vem de lah.

    Saravá !

    ResponderExcluir
  125. Pai Béco de Oxossí19 de agosto de 2009 03:36

    Mucuiú, Pai Fernando! Meu irmão de fé e de carne.
    Faço esta referência para dizer que quase tudo que sei de Umbanda, aprendi com você. Uma das coisas que você me ensinou, hoje tenho certeza disso, é que na Umbanda a prática ensina mais que a doutrina. Se eu estiver errado me corrija. Mas, claro fica que, quase tudo que você sabe, aprendeu na convivência com os guias, não é mesmo? E eu aqui, só me beneficiando desta sabedoria. Que legal! Toquei neste assunto para dar uma sujestão para a Luna; Luna, esqueça a doutrina Kardecista. A semelhança do Kardecismo com a Umbanda está na forma de comunicação com os espíritos, ou seja, no exercício da mediunidade, no resto difere muito. A Umbanda é religião e o Kardecismo filosofia. A Umbanda manipula energia natural e o Kardecismo vital.Aprendi também com você,Pai Fernando, não questionar os nossos guias.Se nós não sabemos o que estamos fazendo, quando trabalhamos incorporados, eles sabem. Não nos preocupamos em fazer isto porquê sabemos que temos segurança para tal, aja vista que cada terreiro tem a sua firmeza, seu ritual, suas entidades identificadas, seus fundamentos, seu congá e uma plêiade de Orixás que nos assistem. Portanto, querida Luna, deixe a doutrina da própria Umbanda para depois. Convoque o Mauro o Ronald e o pessoal daí, e mandem bala nos trabalhos que no final tudo da certo e você vai aprender muito mais. Axé! Pai Béco de Oxossí.

    ResponderExcluir
  126. Bom dia a todos!
    Bom dia pai Fernando. Mucuiú!
    Pai eu já estudo. Nunca parei de estudar...Só quero juntos com os estudos de mãe jô, direcioná-los no que compete a nossa Umbanda. De resto, cada filosofia no seu lugar...:)
    E´isso. Bjs
    Axé.

    ResponderExcluir
  127. Mauro
    Sou de curitiba, eu pedi autorização pra vc adicionar no msn e no orkut..
    Obrigada.
    carline

    ResponderExcluir
  128. Mucuiu Painho!!!!!
    Morreeeeeeeeeeeendo de saudades da coroa do coroa...

    Pai, gostaria da ajuda de toda a corrente TPM do mundo inteiro e é aqui que posso encontra-los da maneira mais rapida.
    Minha familia carnal começou a vivenciar um pesadelo.
    Enquanto estava vivendo um dos momentos mais agradaveis da minha vida, durante este final de semana em Cachoeira-Ba; meu pai carnal e minha madrasta estavam enfrentando o problema mais serio de toda as suas vidas.
    Minha irma adotiva, a Laila Nogueira Barbosa, passou muito mal e foi levada ao pronto socorro. Pelos exames foi detectado um tumor no cerebro, para o nosso completo horror e surpresa, pois é uma menina jovem (24 anos), tranquila e sempre com muita saude.
    O medico ja queria marcar a cirurgia para esta segunda feira, mas meu pai e minha madrasta (pessoa maravilhosa...sinto tanto pela sua dor quanto por minha irma), resolveram pedir uma segunda opniao profissional. A cirurgia sera na proxima semana. Nao sabemos a extensao do tumor, nem se havera sequelas, se ela vai resistir a uma intervençao deste porte...enfim, estamos muito abalados.
    Ontem a noite liguei para Lucilia pensando em pedir-lhe apoio, mas desisti de falar do assunto porque nao tinha falado ainda com o Pai Maneco.
    Na tranquilidade da madrugada de ontem acendi uma vela para meu querido preto e desabafei.
    Hoje pela manha tive a ideia de escrever para todos, certamente ja influenciada pelo balsamo do amor de Manecao.
    Precisamos de uma corrente de amor e força para que possamos encontrar suporte espiritual para este caminho espinhoso.
    Sarava.
    Aline
    .

    ResponderExcluir
  129. Mucuiú Pai Fernando,

    Amarração, pelo visto, é um tema bastante debatido. Gostaria de dizer a quem se preocupa com isso o seguinte: Fiquem tranquilos!

    Na minha modesta opinião deve ter cuidadado só que faz este tipo de trabalho, o preço é muito mais caro que o anunciado, não se resume a valor monetário... trabalho de magia negra ou feitiçaria, voltado puramente a satisfação pessoal, em detrimento do livre arbítrio do próximo, não acaba bem e, quando vinga, tem prazo de validade curto.

    Pano preto nenhum pode esconder o que quer que seja de Oxalá, Ele tudo vê, sua Luz em tudo e em todos penetra. Nem cérebro, nem coração, nem tripa de animal, fio de cabelo, unha ou pote de barro algum pode amarrar uma vida humana. Ogum repudia, combate e vence qualquer manifestação do mal. Demanda é ganha por quem tem razão.

    Quem é esperto não se envolve com que oferece a pessoa amada em 3 dias, ou até 7 horas como tem gente anunciando. Procurar estas pessoas que oferecem trabalho de amarração é coisa pra otario. Cuidado com a carteira pessoal! Cabe a nós umbandistas esclarecer os incautos contra estas armadilhas e os muitos picaretas, que infelizmente ainda andam a solta por aí.

    Quem quiser ser amado primeiro ame, com abnegação, sem cobrar nada em troca. Amarrar gente como se fosse bicho? Preto-velho não gosta, ninguém gosta, ninguém merece. Todos somos livres e ninguém é de ninguém. Quem tem a cabeça no lugar nem se preocupa com este tipo de coisa, passa por cima e segue em frente.

    Axé para todos os filhos do Pai Maneco e participantes do blog,

    Ronald Stresser
    Pai-de-santo
    TPM Rio

    ResponderExcluir
  130. Pai Fernando, seguindo sua sugestão, pretendo ir conhecer um terreiro cujo endereço eu tenho há muito tempo na agenda mas nunca fui.Bom. O negócio é o seguinte: como alguns blogueiros já disseram,também NÃO SEI PEDIR...Como o problema principal que nos atinge ( a mim e ao meu marido ) são os problemas de longa data com os vizinhos, porque daí vem uma série de outros transtornos, eu me enrolo toda na hora de falar com a entidade. Fico tentando explicar os detalhes para não parecer tão culpada e me vejo sempre justificando , com medo de dizer " preciso disso e daquilo".Dá vergonha e medo de levar pito da entidade.E olha que eu sou uma pessoa de raciocínio rápido e de facilidade para me expressar ( orixá Oxossi e signo de gêmeos...), mas não sei o que acontece, na hora não rola.Deve ser por isso que nunca dá certo né?! Me diga, meu pai: o que dizer quando estiver diante da entidade, como dizer?

    ResponderExcluir
  131. Oi Pai Beco. Bom dia!
    Pode deixar que não misturarei as coisas. Mas valeu a sua dica. Tudo é sempre bem vindo!
    Acredito que o médium sem estudo é um médium sem reformulação. E na minha caminhada foi fundamental os estudos para a dismistificação(e) de muitas coisas.
    Mas isso não é para agora, é para frente. Até mesmo um meio de nos reunir e estudarmos a Umbada. Mas na questão da espiritualidade, energia, sintonia vibratória não terei como fugir mesmo. Terei que voltar lá atrás.
    Mas como hoje o foco maior é nossa gira e a harmonia dela, precisaremos estudar e treinar outras coisas.
    Mas foi bem vinda Pai Beco sua preocupação. Pode deixar que deixarei cada coisa em seu lugar no que for necessário.
    Abços e axé.

    ResponderExcluir
  132. Grande Pai Beco !!

    Essa parte de " entregar aos espiritos , a condução das coisas " é real...

    Pai Beco...me permita...a parte de fluidos por exemplo no livro de Kardec é importante...vale a olhada...


    Saravá !!!!

    ResponderExcluir
  133. Pai Fernando, na última segunda feira a gira foi MARAVILHOSA, tive a oportunidade de trabalhar com o Caboclo de Oxossi, q para minha alegria adora bater papo tanto qto eu... hehe... E para meu encanto é extremamente mais certeiro e preciso no que fala. E ele conversando com uma menina da corrente falou uma coisa que fiz questão de tentar memorizar pq achei tão linda... e gostaria de compartilhar aqui no blog, posso? Ele falou +/- assim:
    "Filha, no seu caminho aparecem muitos brilhantes. Recolha todos, mas não os guarde, não esconda. Coloque em lugares que todos vejam, para que o brilho banhe a todos e dessa forma ilumine o caminho e a vida daqueles que precisam"

    Beijinhos, Dê

    ResponderExcluir
  134. Bom dia Pai Fernando.
    Sou da gira de terça , me chamo Junior e um tema me chamou a atenção, na verdade duas notícias que foram veiculadas recentemente em sites de grande circulação. O primeiro do dia 16/08 (http://www1.folha.uol.com.br/folha/cotidiano/ult95u610424.shtml) sobre a suspensão do uso do fumo durante as giras em um terreiro do RJ. E a segunda notícia a aprovação da lei anti-fumo em Curitiba pelo prefeito Beto Richa (http://noticias.uol.com.br/cotidiano/2009/08/19/ult5772u5002.jhtm).
    Eu não sou fumante e a mim o fumo não incomoda, mas mesmo com este pensamento fico sempre me perguntando o quanto este item é importante para a gira/entidades e ao mesmo tempo tão maléfico para a saúde não só minha como de muitos médiuns e consulentes que não fumam e também os que fumam.
    A abolição do mesmo da primeira parte das nossas giras já foi um grande, maravilhoso avanço para melhorarmos ainda mais o ambiente e fazer menos mal as pessoas que não são fumantes mas que visitam nosso terreiro.
    Nossa gira é dividida em 2 partes de aproximadamente 2 horas cada é já dá a oportunidade ao médium fumante que sacie sua necessidade de nicotina no intervalo, e tenho certeza que as nossas maravilhosas entidades de luz saberiam substituir o elemento fumaça por outro elemento da natureza menos nocivo a saúde.
    Após a promulgação da nova lei aqui para Curitiba que igual a do Rio permite o fumo nos cultos religiosos onde o mesmo faz parte do ritual ainda assim pergunto, será que evoluiremos até este ponto de abolir o cigarro de nossas giras?

    ResponderExcluir
  135. Aline, com certeza todos que leem esse blog serão solidarios e farão preces vibratórias para ela. Na véspera da cirurgia poste o nome completo, idade e local que vai acontecer a cirurgia. FMG

    ResponderExcluir
  136. Ronald, na minha opinião a pessoa que procura trabalhos desse tipo deve mais é pagar para deixar de ser burra. FMG

    ResponderExcluir
  137. Miriam, conte para a entidade o que está acontecendo e peça que vc quer paz e viver em harmonia e se ele pode fazer alguma coisa. Vc vai ver como tudo dará certo. FMG

    ResponderExcluir
  138. Denise, bem bonita a mensagem. Uma piadinha: se a entidade fala muito viu como é verdadeira a lei que semelhante atrai semelhante? Brindeirinha para descontrair. FMG

    ResponderExcluir
  139. Boa noite a todos, Olá Pai Fernando.
    Aline, lamento o sucedido com sua irmã. Desejo que a cirurgia seja um sucesso. Fé e esperança. Grande beijo minha querida amiga.
    Ana, de Portugal.

    ResponderExcluir
  140. (Afranio)

    Pai Fernando pode por o nome do filho do meu colega na vibração?

    abraço

    ResponderExcluir
  141. rsrsrsr.
    Gostei da "brincadeirinha" para a Denise...Mas´isso é serio mesmo!
    Mas então me diga pai Fernando...Se os semelhantes se atraem, como no caso das entidades e seus médiuns. O que o senhor me diz a respeito de minhas entidades??? Percebo que elas são sérias sabe. Só querem saber de trabalho, trabalho...E nem se dão o prazer de uma prosa descontraida...Coisa que percebo que nos médiuns daí, as entidades sorriem, conversam alegremente. Até contam piadas!
    Será que é porque aprendí assim? Que o trabalho delas é sempre trabalho e trabalho...aff...E trabalho?
    Salvo o Pedrinho da praia que é uma figura bagunceira...Mas nem pense em oferecer um pirulito pra ele ( fora da data 27/09) porque ele não aceita e fala que é dia de trabalho. Ou seja só podem comer no dia da criança mesmo!
    E a moça, que é um pouco mais descontarída...Mas só um pouco.
    Será que tem haver com isso pai Fernando? Com o excesso de seriedade que aprendi? E tbém com a minha rigidez?
    Pode me ajudar????
    *Até em dia de uma determinada festa de entidade, se não tiver consulente ou trabalho eles vão embora...:(
    Axé.

    Aline minha amiga...Vamos orar! Vamos pedir...Tudo vai se resolver...Esperamos que sim!!!
    Bjs e saudades!

    ResponderExcluir
  142. Pai Fernando o Sr está sabendo se os terreiros serão excluidos da lei contra os tabacos.
    Não só a de Curitiba que foi aprovada, mas também a que está tramitando na assembleia legislativa.

    Grato
    Luiz Roberto

    ResponderExcluir
  143. Olá,
    após refletir num dos assuntos mais falados no blog (amarrações, etc), acredito ter encontrado uma opinião que se enquadre na filosofia de vida umbandista, a qual concordo com Pai Béco, aprende-se praticando!
    Usemos o ditado popular: "há males que vem para o bem", isso resume a mania dos homens em afirmar que a força divina divide-se em "bom e mau".
    Certamente que nós, com imunidade baixa, ficamos passíveis de errar com extrema facilidade, tal erro, tal preço.
    Não consigo imaginar de outra forma. É como numa imagem de Exu: chifres, rabo, tridente e etc. Isso foi imposto por uma vontade humana, parecer algo maligno, ou, "não faça isso se não o bicho vem te pegar", de fato impõe respeito. Foi um meio de controlar a situação. Num tempo em que a mediunidade esclarece a presença de seres num plano paralelo se comunicando com os homens, não podemos continuar com esse pensamento primitivo.
    O que pode sim, e concordo com muitas das opiniões do blog, que devemos aproveitar e com detalhes, os nossos fracassos. Perdoai as nossas dívidas assim com nós perdoamos os nossos devedores.
    "E vamo embora...!" (será que aprendi...?)
    Axé!

    ResponderExcluir
  144. Luiz Roberto, os terreiros estão sendo respeitados pela lei. FMG

    ResponderExcluir
  145. Junior, encerrei com teu comentário essa seção n. 14 abri com o mesmo tema n. 15. FMG

    ResponderExcluir
  146. Pai Béco de Oxossí20 de agosto de 2009 01:18

    Mauro e Luna meus queridos irmãos de fé!
    Confesso que eu também dou as minhas escapadinhas e caio numa leitura. Nada errado. Sòmente aproveitei a oportunidade, para dar um testemunho do que já aprendi, e é muito pouco diante da grandiosidade da nossa Umbanda, pois notei uma preocupação da Luna, e de alguns mais, em seguir a doutrina. Não que não tenha a sua importância, mas ela nos engessa um pouco.
    Mauro, vou seguir o teu conselho e dar uma olhada no que diz Kardec. Mas só uma olhadinha. Ok?
    Um grande axé para vocês. Pai Béco de Oxossí.

    ResponderExcluir
  147. Pai Béco de Oxossí20 de agosto de 2009 01:49

    Mucuiú Pai Fernando!
    Acho que estou postando muito. Mas, aposto que você é oposto a isto. Desculpe o trocadilho!
    Volto aqui para contar para a Miriam, que ouvi uma entidade dizer para uma consulente que também tinha pudores em pedir para sí. Disse ela o seguinte: Minha filha, peça sempre, pois assim voce está determinando a sua vontade, o seu arbítrio que é da maior importância para que eu possa te ajudar. Axé! Pai Béco de Oxossí

    ResponderExcluir
  148. Agô vô Fernando...

    Pai de umbanda (22/08/2009)

    Pai quando fala é preciso e certeiro, quando se cala sabe o por quê, nós filhos atarantados precisamos saber entender.
    Questionamos o por quê do porque, ele sabe que tem filho que aprende assim, corremos ou ficamos parados? Pai, você sabe mostrar pra mim?
    Perguntas desengonçadas, confidências e desconfianças, pai, por onde eu vou? Por que tanta insegurança?
    Cheguei toda suja de sangue seu Tucuruvu veio pra me lavar, fiquei morta de medo, mas você pai, soube me acompanhar.
    Já sei como me cuidar a mãe soube me ensinar, mas às vezes tenho dúvidas e fico pensando: Pai é difícil me levar?
    Assim nós filhos de umbanda crescemos e nos desenvolvemos com a ajuda do nosso pai, a evolução é iminente, né?
    Obrigada por conduzir-me, pai.

    Um carinho ao meu pai Jussaro e minha mãe Tânia

    Sandra Estrella, sua filha de UMBANDA, com muito orgulho.

    ResponderExcluir