Assine aqui para receber atualizações deste blog

quarta-feira, 19 de agosto de 2009

TEMA LIVRE -15-

Está aberto o Tema Livre -15- Chamo a atenção entretanto para o assunto aberto em outra postagem no "Fumar ou não fumar - o Tema está na Rinha" para comentários sobre a decisão do Pai de Santo Carlos Bubby. FMG

164 comentários:

  1. Parabéns Pai Fernando!
    Parabéns a todos nós blogueiros que estamos aqui juntos nesse aprendizado mútuo.
    Saravá a essa grande iniciativa.
    Falar nisso, Pai Fernando já tem quanto tempo o blog ?
    Axé.

    ResponderExcluir
  2. Fumar ou nao fumar?
    Uma boa questao...
    Fumar antes da gira, ou no internvalo pode atrapalhar o desenvolvimento do trabalho?

    Para fumantes viciados... Não fumar antes de 24 horas pode ajudar?

    Todos sabemos os males do tabaco. Mas espiritualmente falando?

    Obrigado. Axe a todos.

    ResponderExcluir
  3. Luna, a primeira postagem foi no mes de Fevereiro deste ano. FMG

    ResponderExcluir
  4. Jeferson, respondendo na ordem:

    1- Tem uma frase chavão é complicada que dizem os entendidos: custo - beneficio. Claro que seria muito melhor não fumar antes da gira ou no intervalo. Mas fumante é viciado e sofre muito com isso. Acho que se eles não fumarem seus nervos estarão à flor da pele. Então, no custo e beneficio entendo que será melhor fumar, mas não entendam isso como concordancia minha, que não é.

    3- Considero a 2a. pergunta respondida na 1a. Espiritualmente suja a aura do médium, mas pior que o espiritual é o fisico. O cigarro mata.
    FMG

    ResponderExcluir
  5. Pai Fernando, uma pergunta que não sei se já foi feita aqui, navegando na internet acabei em um forum onde a discução em pauta era sobre o encaixe de espiritos como: piratas, mongois e vikings, nas linhas de Umbanda.
    Na sua opinião em que linha ou linhas de Umbanda eles se encaixariam?
    Axé
    Jackson

    ResponderExcluir
  6. Jackson, a bem da verdade eu não saberia explicar. Prefiro aguardar as postagens. FMG

    ResponderExcluir
  7. Pai Fernando, lendo sua resposta ao Jeferson sobre o vício, vejo que o senhor tem uma tolerância sóbria e sábia quanto ao vício e eu sou meio implicante.Sabe qual é minha bronca com vício? É a idéia de algo, uma substância, um comportamento ( o jogo por exemplo) mandar em mim.É eu perder minha vontade própria e me submeter a uma substância.Acho que é mais ou menos como permitir que a vontade de outra pessoa controle meus atos. Acho isso terrível! Acho chocantes imagens que já vi na TV ( nunca vi pessoalmente) de pessoas em crise de abstinência.Deve ser a pior coisa do mundo.Mas tem também a coisa da pessoa ter medo de se livrar do vício e viver de cara limpa, que é bem mais difícil na minha opinião, mas que vale mais a pena.Pôxa vida, existem tantos tratamentos!De jeito nenhum sou uma pessoa sem compaixão, mas reconheço que sou meio ranzinza com vício.Por isso corri a esse blog para discutir a tal experiência com o chá. Foi o medo do vício e a confiança na sua sabedoria como mediador dos assuntos aqui tratados.
    Tô com a Luna: esse blog é uma maravilha!

    ResponderExcluir
  8. Ah! Pai Beco, muito obrigada pelo toque no tema livre 14!Vou exercitar.

    ResponderExcluir
  9. Pai Fernando, boa tarde. Sua benção!

    Com relação a pergunta de Jackson essa questão acredito eu que tenha haver mais com os espíritos vindo para a terra antes dos capelinos(livro exilados de Capela)Ou seja antes de começar a encarnação mais avançada e um pouco mais evoluída.Mesmo porque até agora tivemos 5 gerações de raças.
    Os mongois tem haver com a terceira raça Humana.
    Vindos da ásia e esses homens tinham a pele amarelada.
    Que nada impede que esses e outros espíritos possam se unir a nossa religião. Tendo em vista outros que vieram e formaram as linhas neutras.
    Mas é de se pensar...
    Axé.

    Ah! Pra quem quiser estudar...

    LIVRO EXILADOS DE CAPELA:http://www.scribd.com/doc/511673/os-exilados-da-capela

    ResponderExcluir
  10. Credo ,hoje eu tô verborrágica!...Mas é que um assunto puxa o outro e aí...
    Pai Fernando, na minha postagem anterior ( sobre vício ) eu banquei a bacana que não quer ser mandada por nada, mas... por todas as experiências que já tive e coisas que li, concluí que MINHA MENTE MANDA EM MIM e me disseram que isso é ruim. É coisa de ego grande etc e tal.Já me disseram que eu preciso domar minha mente hiperativa, porque ela me engana.O senhor conhece algum recurso pra se fazer isso? As vezes acho que vou morrer assim.

    ResponderExcluir
  11. rsrsrsrs... Pai Fernando, adorei a brincadeira!! O Sr., como sempre, super certeiro... Eu tb adoro um bom papo msm, hehehe... :o)))

    Aline, estamos aqui de casa rezando por sua irmãzinha, desejamos que fique td bem!!! Conte conosco, tá?

    Eu dei uma puxadinha no papo sobre amarração e essas coisas, pq sou extremamente curiosa e cada dia mais ouço q fizeram trabalho para isso e aquilo e eu confesso que achava q essas coisas já estavam em desuso, hehe... Mas nada como perguntar p/ quem sabe p/ gente aprender, né? Obrigadinha DEMAIS!!! :o)))

    Beijinhos carinhosos, Dê

    ResponderExcluir
  12. jackson, aqui vai um paplpite rapido: Piratas e Vikings sao guerreiros que no mar construiram sua história. Assim como os marinheiros. O momento histórico e a cultura de cada povo determina as especificidades de cada um. Os Mongois, em leituras mais generalizadas, sao guerreiros montados em cavalos e fortemente armados. Com a mesma licença historica e cultural, talvez exista alguma semelhança com os nossos cangaceiros.
    abracos
    Sidney

    ResponderExcluir
  13. Pai Fernando, Mucuiu.

    Peço sua licença, mas hoje vou escrever para a Aline.

    Aline, primeiramente quero dizer que sinto imensamente pelo ocorrido por sua irmã. Eu sei exatamente como é receber uma notícia dessas na família, pois tenho um irmão mais novo, que aos 21 anos foi diagnosticado com um câncer nos ossos, na base da coluna. Certa vez eu estava camboneando o Sr. Meia Noite e falando sobre isso, quando ele disse "Filha, olhe para trás (eu estava no banco do consulente): você é filha desta casa, você trabalha por esta casa e a casa toda trabalha por você também".
    Aline, tenha a certeza que há uma razão para tudo isto estar acontecendo na sua família, assim como na minha, e que não cabe a nós compreender, e sim aceitar; e acima de tudo, saiba que "a casa toda trabalha por você(s)"...

    Desejo muita força para sua família nesta hora, muita fé e muita luz! Se precisar de qualquer coisa, por favor, me escreva.

    Um grande abraço, Maureen.

    ResponderExcluir
  14. (Afranio)

    Querido e amado Pai Fernando, Mucuiú!

    eciste alguma relação entre a linha do Oriente com a linha Cigana?

    Saravá!

    ResponderExcluir
  15. Mucuiú Pai Fernando, saravá Jackson!

    Até hoje ainda não vi estes povos em específico se manifestarem como uma falange, mas gostei do palpite do Sidney... Já ouvi um marinheiro falando que era pirata quando encarnado, então me parece simples:

    Guerreiros = Ogum

    Navegantes = Marinheiros

    Axé / Ronald

    ResponderExcluir
  16. Mucuiú Pai Fernando, saravá Afranio,

    Acredito que há influência dos Orientais no Povo Cigano, afinal segundo estudos o povo Rhom e Sintos tem origem israelita, viveram no Egito e na Índia antes de chegar a Europa.

    Como se tratam de linhas neutras, tanto Ciganos quanto Orientais, devem trabalhar (Girar) em harmonia.

    Se estou errado, por favor, me corrijam.

    Axé / Ronald

    ResponderExcluir
  17. Salve Pai Fernando, uma amiga minha esta lendo o blog, esta com vergonha de postar, eu já expliquei mas gostaria que o Sr desse uma explicação a ela sobre a importancia dos amalás , para que servem e qual a influencia que exerce ao medium que o faz.

    Saravá !!!

    ResponderExcluir
  18. Pai Béco de Oxóssi21 de agosto de 2009 02:16

    Mucuiú, Pai Fernando! Olha eu de novo aquí!
    Quero agradecer ao pai Ronald as filmagens da gira do Rj. Muito Lagal! Mas aproveito para contar que o marinheiro Capitão que trabalha comigo, disse que está na Umbanda para resgates com os pretos-velhos, pois comandava também, um dos navios que trouxe escravos para o Brasil. Achei isto muito bacana. Disse mais; Marinheiro
    tem versatilidade, porquê quando encarnado,por necessidade para sua sobrevivência, pois passava muito tempo no mar, teve que aprender muitas ciências. Medicina, engenharia, astrologia etc. Eu nunca havia pensado nisso. Legal! Grande abraço e axé para vcs. daí do Rj. Pai Béco de Oxóssi(toda vêz o acento sai errado ).
    Ps. Mauro, você já tem marinheiro!!!

    ResponderExcluir
  19. Pai Beco de Oxossi, tuas postagens estão otimas e não se esqueça que no mes 10.000 estão tendo conhecimento de tuas opiniões como um dirigente e lider na Umbanda. Lamento, mas lamento mesmo, que os outros pais e mães de santo, não só do nosso terreiro, mas como de todo o Brasil, estão lendo o blog e nada dizem ou falam, perdendo todos eles uma oportunidade muito boa de trazer a nossa religião para uma integração maior. FMG

    ResponderExcluir
  20. Mauro, diga para sua amiga que mão tem essa de vergonha. Será muito bom que mais uma pessoa venha postar no blog seja qualquer pergunta. O amalá é a construção de um campo de força com o objetivo de fornecer ao espirito um elemento para trabalhar naquilo que a pessoa que está oferecendo o amalá está pedindo. Enquanto a pessoa está pondo o amalá, com frutas, comidas e bebidas compativeis com a vibração cósmica do orixá, ele (a pessoa) está ponto sua energia, a vib~ração cósmica está sendo imantada nesses elementos e o espirito a quem se ofereceu o amalá ou também põe sua energia, criando-se o campo de força. Existe um erro grande quando as pessoas dizem que estão dando de comer ao espirito. Espirito não come e nem bebe. Em nosso site www.paimaneco.org.br tem farto material sobre os amalás. Aguardo uma postagem tua. FMG

    ResponderExcluir
  21. Pai Fernando Bom dia! Mucuiú!
    Boa dia a todos!
    Olá Pai Beco, sua benção!
    Pai Beco estou achando ótimo as suas postagens. Quem dera que todos os pais de santo do TPM, postassem...Seria de mais aprendizado.
    Axé e um ótimo fim de semana para todos nós.

    ResponderExcluir
  22. Pai Fernando o senhor não respondeu minha pergunta. A última do tema 14.
    Pode responder ela? Ou o senhor preferi que eu post aqui?
    Bom dia.

    ResponderExcluir
  23. Oi Pai Fernando, oi Luna, tão engraçado como as coisas são, não!?
    Eu ainda não conhecia esse livro, mas essa semana recebi um email da minha mãe que falava sobre ele e agora lendo as postagens do blog que falam sobre os exilados da capela, me deu vontade de ler!
    Obrigada Luna por postar o link para nós!

    Outra coisa, não sei em que lugar está mas o Pai Beco postou algo que diz que a Umbanda se aprende na prática e sempre ouvi isso do próprio Pai Fernando (por favor, me corrija se eu estiver errada!), concordo sim, mas em parte.
    Ainda que, do pouco que sei, tenha aprendido ao longo dos anos no TPM com os bate-papos com o Pai Fernando, com os cursos da Mãe Jô, com as próprias entidades, muita coisa não sei (nossa e como tantas as coisas que desconheço) e sinto a necessidade de aprender mais até mesmo porque se somos médius creio ser importante o conhecimento adquirido a fim de auxiliar no trabalho mediúnico (leia-se consulta) assim como os espíritos nos auxiliam.

    Pai Fernando agora surgiu uma pergunta: os espíritos nos ajudam e nós ajudamos a eles tb, certo? Se temos conhecimento sobre determinando assunto, isso ajuda nas consultas, certo? Ou não tem nada a ver?
    O que podemos fazer para melhorar a sintonia com as entidades nos dias de trabalho (além , claro, dos banhos, vela do anjo da guarda, não ingestão de carne, nmanter-se em harmonia)?
    De que forma posso ser mais útil aos espíritos?
    Obrigada!
    beijos grandes
    Fabiana

    ResponderExcluir
  24. Luna, desculpe-me. Vai a resposta: claro que eu estou fazendo brincadeirinha para pegar no pé da Denise. Quem trabalha com varias entidades, todas eles têm um pouco do médium em suas copmunicações. Se vc é de querer trabalho, isso, somado com a seriedade do espirito, acaba se transformando em uma exigencia incontrolavel. Comigo acontece a mesma coisa, principalmente com o Caboclo Akuna, que se não tiver trabalho prefere não incorporar e quando faz isso dispensa qualquer elemento de trabalho. É assim mesmo e meus parabéns, porque para fazer graça o melhor é não ir no terreiro. FMG

    ResponderExcluir
  25. Fabiana, o Pai Beco disse de uma forma figurada.As aulas da Mãe Jô, as palestras que temoos no terreiros, a leitura dos livros, seja a filosofia que for, tudo isso cria uma cultura muito boa para evoluirmos como médiuns. A grande dificuldade dos médius na leitura e não saberem separar as filosofias. Quando um livro ensina de forma diferente a filosofia pregada pela Casa do médium, imediatamente ela já acha que seu pai (ou mãe) de santo estão errados. Não é porque está escrito que seja verdade. Eu posso escrever vários livros e isso não me transformará em professor da matéria. Ajude suas entidades sendo-lhes, como vc já faz, obediente e cheia de fé. FMG

    ResponderExcluir
  26. Pai Fernando, minha amiga envergonhada gostou da resposta , qdo ela criar coragem e vencer a timidez ela posta, porque ela tem muuuuuitas duvidas.

    Ela é muito gente fina.

    Saravá e mto obrigado !!!

    ResponderExcluir
  27. Muciu padrinho.
    Mucuiu Pai beco.
    pouxa,, amei a otica de conhecimento adquirido pelos marinheiros via nescessidade e perrengue em alto mar. NUNCA NEM DE LONGE, PASSOU ISSO PELA MINHA CABEÇA.
    tenho comigo que o trabalho com a entidade melhora de acordo com a atençáo que damos para ela. mesmo na incorporaçáo, quando abrimos nosso coraçáo para o espirito, sentimos melhor sua natureza, e afinamos nossos laços com eles. com certeza prestarei mais atençáo no meu trabalho com o marujo 7 ondas.
    valew pela luz a respeito pai beco.
    grande abraço a todos.

    axé.

    kiko.

    ResponderExcluir
  28. Pai Fernando,

    Estavamos (eu e Edgar) conversando com o Caco no sabado e acabamos, não sei como, chegando ao assunto "Pai de Cabeça". No meio da conversa surgiu uma duvida...por que os flhos cujo Pai de Cabeça é um Caboclo de Ogum, tem mais dificuldade em identifica-lo? Na verdade chegamos a conclusão de que os Caboclos de Ogum, independente de serem Pais de Cabeça ou não, demoram mais para se identificar. Fiz essa pergunta a um Caboclo de Ogum, o Caboclo da Manhã, que me deu uma resposta ótima, mas gostaria de saber tb a sua opinião a respeito.

    beijos
    Mariana

    ResponderExcluir
  29. Paulo, como diria o filosofo Reinaldo Godinho, manda ver...FMG

    ResponderExcluir
  30. Mariana, nunca tinha pensado nisso. É verdade. Não sei explicar, por isso acho bom vc postar o que o Cab. da Manhã falou. FMG

    ResponderExcluir
  31. Pai Fernando,
    Eu li o seu comentário sobre o fato de que vários Pais de santo visitam o Blog, mas não comentam os temas em questão. Concordo que o blog é uma oportunidade interessante para uma integração maior da nossa Umbanda, como o Sr. mesmo disse. Portanto, eu tentarei comentar sempre que puder. Eu não sou dirigente de nenhuma casa, porém faço parte do grupo de médiuns da humilde Casa de caridade Vovó Maria conga D'angola no Rio de Janeiro. Infelizmente, eu não participo mais das giras com a frequencia do passado (tres anos atrás), porque eu moro em Recife atualmente. No entanto, a umbanda continua fazendo parte da minha vida. Espero contribuir e principalmente aprender com os temas abordados no blog.
    Um grande abraço

    ResponderExcluir
  32. Alan, seja bem-vindo ao nosso blog e nele vc pode inserir o que achar conveniente para o aprendizado de todos nós. FMG

    ResponderExcluir
  33. Gostei do comentário do Pai Ronald, sobre o uso de charuto e bebida... é bem o que eu estava pensando, estava tentando bolar um comentário sobre como, se formos retirando um a um os elementos da Umbanda, e depois os rituais, corremos o risco de virar Kardecismo... nada contra o kardecismo, mas somos Umbandistas, somos da Umbanda, essa religião linda cheia de elementos, ritos, rituais, música, som, movimento, dança... e fumaça! ;o)

    Aí lembrei desta passagem:

    "Nesse mesmo dia incorporou um preto velho chamado Pai Antônio, aquele que, com fala mansa, foi confundido como loucura de seu aparelho e com palavras de muita sabedoria e humildade e com timidez aparente, recusava-se a sentar-se junto com os presentes à mesa dizendo as seguintes palavras: "- Nêgo num senta não meu sinhô, nêgo fica aqui mesmo. Isso é coisa de sinhô branco e nêgo deve arrespeitá". Após insistência dos presentes fala:"- Num carece preocupá não. Nêgo fica no toco que é lugá di nêgo". Assim, continuou dizendo outras palavras representando a sua humildade.

    Uma pessoa na reunião pergunta se ele sentia falta de alguma coisa que tinha deixado na terra e ele responde:

    "- Minha caximba, nêgo qué o pito que deixou no toco. Manda mureque buscá".

    Tal afirmativa deixou os presentes perplexos, os quais estavam presenciando a solicitação do primeiro elemento de trabalho para esta religião".

    Saravá e viva a Umbanda!

    ResponderExcluir
  34. Oi...De nada Fabiana. Acredito que de alguma forma estamos interligados. Mesmo pelo Blog.
    Agora vai uma experiência recente e uma pergunta pai.
    Bom, estava organizando as apostilas, cadernos e o material para nosso encontro com os médiuns da corrente. Então eu cá no meu quarto me ví trabalhando no terreiro com uma espécie te guia na mão esquerda. Sendo que era uma guia grande com um crucifixo. Pois bem, isso já tem uns cinco dias.
    Hoje pela manhã João de Oxalá me chamou pelo MSN(Computador) Conversa vai conversa vêm, porque Umbandista tem papo a dar com pau! rsrs
    Então ele me perguntou sobre o cruzamento. Bom falei que estava aguardando a resposta do senhor. E ele me falou que estava fazendo um Rosário, mas eu como não sabia o que era ( que vergonha!) perguntei...E ele me falou o que era. Então era exatamente o que havia visto, ou sentido por intuição...Entendeu?
    Então pai Fernando terá algúm problema de usar nos trabalhos ?
    Axé

    ResponderExcluir
  35. Pai Fernando, na segunda feira, Mãe Lucília pediu que novas entidades encontrassem a Umbanda e pelo papo no final da gira, ela foi atendida. :o)
    Eu fiquei intrigada, pq uma moça veio conversar com ele, perguntou o nome dele e pela segunda vez ele disse que não iria falar ainda, ela comentou sobre ele ser meu pai de cabeça e ele não negou, então deve ser. Mas qdo ele estava falando antes, com outra menina, ele contou histórias da 'tribo', falou sobre curas. Teve várias coisas q me marcaram muito nessa conversa, mas uma em especial, que ele disse que ele trabalha tb no sentido de inspirar os cientistas a encontrarem as curas de doenças... até vi a galera no laboratório lá, hehehe. E uma coisa q percebi desde a gira de desenvolvimento é a preocupuação que ele tem com a saúde, inclusive a minha, tanto que uma das coisas q ele mais reclama é que eu não bebo água e que o coité de barro 'gigante' q ele fez é pq dessa forma ele podia cuidar dos outros e tb da minha saúde... Muito fofo, né??? hehehehe...
    No final da gira, falei com Mãe Lucília, que a impressão que eu tinha é q o terreiro é muito 'novo' p/ ele. Tenho um joguinho de PC que os personagens tem uma interação chamada "Contemplar Arredores". E qdo ele estava quieto, sem conversar, é essa a sensação que eu tive... que ele estava 'contemplando os arredores'.

    Mas se ele ñ era caboclo da Umbanda, tá chegando 'no pedaço' agora... ele pode ser meu pai de cabeça?????? :o)))
    Nas giras de Caoblo, eu posso levar o coité de barro que ele fez?

    Beijinhos carinhosos, Dê

    ResponderExcluir
  36. Luna, sugira ao João de Oxalá que vá devagar que esse assunto de rosarios,rezas sei o lá o que tem que passar pelo meu consentimento uma vez que sou eu que vou preparar vc. E eu não quero rosário que por mais todos insistam é coisa do catolicismo e eu sou umbandista. Sempre soube que rosario serve para louvar e contar orações católicas. Prefiro arruda e guiné. FMG

    ResponderExcluir
  37. Denise, vou pedir à Mãe Lucilia que responda para vc. FMG

    ResponderExcluir
  38. Ta bom...Ta bommmm.
    Vou ver com ele.
    Mas a intuição bateu com o que ele apresentou...Pra mim era uma guia normal...:(
    Axé.

    ResponderExcluir
  39. Pai Fernando,

    A primeira resposta que ele deu, para mim, foi a melhor!

    " Filha...pq Ogum é Ogum!" rs

    Depois ele explicou que um guerreiro não precisa saber o nome de todos que fazem parte da sua tropa, para Ogum interessa se a guerra foi vencida e não quem venceu, por isso para eles o nome é o menos importante, tanto que ele utilizou o nome Ogum Matinata por muitos anos.

    ResponderExcluir
  40. Mariana, adoto a resposta como perfeita e certa. FMG

    ResponderExcluir
  41. (Afranio)

    Pai Fernando, existe alguma relação entre as linha do Oriente e a linha Cigana?

    Abraço

    ResponderExcluir
  42. Curioso o questionamento da Mariana e obviamente como filho de Ogum refleti...
    Comentei várias vezes com Pai Fernando sobre esse caboclo de Ogum que se manisfestava em meu aoarelho, que dançava e girava qdo vinha, e nao fazia nada.

    Em nossa gira do TPM-RJ o caboclo nao só veio, como riscou ponto e deu nome ( Caboclo 7 espadas ).
    Talvez faça mais de 1 ano que eu mnediunizo esse caboclo e nenhum avanço acontecia.

    Arrisco em dizer que talvez os caboclos de Ogum sejam diferentes porque aguardam o momento adequado em que a coroa e o espirito do médium estejam prontos.

    A energia deve atingir algum momento vibratorio específico. Afinal guerreiros são guerreiros e sua horda sempre vem rebuscada de muita força e vitalidade espiritual.

    Saravá !!!

    ResponderExcluir
  43. Agradeço antecipadamente a resposta da Mãe Lucília. :o)))

    rsrsrs... Tava lendo as respostas para Luna.... Brincadeirinha deliciosa, rsrsrsrs... :o))))

    Bem, eu não tenho experiência, não tem muito tempo eu estava perguntando ao Pai Fernando o que era vibração, eu achava que iria demorar anos e mais anos até incorporar e não tinha pressa para acontecer... adoro ver, aprender, observar.... Mas desde antes de entrar para a gira, nos meus papos 'solitários' que tenho frequentemente, eu só pedia q qdo fosse 'meu momento' q as entidades não ficassem subindo e descendo, que demorassem anos a incorporar... mas q qdo chegassem fosse p/ ficar, trabalhar e ir embora apenas no momento determinado. Na primeira vez que senti o Caboclo de Ogum eu enchi tanto a paciência dele, pq eu ficava assim "Desce no ponto de descida e sobe no ponto de subida. Não pode ir antes, não pode.. Pai Fernando não autoriza" rsrsrs... E ele girava, girava, girava... tenho certeza absoluta q o objetivo era me manter quietinha, hehehehe.... Mas, p/ minha felicidade, às vezes é difícil 'vir'... mas depois que chegam, tb se concentram no trabalho.
    O Caboclo de Ogum não é de papo, falei diversas vezes com a Mãe Lucília, não sinto ele bravo ou como já ouvi que Ogum vem no terreiro para guerrear, não sinto ele assim. Sinto ele sério, muito mais que eu, talvez ele ser tão diferente de mim q me dá segurança em saber q ele tá ali, hehe.
    No caso de Oxossi, foram apenas duas vezes, na primeira no desenvolvimento com o barro e na última segunda feira e nos dois dias a orientação era conversar... e eu adorei, claro!!! hehe...
    Mas as outras entidades que já tive a felicidade de trabalharem comigo, sempre foram muito objetivas em chegar, ir p/ o trabalho no meio... O Boiadeiro ou boiadeira não sei, que Mãe Lucília ajudou a vir, minha primeira vez, eu mal sabia como ele ia se portar... e ela falou "É para dar vibração no meio" e ele/a ficou ali, concentradíssimo... Só uma hora q pedi pela minha mãezinha, mas daí não deixaram ele ir até ela... hehe...

    Pai Fenando acho que o normal das entidades é chegarem no terreiro p/ trabalhar, né?

    Beijinhos, Dê

    ResponderExcluir
  44. Denise, como vc é aquela do semelhante atrai o semelhante, então diga-me porque vc vai no terreiro que a entidade deve ter a mesma razão. FMG

    ResponderExcluir
  45. Eita, rsrsrsrs.... no dia da gira que escolhi para participar, eu vou ao terreiro para trabalhar, servir as entidades e aprender tudo que puder. :o)

    Depois volto em outro dia, na assitência, para conversar, ver amigos, brincar... :o)))

    Beijinhos, Dê

    ResponderExcluir
  46. Mas... msm no dia da gira, bato um papinho, pq ngm é de ferro, né??? rsrsrssrsrsrsrs...

    Mais beijinhos cheios de carinhos...

    ResponderExcluir
  47. (Afranio)

    Pai Fernando eu fiz um pedido (POR CURIOSIDADE) de um livro RITUAIS UMBANDISTAS do Rubens Saraceni, o que acabei nem terminando de ler, porque achei muito cheio de complicações, tipo magia das 7 chamas, das 7 rochas, 7 mantos, otás, sei lá.. mas eu respeito demais a forma que cada autor trata a Umbanda; sendo que eu to com a filosfia do TPM e num abro nem prum trem. rs.
    Do pouco que eu li, vi uma passagem que falava que em alguns Terreiros, eu acho, que algumas entidades utilizam passarinhos para passá-los próximo ao corpo de uma pessoa adoentada, por exemplo e depois soltava o passaro prele alçar võo; segundo o autor seria uma especie de transferencia do mal do consulente para a ave que vai descarregar isso longe.
    Na visão do senhor essa técnica seria boa para descarrego e mesmo cura?

    ResponderExcluir
  48. Sarava a todos!

    Quero, imensamente emocionada, agradecer a todos pelas demonstracoes de carinho e de forca que estao nos enviando. Inclusive muito obrigada aos amigos que estao me telefonando e escrevendo e-mails.
    Por enquanto nao tenho cabeca para postar no blog e tenho me limitado a ler.
    Mas quero dizer que a fe na espiritualidade e a aceitacao das diretrizes divinas estao nos comandando neste momento, a mim e a minha familia carnal. Quero tambem enfatizar que se nao fosse tanto amor e tanta doacao de energia sendo enviadas a nos, com certeza estariamos menos fortalecidos.
    Obrigada corrente!
    Sarava!
    Aline

    ResponderExcluir
  49. E se tirarem o charuto?
    E se tirarem o cigarro?
    E se tirarem a cerveja?
    E se tirarem a cachaça?
    Ainda assim haverá Umbanda
    Esses elementos nao sao a Umbanda
    Mas, fazem parte da Umbanda
    Pois fora desse contexto nada significam
    Ou seria a Umbanda tao fragil a ponto de ficar refem de um ou dois elementos?
    Nao é!!!!
    Por isso, embora tenham importancia e significados historicos, culturais e energeticos
    tais elementos, a meu ver, podem ser substituidos ou relativizado seu uso.
    Tudo isso requer bom senso e reflexao e um aprendizado em todos.
    abracos e otimo TDS
    Sidney

    ResponderExcluir
  50. Afrânio, só para dar uma idéia como existe ligação entre as duas linhas, no ritual Abertura e Encerramento do Carlos Bubby, ele canta o ponto do poovo cigano para saudar a linha do Oriente. FMG

    ResponderExcluir
  51. Afrânio, os antigos diziam que se uma pessoa com asma dormisse com um curió e de manhã fosse aberta a gaiola e quando o curió voasse a asma iria com ele. Minha sogra tinha asma e fez isso e a asma não foi com o curió. FGMG

    ResponderExcluir
  52. Muito bom Sidney!
    Muito muito bom!!!
    Vamos aqui lembrar uma coisa...Quem era Maneco?
    Um espírito, que fazia sua caridade numa mesa linda, com toalha branca, com uma jarra de água fluidificada no centro. Talvêz com flores brancas e uma música serena ao fundo...(?)
    Ahhhhhh, e quem é pai Maneco? O preto velho da senzala, escravo, curandeiro, mandigueiro...Pai de todos!
    Hummmm, e quem é o chefe espiritual ( junto com seo Akuan) da casa Pai Maneco?...Hummmm.
    O preto que trabalha na Umbanda...Porque Umbanda é Umbanda...Porque o preto se moldou ao momento.
    Então, com isso ou aquilo eles continuarão trabalhando na Umbanda.
    E quem acha que uma entidade não evolúi está enganado. Quantas entidades começaram trabalhando, pedindo oferendas? Sacrificando animais? Barganhando? E hoje são espíritos desprendidos de qquer matéria que possa limitar sua caridade.
    Ah...E eu continuarei aqui. Não vou muito longe...Tenho uma entidade que precisou de muita doutrinação para trabalhar comigo. Acredito que foram uns 10 anos de preparo (no astral)E hoje ela faz sua caridade exemplar.
    Salve Maria Padilha do Cabaré!
    Salve todas as entidades de Umbanda que estão junto conosco nessa caminhada de evolução!
    Axé.

    ResponderExcluir
  53. Pai Fernando, o que é uma 'obsessão complexa'??? :o)

    Beijinhos, Dê

    ResponderExcluir
  54. Pai Fernando, referente a preocupação da minha amiga Luna sobre o estudo na Umbanda, a minha a opinião é a seguinte : que bom que não temos nenhum livro base para seguir a Umbanda! Isso que a faz tão rica! Devemos é procurar conhecimento para sermos facilitadores da comunicação mediunica. è por isso que hoje em dia a mediunidade é semi-consciente. Para nos obrigar a estudar-conhecer. Que "preguiçoso" da nossa parte esperar a entidade fazer tudo ne? E eles nem querem isso! Acho que temos que ler de tudo até para saber serve ou não!
    Fico triste quando me deparo com mediuns que simplesmente copia o outro, sem procurar saber a razão daquilo ex: "bato a cabeça, porque todo mundo bate !"
    Mas não procura saber o porque batemos a cabeça, o verdadeiro significado, que é saudar a terra, e tudo que dela brota, desde o alimento, a agua, a energia, a vida ...
    Não sei se fiz entender. Mas procurei até estudar a Umbanda em livros, o que achei foi experiencias muito boas, ja estudei e continuo estudando Kardec que dá fundamentos. Mas a Umbanda é Pe no chão, é livre de parametros, até por isso é tão forte aqui no Brasil, onde somos livres de preconceitos e tão misticos.
    Então devemos procurar conhecimento, enteder o usos dos elementos como ervas, velas, fumaça etc.. A cultura indigena, africana, cigana, etc.. Os chacras, as aguas, as pedras, apometria, nossa "ufa" tanta coisa. Isso pra mim é Umbanda.
    Abraço Fraterno Pai Fernando

    ResponderExcluir
  55. Denise, eu nunca ouvi falar sobre obsessão complexa. FMG

    ResponderExcluir
  56. Lisangela, realmente a Umbanda é maravilhosa pela sua diversidade. O estudo da linha do espiritismo tradicional é muito bom para conhecermos o comportamente dos espiritos no plano paralelo ao nosso mundo. Eles são o onjejtivo real da existencia da Umbanda e sua criação tão inteligente que acolhe em uma só todas as religiões existentes. Basta conhece-la e por isso o estudo é tão necessário. Fala-se no blog sobre a experiencia, mas isso também faz parte do estudo. FMG

    ResponderExcluir
  57. Oi Denise, tudo bem?
    Você pode conhecer um pouco sobre OBSESSOES COMPLEXAS, no livro Legião de Robson Pinheiro (Pag 306) e tbm através dos pretos-velhos, por serem nossos magos brancos e feiticeiros em favor da causa cristã.

    Resumidamente ele fala que estes tipos de obsessoes são mais complexas devido ao grau de influencia psiquica que os irmãos de orbes inferiores com um grau de magia negra avançadissimo utilizam para suas ações e influencias aos encarnados e desencarnados.
    É um tema muito interessante e intrigante abordado com sabedoria por um preto-velho chamado Pai João de Aruanda.
    ele nos mostra com muita astúcia o quão as forças astrais focadas nos processos de obsessão são desenvolvidas e o quão podem ser malígnas e de dificil trato nas mesas ou nos terreiros devido o grau de fascinação e mistério que estão envolvidas.

    Vale a pena!
    Do estudo, vc tira as suas proprias conclusoes sobre o trabalho dos Exus e a disciplina e sua subordinação aos caboclos e pretos-velhos.
    Dai basta confrontar com sua ideia inicial aprendida e mais a lição de um toco e dai estipular se é ou não vigente.


    Sarava Fraterno
    Fabille

    ResponderExcluir
  58. (Afranio)

    Pai Fernando,

    a capoeira tem uma forte ligação com a Umbanda ne.
    aqui tem umas rodas de capoeira e eles cantam umas musicas que na verdade sao pontos de Umbanda. eu fico todo arrepiadão rs eu amo roda de capoeira.

    ResponderExcluir
  59. Fabille, eu na verdade não gosto de diferenciar o que não pode ser diferenciado, como Umbanda Branca, Umbanda Esotérica, Umbanda e outros tantos nomes quando Umbanda é só Umbanda. Ao termo obsessor deve ser dado o mesmo degrau de importancia, venha de uma magia do mal ou mesmo uma entidade que apenas ainda não se encontrou no espaço. Muitas vezes os tais inimigos obsessores mandados pelos magos negros causam menos mal que um espirito que se aproxima só por uma afinidade. Já vi pessoas querendo se matar só porque essa idéia estava tomando conta de seu mental, transmitido sem nenhuma idéia do mal por um espirito próximo que tinha se matado. Já vi casais se separaram pela aproximação de espiritos sexuais. E assim por diante. FMG

    ResponderExcluir
  60. Afrânio, eu particularmente acho que na Umbanda a linha dos Pretos Velho vem da capoeira. FMG

    ResponderExcluir
  61. Salve Baba! Estou adorando esse tema, e acredito que quando estamos lendo e participando aqui estamos levando o maior axé, pois sempre entro cansada e logo estou ligadona aqui! (saravá eletrônico!hahaha)

    Pai Beco...agora que o senhor é um jovem aposentado, podia vir passar esse conhecimento aqui ao vivo né? Muito importante sua participação, sua tranquilidade...

    Luna!
    Esses tempos atrás achei um tercinho cor de rosa e tive a intuição de levé-lo para gira. Logo pensei, Pai Fernando não pegaria.. mas peguei respeitando minha intuição, mesmo concordando com ele. coloquei junto com minhas coisas da gira. na gira de Pretos Velhos, uma das consultas da Vó Maria da Bahia era uma amiga minha evangélica que estava indo no trabalho pela primeira vez, pois dizia que sou tão do "bem" que o que eu fazia não podia ser do mal. Durante a consulta, ela pediu o tal tercinho e deu para a moça que muito emocionada recebeu com muita fé. Ela frequenta nossa gira toda semana, é filha de oxalá! Não sei se ela ainda é evangélica, nem me interessa, minha parte eu fiz!

    Esse livro legião é realmente muito bom, mas não vamos esquecer que nada que está escrito é a pura verdade, é apenas alguém contando o que viu,ouviu, estudou, achou ou inventou. Use como base o que achar pertinete, mas não deixe de formular questionamentos para ter sua própria opinião.

    Sobre desobcessão, a criança que trabalho, Joaquina, um dia disse para a corrente que para mandar bicho feio embora basta estourar um balão!
    Ela disse que todo bicho foje porque acha que é arma que atira! (ela já deve conhecer polvora..)

    Sobre os outros Dirigentes de outros lugares postarem seria bem legal! Eu adoraria ler!

    pai Fernando, como sempre, se eu tiver falando alguma besteira, me corrija por favor!

    Beijus a todos!
    Alice

    ResponderExcluir
  62. Bom dia pai Fernando.Mucuiú!

    A respeito da pergunta da Denise...Obsessão complexa.

    Sao as que geralmente tem nos terreiros. Aquela pessoa que chega com uma magia feita. Aquelas pessoas que estão envolvidas com um campo de magnetismo inferior direto. Aonde ficam acoplados parasitas no Périspirito. Aquela obsessão que deixa de ser mental para ter uma sequela( doença física grave) no corpo. Seja ela uma doença, um cancer, larvas que tiram a energia do ser encarnando. Loucura ...essas coisas.

    Ou seja uma obsessão nas quais as entidades do terreiro estão muito acostumadas a trabalhar
    Axé.

    ResponderExcluir
  63. Mucuiú Pai Fernando!
    Lendo sobre a questão do Rosário da Luna e sua resposta, tive que vir dar um pitaco, hehehe. Sempre leio o blog, mas para participar não sou muito assídua, prefiro escrever para o Senhor por email, sei lá porque também.

    Mas enfim. Antes de entrar no TPM, já trabalhava com uma preta-velha em outra casa, e ela me pediu para trabalhar lá com um rosário - daqueles da religião católica mesmo. Então vi sua resposta para a Luna e queria postar algo a respeito.

    No Hinduísmo também há uma espécie de "rosário", chamdo lá de "japamala", que utilizamos para contar as "rezas", mantras ou palavras de poder. O japamala tem 108 contas, mais o "meru", considerado a "forma" de Deus, pela qual nunca devemos passar por cima. Já li que o rosário católico é herança de nossos colegas hindus, porém, com 54 contas e o "meru" é o próprio crucifixo.

    E daí penso comigo.. não poderia o rosário, assim como o japamala, ser um instrumento de poder? Não sei quanto aos rosários, mas as sementes ou madeiras utilizadas no japamala são consideradas sagradas, e algumas delas já se verificou cientificamente sua atuação fisiológica no ser humano (por exemplo, as rudrakshas, sementes consideradas de imenso poder, atuam na regulação da pressão sanguínea, controla diabetes, etc).

    Sabe que também encuquei com essa questão do rosário, pois a preta (ainda não sei o nome dela) pediu um rosário feito da semente da lágrima de nossa senhora, por coicidência, a mesma semente utilizada nas guias de pretos-velhos. E, claro, com um baita crucifixo.

    E agora, Pai Fernando? rsss
    O que o Sr. acha disso tudo? Pode ou não pode ser?

    Um fraterno abraço!
    Sheila

    ResponderExcluir
  64. Alice, fumar e beber é problema que pertence ao livre arbitrio das pessoas, mas incentivar é outra coisa. Vc insinuou que o cigarro não faz mal à saude e isso não cabe na discussão. A busca é o fumo na Umbanda. Como vc deu um lado positivo aos fumantes, para equilibrar vou dar um negativo. Eu tenho enfizema porque fumei 50 anos. Fui burro, não fui? FMG

    ResponderExcluir
  65. Sheilla, não sou contra as entidades usarem rosarios, terços ou crucifixos. Nas minhas guias todas portam cruzes de madeira, mas eu, Fernando, prefiro usar a pemba e o ponteiro. FMG

    ResponderExcluir
  66. Oieee. Boa tarde a todos!
    Bom sábado de frio em casa!
    Boa Pai Fernando. Sua benção!

    Mãe Alice , obrigada pelas palavras. Foi isso mesmo, veio por intuição, essa "guia" como ferramenta de trabalho.
    Mas vou ter cautela, como pai Fernando sugeriu.
    Mas eu bem quero ela simmmmmmmm...:)rsrsrs

    Pessoal, vcs viram os post de Mãe Alice, de Lisangela ,de Fabille, do Sidney??? Todos nós somos Umbandistas, trabalhamos na Umbanda e levantamos a bandeira da umbanda pés no chão.
    Mas acredito que todos estudem de alguma forma...Pelas postagens.

    Acredito que se aprende e vivência a Umbanda Trabalhando. Pra mim não tem outra forma.
    Mas que aprendemos os "porquês" disso ou daquilo e acima de tudo desmistificando, estudando.
    Antes de começar a estudar a espiritualidade eu tinha 100 defeitos quase que impossíveis de conviver comigo e com os outros, hoje eu tenho "cinquenta", mas mesmo assim sabendo quais são eles e lutando para melhorar...Porque acredito que esse seja o propósito da reencaranação.Os entudos além de vc ver as coisas de outra forma. Vc melhora como ser humano. Ai todos se beneficiam...Vc, os familiares, a sociedade a o mais importante as entidades que assim se juntam para trabalhar conosco.

    E depois de tagarelar tanto, porque nesses últimos dias estou um pouco inspirada (rs) vai minha pergunta...
    Meu pai Fernando, essa semana escutei duas pessoas Umbandistas falando assim...Me decepcionei com a Umbanda ( mas isso devido as espectativas e os conflitos pessoais que porventura essas pessoas tenham tido - Pelo resultado do livre arbítreo, ou por questões que a vida trás mesmo)Então falaram que se a Umbanda é paz e amor e isso e isso e isso...Como podemos saber o real motivo de sermos Umbandistas?
    Entendeu?
    Será que "nós" achamos que por sermos Umbandistas estamos isentos dos resgates das nossas próprias escolhas?
    Pode nos ajudar?
    Axé.

    ResponderExcluir
  67. Salve Pai Fernando!!!!
    Acho que não me fiz entender bem....rs
    COncordo com o Sr. em genero numero e grau!
    Umbanda é Umbanda!
    Também não gosto das infinitas terminologias que atribuem a Umbada, acho que só serve pra complicar o que é simples.
    Desculpe o mal entendido!

    Quanto as obsessoes, cada caso é um caso com certeza! Quando o Sr. falou que um caso pode ser mais especifico que o outro, e realmente é assim mesmo.

    Todo tipo de obsessão, não é saudável, ambos sofrem e ambos carecem de auxílio.
    Por isso Salve a nossa Umbanda que é inclusiva e que caminha sobre a bandeira de Oxalá para Salvar filhos de fé!

    Grande abraço
    Fabille

    ResponderExcluir
  68. hahaha! Foi sim e eu também sou..
    Na verdade de jeito nenhum quis ser favorável ao cigarro, o que quis dizer é que fumo na Umbanda não é vício, mas elemento.
    Beijuu

    ResponderExcluir
  69. Bom dia a todos,
    oi Denise, estou terminando o curso de apometria e nesse curso estudamos muito a respeito de todos os tipos de obsessões, e vou postar aqui no blog o que é obsessão complexa como vc perguntou. Agô vô Fernando.
    Obsessão Complexa - Podemos considerar obsessão complexa todos os casos onde há ação de magia-negra (goércia), implantação de aparelhos parasitas, campos de força magnéticos de ação contínua (provocadores de desarmonias tissulares que dão origem a processos cancerosos), inibição da criatividade das pessoas, destruição de projetos de vida, parasitismo, vampirismo, etc
    Um bjão a todos
    Sandra Estrella (Gira da terça do TPM)

    ResponderExcluir
  70. Luna,acho que ser umbandistas é amar a Natureza e seu Criador. acreditar na sobrevivencia do espirito e ser brasileiro. Cada um tem se proprio comportamento e entendimento. FMG

    ResponderExcluir
  71. Sandra Estrella, vc me desculpe, nao quero confrontar sua opinião, mas não creio que a apometria esteja ligada a obssessões. A apometria é uma alternativa a pessoas que tem doenças terapêuticas, transtornos mentais, sejam eles psicologicos ou neurologiocos, doenças de ordem genéticas ou que não apresentam alternativa de cura em tratamentos convencionais.

    Um médico, se nao me engano gaucho, chamado José Lacerda de Azevedo, que por acaso era ginecologista ou urologista, medium que trabalhava em um hospital espirita, arregimentou uns dois ou tres mediuns e resolveu criar essa alternativa , baseada nos principios do desdobramento espiritual.

    Os mediuns desdobrados, e em conjunto com o medico,( esse no fisico ) trocavam as informacões relativas as doenças e assim procuravam, na forma perispiritual, captar os problemas e curar o que a medicina convencional, nao conseguia resolver.

    É mais ou menos por aí.

    Saravá !!

    ResponderExcluir
  72. Pai Fernando eu queria saber como a gente sabe qnd uma entidade quer ir pro toco?

    na ultima gira de ciganos pela 1º vez me senti deslocada no meio...

    e se a gente sentir q alguma entidade esta querendo trabalhar...mas não sentir a msm segurança com as outras...tem q esperar todas estarem firmes...ou começa de 1 em 1, até estar com todas?
    Abraços
    Isamara

    ResponderExcluir
  73. Oi Mauro.
    Trabalhei dois anos na mesa apométrica, e realmente a técnica do Dr. lacerda visa muito o tratamento terapêutico, seja ele de ordem psico-fisica ou atral. Pois parte do principio das Leis da Apemtria de desdobramento astral para tratamento onde por vezes são de causa recorrente (passada) ou de ordem obsessiva.

    Digo por experiencia, que a parte mais interessante nos tratamento eram as lides com a doutrinação.

    A apometria me mostrou mais uma alternativa de reforma intima, pois lidávamos com um tratamento especifico nos casos obsessivos.
    A gente fica mais humano por assim dizer. É possivel vivenciar as angustias que transformam os seres e os incapcitam muitas vezes e eras de receberem auxilio convencional.
    É mais uma ferramenta de auxilio, que se bem empregada possui uma relevante ajuda com os bolsões de espiritos, vitimas de agentes magistas com grande poder mental, que transformam os espiritos mais desesperados por assim dizer e sofridos, em escravos dentre as suas artimanhas.
    Com a técnica, é possivel criar estes campos de força, incluir uma equipe de guardioes ou trabalhadores do espaço e efetuar um"resgate" através de um atendimento simples!

    É um pouco complexo. Mas a pratica sempre ensina mais que a teoria.

    Pois através de um desdobramento por exemplo de um caso de pneumonia recorrente, podemos trabalhar os niveis de consciencia do assistido e auxilia-lo dentro das personalidades que recorrem e fazem persistir a doença. E uma terapia feita com o auxilio de entidades mas sobre tudo com o proprio atendido.

    E quanto a influencia de espiritos, estes muitas vezes mantem-se presos por motivos diversos e com a abertura da frequecia de consciencia do atendido, conseguimos auxiliá-lo e encaminhá-lo.

    Isso é parte do que a apometria faz. Mas o que considero mais importante é a consciencia mediunica, e os relexos das experiencias de cada caso.
    Pois cada caso é unico.
    E traz muitas lições, basta termos simplicidade, cuidado para não infringir Leis Universais e fé.

    Ah! Embora eu tenha trabalhado com a técnica em Centro Espirita, já existem algumas casas de umbanda que utilizam a técnica, principalmente no Rio Grande do Sul.
    Lá o médium Norberto Peixoto, médium do espirito de Ramatis e médium de Umbanda, tem trasido a Luz da consciencia terrena, a opiniao de espiritos trabalhadores da Umbanda para nos esclarecer como se processam estes tipos de tratamento.

    Fabille

    ResponderExcluir
  74. Oi Mauro Monteiro,
    estudo tudo sobre apometria, e todos os estudos são feitos no livro do Dr. Lacerda, não existe apometria sem o embasamento dele,pois foi ele o criador do método,apesar de Kardec ter mencionado algumas coisas em seus livros.
    Olha, todos os cursos ofertados dentro e fora de Curitiba, são realizados atualmente com a equipe do Dr Lacerda, ele já faleceu, no entanto, muitos de sua equipe ainda vive e ensinam sua técnica, como o Gilberto que está atualmente no Centro Espírito Ramatis lá na Fucauldade Espírita do PR.Bem, o maior recurso da apometria é justamente o que atua na desobsessão, sei que muitos não sabem disso, é preciso fazer o curso para estudar a fundo a técnica. Em Novembro haverá um grande seminário onde falará sobre tudo isso, se você puder ir, vá conhecer de perto esse trabalho, é muito interessante.
    Um grande abraço de uma sempre aprendiz
    Sandra Estrella

    ResponderExcluir
  75. LAILSON CORREIA
    Gira de 2 feira - Curitiba - Pr.

    ja que o tema é livre vou postar...

    Ja que no terreiro temos alguns artistas e outras pessoas envolvidas no meio cinematografico eu pergunto?

    Porque td filme nacional tem que ter alguem usando maconha, cocaina e sempre tem que haver uma cena de sexo?
    Quem patrocina o cinema nacional? o Fernandinho Beiramar?
    na minha humilde opiniao se faz apologia clara as drogas nao sou careta, ja usei na minha aborrecencia, sem vicio mas usei, só acho que nao precisamos que nosso filho aprenda a usar na nossa sala assistindo a um filme conosco e achando normal, Pai Fernando sabe que sou um admirador do Cinema nacional e muitos sao filmes inesqueciveis mas acho que podiamos subir um pouco o nivel.
    Agora a pouco assiti ao Xangô de Baker Street e vi o SHERLOCK HOLMES fumando maconha e usando cocaina, claro, antes de fazer sexo, isto em mil oitocentos e la vai bolinha.(ISTO E BIZARRO)

    Trabalhem mais com nossa historia por favor somos um povo sem memória, os americanos fazem filme até das cólicas de gases dos seus presidentes e nos assistimos, no entanto nao sabemos nada de nosso pais pq nao temos boas escolas e nem bons cineastas ... só a temos a maldita maconha que merece ser cultuada em detrimento da memoria do nosso povo??

    RECLAMAM QUE FILME NACIONAL NAO DA BILHETERIA, NAO SERIA POR ISTO??

    fica a idéia pro ministerio da cultura, a quem tiver acesso e se interessar favor postar la.

    ResponderExcluir
  76. Pai Fernando, Luna Sidney e Pai Ronald, desculpem a demora em responder, mas obrigado pelas respostas, na minha concepção vejo os piratas e Vikings como sendo a esquerda dos marinheiros assim como os cangaceiros são a esquerda dos boiadeiros, conforme já conversamos com Pai fernando, já os Mongois seriam assim como a luna comentou e concordando com o Sidney os Mongois tem mesmo muito em comum com os nossos cangaceiros então partindo deste presuposto seriam eles também a esquerda dos boiadeiros.
    Axé
    Jackson

    ResponderExcluir
  77. Isamara, explique para o meio o que está acontecendo que eles irão falar com a entidade. FMG

    ResponderExcluir
  78. Sandra, pra mim realmente é uma novidade, até porque quando escutei uma explanação há um tempo atrás, sobre as Leis da Apometria, nao consegui identificar isso, mas já que vc esta estudando, com certeza tem conhecimento de causa.

    Obrigado pela informação,

    Saravá !!

    ResponderExcluir
  79. Mauro Monteiro - RJ ()23 de agosto de 2009 20:43

    Valeu Fabille !

    Saravá !!

    ResponderExcluir
  80. Sobre o Cinema...
    Nao vamos generalizar, pois ha filmes nacionais belissimos e com otimo conteúdo... Como tb ha filmes estrangeiros, sobretudo norte-americanos que sao um lixo. É certo que o número de filmes bons de um lado e de outro nao é o mesmo, mas é preciso entender a influencia do poder economico e toda industria cultural gerada a partir dai.
    abracos
    Sidney Oliveira
    Curitiba (PR)

    ResponderExcluir
  81. Pai Béco de Oxóssi23 de agosto de 2009 23:13

    Mucuiú, Pai Fernando!
    Tô aquí novamente! desta feita, para dizer da preocupação que tenho pela prática da retirada de obsessores sem a segurança necessária para tal,ou seja; Tronqueira, casa dos Exús, firmesa na porta( casa da falange Tranca-Ruas ), elementos dos Orixás, etc.Além disso tudo, ainda contamos com a assistência e proteção das entidades incorporadas. Não conheço Apometria e gostaria de saber se existe, realmente, segurança, pois soube que tem esta prática como uma das suas atividades.
    Vou aproveitar, Pai fernando, para levantar mais uma curiosidade. Veja bem! Tenho a maior admiração por uma falange que vc. chama, de quando em quando no terreiro, que é a dos Mendigos. Mendigo convicto. Aquele que não adianta tentar tirá-lo das ruas que ele volta. Eles não se contaminam com vícios de comportamento que sujam o espírito, tais como: Vaidade, ambição, inveja, ódio etc. Não entendo o porquê desta encarnação deles. Não estudam, não se informam, não se dedicam a prática espiritual e, somente prestam atenção na vida cotidiana. Entretanto, eles tem uma capacidade invejável de se adaptar em qualquer lugar, seja aquí, na China ou no Paquistão. A única preocupação é onde vai dormir e o que vai comer. Vejo-os como entidades com muita energia. Será ?
    Axé. Pai Béco de Oxóssi ( acertei o acento )

    ResponderExcluir
  82. Ola Mauro.
    disponha!!!!
    Estamos aqui para compartilhar, e como disse a pratica ensina mais que a teoria.


    Sarava Fraterno
    Fabille

    Ps. Desculpem os "truncamentos" do texto.. conflitos de PC.

    ResponderExcluir
  83. Olá...
    Pai Fernando, gostaria que o Sr. falasse um pouco sobre os "preceitos do médium umbandista" e a importância de se cumpri-los... (não comer carne vermelha, não manter relações sexuais e não ingerir bebida alcóolica desde cerca de 24 horas antes dos trabalhos no Terreiro).
    Abração.

    ResponderExcluir
  84. Salve Pai Béco.

    Realmente não posso dizer como se trabalham a Apometria nas casas de Umbanda, pois minha experiencia foi no Centro Espirita.
    E sabe como é cntro espirita, não?
    Porém, a Fraternidade que mantinha a casa, era uma fraternidade (astral) que era mantida por Ramatis, dai o nome do centro: Grupo Fraternal Ramatis.

    Vou tentar explicar um processo de atenidimento, e quem por favor tiver mais didádica que eu, por favor complemente, pois sou muito boa para falar, já escrever, as vezes peco um pouco..rss

    Então...
    Os médiuns da casa, era compostos por médiuns, videntes, intuitivos e mecanicos (incorpração).
    Cada médium possuia um auxiliar, que chamavamos de doutrinador, que auxiliava indvidualmente na condução do medium no tratamento.
    Esses auxiliares na incorporavam, mas estudavam tanto como os mediuns os processos mediunicos e animicos.

    Todo inicio de trabalho o mentor da casa era chamado para criar seguança, assim como atraves dos mediuns videntes, faziam varredura peico-fisica da casa, para limpeza (geralmente nestes casos, aqui trabalhavam os elementais)para criar um ambiente propicio para o trabalho.
    Logo eram chamados as entidades resposaveis pela segurança (obs: nunca um centro espirita vai admitir os EXUS e as PGS, eles chamavam de gurdioes - a mesma coisa - e o que mais chama a atenção é que para os mediuns videntes eles apaeciam com roupagem fludica de trabalhadores comuns do centro - de branco), já eu os via normalmente!!!!
    Meu exu por exemplo, não entrava na sala de atendimento, ele aguardava fora da sala geralmente com o atendido. A moça a primeira vz que entrei na sala apométrica, entrou junto e deu um susto nos mediuns videntes, ate desenharam ela, mas eles era mais esclarecidos e nao vizeram polemica rssss...
    Então estes guardioes, criavam barreiras, campos de contenção e vigiavam todo o local de trabalho.
    Quanto a lide de obsessores, toda casa espirita trabalhava com desobsessao, garanto que tanto quanto nas casas de umbanda, eles possuem seus guardioes, sua segurança, prem moldada e acordo com a doutrina aplicada ali.
    COmo o caso dos Exus.

    Já quando nos desdobrvamos para o socorro aos bolsos de espiritos em zonas umbralinas ou que estavam ligados com o atendido, porque qundo e abre o atendimento, uma coisa vai puxando a outra, "iamos" com uma escolta. Fantastico não?
    Era a equipe responsavel pela casa, e tbm pelos protetores do atendido.
    Nunca estava só. Sempre meu preto-velho estava comigo no socorro e encaminhamento.
    Já nos casos de obsessores que incorporavam, estes eram contidos pelo médium, pq nem todos recebiam obsessores (eu sim, pra mim a melhor parte do socorro), para doutrina atraves da tecnica de reconstituição astral, cromoterapia, transmutação e despolarização.
    Geralmente estes obsessores que incorporavam é que nos conduziam aos bolsos, que estabeleciam a comunicação fluidica até eles, ficava mais simples de rastreá-los por assim dizer.

    Já os irmaos, mais dificeis de doutrinar, ou com mais grau de animalização, cientistas responsveis por aparelhos, magos negros dominadors mentais etc... era um trabalho coletiv de cntenção.
    Geralmente a medium mais experiente da mesa o pegava, ela era vidente tbm e incorporava e todos nós mantinhamos mntamente controle pra não ser doloso a medium, devido a baixa frequncia. chamavamos as equipesda fraternidade da casa, e nossos protetores.

    Entao, Pai Béco... é uma forma de trabalho, que possui a sua segurança da forma com que a casa trabalha.

    Acho que nao é diferente de outras religioes e doutrinas... cada um com a sua banda não é?

    A vovó Maria conga disse uma vez: Que a União na diversidade, esta no amor.
    Pra mim, não hámaior sabedoria que esta!

    Sarava Fraterno
    Fabille - Brusque-SC

    ResponderExcluir
  85. Oi tio Fernando, acho que o post que eu mandei sexta não foi postado entao mando de novo sem problemas...
    Gostaria de agradecer novamente e imensamente tudo o que o senhor e nossos irmaãozinhos do TPM fizeram por mim, minha mãe e por nosso terreiro, todas as energias emanadas, toda força e prece em pensamento.... garanto fez efeito e deram, certo.
    Nós voltamos a trabalhar na sexta dia 14/08 (aniversário do meu irmão carnal, o Victor) como era de se esperar a gira foi um presente de aniversário não só pra ele, mas sim para todos nós, uma energia maravilhosa, a vibração pura do bem e a felicidade estampada em nosso rosto, a saudade de abraçar e sermos abraçados....
    A cabocla nossa madrinha a querida 7 penas vermelhas fez uma prece muito linda agradecendo toda a forma de carinho enviada por vcs nossos irmãos e pediu a nosso Pai Oxalá que não mais fosse interrompido os trabalhos deste maravilhoso terreiro, o TPM, por moléstia nenhuma, como foi o caso da H1N1, tio fiquei tão emocionada que não segurei as lágrimas e senti a presença de outros espíritos junto a nossa corrente que estava tão linda.... Tio só tenho a agradecer sua imensa bondade e força, esse retorno foi digno de guerreiros que estavam com uma batalha vencida, mas dispostos a voltarem pra guerra. Te adoro muito, um beijo no coração desta sobrinha que te admira d+ mesmo sem conhecê-lo. Obrigada a todos os nossos irmãos e só pra lembrar Parabéns Luna. Bjos emocionados a todos - Joyce

    ResponderExcluir
  86. Mauro Monteiro - Rio de Janeiro24 de agosto de 2009 11:41

    Pai Beco, costumo dizer, que o verdadeiro mendigo, nao se comunica com os outros, nao enche o saco de ninguém, e andando pelas ruas nao dá confiança a ninguém ; , anda como se estivesse em transe permanente, alheio ao mundo ao seu redor. Digo mendigos MESMO, não falsos mendigos.

    E é uma andarilho nato. Uma hora está aqui em outros momentos a quilometrois de distancia, mas sempre retorna aos mesmos lugares.

    Curioso isso. Gostei do seu texto.

    Saravá !!!

    ResponderExcluir
  87. Joyce, só para justificar eu não recebi nenhuma postagem tua anterior a essa. Que bom que tudo está dando certo para vcs. FMG

    ResponderExcluir
  88. Ronald, lamento mas recusei tua resposta ao Lailson sobre o cinema nacional. Nao vou deixar que neste blog não vou publicar discussões ou debates seja o tema que for. FMG

    ResponderExcluir
  89. Laura, esses preceitos já estão bem difundidos e todos já sabem. Vou incluir o principal: sair da gira para fumar ou bater papo, tudo sobo pretexto de estar cansado. Eu só entendo como eceitavel se for para ir no banheiro. FMG

    ResponderExcluir
  90. Pois é Joyce...Pai Fernando perguntou sobre Isamara...E eu ia perguntar..E a Joyce, aonde ela está??? rsrs
    Bjs

    ResponderExcluir
  91. Se no plano astral os mendigos tem sua missao, por aqui a sua existencia nem sempre é sinonimo de liberdade. Sao, por vezes, marcas de uma sociedade opressora, preconceituosa e intolerante. Sao, também, evidencia de governos que pouco investem na saude, na educacao e na assistencia social.
    abracos e otima semana a todos
    Sidney Oliveira (Curitiba-PR)

    ResponderExcluir
  92. Oi tio Fernando acredito que não tenha ido mesmo, por isso postei de novo, pq o PC daqui tá travando feio... ele não tem mais memória, nem vaga lembrança, são espasmos de pensamento.rsrsrs
    Queria tirar uma dúvida (mas tô com vergonha)existe amalás para Obaluaê e Nanã? Se tiver quais seriam? Bjos - Joyce

    ResponderExcluir
  93. Pai Fernando,

    Tudo bem, nem esquente, afinal estamos aqui para falar das 7 Linhas. A 7ª Arte é outra história...

    Só me manifestei porque estou no meio de produção aqui no Rio, além de admirar o trabalho do diretor Miguel Faria Jr, sou fã do Conan Doyle e Jô Soares... apenas gosto do cinema brasileiro e por isso defendo os colegas, por favor não me leve a mal.

    Saravá meu Babalawô!

    Ótima Gira, excelente semana e vamos que vamos. : )

    ResponderExcluir
  94. Oi Pai Fernando!Hoje eu estou pensando em ir conhecer mais um terreiro de umbanda.Liguei pra lá e me informaram que hoje tem "toque de Omulu" e depois a linha dos boiadeiros com os quais poderemos conversar.Só espero não abrir o bocão e começar a chorar quando eles estiverem descendo, porque aí eu me entusiasmo e em pouco tô querendo entrar pra gira pra sair em seguida. Não quero mais isso.Bom.Vou contar do tarólogo. Ele falou uma coisa que o sr. me disse:que minha mediunidade (ou conhecimento) está dentro de mim e ninguem me deu. Acrescentou que preciso parar de procurar grupos ou terreiros porque meu espírito já possui o conhecimento necessário adquirido com muita luta em vida passadas; que minha carta da espiritualidade é o sol.Assim como o sr., falou pra eu não ter medo de decidir.
    Mas aí quando acontece uma coisa como ontem, eu me desespero, me sinto sozinha e precisando de um baita exu pra me proteger. Foi o seguinte: vizinhos de novo pai.Estávamos eu e meu marido quietos no nosso canto vendo filme e os cães se distraindo com seus ossos quando começaram a latir furiosos.O meu marido foi olhar e eis que os moradores de um cobertura que faziam um churrasco estavam simplesmente jogando carne para meus cães que são de guarda.Ok, pode ser uma bricadeira ( de muito mal gosto), mas podem jogar veneno também só por brincadeira. HUMANOS FAZEM ISSO! Ai paizinho eu não entendo...porque as pessoas mexem com quem tá quieto??? O tarólogo diz que é por causa da nossa luz.A treva gosta de incomodar quem tá na luz.AH, nem!!!! Vou falar uma bobagem.Se é assim pra que estar na luz? Pra não ter paz?
    O nosso medo é que essas coisas conosco nunca ficam por isso mesmo. Normalmente rendem e causam transtornos os mais variados.O meu marido na hora só pôde ligar para o chefe da casa que é dono de um restaurante conhecido e pediu para pararem.Ele é policial militar e qualquer atitude que ele tome vira um "quiprocó" dos diabos. Da última vez a vizinha foi à corregedoria de polícia e falou cobras e lagartos tipo:' ele ameaçou meus filhos pequenos, ele é perigoso' e por aí vai.Resultado: sindicância. Ele foi inocentado , claro, mas só Deus sabe o que passou e o trauma que carrega pro resto da vida. Outros "especialistas" consultados afirmam que temos Karma com vizinhos, que é nossa energia que atrai esse tipo de coisa e blá blá blá.Só sei que estamos cansados e não sabemos mais o que fazer.
    O que o senhor acha de tudo isso?Como viver sem um terreiro e ter proteção?
    Ai pai, que vontade de sumir do mundo!Que medo que eu tenho do mundo!

    ResponderExcluir
  95. Pai Beco, sabe que tem hora que dá vontade de fazer como os mendinguinhos ( é assim que os chamo)? Deitar num canto e não ligar mais pra nada. As vezes ou quase sempre tudo parece tão sem sentido!...

    ResponderExcluir
  96. Oi Luna, minha linda eu tô aki, tava meio de "castigo" trabalhando muuuuuuito e refazendo coisas para nossa volta triunfal rsrs, li sobre a primeira gira no RJ, muuuuuito legal, parabéns lindona e a todos do TPM RJ muitas felicidades na casa nova.
    Eu tô muito feliz, Graças ao nosso Pai Oxalá e nossos guias protetores, tudo está voltando ao normal e como tem que ser, estou tão impolgada de novo que acredita que já estou pensando na gira dos erês que é só em setembro e tantas outras virão antes.... aiaiaiai que loucura né!? Um bjao no coração - Joyce

    ResponderExcluir
  97. Mucuiu Pai Fernando

    O fato de diversos momentos do dia a dia,eu sentir alguem(ou seja alguma coisa) mexendo no me cabelo, no meu rosto e até por certos momentos tenho a sensaçao de ter uma cabeça repousando sobre o meu peito proximo ao ombro. Acha que eu deveria me preocupar com essas sensações?!
    Aguardo
    Carline

    ResponderExcluir
  98. Pai Béco de Oxóssi24 de agosto de 2009 17:01

    Olá, Mauro! Fiquei feliz de saber que vc. vê os mendigos da mesma forma que eu. Numa gira em que foram chamados, um deles disse que sentia muita falta do seu cão. Repare que a maioria deles tem um cão como companheiro fiel. Legal isto! Um consulente disse ao Caboclo Pena Branca, certa vêz, que era um profissional bem sucedido, que tinha de tudo e, no entanto, não era felíz. Imediatamente seu Pena Branca chamou um médium, pediu-lhe para que deixasse vir um espírito, dirigiu-se para o consulente e disse; Este que vou trazer, quando encarnado, não tinha nada e era feliz. Não preciso dizer o resultado da conversa que tiveram. Axé para vcs. aí do Rj. Pai Béco de Oxóssi.

    ResponderExcluir
  99. Joyce, claro que existe amalás para seo Obaluaie e Nanã Buruque. FMG

    ResponderExcluir
  100. Carline, não se preocupe com isso. Logo vai parar. FMG

    ResponderExcluir
  101. Oi pai Béco,
    que bom falar com o sr aqui no blog, é difícil nos encontarmos, olha, sobre a apometria, atualmente estando ela na umbanda, está muito diferente do que era no passado, onde era feito só na mesa, como faço o curso na atual apometria dentro da umbanda, parece que muita coisa mudou.
    Olha, a apometria na umbanda é segura por que temos toda a segunrança do terreiro, e é essa apometria que estudo, pois faço o curso em um terreiro de umbanda, o que está postado no site TPM. bjs, feliz em falar com o senhor... Sandra Estrella

    ResponderExcluir
  102. Pai Fernando estava lendo as postagens sobre os Oguns, queria saber...mas até mesmo a linha é dificil saber, tipo, se é Ogum Beira Mar, Iara, Mege, etc...
    Eu não tenho curiosidade em saber o nome do meu pai de cabeça, porem tenho curiosidade em saber a linha q ele pertence...
    Como saber?

    Isamra (Curitiba - PR)

    ResponderExcluir
  103. Aline - Morro de Sao Paulo - Ba25 de agosto de 2009 00:29

    Mucuiu Painho!

    Dei uma passada para ler e gostei do que escreveu a Joyce sobre a corrente e emanaçoes de energia. Vem a coincidir com o meu pensamento.

    A comunhao das pessoas que participam deste blog, somente lendo ou mais ativamente, as que participam das giras do pai Maneco ou de outras giras por este Brasil... enfim, todas as pessoas que tem fé e amor para dividir, conseguem ajudar atraves de uma corrente de pensamento muito forte. Isto é muito importante para a "assistencia", para ultrapassar uma situaçao espinhosa.
    A Joyce precisou de ajuda, eu tambem pedi apoio à corrente... O atendimento chegou, preciso e nas doses certas.
    Bom, este papo todo é somente para dizer que isto é muito bacana.
    Sarava Umbanda!
    Aline

    ResponderExcluir
  104. Olá a todos...

    Amigos do blog, muito obrigadinha pelas respostas com relação a "Obsessão Complexa" :o)

    Pai Fernando, qdo uma entidade nossa dá seu nome o que a gente faz, além de memorizá-lo???? :o))))

    Beijinhos, Dê

    ResponderExcluir
  105. Isamara,quando antes de vc incorporar o Ogum peça para alguém perguntar para ele. FMG

    ResponderExcluir
  106. Mucuiu Padrinho.
    Olá a todos.
    Mauro, Fabille e demais blogueiros.
    Gostaria de saber a opniáo de vcs sobre a relaçáo desdobramento / apometria. e se na opniáo de vcs existe esta relaçáo,,, se afirmativo,, como ela se mostra ou é usada na umbanda, atravez da otica de cada um.
    grande abraço a todos.
    axé.

    kiko - litoral norte - s.p.

    ResponderExcluir
  107. Pai Fernando,
    certa vez ouvi uma explicação sobre a diferença de trabalhos dos centros kardecistas e de umbanda que achei plausível. Ela dizia que a única diferença era a vibração em que cada uma trabalha. O kardecismo com espíritos um pouco mais doutrinados, enquanto que na Umbanda são os espíritos que ainda não passaram por nenhum processo desse. Por isso seria que nosso trabalho é considerado mais "pesado".
    Minhas perguntas são:
    1. O sr. concorda com isso?
    2. Se existe essa diferença de trabalho em faixas vibratórias entre casas de diferentes filosofias, podemos dizer que existe diferença de vibrações em que se trabalha também entre terreiros? Por exemplo, um terreiro pode trabalhar no resgate de espíritos mais atrasados que outro? Simplesmente por compromisso da casa, coisas assim?
    Obrigada.
    Abraço, Izabella

    ResponderExcluir
  108. Ai q medo...vai q eu interfiro e falo besteira...rsrsr

    Abraços
    Isamara(Curitiba-PR)

    ResponderExcluir
  109. Salve Kiko,
    Deixa eu ver se entendi a sua pergunta ok?
    Na Minha experiência como já relatei na Apometria foi sob a bandeira Espírita e não umbandista. Não posso falar como se processa a técnica diante de algo que não experimentei, ainda.
    Porém, pelo que sei, acho que a Irmã Sandra que a estuda dentro da umbanda, pode melhor explicar, é que a técnica de desdobramento é provocada por pulsos magnéticos (estalar de dedos e contagem) – os mesmos que os caboclos utilizam na hora do passe ou enquanto caminham pelo terreiro limpando e desintegrando possíveis energias acumuladas ou larvas astrais.
    Dentro da Apometria se trabalha basicamente com os corpos espirituais conhecidos como: Físico, Astral e Mental, enquanto dentro do espiritismo tradicional, somente falamos de corpo físico e perispirito.
    Assim como dentro do próprio espiritismo existem centros que são mais ortodoxos e não aceitam a técnica, por que ela é mais universalista e os ortodoxos não são muito a favor de novidades rsss... Há centros umbandistas que não podem nem ouvir falar dela. rss
    Já na seara umbandista, pelo que Li a respeito através do Norberto Peixoto, que tive o imenso prazer de conhecer em Porto Alegre e a sua Choupana do Caboclo Pery, há relatos de casos atendidos (que preservam a identidade do consulente) onde é possível identificar a utilização, das entidades de umbanda conforme o caso (especialidade de cada uma), pontos cantados e desobsessão. O atendimento era feito individualmente, sem a presença da assistência, para preservar a integridade do caso.
    Assim é identificado nas personalidades (níveis de consciência de vidas passadas) através do desdobramento e da atividade anímica, que estão necessitando de auxilio – reforço que: A apometria não é uma terapia de vidas passadas, onde o atendimento é feito por mera curiosidade de saber quem fomos e que fizemos no passado, ela trata as reminiscências dos nossos erros e vícios que constituem a nossa personalidade atual e procura auxiliar no hj.
    As entidades então, repassam o aconselhamento e receituário necessários.
    Na minha opinião a apometria é uma técnica muito importante, que foi trazida à nossa era para auxiliar as pessoas. Existem ate hospitais que a utilizam como parte médica e terapêutica, onde ela pode ser utilizada até para quem não segue uma religião espiritualista. Isso pra mim, é a espiritualidade Maior, atuando para nos esclarecer, que o poder de nossa mente é transcendental e que precisamos aprender a utilizá-la com sabedoria.
    Não existe apometria sem desdobramento, pois esta faz parte de uma de suas Leis.
    Para consulta: http://www.espacoauryn.com/Apometria.html
    Trilogia: Apometria e Umbanda – RAMATIS - Norberto Peixoto : Evolução do Planeta Azul, Jardim dos Orixás e Vozes de Aruanda.

    Boa Leitura! Mas sobre tudo, Boa vivencia que é o melhor de tudo!
    Saravá fraterno.
    Fabille – Brusque / SC

    ResponderExcluir
  110. Ô Pai Fernando, o senhor não me respondeu: como ter proteção sem ter um terreiro?

    ResponderExcluir
  111. Izabella, antes de mais nada meus cumprimentos pelo Izabella, Curitiba- Pr. Acho importante que todos saibam as cidades do pessoal do blog. Provavelemente a explicação foi passada para vc por um médium kardecista. Está tudo errado. A diferença da linha kardecista e da Umbanda é que a primeira trabalha com a vibração e a Umbanda criando campos de força através dos elementos que ela usa. Uma baita bobagem essa que os espiritos do kerdecismo são mais doutrinados que os da Umbanda, quando na verdade muitos espiritos da Umbanda em outras reencarnações já foram até médicos, como no caso do Pai Maneco que já foi médico na terra. Como eu frequentei as duas linhas 25 anos em uma e 27 na atual, posso garantir que a Umbanda dá muito mais proteção que o kardecismo e os espiritos e os médiuns estão mais perto da humildade pregada por Jesus. FMG

    ResponderExcluir
  112. Fabille e os demais interessados em apometria. Uma vez eu mantinha uma discussão com um japones que é pai de santo sobre as linhas cósmicas dos Orixás, porque ele cultuava Yori e Iorimá e eu não, quando ele disse:"Fernando, vc reza para uns e eu para outros, mas nossos pedidos chegam juntos no mesmo lugar". É verdade, tanto faz seja esse ou aquele nome, se faz bem para as pessoas que venha de onde vier. Acho que a apometria já chegou na discussão boa e não convém mais postagens. FMG

    ResponderExcluir
  113. Salve pai fernando.
    Assunto Apometria encerrado hehe.

    Gostaria de tirar uma dúvida, bem tola mas é que se ouve tanto por ai...
    As entidades que se manifestam com o nome de "SETE Cachoeiras" Por exemplo.... essas entidades obedecem a uma única vibração ou podem atuar nas demais?
    Pergunto pq já ouvi isso, do meu caboclo que é o Sete Penas, ele vem na linha de Ogum, mas já me disseram que ele pode "virar" e vir nas demais.

    Procede?
    Axé
    Fabille

    ResponderExcluir
  114. Miriam, estamos montando (o responsável é o Sidney de Oliveira) um texto para explicar como se faz para ter proteção e cultuar a Umbanda sem um terreiro. Oportunamente estaremos publicando. FMG

    ResponderExcluir
  115. Fabille, Sete Cachoeiras é um Caboclo de Xangô, Sete Flechas é um Caboclo de Oxossi e Sete Penas um Caboclo de Ogum. Ogum e Xangôi não viram em linha nenhuma. Oxóssi às vezez cruza com Ogum. FMG

    ResponderExcluir
  116. Obrigada pai Fernando. Postei errado ali, não ouvi do meu caboclo, ouvi de um dirigente.
    Abraços

    ResponderExcluir
  117. Boa tarde a todos!
    Mucuiú, Pai Fernando.
    Gostaria de saber apartir de quando podemos apresentar nossos filhos a Umbanda?
    Na sua visão de pai carnal, pai de santo e avô.
    Axé.
    Luna RJ.

    ResponderExcluir
  118. Olá a todos, como vai Pai Fernando? Espero que bem. Escrevo para deixar aqui um site, para aqueles que quiserem obter mais informações sobre o tema Apometria.
    A "Casa do Jardim" é uma casa assistencial espírita que utiliza a Apometria. E tem bastantes informações no site.

    Beijinhos a todos.
    Ana.

    Site: http://www.casadojardim.com.br/apometria.htm

    ResponderExcluir
  119. Pai Fernando,

    Nesse dias frios sei que podemos usar alpagartas, mais gostaria de saber pq só pode ser alpargatas e não se pode usar chinelo por exemplo... Tem ligação a descarregar a vibração no chão.... Pergunto isso pq eu não me acostumo com alpargatas e ando ficando com os dedos do pé congelados nesse dias de frio rsrsrsrrs.

    Monique (Curitiba)

    ResponderExcluir
  120. Mauro Monteiro - Rio de Janeiro25 de agosto de 2009 18:20

    Salve Pai Fernando, esse post é so pra avisar, que dia 12 de set, estarei em Curitiba se Oxalá permitir !

    Saravá !!

    ResponderExcluir
  121. Sidney Oliveira - Curitiba (PR)25 de agosto de 2009 18:31

    Luna no site do Pai Maneco tem para baixar o livro do Ney Brasil. O autor, além de ser uma grande pessoa escreveu um otimo livro. Pois bem, esse livro é sobre esse tema "Umbanda para Crianças". E como conheci pessoalmente a filha dele sei que ele praticou em casa.
    um abracao
    Sidney Oliveira

    ResponderExcluir
  122. Mucuiu Padrinho.
    Thnx fabille.

    axé.

    kiko.

    ResponderExcluir
  123. Mucuiu Padrinho.
    Oi Luna.
    Vi teu comentario e lembrei de cenas legais. Tanto em floripa onde temos as lu's que na minha opniáo mandam super bem e fortificam a vibe da corrente, como no ceeic, que por conhecidencia dos 22 mediuns, boa parte tem crianças de 1 a 6 anos. a gente ta táo acostumado a ver eles ali o tempo todo que se náo tiver ere na casa, ela fica vazia, e a energia náo é a mesma. alem de ser engraçadissimo ver os miudos batendo cabeça junto com os pais.
    lembra ??? semente boa em solo fertil.

    axé.

    kiko - litoral norte - s.p.

    ResponderExcluir
  124. Nossa Pai Fernando...aprendo tanto com o blog!!
    Todo dia dou uma espiadinha =)
    Abraço!
    Flávio-BH

    ResponderExcluir
  125. Monique, é que com alpargatas vc tem contato com o chão porque a sola é de cordas e não de plastico ou couro. FMG

    ResponderExcluir
  126. Boa noite a todos!
    Kiko e Sidney!!!
    Obrigada...Vou entrar no site para ver sim.
    Mesmo eu tendo um tempo de Umbanda ( 16 anos e partindo para 17) fico com um pouco de dúvidas com relação a apresentar a Manuella - Filha.
    Não porque não ame verdadeiramente minha religião. Mas porque o Cristianismo ainda está muito arraigado dentro de mim. Foram 17 anos vivendo a parte cristã das religiões nas quais passei. Aonde me deram uma base muito , mas muito boa de tudo. Mas com o tempo e curiosidade do mundo espiritual desde criança, fui buscando outras vertentes...Aonde ESTOU hoje!
    Por isso...Mas vamos ver...Ainda faltam muitos anos para direcionar minha cria. rsrs
    Axé.
    Luna - RJ

    ResponderExcluir
  127. Tio Fernando Tudo bom?
    Oi amigos do TPM!!!
    Tio Fernando quais seriam os exemplos para os amalás de Obaluae e Nanã Buruquê, quais itens deveriam conter? Bjos e Obrigada - Joyce / Guarulhos - SP

    ResponderExcluir
  128. O que posso dizer é que com crianças se deve tomar muuuito cuidado.
    Minha filha é um caso a parte, quando pequena via espíritos e chegou no Terreiro pequenina por necessidade.
    Luana, outra pequena de 8 anos, entrou pelo amor.Ela ama a Umbanda de uma forma linda, porém não sabe direito como "usar".
    Sinto dificuldade sim. tenho consultas muito sérias como qualquer Terreiro e estou constantemente preocupadas com o que eslas estão vendo ou ouvindo.
    Eu recomendo aqui que tragam crianças apenas na gira de Pretos.
    É o que eu acho...
    Axé a todos!

    ResponderExcluir
  129. OBÁ , OBÁ, OBÁ!!!!!Aguardo ansiosamente. Não sei agurdar nada tranquilamente heheheh!!!
    A sugestão de identificar a cidade foi ótima Pai Fernando! Vou tentar me lembrar.

    ResponderExcluir
  130. Seo Fernando
    O que é a chave de um ponto riscado?
    Ainda se usa esse termo e qual sua importancia?
    abracos
    Sidney Oliveira
    (Curitiba-PR)

    ResponderExcluir
  131. Disso eu acho q posso falar...minha filha tem hj 6 anos e ja esta na corrente, mas frequenta o terreiro des dos 2 e meio...ela esta ali por amor...sempre digo aki em casa ainda q juntasse a fé de nós todos, a dela ainda seria maior, ela esta e sempre esteve atenta a td q acontece na gira, e só tem coisas boas a contar...então posso dizer q nessa parte ja direcionei a minha cria...pq afinal se é tão bom pra mim...então é tanto quanto para eles...

    Isamara (Curitiba-PR)

    ResponderExcluir
  132. PAI FERNANDO,
    ola tudo bem?
    Gostaria de saber como identificar ate onde vai a opinião do medium incorporado e a entidade.
    Como saber se estou sendo atendida pelo guia , ou pelo medium.
    Obridaga e boa noite a todos.
    Alexandra(INTERIOR DO RIO DE JANEIRO)

    ResponderExcluir
  133. Bom dia Pai Fernando, bom dia a todos. Passei para dar bom dia.
    Daiane

    ResponderExcluir
  134. Hummm este tema de criança na gira, me lembra o tema que apresentei uma vez no Centro Espirita para a turma da escola de médiuns.
    É comum identificarmos nas outras vertentes religiosas, os agrupamentos de jovens e crianças.
    O proprio Centro espirita, possui em sua estrutura organizacional por assim dizer, a parte de Evangelização Infantil, o que independente de ser espiritismo ou não, é fundamental para que a criança comece desde pequena a familiarizar-se com a oração e compreender o que a familia dela faz ali no centro.
    Uma das vezes que fiquei com elas, na evangelização foi fantastico! Na hora do passe, elas ficavam todas quietinhas, esperando!!!!
    Foi uma experiencia incrivel.

    Tem um espirito chamado Luiz Sérgio, onde não me recordo agora qual o médium que o canaliza, onde suas psicografias geralmente são "modernas". Elas tratam de assuntos relacionados aos vicios, a educação familiar e são geralmente polemicas no meio.
    Uma vez, nossa dirigente, fez uma leitura sobre o capitulo que falava sobre a dificuldade de termos os jovens estudando a Doutrina.
    Achei deveras importante, pois realmente era a nossa realidade ali.
    Tinhamos mais de 40 trabalhadores na casa, a maioria em desenvolvimento mediunico, e eu com meus 20 anos na época, era a mais jovem.

    O tema, retrata muitas vezes que os pais (nós), temos dificuldade de expressar o mundo oculto para as crianças e jovens, porque não conseguimos encaixar uma linguagem que não venha a ser "pesada" demais e que por consequinte acabe assustando os filhos.É o cuidado, o zelo paternal que fala mais alto.

    E por outro lado, existe o medo de discriminação.
    Tanto na seara espirita quanto na umbandista, existem os trabalhadores que se omitem diante de questionamentos ou de quaisquer "aparecencias" que deem a entender serem frequentadores de centro.
    E repassam esta ideologia para a familia, que aliada a falta de diálogo (pai e filho) acabam os pais no centro e o filho no grupo de jovens da igraja metodista ou neo-pentecostal.
    Porque DEUSOLIVRE saberem que vc é macumbeiro! Mas evangelico, batista etc (NADA CONTRA, apenas exemplo de outras filosofias que sabem conduzir como ninguem os jovens e atribuir tarefas construtivas a eles de forma que possam doutrina-los, educa-los e conduzi-los de acordo com a moral interna)Pode! Porque ninguem vai apontar o dedo pra ele na rua, quando por acaso o encontrar de branco na frente de uma casa!

    Acho que tudo tem um momento, como não tenho filhos ainda, não posso dizer como é comigo.
    Mas o que eu desejo é que ela viva tbm o meu mundo, que se Chama Umbanda, e aprenda a ama-la da mesma maneira que eu e meu marido a amamos, que vivencie dentro dos nossos exemplos de dedicação.
    E depois conduzi-los apropriadamente buscando esclarecer e orientar, estar sempre atenta como a Mae Alice disse, mas sobre tudo transformando a relação pai e filho em uma relação de diálogo e lealdade.
    As crianças de hoje são cada vez mais atentas, espertas, curiosas e decididas. Não é facil educar, porque parecem que elas já nascem prontas pro mundo! E nessa força individual que devemos trabalhar para espiritualizar, não importa onde.
    Mas o Evangelho é a base de construção de um lar e tbm de uma vida.Disso nunca podemos nos fazer omissos.

    Grande abraço.
    Axé, Fabille

    ResponderExcluir
  135. Mucuiú Pai Fernando,

    Escrevi um texto sobre Seo Ogum Megê, que disponiblizei na RBU (Rede Brasileira de Umbanda). Também gostaria de compartilhar o mesmo aqui com os irmãos e irmãs de fé no blog:

    Ogum é um dos 7 Orixás, cultuado nas religiões de Umbanda e Candomblé; corresponde a São Jorge, Santo Católico, no sincretismo religioso. Seu dia é 23 de abril.

    Ogum é o guerreiro, general destemido e estratégico, é aquele que veio para ser o vencedor das grandes batalhas, o desbravador que busca a evolução. O campo de atuação psicológica de Ogum é a linha divisória entre a razão e a emoção. Sua Coroa é regente das milícias celestes, guardiãs dos procedimentos e dos seres em todos os sentidos.

    Defensor dos desamparados, segundo a lenda, Ogum andava pelo mundo comprando a causa dos indefesos, sempre muito justo e benevolente. Ogum é o ferreiro dos Orixás, senhor das armas e dono das estradas. Irreverente, pois é um Orixá valente, traz na espada tudo o que busca.

    Ogum Megê é um desdobramento do Orixá Ogum, é falangeiro deste Orixá, juntamente com: Ogum Beira-Mar, Ogum Rompe-Mato, Ogum Naruê, Ogum Yara, Ogum Dilê e Ogum Matinata, dentre outros.

    Seo Ogum Megê é guardião das cercanias da calunga pequena (cemitério) e do entorno de qualquer lugar aonde há pessoas enterradas. Este Ogum, que trabalha na Linha das Almas, é poderoso no desmanche de trabalhos de magia, bem como, quando para o bem, na feitura dos mesmos.

    Ogum Megê é muito evocado nas desobsessões e também revela-se grande curandeiro. Estas qualidades do Guerreiro Ogum Megê devem-se ao fato de que gira no astral em perfeita harmonia com seu Abaluiaiê, qualidade que lhe atribuí o Axé de Omulú somado ao Axé de Ogum. Este poder, com licença de Yansã, lhe confere amplo domínio sobre os eguns (espíritos dos desencarnados).

    Seo Ogum Megê é também forte aliado povo Megê, africano, e trabalha como fiel escudeiro das maravilhosas entidades na Umbanda que são os Pretos-Velhos. Saravá Seo Ogum Megê, obrigado pela vitória de ontem , hoje e sempre! Ogunhê!

    Saravá!

    RSJ - Pai-de-santo
    TPM - Rio de Janeiro

    ResponderExcluir
  136. Um apêndice para assunto novo.
    Pai Fernando, olá!

    Amigos, você viram o Fantástico? O Luis Fernando Guimarães e a Fernandinha Torres fizeram uma participação especial domingo passado, no Fantástico, ao vivo, para divulgarem a estréa do novo filme deles. (...)mas sinceramente me chateou quando a Fernanda fez AO VIVO uma triste "piada". Ela disse que pra ela ficar mais "animada" é a pombagira que "desce". Como assim? Em defesa da moral das pombagiras eu protesto (...) Por que a globo não faz piada com o Padre Marcelo Rossi?

    completo no blog: vivianwerneck.blogspot.com

    ResponderExcluir
  137. Joyce, vai o de Nanã Buruque: Melão, uva,pirão, milho com mel por cima.
    Bebida : Champanhe
    Velas roxas
    Local: a beira de um lago na lama

    FMG

    ResponderExcluir
  138. Alexandra,vc conhece a árvore pelos frutos. Espirito não faz grosseria e não diz bobagens, além de dar um sinal forte que é ele quem está falando. FMG

    ResponderExcluir
  139. Pai Fernando...

    Muuuuuuuuuuuito obrigada pela força com a Luma. Ontem estava muito agoniada, acabei indo ao terreiro p/ levar um amigo que está com um prob grave de saúde e aproveitei para pedir muito pela minha menina peluda. Qdo cheguei em casa, estava conversando com ela qdo ouvi o apito do Pai Maneco, foi alto, forte e prolongado (até eu perceber, eu acho, hehehe). Qdo falei "Saravá Pai Maneco" o apito cessou... e Pai Fernando, ela amanheceu melhorzinha hj!!!! Já não está tão caidinha, está se levantando e abaixando com menos dificuldade.
    Hj meu pai faria 77 aninhos e apesar da tristeza no coração pela falta dele, estou menos triste, pq minha Luma melhorou um pouquinho.

    MUITO OBRIGADA!!! Beijinhos carinhosos,

    ResponderExcluir
  140. Pai Fernando, Mucuiu.
    Lendo a resposta dada para a Alexandra, refleti: "...vc conhece a árvore pelos frutos." A conduta do médium na vida pessoal/particular pode interferir nas ações de suas entidades?
    Obrigada,
    Madelon

    ResponderExcluir
  141. Made, claro que tudo dentro de um limite do aceitavel, as entidades conseguem filtrar as coisas boas do médium, deixando as ruins de lado. FMG

    ResponderExcluir
  142. Denise, tbém entendo a posição que você manifestou em relação à atriz. Acredito que seja um condicionamento da personagem e do contexto, mas isso dá pano pra manga, não é mesmo? Por exemplo, gosto muito da literatura do Jorge Amado, do seu estilo e trato com a linguagem, mas é incontesta sua posição machista e preconceituosa, quando retrata a mulher, a "macumbeira", a que "faz a dança dos orixás com os seios a mostra"... É arte? Sim. É demostração de preconceito e desrespeito? Também. Assim como sofreram os padres por causa da "Hilda Furacão" ou os evangélicos por conta do sacarsmo do Casseta e Planeta, ou seja, a arte que retrata a vida mostra suas causas passíveis de críticas, mas saibamos assistir, ler ou ovir a arte (seja ela qual for) com bom senso crítico.

    Abraços,
    Luz sempre!

    Vívian - Volta Redonda/RJ

    ResponderExcluir
  143. Made,
    ouvi certa vez uma história sobre isso. É mais ou menos assim...Havia uma médium, que era muito preocupada com sua conduta moral e ética, pois não queria dar motivo para cobranças e pretendia ser uma trabalhadora responsável,dando bom exemplo dentro e fora do terreiro.Participava da corrente, mas não tinha tido ainda permissão para que suas entidades pudessem "trabalhar" com atendimento à assistência.Assim, ela sempre se esquivava de tomar uma cervejinha nos fins de semana, não escutava músicas que fossem julgadas vulgares, não ia a festas noturnas, enfim. Mantinha uma vida sem excessos e sem vícios. Até que numa gira uma jovem vizinha desta médium, apareceu. Muito bonita, com pulseiras douradas cabelos longos brilhosos,na mão uma carteira de cigarros,sob saltos altos e saia justa. Esta moça no decorrer da gira, por permissão do dirigente da noite, deu passividade a uma bela preta-velha, que irradiava luz. Logo os médiuns antigos a saudaram e com felicidade e simplicidade a preta-velha retornou a saudação a todos, e, até ajudou num trabalho necessário. A médium "recatada" logo, cheia de orgulho, pensou: "como pode esta jovem, que vive nos bares da vida e recebe vários homens em casa, ter permissão para que a entidade se manifeste e ainda por cima trabalhar? eu, que sempre agi corretamente, e estou há 2 meses na corrente, só posso sentar neste toco no desenvolvimento!"
    E antes que a médium expressasse seu pensamento, o pai velho ao seu lado disse: "o que importa, minha filha, é o que tem dentro."
    Claro que devemos sim buscar manter uma conduta cristã que não se volte contra a caridade que praticamos, claro que devemos policiar impulsos negativos, claro que devemos buscar nossa evolução intelectual e espiritual. Mas que o nosso comportamento seja reflexo do nosso coração, pois caso contrário não passaremos de falsários. A jovem que pôde manifestar a luz da preta-velha provavelmente tenha tido esta oportunidade justamente para que pudesse reconhecer em si mesma a luz que precisava para se desapegar de atitudes desiquilibradas. É difícil, mas é preciso: não julgar.

    ResponderExcluir
  144. Mucuiu Padrinho.
    Tudo bom com o senhor ?
    Mucuiu Pai Ronald.
    Que texxto é esse merrmáo,,, muuito legal.
    PARABENS.
    Colado, copiado e guardado.
    Grande abraço.
    Axé.

    kiko - litoral norte - s.p.

    ResponderExcluir
  145. Pai Fernando, Mucuiú!
    Boa noite a todos!
    Então queriA lhe dizer algumas coisas que estão acontecendo por aqui...
    Sabe eu sempre respeitei e muito a filosofia do Terreiro Pai Maneco...Mas tem algumas coisas diferentes acontecendo...
    Eu estou organizando algumas coisas por aqui. Para a nossa gira do dia 06/9. E com isso tenho que estar lendo os papéis, ouvir pontos entre outras coisas.
    E sabe de uma coisa? Eu antes, até mesmo na gira que tivemos aqui não sentia isso.
    A cada pontos escutado parece que meu coração vai explodir. Meu corpo se arrepia! Me dá um amor diferente...Coisa que nunca sentí por terreiro algúm.
    Não é puxa "saquisto" não. É verdadeiro mesmo. Sei lá parece que tem uma magia nessa corrente sabe! Uma energia que vai envolvendo as pessoas e elas acabam amando verdadeiramente as coisas do terreiro. sei lá, não sei se estou sabendo me fazer entender.
    Quando fui praí há um ano atrás, percebia como as pessoas falavam do terreiro. Não das pessoas em sí. Mas da força, da união espiritual. Mesmo porque existe o homem na religião...E claro que pode vir acontecer problemas pessoais. Mas não falo disso, falo de uma coisa que nem eu estou sabendo explicar.
    Eu me leMbro quando fui ai Fiquei com a Lilian Maria. E os olhos dela brilhavam quando ela falava do terreiro, de seo Akuan, de Pai Maneco. E eu achava que era sei lá o que...rsrs
    E hoje eu aqui tão distante fisicamente de vcs. mas tão perto.
    Parece que é uma frase que Bruno Lamêgo falou hoje pra mim ( nosso médium daqui), ele falou " que o TPM-RJ estava se tornado seu ideal de vida" Que bonito né?
    Poxa e eu estou sentindo a mesma coisa que ele.
    Estou muito feliz, por essa familia abrir suas portas pra mim e para minha família e cidade.
    Saravá Seo Akuan
    Saravá Pai Maneco
    Obrigada Pai Fernando Guimarães
    E Obrigada Avô Edmundo Ferro.
    Luna - RJ

    ResponderExcluir
  146. Pai Fernando, estava conversando com uma amiga do Rio e ela me passou esse ponto...


    Pai Maneco senta no toco, faz o sinal da cruz
    Pede proteção a Zambi, para os filhos de Jesus
    Cada conta do seu rosário, é um filho que aí está
    Se não fosse o Pai Maneco, eu não sabia caminhar

    Então perguntei aonde ela viu esse ponto. Ela falou que a mãe pequena da casa dela recebia Pai Maneco. Olha que interessante!?
    Axé
    Luna - RJ

    ResponderExcluir
  147. Pai Fernando, tenho lido em alguns lugares sobre a responsabilidade das entidades com o médium e do médium com 'suas' entidades. Tirando a parte de confirmação de entidade e obrigações q eu li e não entendi muito bem.
    O que me pareceu é q se uma entidade trabalha com um médium, essa entidade tem q trabalhar com ele até a morte do médium?
    Digamos que a entidade X, tenha sei lá, sido designada p/ trabalhar de outra forma q ñ seja mais indo ao terreiro... e ele trabalha com o fulano y, z, w... a entidade só poderá mudar seu "ramo de atividade" depois que y, z e w morrerem? Se não, como que ficam os médiuns sem a entidade? Vem outra p/ trabalhar no lugar?

    Beijinhos e obrigadinha, Dê

    ResponderExcluir
  148. Luna, que legal ter lido o texto e a fala do Bruno. FMG

    ResponderExcluir
  149. Luna, gostaria muito de falar com essa médium, principalmente porque esse ponto (adequado) cantamos no terreiro. FMG

    ResponderExcluir
  150. Bom dia a todos Blogueiros!
    Bom dia meu pai!
    Pode deixar que verei com ela, aonde era seu centro. Porque hoje ela é Evangélica...rsr
    Ai...Esse povo ex macumbeiro..rrs!
    Axé.
    Luna - RJ

    ResponderExcluir
  151. Bom dia!!!
    Oi Luna!!!
    Amei seu “depoimento” sobre o sentimento que a Umbanda têm lhe trazido.
    Fiquei emocionada daqui, de Santa Catariana.
    Sabe por mais que eu fale diversas vezes em espiritismo, que é algo que está enraizado na minha mente, devido as experiências que me trouxe, a UMBANDA está enraizada no meu coração.
    Sei bem dos olhos brilhando, do coração que bate forte.
    Ontem mesmo, estava selecionando uns pontos para o meu casamento.
    Num ponto de Oxum interpretado pela Maria Betânia, simplesmente eu me transportei! Parece que o chão saiu dos pés e os ouvidos emudeceram. Meus olhos queimaram e uma paz invadiu meu coração. É um sentimento tão grande e tão simples que é difícil de entender.
    Depois de ficar anos fora do terreiro, lembro da minha volta, e do que eu senti, eu jamais vou esquecer: Quando PUDE enfim cantar o HINO DA UMBANDA numa corrente, não contive as lágrimas, meu coração transbordava uma alegria um sentimento de “estar em casa, de voltar pro Lar verdadeiro” foi muito grande, da mesma forma que foi a primeira vez que pisei num terreiro na vida e soube que eu jamais deixaria a Umbanda.
    E como diz o Caboclo Sete Penas: “Você sou eu ontem, e eu sou você amanha. Um é parte do outro, mas cada um é parte de si mesmo” ou “A Umbanda é a Umbanda... mas quando ela te escolhe,e vc a aceita como ela é, então vc se transforma também nela, e assim faz com que o UM realmente aconteça”.
    Desejo que essa luz e verdade de propósitos que te movem num amor verdadeiro pela Umbanda , transforme tantos corações forem possíveis com o mesmo amor.
    Salve a sua banda!
    Salve o Rio de Janeiro, Curitiba, Recife, Bahia, São Paulo, Minas Gerais, SC e todo esste nosso Brasil, Pátria do Evangelho e raiz da Umbanda no Mundo!
    Saravá a nossa Umbanda querida.
    Grande abraço
    Fabille

    ResponderExcluir
  152. Novo e bom dia, Pai Fernando.

    Luna e Pai Fernando,

    Só para constar...

    como a maioria dos pontos são de domínio público, este nós também cantarolamos bastante aqui em Volta Redonda.

    (estou no aguardo da sua resposta de e-mail, Pai Fernando)

    Abraços fraternos,
    Vivian

    ResponderExcluir
  153. Luna, Mauro, Ronald;

    Consegui confirmar agora: vou poder ir à gira de preto-velho, 01/11, aí no RJ, prestigiar este novo cantinho do Pai Maneco_ que agora está mais perto de nós.

    O sul ainda guardará esperança...

    Por aqui os amigos umbandistas sabem da minha expressa admiração pelo TPM, e mesmo sem conhecerem, também querem ir comigo, então provavelmente iremos chegar em grupo.

    Queremos desejar todas as boas sortes e vibrações possíveis, para que este seja mais um terreiro de muita luz, que contemple por muito tempo a todos nós. E é um "cadinho" desta energia boa que a gente quer aí pegar, para nos ajudar pelos caaminhos, ainda soltos, por aqui.

    Abraços,
    Vívian

    ResponderExcluir
  154. Pai Fernando, tá vendo como foi legal a idéia de identificar a cidade?!! Adorei saber que tem mais gente daqui no bolg! A propósito, posso perguntar ao Flávio de BH se ele frequenta algum terreiro e se pode dar o endereço pelo blog?

    ResponderExcluir
  155. Salve povo do blog! mucuiú Pai Fernado.

    Kiko, pesquisei muito na rede e vi que faltava um texto mais objetivo sobre a origem e poder do Seo Ogum Megê. Por isso tomei a iniciative de redigí-lo. Valeu irmão!

    Vivian querida, você e seu grupo serão muito bem-vindos aqui em nossa Gira. Saravá!

    Bom final de semana pra todos.

    Ronald
    Pai-de-santo
    TPM Rio

    ResponderExcluir
  156. Andréa Destefani- Colombo/Pr28 de agosto de 2009 16:00

    Pai Fernando acredito que quem não pensa que a Umbanda é uma religião também de auto conhecimento está perdendo o melhor que nossa religião pode oferecer individualmente aos seus membros.
    Saber o Orixá regente, hoje eu vejo assim, não é só um ato de curiosidade, ou pra saber quem é seu pai de cabeça.O orixá que nos rege determina também a forma ,no meu entender que não é lá tão grande, como podemos nos entender para traçarmos melhor nossos caminhos.
    No último encontro com a Mãe Jô ela nos falou que uma filha de Yansã que fica "parada" tem uma probabilidade de ficar doente, pois este orixá rege o movimento.Como esta afirmação é verdadeira! Sem poder fazer nada além de refletir sobre meus passos(algo que no fundo era necessário no meu desenvolvimento) e no silêncio aqui, sem poder fazer nada, me deprimi, er o resultado o senhor viu na última gira. Como disse o caboclo Akuan uma lâmpada apagada não pode iluminar ninguém.Uma filha de Yansã pra ter luz deve ter um dínamo pra gerar energia, e isto eu estou falando por que pouco se fala sobre os filhos deste orixá, porque pouco se sabe. Quando se fala que uma filha de Yansã é brava, porque o normal dela é este estão todos enganados. Ela fica assim quando não está gerando energia.
    Então qual seria este dínamo? Cada um tem o seu. Para alguma é o exercício físico, para outras é o exercício mental,mas todas nós precisamos estar numa busca constante para fazer esta energia circular.
    Outra coisa que a Mãe Jô observou com sua experiência como mãe de santo, foi que as filhas de Yansã são extremamente fiéis a seus propósitos e as pessoas que estão próximas a elas. Por minha observação, acredito nisto e acrescento mais algumas coisas.Uma filha de Yansã aceita a liderança de outros desde que esta outra pessoa oportunize condições de fazê-la crescer, de ativar este dínamo interno,dando-lhe condições de percorrer seu caminho de conhecimento sozinha, sem carregá-la no colo. Por exemplo, e voltoa falar disto, quando o sr. Pai Fernando me falou que deveria usar a palavra entendimento, o sr. não tem idéia de como isto foi importante.Tomei esta palavra como instrumento imprescindível para este ano.
    Gostaria de ,com tudo istoque falei sobre filhas de Yansã, pedir que discutíssemos mais sobre as características de cada filho de Orixá, pois acredito que este seja um tema importante e que venhamos a acrescentar mais em nossos conhecimentos pessoais. Saravá pra todo mundo!

    ResponderExcluir
  157. rsrsrsrs. Não Pai Fernando...A minha amiga que é evangélica agora. Não a mãe ex mãe pequena dela...haha
    E essa minha amiga é muito mente aberta! E eu já estava convidando-a para ir ao nosso terreiro.
    Verei isso...rsrs
    Essa foi boa!
    Axé.
    Luna - RJ

    ResponderExcluir
  158. Denise, com obrigação feita vale enquanto o médium estiver trabalhando. FMG

    ResponderExcluir
  159. Boa Noite Pai Fernando!
    Oi Míriam, infelizmente vou ficar te devendo. Não faz muito tempo que moro em BH, mas fiquei sabendo do terreiro "Tenda do Caboclo Tupinambá", na rua Cassiana Soares, Santa Rosa. Não sei te dizer como é lá. Ainda vou visitá-lo para conhecer.
    Desculpe não ter ajudado muito!
    Abraço,
    Flávio-BH

    ResponderExcluir