Assine aqui para receber atualizações deste blog

segunda-feira, 8 de junho de 2009

TEMA LIVRE - 4 -

Por excesso de tópicos, estou abrindo o Tema Livre 4. Vou começar onde parei e estava postando a resposta para a Luna. Dizia que a história da águia do caboclo Akuan eu vou transcrever aqui no blog. Quanto a minha saúde, não se preocupe que estou muito bem, principalmente porque me cuido. Por curiosidade vou revelar que há uns quinze anos atrás no nosso terreiro um médium incorporado com sua entidade comunicou à minha mulher que eu ia desencarnar. De lá para cá essas previsões não parararam. E eu aqui, no blog e postando...

181 comentários:

  1. Rrsrsrsrs. Tá certo! Mas quem ama cuida. Mesmo que de longe.

    Vou aguardar a história da águia de Seo Akuan, anciosa.
    Axé para o próximo tema!

    ResponderExcluir
  2. Para não perder o costume...
    Boa noite a todos!! Boa noite pai Fernando!
    Gostaria muito de saber sobre seo Edmundo Ferro.
    Não me lembro se ele era da Umbanda ou do Kardecismo no livro do senhor. Mas percebo muito sua adimiração por ele.
    Foi ele que te levou a Umbanda? A forma da Umbanda praticada hoje no pai Maneco veio através de seo Edmundo? E o senhor como filho deu continuidade?
    Falo isso por que tem duas pessoas nas quais confio muito. Que é Sebastião Mauro ( meu primeiro pai de santo) e o senhor.
    Tudo que sei veio desse homem, essa continuidade segue com o senhor e Lucília.
    Pode nos contar essa sua tragetória?
    Obrigada meu pai.

    ResponderExcluir
  3. Anonimo
    Pai Fernando
    Seque aqui o relato de acontecimento o qual quero dividir com o SR e meus amigos da Umbanda :
    Meu sobrinho-filho teve problemas com drogas e devido a isto contraiu o HIV. Ele é um jovem de bom carater e conquista facilmente com seu carisma. Ele novamente veio morar comigo aqui em Curitiba. Chegando aqui falei para ele da minha nova filosofia de vida a Umbanda. Ele ficou meio assustado pois de nada tem conhecimento referente a Umbanda por vir de familia evangelica. Relatei a ele meio por cima como era os trabalhos lá no TPM. E ele me perguntou: _ Tia lá eles podem me curar?
    Eu estremeci e falei : - DEpende de que cura vc quer? A espiritual pode sim , basta vc querer!
    E prometi levar ele a gira de segunda. Enfim chegou segunda e caiu aquele frio e uma baita preguiça em mim, e não levei ele.
    Na terça-feira ele acordou chorando e assustado e falou pra mim - Tia um índio no meu quarto a noite inteira, ele era muito grande de tão alto ficou de joelhos na beirada da minha cama e tinha um águia com ele.
    Para tirar as duvidas , levei ele até o computador e mostrei imagens de Exus, Cablocos, Preto-velho e perguntava é parecido com este? Até então eu colocar a imagem do Seu Akuã e ele gritou assustado - È essse Tia ! È esse ! e voltou a chorar com um misto de medo e susto.
    Eu naquela hora arrepiei. E pensei Pai Fernando que era mesmo pra eu levar o menino lá no TPM , mas devido a minha preguiça , não fui, seu Akuã veio até ele ?!
    Abraço FRaterno á todos

    ResponderExcluir
  4. Mucuiu, painho.

    Pai Fernando, então quando é que as caboclas e caboclos da água trabalham (dando consultas, por exemplo), se não é na gira de caboclos?
    Respondendo ao nosso irmão Mauro, o Pai Bitty comentou sobre uma cabocla com o nome Flor das Águas. Talvez, se ele quiser, podia comentar de onde conhece. E também falar do Caboclo do Mar, com que trabalha. A minha curiosidade sobre o assunto é tamanha justamente por quase não se ouvir falar disso.
    Melhoras para o senhor.
    Axé a todos os blogueiros!

    ResponderExcluir
  5. Pai Fernando, como o senhor mesmo diz, tem tanta gente - Seu Akuan, Seu Tranca Rua das Almas, Cigano Woisler, Seu Junco Verde, sua mãe, seu pai... - para falar diretamente para vc alguma coisa que não vai ser nenhum recado desse tipo para que tenhamos preocupações.

    Enfim...

    Vou contar uma passagem bem interessante. Como estou nesses meus momentos de entrega total à Umbanda, de uns tempos pra cá tenho me deixado sentir - quando sinto - a presença das entidades do senhor quando o ponto é tocado, seja para incorporação, seja para saudação.

    Uma bela noite na gira do Pai Jussaro, durante a saudação ao Caboclo Akuan, pude sentir a chegada dele. Senti que ele vinha num belo cavalo branco cavalgando em círculos pelo terreiro e sua grande companheira, aquela águia enorme, também vinha num voo circular. Ele ficou parado bem ali onde o senhor fica quando está incorporado a dar consultas. E a águia chegou logo em seguida pousando em seu braço. Isso foi muito nítido para mim. E emocionante, nem se fale. Tanto que tenho que me segurar toda vez que canta o ponto do Seu Akuan para não chorar de emoção. Observação: a mesma emoção acontece quando da chegada de Seu Caveirinha.

    Outra noite, em nossa gira de 5ª feira, a corrente do Pai Bitty foi convidada, depois do desenvolvimento, a participar da segunda parte da gira.

    Robert e eu fomos pedir ao Pai Miquimba se era possível sentarmos um pouco no meio para receber a maravilhosa vibração dos pretos velhos. Estando ali sentado pedi para ver o Pai Maneco. Pedi para ele, claro. Para que ele se mostrasse. Nada aconteceu.

    Eis que ouço sua voz: "Rodrigo, vá até o roncó e fica ali alguns minutos de olhos fechados que vou me mostrar para você." Bem, preciso confessar: morro de medo de espírito. Fui ao roncó - fui porque foi pedido! -, fechei meus olhos e, morrendo de medo, pude sentir uma espécie de materialização do espírito do Pai Maneco. Minhas mãos contornavam, pelo ar, o corpo do nosso querido preto velho. Senti o vinco de seu rosto, a espessura de seu cabelo, a dureza de sua pele. Tudo isso com medo, claro. Mas confiante e com a luz do roncó acesa.

    Pensei que ele fosse se mostrar para mim e num dado momento sua voz me disse: "Meu filho, só o que você sente por mim é a maior prova de minha existência. Eu sou como você me vê e como seu coração me sente. Que Oxalá te proteja hoje e sempre."

    Feliz da vida saí de lá com a felicidade de ter "visto" Pai Maneco e ter recebido mais uma aula de Umbanda: o coração da gente, nossa fé e nosso amor, são as chaves para o encontro com o espiritual.

    Saravá!

    P.S.: Peço a todos que não entrem no roncó sem autorização de algum dirigente material. Eu só entrei de metido - mesmo com medo - e por ter autorização do Pai Beco para entrar ali a fim de buscar alguma coisa necessária para nossa gira.

    ResponderExcluir
  6. Pai Fernando,

    Espero que esteja tudo melhor!!! Ombro... pulmões... frio (q tá de doer, né? hehe)

    Desculpe a formulação errada da pergunta anteriormente, entendo que deva ser muita gente para refazer os obis... mas gostaria de saber qual o significado do Orixá feminino em nossas vidas. E também, sabemos que existem as características do filho/a de determinado Orixá. Mas como e o que representa o "2º" Orixá em nossas vidas?

    Beijinhos e obrigadinha

    ResponderExcluir
  7. A Emanuelli, da engoma de segunda feira, me pediu p/ postar no blog perguntando a História de Seo Ogan Kaian.

    Obrigadinha e beijinhos, Dê

    ResponderExcluir
  8. Olá Pai. Foi Iansã sim minha primeira incorporação! Houve cruzamento pois estava no terreiro que frquentava antes e até vieram perguntar depois p/ a Entidade que estava me atendendo se era comum isso acontecer,e ele explicou que não ra comum, mas podia acontecer.
    Certa vez, um preto velho me disse que sou filha de Oxum, mas achei que fosse de Iansã por estes "acontecimentos", já que Oxum só incorporo quando geralmente depois de uma gira de esquerda ou quando estou me sentindo meio nervosa e fraca ai ela vem deve ser p/ me limpar não é? É tão suave, vem de uma maneira tão diferente...
    Silvinha

    ResponderExcluir
  9. Andréa Destefani9 de junho de 2009 10:30

    Pai Fernando o sr. acredita que uma pessoa falaria isto pra sua esposa por maldade, ou talvez até por uma obsessão? Gostaria que o senhor nos lembrasse,porque as vezes repetir leva a conscientização, as coisas que devemos evitar falar em uma consulta. Ontem em atendendimento com seo Sete Cachoeiras, chegou uma senhora e perguntou a ele se o marido a traía.Ele prontamente respondeu que sim(quase morri do coração!) aí explicou que o marido havia casado com uma mulher guerreira, super ativa e que se preocupava muito consigo mesma e agora já não reconhecia a mulher com quem estava,então podia se dizer que sim ele estava traindo a mulher com quem casou.A pessoa ficou emocionada e disse ao caboclo que ele havia falado uma grande verdade, seo Sete Cachoeiras riu e disse ser um costume dele falar a verdade...Axé a todos!

    ResponderExcluir
  10. saravá a saúde de ferro do nosso pai de santo! :)

    pai Fernando, depois da gira de ontem uma dúvida me surgiu: nas incorporações de entidades como caboclo da pantera, da falange do caboclo Akuan e Ogum de ronda são as mesmas entidades sempre com os mesmos cavalos? não são? ou depende da afinidade da entidade com o médium?

    outra pergunta: no caso dos filhos de Ogum, eles podem ter como pai de cabeça um caboclo da pantera ou um Ogum de ronda?

    obrigada!

    ResponderExcluir
  11. Ainda bem neh q nenhuma dessas previsões aconteceram...e q não aconteçam...oq seria de nós??

    Abraços
    Isamara

    ResponderExcluir
  12. Pai Fernando eu queria saber se no terreiro existe a possibilidade de nos comunicarmos com espiritos de parentes desencarnados????
    Como funciona isso???
    Isamara

    ResponderExcluir
  13. Seo Fernando, se me permite, foi importante esse destaque com sua propria saude, pois muitos se esquecem que também ha um corpo e uma mente que necessitam ser igualmente cuidados.
    Qto as previsao,so ressalta o cuidado e a responsabilidade que se exige dos mediuns, cambones, capitaes, etc

    abracos

    Sidney Oliveira

    ResponderExcluir
  14. Eu tive uma cadela que gostei muito, a Quana.Tenho visto seu vulto em minha casa e insistentemente quando vou falara de um cachorro falo o noem dela.
    Esta noite sonhei que era a "boa da boca" de um Morro do Rio e quem era a minha grande guarda? A Quana.rsrsrrsr
    Já temos uma idéia de como encaminhar espíritos que estam perdidos e se não conseguimos caseiramente usamos o terreiro. Agora a pergunta...como faço para encaminhar o espírito de um cachorro? Preciso fazer isto? Se ela continuar dentro de casa tem algum mal para seu espírito? Nos atrapalha? A minha cadelinha nova pode ficar influênciada por ela?
    Lucilia

    ResponderExcluir
  15. JOÃO EMERSON DA COSTA9 de junho de 2009 15:25

    PAI FERNANDO...NA MINHA OPINIÃO O MÉDIUM NÃO SOUBE TRANSMITIR A MENSSAGEM,ACREDITO QUE O ESPIRITO DEVA TER DITO " FERNANDO VC VAI DESENCANAR(TIPO ASSIM,SEM GRILO,DESENCANA).POIS VEJO QUE CADA VEZ QUE ACONTECE ALGO EXTRAORDINÁRIO RELACIONADO AO TERREIRO O SENHOR SE RENOVA,VIVIFICA.SEJA QUANDO O SENHOR SE DOA NOS TRABALHOS OU QUANDO O SENHOR SE DOA AQUI NO BLOG...QUE CÁ ENTRE NÓS JÁ É UM FENôMENO.ENTÃO A PALAVRA FOI.. DESENCANAR....ASSIM SIMPLES...SAÚDE É OQUE INTERESSA O RESTO NÃO TEM PRESSA....SARAVÁ PAI FERNANDO...

    ResponderExcluir
  16. Pai Fernando boa tarde.
    Gostaria de saber sua visão com relação as mensagens das entidades passadas para nós médiuns.
    Até que ponto devemos filtrar algumas informações para não comprometer o livre arbítrio da passoa? Até que ponto o consulente pode saber de tudo?
    Mesmo porque muitas pessoas buscam a religião porque estão emocionalmente e espiritualmente debilitadas.
    Existem muitos casos de consulentes querendo saber se são traídas por seus parceiros (as). Se irão ganhar isso ou aquilo...
    O senhor pode nos esclarecer até onde podemos ir? Ou até onde devemos limitar a informação de uma entidade?
    Obrigada.

    ResponderExcluir
  17. Eu já respondi para a Lisangela. Mas vejam que essa postagem veio em cima daquilo que a Luna pediu. FMG

    ResponderExcluir
  18. Nossa até eu me surpreendi!
    Caramba, magnífico mesmo!!! Nem sei mas o que falar sobre a nossa magnífica religião...
    Saravá, Seo Akuan...Ajude esse rapaz!

    ResponderExcluir
  19. Mukuiu padrinho. Aqui é o kiko de sáo sebastiáo - ... Mukuiu padrinho.
    Aqui é o kiko de sáo sebastiáo - s.p. - filho da máe alice e do sr e da máe lucilia tb.
    Estou muito feliz em estar participando das giras ai em curitiba, e em floripa, mesmo sendo só de uma a duas vezes por mes por conta da distancia.
    Obrigado pela oportunidade de aprender a doutrina e cultura da umbanda pé no cháo.
    Gostaria da sua opniáo sobre uma duvida minha.
    Ai vai:
    Creio que as entidades, assim como nós, estáo sempre em processo evolutivo. No caso deles(as), que ja trabalham na umbanda, com o passar do tempo, a doutrina e controle cada vez maior da mente, o poder do controle vibracional, o aumento do conhecimento e manipulaçáo de elementos, juntamente com o estudo aplicado (pois acredito que os espiritos que nos orientam sáo mestres e sabios que fizeram por merecer chegar onde estáo),,, podem por nescessidade, ou até por afinidade e carisma entre eles,,, migrarem de uma linha para outra ???
    Sei que todos tem sua funçáo especifica. Mas podemos duvidar que um exu, ou baiano, ou mesmo um boiadeiro possa vir a trabalhar em uma vibraçáo mais sutil,, ou simplesmente diferente ???
    Assim como na hierarquia do terreiro, em nossa umbanda é normal (espero náo estar equivicado) os caboclos passarem ou direcionarem a correria a ser feita pelos exus, e assim por diante. As ordens vem do alto, e a hierarquia deve ser respeitada. Ou seja : Eles se aplicando podem vir a ser promovidos e convidados a assumir funçoes maiores, mesmo que seja em outra linha ???
    é isso.
    grande abraço.
    Axé e mukuiu pai fernando.
    Publicar Recusar (Anônimo) 08/06/09
    Olá Pai Fernando!

    ResponderExcluir
  20. Kiko, desculpe a demora da resposta, mas precisei passar para outra postagem porque a outra estava lotada. A migração de uma linha para outra até existe, pois são as entidades que cruzam linha. O que não pode é as entidades mudarem e Orixá, ou mesmo nós. Nascemos, desencarnamos e encarnamos sempre na mesma linha de POrixá Cósmico. Bom que vc está gostando e frequentando nosso terreiro, embora saiba que uma viagem de S.Paulo Ctba e Ctba São Paulo toda semana não fica fácil. FMG

    ResponderExcluir
  21. Luna a história da Águia do Caboclo Akuan, extraida do meu livro Grifos do Passado:

    Estava incorporado com ele quando, no meio no terreiro, em vibração especial, estava uma senhora, tendo ao colo uma menina excepcional. O Caboclo levantou-se, pegou no Congá duas espadas e um escudo, e deu de presente para a menina. Emocionado disse à mãe:

    - Só quando você desencarnar é que vai entender a razão de você ter esta filha. – falou, voltando ao seu lugar.

    Os cambonos estranharam esta atípica atitude do forte guerreiro. Ele contou sua comovente história.

    - Eu era cacique. Tive vários filhos. Um deles como esta menina – disse apontando para o meio do terreiro. Eu a amava, bem mais que os outros. Não sabia a razão, por que logo a doente, quando deveria me apegar aos sadios? E o Cacique não deve demonstrar fraquezas sentimentais. Eu a pegava escondido, e corria com ela para o mato.

    Um fato curioso. Quando o espírito conta suas histórias, o médium consciente, como eu, vê a cena, à medida que a lembrança do espírito reaviva a cena. Via aquele enorme índio, com a criança de encontro ao seu peito, correndo para o mato, até mesmo desviando as folhagens e árvores. Foi nítida a visão. O Caboclo continuou:

    - Quando sabia que ninguém podia me ver, punha minha filha no chão e ficava bom tempo, brincando com ela feito um curumim. Foi precoce sua morte. Chorei muito, e senti sua falta. Mas não ia querer conhecer a razão, sabendo que os deuses estavam cuidando dela. Emocionado parou de falar.

    Os cambonos, vendo a emoção da entidade, cuidaram para ninguém do terreiro chegar perto. Ele continuou:

    - Quando desencarnei, tive o reencontro. Entendi tudo que antes era mistério para mim. Esta menina, quando encarnada foi minha filha, hoje trabalha comigo, em forma de águia...

    ResponderExcluir
  22. Luna, o Edmundo Ferro estava prestes quando desencarnou de completar cinquenta anos como pai de santo. Alem de meu pai de santo foi um grande amigo. Foi ele quem me iniciou na Umbanda. O Terreiro do Pai Maneco é um nome fantasia, e o comercial é Sociedade Espiritualista Edmundo Rodrigues Ferro, claro, em sua homenagem. FMG

    ResponderExcluir
  23. Rodrigo que legal que vc sentiu a presença do Pai Maneco. Aproveitando, não vou postar aquele comentário sobre o orkut porque não cabe aqui. FMG

    ResponderExcluir
  24. Denise, todos os Orixás têm a mesma importancia nas nossas vidas. A diferença é do pai de cabeça que vem na linha masculina de nosso Orixá Cósmico. FMG

    ResponderExcluir
  25. Emanuelli, não precisa pedir para outro postar. Mande direto que é legal. Não conheco a história do seo Ogam Caian, mas acho que está perto dele revelar. FMG

    ResponderExcluir
  26. Silvinha, não quero ser insistente, mas peça ao teu pai (ou mãe) de santo que tire tuas duvidas. Vou tentar ajudar, Iansã é o feminino de Xangô. Então, se vc for Iansaã teu pai masculino é Xangô. Oxossi pode ser Iemanjá e Oxum, o mesmo acontecendo com Ogum. Mas exija que os dirigentes têm obrigação de dar esses esclarecimentos. FMG

    ResponderExcluir
  27. ANdréa, ainda bem que a consulente ficou ouvindo até fim. FMG

    ResponderExcluir
  28. Andréa Destefani9 de junho de 2009 19:30

    Eu sei meu pai...vou fazer uma entrega pedindo que ele me ajude um pouco mais a não me assustar,nem aos outros...

    ResponderExcluir
  29. Carolina, o Caboclo da Pantera e Ogum de Ronda não acredito que sejam pais de cabeça. O pau de cabeça é um índio comum nome proprio qwue trabalha na linha cósmica do médium. Exemplo do meu pai de cabeça, o seo Akuan, índio que tem seu nome registrado na história indigena no Brasil e é filho de Ogum, como eu. Falange de Ogum e Caboclos da Pantera não são as mesmas entidades. FMG

    ResponderExcluir
  30. Isamara, claro que pode se comunicar, através da intuição, da psicografia e da incorporação. Tudo normal e dentro da Umbanda. FMG

    ResponderExcluir
  31. Andréa Destefani9 de junho de 2009 19:34

    Afinal meu pai o que é o Ogum de Ronda? Porque me parece que Ogum de ronda não seja um "tipo" de Ogum ,mas uma qualidade de todos os oguns na hora de uma limpeza...

    ResponderExcluir
  32. Lucilia, os cães têm um periodo mais curto para reencarnarem e essa Quana que vc vê para mim não é novidade porque quando vc ainda usava fralda e não falava, balbuciava brincando com o ar o nome Dandy, que era um cão meu recentemente morto por assaltantes. Acho que esse cascão logo de dissolverá. Para quem não sabe, a Lucilia é minha filha de carne. FMG

    ResponderExcluir
  33. Pai Fernando,

    Vejo sempre pessoas na porta do meu quarto, elas nunca entram apenas ficam paradas na porta, como se ali fosse o limite delas.Não sinto energia ruim vindo delas mais queria saber pq elas ficam apenas ali:::

    Bjs

    Monique

    ResponderExcluir
  34. A saudacao inicial na abertura de uma gira é também uma homenagem e uma reverencia a pessoas importantes para a Umbanda,a Terreiros, Orixas, Linhas, Entidades, Nacoes, etc...
    A escolha dessa "lista" cabe ao dirigente do terreiro e ao pai/mae de santo da gira?
    Como se monta essa lista? Quem tem que estar, por exemplo...
    abracos
    e muita compressa de agua quente p ombro
    melhoras!
    Sidney Oliveira

    ResponderExcluir
  35. João, que bom que vc falou sobre isso e abriu um espaço para eu falar. Acho que não existe nenhuma pessoa que goste que sua morte seja prevista e ouvir que sua idade pode atrapalhar seu comportamento. Vcs jovens fiquem quietos com suas previsões tolas e respeitem a idade dos outros. FMG

    ResponderExcluir
  36. * trajetória*

    Pai Fernando adorei a História de seo Akuan. Mas havia me esquecido que tinha no livro.

    Rodrigo Fornos. Adorei seu relato com pai Maneco!! Só para saber, morro de medo de escuro e de ver espíritos ( por mais que eu veja)rsrsrsrsrsrs.

    O relato da Lis ( lisangela então...)Nem se fala.

    Já estou adorando esse tema 4. Está cheio de relatos interessantes!

    Obrigada Pai Fernando, gostaria de ter conhecido Seo Edmundo Ferro tbém. Deve ser parecido com meu primeiro pai de santo e com o senhor...E que por consequência estamos nós aqui juntos pela mesma sintonia.
    Axé.

    ResponderExcluir
  37. Luna, não podemos jamais esquecer que uma entidade incorporada no médium cria uma terceira força que é exatamente essa união, e os pensamentos se misturam. Sempre aconselho os médiuns a não falarem e só responderem e tenham como objetivo atrazer o bem estar e a força para o consulente, por isso traição, doença, morte e acidente é coisa qque não deve ser dita e aqui no nosso terreiro é proibido. FMG

    ResponderExcluir
  38. Andréa, desta vez não vou perdoar. Ogum de Ronda é o Ogum que faz a Ronda. De Terreiro em Terreiro vai com seu cavalo e sua espada matando nossos dragões. FMG

    ResponderExcluir
  39. Monique, acho mais fácil vc perguntar para elas. Brincadeirinha, é que eu não sei te dizer isso. FMG

    ResponderExcluir
  40. Eu não vai que elas respondem eu heim rsrrsrsrsrs

    ResponderExcluir
  41. Sim pai Fernando, concordo em tudo! E temos como médiuns saber que somos os mediadores das entidades. E podemos sim por obrigação filtrar qquer informação que seja dada pela entidade.
    Ainda mais que possa comprometer emocionalmente ainda mais o consulente.
    AXÉ.

    ResponderExcluir
  42. Sidney, o ritual é montado sempre pelo dirigente, usando seu livre arbitrio. O nosso é aberto com uma saudação as entidades chefes representando todos os outros, bate a cabeça para a Umbanda, saudação ao Anjo da Guarda, Pai Nosso, Abertura da Gira saudança Pai Oxalá e Seo Omulum, ponto cantado da abertura da gira, saudação ao seo Ogam Caian e à engoma, saudação aos Orixás Cósmicos, saudação às entidades da casa, saudação ao seu Tranca Ruas da Porteira e inicio da gira. FMG

    ResponderExcluir
  43. Andréa Destefani9 de junho de 2009 19:57

    Eu acho isso mesmo.Só me confundi com a questão do sr. ter respondido que não achava que Ogum de Ronda pudesse ser pai de cabeça à Carolina. Ogum, energia à qual sou extremamente devota, é tão poderoso que acredito que todos os caboclos sejam de Ronda. Quero também lhe dizer que ontem sentia com os meus pés a vibração do trotar dos cavalos entrando no terreiro desde que foi chamado seo Akuan.Tive até medo de olhar para trás e ver um deles perto de mim.
    Quero que o sr continue sem me perdoar e me respondendo sempre.Posso daí não ter sua simpatia, mas vou aprender um monte. Amo muito o sr. e o sr fez uma falta tremenda ontem. Axé desta filha de Yansã.

    ResponderExcluir
  44. Andréa, pode perguntar para quem me conhece, mas só brinco e brigo com as pessoas que amo. FMG

    ResponderExcluir
  45. Olá Pai Fernando! Estou abusando neh Pai? rsrsrs... Olá Pai Fernando!
    Estou abusando neh Pai? rsrsrs Se puder exclarecer minha dúvida!
    Estou tendo sonhos com algumas guias (fios de contas) Em outra oportunidade, postei sobre uma guia verdinha clara com penas marrons, Sr me disse que era o Feminino de oxossi. Desta vez sonhei com uma guia com sementes brancas, uma pessoa me ensinava a fazer... Engraçado que era assim: sete sementinhas brancas ora separadas por contas brancas, ora por marrons e amarela... não em recordo a ordem exata, mas era assim... tinha umas partes de contas marrons, uma parte grande... Estranha neh? O que significa este sonho Pai?
    Obrigada saravá!
    Silvinha

    ResponderExcluir
  46. Andréa Destefani9 de junho de 2009 20:02

    Gente pela resposta deste meu pai de santo tem como não amá-lo?

    ResponderExcluir
  47. Silvinha, tive que passar tua postagem para esse tópico. O sonho é dificil explicar, mas as guias não. No nosso terreiro a cor verde clara representa a linha de Jurema, que eé feminino de Oxossi. Sementes brancas e contas brancas (leitosas) representa Oxalá e a conta marron é deXangô e a amarela de Iansã, que é o feminino de Xangô. FMG

    ResponderExcluir
  48. Pois é...Com relação a pergunta da Silvinha, já ví... Pois é...Com relação a pergunta da Silvinha, já ví um caso bem próximo.
    Foi um caso de pedido da cabeça do médium.
    Foi na Umbanda mesmo. Foi um incorporação cruzada de Exú e com preto velho.
    Porque essas coisas acontecem?
    Outra coisa Pai Fernando. Já fui num terreiro de Umbanda que os médiuns incorporavam todos os Orixas...Diferente ao meu ver!
    Não sacrificando muito seu ombro poderia responder?
    Abços
    Luna

    ResponderExcluir
  49. Luna,vamos inverter isso. O Preto Velho pode cruzar com Exu, mas Exu não pode com o Preto Velho. Incorporar Orixá Cósmico não tem como. Pode ser as entidades que também chamamos Orixás. FMG

    ResponderExcluir
  50. Pode estar no terreiro, em casa , e agora no blog, vivendo a Umbanda. Saravá Pai Fernando!
    Sempre carinhoso e acolhedor !
    Salve Seu Akuã! Salve sua águia companheira !
    EStamos aqui recebendo sempre sua ajuda, dentro e fora do terreiro!
    Abraço Fraternos á todos!

    ResponderExcluir
  51. Ola, boa noite
    não possuo muito conhecimento nesse lado mistico, espiritual, religioso... por isso venho com muito interesse pedir opniões.
    Ultimamente, (ultima semana)não tenho dormido direito, acordo durante a noite como se tivesse alguem no meu quarto, as vezes presinto, vejo (ou acredito ver) alguns movimentos estranhos, e, o que mais me chamou a atenção e me vez buscar respostas, foi que na ultima noite acordei derrepente como de costume e ouvi algumas vozes de mulheres, como se estivessem rezando baixinho e quando levantei a cabeça logo o som desapareceu....
    Isso tudo vem me fazendo perder algumas horas buscando respostas....
    Obrigado

    ResponderExcluir
  52. Ai que sodadiiiiiiiiiiissssssss do Senhor!!!! :o)))

    Beijinhos, beijinhos, beijinhos... Dê

    ResponderExcluir
  53. entendi, meu pai de santo!

    pergunto mais: toda vez que eu incoporar um caboclo da pantera será sempre a mesma entidade? ou não? ou depende da afinidade?

    outra pergunta: é normal sentir a energia dos panteras com uma proximidade com à de quimbanda? (como quando os boiadeiros viram pra esquerda?)

    obrigada de novo.
    bjo!
    Caroline

    ResponderExcluir
  54. Ola Pai Fernando! desejo ao Sr. e a todos maravilhosa semana. Mae Lucilia, li sua mensagem e lembrei-me logo (como se fosse hj) da minha cadela. (amo os animais em especial cachorros e cavalos) Ela morreu velhinha, com problemas de estomago e não sobreviveu a cirurgia. Mas constantemente a via em meu apto e escutava o caminhar (chão de madeira) chegava a sentir seu cheiro. O veterinario que a atendeu era espirita, conversei com ele a respeito e ele me disse. Chegou a hora de vc se despedir dela, deixe-a ir, diga-a que a ama e muito.. aos prantos fiz isso... e ela se foi pra sempre! nunca mais vi, ouvi ou senti algo. Mas sinto saudades ainda! Alguem falou em outra mensagem que chegou a sentir a vibração no chão dos cavalos... não tenha medo, eles nada te farão "nem em espirito nem em verdade".

    Robert Smith Surtees: "Não há segredo tão próximo como aquele entre um cavaleiro e seu cavalo" linda semana a todos!!

    ResponderExcluir
  55. Mas digo assim, oq é necessario para que isso aconteça (se comunicar com espirito familiar)? É o espirito que tem q querer falar com a gente?
    Ou que outros fatores são necessarios para que isso aconteça? Podemos chama-los?

    Desculpe tantas perguntas...

    Isamara

    ResponderExcluir
  56. Boa noite a todos,
    uma perguntinha:
    Amaci. O que é? Um batizado? Gostaria de saber sobre este rito.
    Obrigado

    ResponderExcluir
  57. Oi Pai Fernando, primeira pergunta do blog..rs.
    Nesta segunda surgiu a seguinte questão: todo ponto riscado de determinada entidade conteria ao menos um elemento que se repete nos diferentes dias em que ela vem. Ou seja, mesmo que em determinados trabalhos o ponto riscado mude, de acordo com a necessidade daquele dia, haverá sempre um elemento igual que identificaria aquela entidade. É assim mesmo?
    Desirée

    ResponderExcluir
  58. Buenos dias pessoal! Bom dia, PAi Fernando!

    "a conta marron é de Xangô e a amarela de Iansã, que é o feminino de Xangô"... A conta amarela não seria de OXum? Ou a de Iansã não é laranja, e sim amarelo escuro?

    E na última Gira de Boiadeiros ouvi dizer que para Boiadeiros, no PAi MAneco, se acende velas amarelas, evitando-se as bicolores amarelas com marrom... Pq?

    Monique: "eu não vai que elas responedem, eu heim!"... rsrs, é bem assim mesmo, somos curiosos e medrosos ao mesmo tempo...

    ResponderExcluir
  59. Eu tive 2 experiencias com animais...uma com a minha gata, ela morreu depois de mt lutar contra uma doença grave, qnd ela estava mt mau, fui no terreiro pedir ajuda para q ela parasse de sofrer, no dia seguinte ela morreu, fiquei um bom tempo vendo vulto de um gato preto (ela era preta) em casa, e sempre tive certeza q era ela, sentia ela subir na minha cama...um dia simplesmente parou...e um dia eu andando na rua a noite junto com meu marido (estava na via rapida), senti um cheiro mt mt forte se suor de cavalo, olhei em tds as direções e não havia cavalo nenhum, só o cheiro mt forte, q me acompanhou td o trajeto...até eu chegar em casa...e tenho mts duvidas em relação a isso, pra onde eles vão, como acontece, se é como com a gente, e se é diferente, diferente como...duvidas e mais duvidas...
    Axé blogueiros....

    ResponderExcluir
  60. OLÁ Pai FERNANDO !!
    Um dia eu fui a um terreiro de umbanda ,onde minha mãe trabalhava, e ela encorporava um coboclo que nunca riscou seu ponto.Os dirigentes da casa caboclo gira mundo e outro que não me recordo, forçarão o caboclo a riscar seu ponto e ele falo que não iria riscar,ai ele subiu e o medium que estava encorporado com o caboclo, incorporou um espirito que dizia querer matar minha mãe!
    Até hoje não entendi oque pode ter acontecido.
    E o caboclo que incorpora em minha mãe não podia ter evitado isso?
    Depois de tudo o medium ficou muito mal e falo que parecia que um tornado estava carregando ele!!

    ResponderExcluir
  61. Pai FERNANDO,
    Pode um guia dar consultas sem riscar seu ponto?
    Eu lhe pergunto porque os guias que encorporam na minha mãe
    ja fazem 25 anos não riscam ponto!!
    Seria imprudência dela?

    ResponderExcluir
  62. Boa tarde a todos!
    Pai Fernando não sei se cabe aqui, mas fiz uma comunidade no Orkut dos filhos do Terreiro Pai Maneco que estão espalhados pelo mundo...
    Rj, Japão, Floripa e outros lugares que ainda virão.
    São para todos os filhos da casa que estão fora de Curitiba.
    Mãe Lucília aprovou. E será para unir cada vêz mais as pessoas que vão se chegando aos poucos nessa Umbandaque é o TPM.

    " Essa comunidade é para todos os filhos do terreiro Pai Maneco que estão espalhados pelo mundo , levando os trabalhos de Umbanda.
    Somos filhos de Akuan!
    Somos filhos de Pai Maneco!
    Levamos e seguimos a filosofia de Pai Fernando Guimarães.
    Somos a Umbanda do Pai Maneco pelo mundo!!!"


    Obrigada pelo espaço.
    Segue o link:
    http://www.orkut.com.br/Main#Community.aspx?cmm=90800636

    SARAVÁ.

    ResponderExcluir
  63. Pai Fernando, uma pergunta pessoal para um pai de santo.
    Como o senhor define essa simpatia pelo Terreiro Pai Maneco?
    Pessoas que nunca pisaram ai , já se programam para conhecer a casa.
    Soube de um senhor que viu o site, passou no shopping, comprou uma roupa branca e foi voando para Curitiba...Bacanérrimo!!!
    Meu maridex Mauro conheceu o site do TPM pelo site e em duas semanas conheceu o povão daí pelo Orkut e foi praí!
    Fora as outras pessoas que já estão querendo trabalhar no terreiro ( e isso é um reflexo do Blog)
    Fora...Fora...Fora os casos que ainda não sei...hehehe
    E gente que só no boca a boca já estão se prontificando a trabalhar na casa aqui No Rio.
    Me diga, o que o senhor sente com isso tudo?
    Bjs.

    ResponderExcluir
  64. Pai Fernando sua resposta:


    Luna,vamos inverter isso. O Preto Velho pode cruzar com Exu, mas Exu não pode com o Preto Velho. Incorporar Orixá Cósmico não tem como. Pode ser as entidades que também chamamos Orixás. FMG

    ---------------------------------------------
    "O Preto Velho pode cruzar com Exu, mas Exu não pode com o Preto"

    Poderia explcar melhor? Não entendi esse processo.
    Luciana Luna.

    ResponderExcluir
  65. Mukuiu padrinho.
    Tudo bom com o senhor?
    Obrigado pela resposta, clareou e muuito.
    Quanto a pergunta, foi somente a respeito das entidades mesmo,,rs. Em relaçáo aos orixas cosmicos, e como eles agem sobre nós, meus parafusos ja se ajustaram. Ando estudando,,hehe.
    E depois de 31 anos na umbanda, levando no peito e na raça, seguindo mais a intuiçáo do que qualquer coisa, (e olha que foi bom) ter a oportunidade de reaprender e redirecionar de maneira simples e direta, fazem dos 500km, um passeio de ouvir musica e meditar.
    Sem contar com o LUXO de poder esclarecer duvidas via blog. Isso é DEMASSS.
    Tudo de bom padrinho.
    Dia 22 to ai.
    Sua bençáo.
    Axé.

    Kiko Codina.

    ResponderExcluir
  66. Anônimo (?), se não existem causas naturais para o que está acontecendo com vc., sugiro que vá em um terreiro pedir que vc seja energizado, porque provavelmente vc está em desequilibrio da aura, o que pode provocar dores no corpo, nos ossos e principalmente na base da coluna. FMG

    ResponderExcluir
  67. Caroline, não é certo mas pode acontecer que um Caboclo da Pantera escolha sempre o mesmo cavalo e até mesmo nascer uma afinidade legal. Os caboclos da Pantera não t~em nada com a quimbanda. FMG

    ResponderExcluir
  68. Paulo, o Amaci é um ritual para lavar a cabeça com a bebida e ervas do Orixá quando o médium entra na Umbanda. FMG

    ResponderExcluir
  69. Desirée, não é isso. A entidade pode mudar o ponto inteiro. Existem dois tipos de pontos riscados:o individual, que é a identificação do espirito e pode ter vários pontos, e o de linha que é um ponto de trabalho para chamar outras entidades e linhas. FMG

    ResponderExcluir
  70. Laura, na verdade Insã é um amarelo mais escuro que de Oxum, mas isso é muito relativo e depende da confecção das contas. A cor da vela do boiadeiro é amarela, mas a boa, aliás para qualquer entidade, seria a de cera, por sinal sem cor. FMG

    ResponderExcluir
  71. William: a obrigatoriedade da entidade riscar ou não riscar ponto depende do critério dos dirigentes da casa. Pedir para entidade riscar o ponto para testar a sua autenticidade é valido mas acho atitude muito violenta. Por melhor que seja o médium essa forma confunde o médium que pode se perder na consulta e, no caso da entidade subir, pode ser para não deixar o seu médium (no caso sua mãe) exposta a um mal estar. Pode também, como vc insinuou, ter sido um obsessor se fazendo passar por guia. Isso não deve magoar sua mãe. FMG

    ResponderExcluir
  72. Ok... E já que falamos de velas...

    Quando vamos acender no Jardim dos Orixás, e vemos velas de irmãos de Terreiro apagadas pela metade, deve-se reacendê-las ou não?

    E quando estamos sem fogo, podemos acender na velinha ao lado"?

    ResponderExcluir
  73. Luna, o que sinto? Alegria e vontade de continuar. FMG

    ResponderExcluir
  74. Luna, é que na quimbanda o Preto Velho pode arriar e na gira de Preto Velho o Exu só pode olhar. FMG

    ResponderExcluir
  75. Laura, já não devia olhar, quanto mais acender. FMG

    ResponderExcluir
  76. Mucuiu, Pai Fernando!
    já que tocaram no assunto das velas, eu queria saber a opinião do senhor sobre algumas coisitas:
    - já ouvi dizer que é preferível que se acendam as velas com fósforo, ao invés de isqueiro. e que não é bom acender velas para o anjo da guarda na segunda-feira. (não concordo muito com essas colocações, mas queria saber do senhor. posso estar equivocada).
    - e outra coisa, por que o senhor não gosta que acenda velas em casa? nem para o anjo da guarda, num lugar maisalto que a cabeça com um copo d'água do lado, como aconselham? por que é preferível vela de cera? ela conduz maior energia? por que a gente não deve "emprestar" o fogo da vela de nossos irmãos?
    e desculpe, mas é quase impossível não olhar as velas ao redor, inclusive para achar um cantinho para a nossa. apesar de que tem uma diferença entre "passar o olho" e julgar e só "passar o olho". enfim. já que a gente olha, por que sempre tem umas velas que estão em "S" ou tortas de algum outro jeito, além de apagadas, claro?
    eita, quanta pergunta! hehehe.
    abraço, painho!

    ResponderExcluir
  77. Ana,vamos lá:
    Acender vela com fósforo é preferivel, talvez porque o fósforo é mais natural que o isqueiro, muito moderno, talvez. Eu não recomendo que acendam vela em casa, exceto se houver um controle muito bom para a intenção do fogo. Eu prefiro que seja no terreiro. Algumas pessoas que não têm a oportunidade do terreiro, podem acender em casa mas não devem pedir nada, porque o fogo cria uma energia muito forte e não deve desvirtuada para pedidos atrapalhados. Um exemplo: quando vc acende uma vela para o Anjo da Guarda não pode ser feito nenhum outro pedido. É isso, nada errado desde que seja feito da forma certa. Vela de cera tem mais energia. Emprestar de quem? Da entidade? Como vc sabe que ela vai emprestar? Olhe, mas não pegue. FMG

    ResponderExcluir
  78. Pai Fernando com relação aos amalás.
    Por que não devemos arriar amalás em incruzilhadas e cemitérios?
    Tenho uma opinião a respeito. Mas gostaria que o senhor explicasse.

    ResponderExcluir
  79. Pai Fernando,

    Boa tarde!!! Nesta segunda feira estava camboneando o Caboclo de Ogum na primeira parte e na hora da vibração das 7 linhas, veio uma entidade até mim. Achei que era p/ vibração normal, pois fiquei na parte de dentro próx ao ponto riscado para ajudar caso o Caboclo que eu estava camboneando retornasse. Tenho por hábito, qdo estou de cambono, prestar atenção na entidade que estou camboneando e não pensar em mim, em concentrar na energia e nem vibração... concentro no meu trabalhinho como cambone... hehe. Mas daí a entidade do colega da corrente veio, eu pensei que era vibração... mas não era. E acabei ficando confusa, pq o caboclo que eu estava camboenando voltou e falava do meu lado "Denise, não incorpora!!!" e o caboclo na minha frente puxando... fiquei confusa, sem saber o que estava acontecendo... o que ele estava "puxando" e tonta que não conseguia nem perguntar o que tava acontecendo... Mais tarde, ainda na primeira parte, Seo Beira Mar passou água nas minhas mãos e tudo melhorou aqui dentro de mim, hehe.... Mesmo assim, qdo chamaram Ogum de Ronda, ele me arrebatou... me pegou no meio de uma risada e pela primeira vez senti uma energia mais "brava".
    Daí ficou a dúvida, como saber diferenciar o que tá acontecendo qdo a "voz não sai" p/ perguntar? :o)

    Beijinhos e muuuuuuuuito obrigadinha

    ResponderExcluir
  80. Ué...!
    Porque essa diferença Pai Fernando?
    Aqui Oxum é azul claro
    Iansã é amarelo ouro
    Yemanjá é azul um pouco mais escuro...Mas não azulão!
    E Nãnã é marrom.
    Aqui oxum amarelo seria Oxum de Candomblé.
    poeque essa diferença?
    Axé.

    ResponderExcluir
  81. Pai Fernando,

    Tem algumas semanas, numa quinta feira q fomos ao terreiro, minha mãe sentiu tontura qdo lá chegamos. Perguntou a uma amiga da corrente de quinta e a pessoa falou que talvez ela tivesse levado "alguém" até lá, mas q a tontura indicava q já tinha sido encaminhado.
    Na noite passada minha mãe estava na cozinha preparando as coisas p/ ir dormir e sentiu pegarem no calcanhar dela.
    Como o Senhor sabe, ela é uma pessoa que diz que nunca viu nada, não sente nada, não ouve nada (fora o apito do Pai Maneco, hehe)... mas dessa vez sentiu muito bem pegarem no calcanhar dela na nossa cozinha.

    Nesses casos o que é melhor ser feito?

    Beijinhos e obrigadinha, Dê

    ResponderExcluir
  82. opa! deu uma esclarecida!
    eu disse emprestar por conta da pergunta da Laura:
    "E quando estamos sem fogo, podemos acender na velinha ao lado?"
    mas, pelo o que o senhor falou, deve ser porque o fogo tem uma energia muito forte e que, no caso das velas, tem relação direta com quem acendeu. certo?

    bom, deixa eu fazer outra pergunta para o senhor que já teve contato com o kardecismo: por que vira e mexe a gente ouve dos kardecistas que os espíritos que trabalham para a umbanda são atrasados? dizem que ainda são apegados à matéria e, por isso, pedem as oferendas. ou que os espíritos - pretos-velhos, caboclos e crianças - não têm conhecimento suficiente para dar consultas. e quando falam de exus e pomba-giras então... os ditos demônios e prostitutas!
    a gente sabe que dizem sem fundamento, mas quando o senhor era kardecista que "fundamento" eles usavam para dizer isso?
    mucuiu, meu pai.

    ResponderExcluir
  83. Luna, sem nenhum problema fazer entregas nas encruzilhadas e cemitérios, desde que para entidades da quimbanda. FMG

    ResponderExcluir
  84. Luna, mesmo aí no Rio tem diferença entre os Umbandistas. E depois as pessoas pregam a necessidade da cor. FMG

    ResponderExcluir
  85. Denise, é bom falar com uma entidade no terreiro, mas veja bem de foi um ato palpavel e material. FMG

    ResponderExcluir
  86. Ana, por isso é que não estou mais no kardecismo. Gente prepotente, pensam que são donos da verdade conforme vc pode ver pelo que declarou o Divaldo Pereira sobre nossos queridos Pretos Velhos. Sempre falei que os inimigos da Umbanda não são os evangélicos, mas os kardecistas. FMG

    ResponderExcluir
  87. Pai Fernando, se o fato da minha mãe foi palpável e material? Acredito que foi. Pq ela descreveu que sentiu muito claramente uma mão pegando no calcanhar dela. Ela ainda disse que se virou p/ ver mas que não viu nada. E ela disse que sentiu até os dedos pegando em volta do calcanhar bem direitinho. :o)
    Pode falar com qualquer entidade?

    Pai Fernando, e a perguntinha mais ali p/ cima?? :o))))

    Beijinhos, Dê

    ResponderExcluir
  88. Olá Pessoal
    Olá Pai Fernando.

    Lembra da semana passada que te contei que não queria ir para a gira e que o Sr. pediu para que eu me concentrasse na corrente e tal... como o Sr. pediu vim ak postar o que aconteceu...

    Depois de ler sua resposta pedindo para que eu me concentrasse nas pessoas de minha corrente... tentei , mas como estava no meu trabalho e cheia de coisas para fazer... não foi tão profundo... mas tentei... coloquei o Ponto de cura do seo Akuan e o ponto do anjo da guarda para me concentrar... imaginei cada pessoinha de minha corrente... deixei fluir a visão...me deu um certo ânimo sim... cheguei em casa e minha maravilhosa mãe já tinha deixado minha roupa e meu banho preparados... ... liguei o piloto automático e consegui chegar no terreiro... cheguei no estacionamento bem no momento de saudação a Ogam Kaian (isso me deu uma força... por eu ser ogã, achei isso ser um "empurrão" que eu precisava)... fui entrando no terreiro e qdo saudei a entrada e vi a corrente me emocionei muito... todos estavam lá como eu tinha visto em minha concentração... cumprimentei a hierarquia com lágimas nos olhos de tamanha emoção... TODOS ESTAVAM LÁ... como eu cheguei a pensar em não estar...
    Cheguei próximo ao Pai Jussaro e disse: MUITO OBBRIGADA POR VCS ESTAREM SEMPRE AK... ele sorriu e me abraçou... dizendo: ENTÃO VAMOS TRABALHAR... nesse momento bati minha cabeça no congá, agradecendo ao Terreiro, aos Pais de Santo, a corrente e a assistência por todos estarem ali... subi com muita energia para tocar os atabaques... foi maravilhoso o que senti... a certeza de que ali é meu lugar... e dava risada por dentro de ter chegado a pensar em largar o branco e o terreiro (como fui boba)... Valeu a experiência... aprendi que juntos temos a força... e que a nossa corrente realmente é de ferro e é de aço...

    Ontem fui com muita alegria para a gira... toquei muiiiiiiiito... to até com as juntas doendo mas tudo vale a pena...

    AGRADEÇO DE CORAÇÃO A TODOS OS GUIAS DO TERREIRO DO PAI MANECO, aos Pais e Mães de Santo, a hierarquia, a corrente e aos consulentes...
    OBRIGADA A TODOS QUE DE ALGUMA FORMA CONTRIBUEM PARA A CARIDADE NO TERREIRO DO PAI MANECO.
    Obrigada Pai Fernando e ao Pai Jussaro juntamente com seus Guias por cuidarem de mim..

    (desculpem se me empolguei escrevendo... )

    Abraços a todos

    Andressa Matos

    ResponderExcluir
  89. Pai Fernando não post no blog!
    Olha que o joão medeiros ( blogueiro ) me mandou:

    LUNA,DEMOREI PARA SACAR QUE A LUCIANA ERA A QUERIDA IRMÃ LUNA,NOSSA HEROÍNA DO BLOG!SOU FILHO DE OXALÁ E AGRADEÇO E PEÇO A MEU PAI SEMPRE POR VC E SUA FAMILIA EXISTIREM.VC EM ESPECIAL PELAS QUESTÕES QUE FAZ NO BLOG.CARACA,AGENTE ATÉ PENSA NA PERGUNTA MAS NÃO SABE FORMULAR AI FICA TÍMIDO...AÍ DERREPENTE VC POSTA A PERGUNTA...CARA ISSO E DE DEUS...EU FILHO TÃO PRÓXIMO DA FONTE FICO ÁS VEZES SEM SABER COMO PERGUNTAR...E VC DETONA...DE CORAÇÃO MUITO,OBRIGADO MESMO,E CONTINUE POR FAVOR...QUERIA TB LHE FALAR QUE QUANDO FOI FEITO O TRABALHO PRO PAI FERNANDO NO TERREIRO,DONA MARIA REDONDA PEDIU PRA CANTAR UM PONTO EM SAUDAÇÃO A PRETA MARIA QUITÉRIA,...NINGUÉM CONHECIA MAS NA HORA ME VEIO UMA QUADRINHA NA CABEÇA.....VEM DONA( VÓVÓ) MARIA QUITÉRIA QUE TIRA QUEBRANTO,DE SORRISO DOCE E OLHAR DE ENCANTO,ELA É PRETA VELHA QUE VEM NA UMBANDA ÉLA É REZADEIRA QUE VENCE DEMANDA....MAIS OU MENOS ISSO....OBRIGADO IRMÃ.ABRAÇOS A TODA FAMILIA PAI MANECO AI DO RIO

    Eu pedi a ele que lhe enviasse essa canção para o TMP colocar uma melodia, mas ele está com vergonha...rsrsr.
    Se o senhor puder passar esse pequeno ponto para os músicos do terreiro seria um presente!
    E quem ficou com vergonha desse recado dele fui eu!
    Axé...Tá vendo pai Fernando quantos amigos estamos fazendo nesse blog? Além claro da troca de conhecimento!!!

    ResponderExcluir
  90. Carlos Lima "Portugal"10 de junho de 2009 20:18

    Pai Fernando a sua bencão, lendo a pergunta da Ana espero que não leve a mal. Lembrei de uma mensagem de Pai Tomé "O Kardecismo é Jesus ensinando
    A Umbanda é Jesus trabalhando"

    Muito AXÉ
    Carlos Lima "Portugal"

    ResponderExcluir
  91. Denise, neste caso se houve uma apalpaação material é porque aconteceu uma materialização, embora não completa. Isso o espirito só pode fazer usando o ectoplasma de alguém. Na consulta ela que conte o que aconteceu, inclusive o meu relato. Quanto a perguntinha de cima que vc não esqueceu contrariando meus prognósticos, sugiro que na próxima vez vc fale com alguma capitão. Fica dificil pelo que vc contou chegar a uma conclusão. FMG

    ResponderExcluir
  92. Carlos, o amigo de Portugal. Quando é que vc vai juntar a turma daí e começar um terreiro? Quanto a mensagem do Pai Tomé foi muito linda, mas lembre-se que ele é umbandista e eu me baseio nas mensagens dos kardecistas. Leia no blog "Divaldo Franco Pereira Pisou Feio". FMG

    ResponderExcluir
  93. Pai Fernando nao achei minhas postagens (surtadas) sobre o mal entendido de alguma quarta feira quando abri a porta e dei de cara com o moço que adestra caes, me assustei, da mesma forma ele, tirei o coitado da casa... devido a minha alta adrenalina nao ficou claro por isso postei este comentario onde consegui.Fato é que dois "quasímodos"no final da historia se entendem, pois ambos fomos embora. Nao foi o moço que me causou o surto.pedi a ele que retornasse, eu me precipitei, porem nao suporto ouvir mais de uma vez a mesma coisa.Antes que meu fraco verniz social derretesse no local errado, saí do mesmo jeito que entrei. Odeio repetiçoes incluindo este cometario. Mas para melhor esclarecer a circunstancia, sou uma pessoa que tem problema com a ira. Mas sou do bem, lido com pessoas muito piores do que o adestrador de caes, e consigo otimos resultados. normal, sei que nao sou.Tambem adestro caes... mas isso já é outra historia... assim como meu carro nao pegar segunda feira e eu obviamente arrancar toda fiaçao ja que nao quer funcionar..tambem outra historia. coisas acontecendo, eu precisando assinar o papelzinho e o carro nao anda...é surto em cima de surto. tomarei cuidado para comunicar fatos quando adrenalina estiver normal (meio normal) pelo menos fica um texto legível... adorei seu comentário sobre "(...) se anjo abandona a gente, melhor que fique por lá(...)"- talvez nao tenha transcrito "ipsis literis", mas marcou.estou estudando coisas esquisitas que acontecem comigo pela wap da brasiltelecon/0i, para poder contar para o senhor com mais entendimento. obrigada Pai Fernando.

    ResponderExcluir
  94. Inayara, eu não sei em qual comentário vc tinha postados os anteriores. Fique certa que será sempre um prazer trocarmos idéis. FMG

    ResponderExcluir
  95. Muuuuuuuuito obrigadinha, Pai Fernando. Já conversei aqui com a mãe e quando formos pegarei fichinha p/ ela consultar com uma entidade para contar o que houve, inclusive seu relato. :o)

    Obrigadinha pela outra pergunta tb, hehe... :o)))

    Pai Fernando o que significam as diferenças dos nomes dos Ogums? "Naruê" "Megê" "Matinata".. etc... Cada um é um tipo de Ogum? E trabalha em um lugar diferente? E só Ogum que tem essas "qualidades"?

    Beijinhos e mais uma vez obrigada!!!

    ResponderExcluir
  96. Bitty, a Luna recebeu essa postagem do João e eu lancei para ela que vc e a turma da engoma ia arrumar o texto e botar uma baita musica para que da. Maria Quitéria possa incorporar na Luna com ponto novo. Vale o desafio?
    Segue a letra que está na postagem acima.

    "VEM DONA( VÓVÓ) MARIA QUITÉRIA QUE TIRA QUEBRANTO,DE SORRISO DOCE E OLHAR DE ENCANTO,ELA É PRETA VELHA QUE VEM NA UMBANDA ÉLA É REZADEIRA QUE VENCE DEMANDA....MAIS OU MENOS ISSO....OBRIGADO IRMÃ.ABRAÇOS A TODA FAMILIA PAI MANECO AI DO RIO " FMG

    ResponderExcluir
  97. Ana

    Quando um guerreiro é forte so pode ser derrotado por ele mesmo. Fizeram isso com nosso país, com nossa gente, com nossos esportistas, com nossa cultura. Temem que saibamos nossa força, nossa beleza e nossa riqueza. Por que nao fariam o mesmo com nossa religiao?

    abracos a todos e otimo feriado
    Sidney Oliveira

    ResponderExcluir
  98. Sidney, é isso, temos que ficar de olho na mesa...FMG

    ResponderExcluir
  99. Pai Fernando !
    É com enorme prazer que relato aqui neste blog a experiência que tive em visita ao Terreiro dias atrás.
    Fui numa sexta-feira , na gira de Mãe Rita.Sou médium iniciante e a vibração que senti foi algo inesquecível, fique encantado com os médiuns trabalhando e todos cantando os pontos, incrível mesmo.
    Espero um dia voltar para rever e sentir toda a vibração do Terreiro.

    P.S - Moro no litoral - Guaratuba e estou a 1 ano na Umbanda.

    Abraços !

    ResponderExcluir
  100. Pai Fernando....

    Agora não vou perguntar, hehe... Mas contar um fato que eu achei interessante. :o)

    Esses dias atrás, fui com minha mãe na casa da comadre dela, ela tem problemas com dois filhos que são usuários de drogas. Eu a levei uma vez no terreiro e ela pediu a um Exu para cruzar uma camisa de um dos meninos, mas não voltou mais.
    Então, estávamos lá conversando sobre o terreiro, ela falando que cruzar a camisa ajudou, mas que não adiantou de tudo... e eu estava explicando que as entidades ajudam, mas não interferem no livre arbítrio de cada um e que quando ela quisesse ir lá novamente para me ligar que eu passava para pegá-la, essas coisas.
    Minha mãe então começou a falar sobre o Pai Maneco, sobre o apito que vira e mexe ela ouve e contando ser a única "coisa" q ela sente, vê ou ouve... Nesse momento ouvimos o apito, as TRÊS, eu olhei p/ o fogão imaginando poder ser a leitera ou alguma dessas panelas que apitam quando ferve alguma coisa. Mas não tinha nada, não tinha TV ligada, não tinha rádio ligado, não tinha panela no fogo... Minha mãe sorriu e levantou o dedo "Salve Pai Maneco!!!".

    Eles estão sempre olhando por nós, né? Muito fofo.... :o)

    Beijinhos e carinhos, Dê

    ResponderExcluir
  101. Pai Fernando não entendi...como assim papo tem q ser sempre a doi??? não entendi msm...ando meio avoada ultimamente rsrs

    Isamara

    ResponderExcluir
  102. Pai Fernando eu ja vi no terreiro varios trabalhos de cura, na maioria as pessoas chegam com doenças fisicas, eu queria saber das doenças mentais, a cura destas são curas fisicas ou são espirituais?
    Tipo uma doença mental, é uma doença mt mais espiritual q fisica?
    Isamara

    ResponderExcluir
  103. Denise, vou explicar sobre os Oguns mais tarde. Legal que o Pai Maneco está vibrando aí. FMG

    ResponderExcluir
  104. Isamara, eu quis dizer que vc tem que chamar a entidade e tentar conversar intuitivamente. Se não através da psicografia, por teu intermédio ou por outro médium no terreiro, opu ela incorporar em alguém. FMG

    ResponderExcluir
  105. Pai Fernando,

    Não tenho um altar em casa mas gostaria de acender velas para Oxalá, Iansã (minha mãe) e também para algumas entidades. Uma vez um preto-velho me disse que não se deve acender velas em casa caso não haja lugar apropriado, preferível então acender em uma igreja. Vi no site do terreiro no qual a Aline monta tudo em seu jardim, o que de certa forma vai contra o que a entidade me disse. Afinal, posso acender velas e fazer amalás no jardim da minha casa?
    Outras duvidas: Posso fazer um amalá para entidades específicas? Quero fazer um amalá para um Caboclo de Ogum e não sei o que nem como fazer. Estive observando que no Jardim dos Orixás muitos amalás para caboclos são entregues onde fica Oxóssi, porém tendo em vista que é caboclo de Ogum, é onde fica Ogum que se deve oferecer certo? E a cor da vela, pode ser branca ou precisa ser branca e vermelha?
    Como faço um amalá para caboclo, para preto-velho e erê? Inclusive fica a sugestão, um tópico sobre amalás!

    Desculpe a quantidade de perguntas, Pai Fernando, mas hoje acordei inquieta rs.

    Axé

    ResponderExcluir
  106. Andréa Destefani11 de junho de 2009 13:12

    Pai Fernando, às vezes eu viajo demais,mas acho que tive uma boa idéia e queria colocar aqui pra discussão.Nós Umbandistas ,graças a Deus, não temos dogmas religiosos a serem ensinados às crianças, mas cada vez é maior a participação delas nas giras. Fiquei pensando como educar estas crianças que futuramente serão os adultos que irão compor as giras. Imaginei uma escolinha dentro do terreiro com aulas que explicassem a importância dos ventos,das pedreiras,das matas,rios e mares. Que as crianças pudessem plantar as ervas e aprender sua importancia.Que pudessem ter aulas sobre a cultura indígena e fazer passeios às tribos. Tudo na linguagem deles.
    Já imaginou meu pai ensinando a importância da vida em todas as esferas, fica subentendido toda uma formação moral e ética que levarão tanto pra Umbanda quanto pra vida toda. E acho mesmo que a função da Umbanda seja preparar para a vida.
    Eu não entendo nada de pedagogia ,mas em conjunto poderíamos cuidar deste aprendizado infantil. O que o sr. acha da idéia?

    ResponderExcluir
  107. Ola,Pai Fernando.
    Cada vez,fico mais admirada com essa Umbanda que coloca as pessoas proximas,apesar da distância ser tão grande.Sinto essa energia atraves das postagens,como se ja conhecesse esse terreiro de longos tempos.Não consigo entender essa ligação ja que nunca estive ai.
    Outro dia tive um sonho,com um ser que era uma mistura de homem,mas tinha asas imensas que irradiavam imenda luz e vibração de imensa paz.
    Obrigada,por esse espaço tão importante e esclarecedor dessa Umbanda tão especial!
    Axe a todos.
    E um grande abraço para o senhor.

    ResponderExcluir
  108. Pai Fernando,

    Obrigadinha, obrigadinha!!! Legal, né? Acho que às vezes vem alguém nos visitar e deixar um axézinho, hehe... E eu, claro, agradeço imensamente!!! :o)

    Mas assim, o que pode acontecer quando uma pessoa desafia uma entidade? Aqueles desafios no sentido de "provar" que 'existem' ou que estão 'presentes'... Coisas nesse sentido!!!
    As entidades podem se zangar???

    Mais uma vez obrigadinha... aguardarei pela vossa explicação!! :o)

    Mil beijinhos, Dê

    ResponderExcluir
  109. Alexandra, a Umbanda é assim. Mesmo sem nos conhecermos sabemos que somos irmãos. FMG

    ResponderExcluir
  110. JOÃO EMERSON DA COSTA11 de junho de 2009 18:48

    PAI FERNANDO,NA ÚLTIMA GIRA DE CABOCLO,SENTI UMA ENERGIA DIFERENTE,SEU PENA BRANCA VEIO TÃO AMOROSO MAIS TÃO AMOROSO,QUE ERA A PACIÊNCIA E O AMOR PERSONIFICADO,RISCOU NO MEIO DO PONTO UM CORAÇÃO,E DISSE " HOJE TRAGO UM AMOR MAIOR,DE OXALÁ,OXOSSI,E OXUM..." E FALANDO COM A LÚ,ELA DISSE QUE A GIRA CORREU TÃO EQUILIBRADA,TÃO NA PAZ,...ENTÃO PAI FERNANDO,A QUESTÃO É...SEU PENA BRANCA TROUXE A ENERGIA DE OXUM PARA O TRABALHO OU VEIO NA ENERGIA D EOXUM? OBRIGADO...

    ResponderExcluir
  111. Pai Fernando,
    Peço vibrações,pois estou passando momentos complicados em que minha fe tem sido testada.
    Entrarei em sintonia para receber essas energias tão beneficas para conseguir passar pro esse periodo dificil,sem fraquejar.
    Como e dificil encontrar, um lugar que as pessoas trabalhem levantando a bandeira da caridade,mas sem colocar seus interesses pessoais em primeiro plano.Desculpe o desabafo,mas me sinto muito a vontade para desabafar com o senhor.
    Boa Noite,e um otimo fim de semana.

    ResponderExcluir
  112. JOÃO EMERSON DA COSTA11 de junho de 2009 20:19

    PAI FERNANDO...POR QUE PERANTE AOS OUTROS ORIXÁS,OS FILHOS DE OXALÁ SÃO EM NUMERO BEM MENOR?EXISTE UMA EXPLICAÇÃO UMBANDISTICA PARA ESTA QUESTÃO?OBRIGADO JOÃO

    ResponderExcluir
  113. "Sempre falei que os inimigos da Umbanda não são os evangélicos, mas os kardecistas. FMG"

    Para mim, os "inimigos" são os próprios umbandistas fofoqueiros, caluniadores e que usam do nome "umbanda" para fazer o mal ao próximo.
    Prefiro acreditar na ignorância (no sentido de desconhecimento) do que na soberba. Afinal, no texto ele mesmo diz "Ele pode aparecer conforme queira, para fazer-se identificar, não que seja o seu estado espiritual."
    Cada um chega a Deus da forma que lhe bem entender. Ser evangélico, católico, budista, umbandista ou o que for, não muda em nada. O que nos eleva como espírito são nossas ações no dia-a-dia e não quantas horas ou quantos "Pai Nosso" rezamos na semana. O objetivo é o mesmo, o Deus é o mesmo, o caminho escolhido que é diferente.
    Logo, prefiro combater a "maldade" alheia (seja a fofoca, a ignorância ou a inveja) fazendo meu trabalho como médium no terreiro e como ser humano na rua.
    Enquanto pessoas que se dizem umbandistas continuarem arrogantes dizendo que são mais abençoadas porque o "seu Exu" é o Fulano de Tal, ou fazer comentários desnecessários e falsos sobre os irmãos de corrente, não podemos esperar que os outros, que não conhecem a verdadeira Umbanda, respeitem e acreditem no trabalho realizado pelos espíritos de luz.
    Que tal, antes de exigirmos o respeito dos que desconhecem a Umbanda, aprendermos a respeitar a casa onde trabalhamos, os irmãos de corrente, os espíritos que ali trabalham e as diversas dores e problemas trazidos pela assistência?

    Não tenho inimigos. E aos ignorantes, quando desejam, levo a informação e o pouco conhecimento que tenho. Se não quiserem, é uma opção deles viverem dessa forma.

    Desculpe-me pelo desabafo longo. Mas a muito tempo sinto-me incomodada com "umbandistas" que levam essa imagem distorcida mundo a fora.

    Kelly

    ResponderExcluir
  114. Boa Noite Pai Fernando.
    Boa noite a todos!
    Estava eu pensando hoje na volta para casa...Durante esses anos na Umbanda ví médiuns maravilhosos, pessoas por demais caridosas! Médiuns que tinham muito compromentimento com a espiritualidade e muita dedicação na religião...Entre outras coisas positivíssimas!
    Mas por outro lado não conseguiam resolver as suas próprias vidas. ou seja: Ajudavam diversas pessoas, mas em suas próprias vidas sempre havia dificuldades maiores.
    Porque muitas vêzes o médium consegue ajudar tantas pessoas e não consegue ajudar a sí próprio?
    Essa é uma dúvida que tenho bastante ( até pra mim mesma)
    Obrigada.

    ResponderExcluir
  115. Oie.
    O senhor esqueceu de dar uma resposta para minha pergunta, que ficou no outro tópico...

    Vou colocar novamente.

    "Aproveitando, gostaria de lhe perguntar o que o senhor acha da abertura do pai Maneco aqui no Rio. O senhor acha que antes de termos um centro no plano terreno ele já tem no plano espiritual?
    Se sim como ficam os centros que por algúm motivo fecham as suas portas?
    Obrigada."

    ResponderExcluir
  116. Keely, vc tem razão e peço desculpas pela minha irreverencia, mas a fala do Divaldo, o médium que se apresentra para ser o susbstituto do insubstituivel Chico Xavier, foi cheia de maldade contra nossos Pretos Velho. Vamos para a frente e deixar de lado o choro do prfeconceito. FMG

    ResponderExcluir
  117. eva aparecida dos santos12 de junho de 2009 10:00

    Pai Fernando eu queria saber sobre as imagens do capetinha?

    ResponderExcluir
  118. Obrigada, Kelly!
    acho que você expressou muito bem o que muitos, entre esses estou eu, sentem.
    obrigada. mesmo!
    saravá!

    ResponderExcluir
  119. Luna, se não houver um plano espiritual o terreiro não será aberto. Às vezes alguns terreiros encerram suas atividades, mas pode ficar certp que foi por alguma imposição do astral superior. As razões? Não temos que discuti-las. FMG

    ResponderExcluir
  120. Luna, isso realmente acontece. Mas repare que todos os médiuns que não têm suas vidas resolvidas, sempre encontram forças na Umbanda para enfrenta-las. Comigo é assim. FMG

    ResponderExcluir
  121. Denise, é que os Oguns são identificados através dos pontos cantados com suas forças e trabalho. Embora Ogum seja Ogum, eles têm essas origens, como Ogum das Matas, Ogum Beira Mar, Ogum Rompe Mato, Ogum Matinata e assim por diante. Repare como as incorporações do Ogum Matinata sempre são voltadas para cima, como se estivesse buscando forças no espaço. FMG

    ResponderExcluir
  122. Isamara, muitas as doenças têm origem espiritual e outras não. É impossivel classifica-las quais as que são materiais ou não. FMG

    ResponderExcluir
  123. Flor, no caso da Aline é que ela mora em uma praia na Bahia e não tem terreiro e assim mesmo ela tem orientação de não fazer pedidos, mas apenas entregas. No caso daqui que tem um espaço dentro do terreiro para fazer as entregas, não se justifica fazer em casa. Cada caboclo tem seu orixá cósmico, por isso se for para Oxossi, Ogum ou Xangô eles têm lugar especiais e já imantados para isso. Veka no nosso site www.paimaneco.org.br que temos a descrição de todos os amalás. Agora, na Igreja? Nossa religião é Umbanda e não católica. FMG

    ResponderExcluir
  124. Andréa, achei muito boa a idéia. Só que tem que organiza-la. Quem se habilita? FMG

    ResponderExcluir
  125. Denise, não acontece nada, mas acho falta de fé. FMG

    ResponderExcluir
  126. Pai Fernando, queria saudar o senhor e também dizer que eu também já sonhei com o Caboclo Akuan... ele falava comigo, me dizia algo que não lembro.
    Estou conectada com o TPM por devoção e gratidão, mas eu vivo mto longe. Em Portugal.
    Um beijinho.
    Ana

    ResponderExcluir
  127. Alexandra, eu não conhecço vc, mas com certeza as entidades a conhecem. Seu nome será colocado em vibração por vc em nosso terreiro. Se precisar de um desabafo maior, pode usar meu e-mail fernandoguima@terra.com.br FMG

    ResponderExcluir
  128. Eva Aparecida dos Santos, imagino que vc esteja falando das imnagens de exus. Claro que os Exus não são assim, mas o folclore traduziu essas horrorosas imagens que acabamos engulindo e simbolizando nossas entidades. Mas o culto é aoExu. FMG

    ResponderExcluir
  129. Salve Ana de Portugal.Sempre é bom sabermos que em nosso Pais de origem temos amigos umbandistas. FMG

    ResponderExcluir
  130. Sobre as questoes acima entendo que a busca do equilibrio seja a grande saida. Nao se pode ter preconceitos e muito menos sofrer preconceitos. Ha uma aprendizagem no calar e ha tambem no falar. A questao é saber quando ou como...

    abracos
    Sidney Oliveira

    ResponderExcluir
  131. Sidney, na verdade eu preciso aprender isso. Pavio curto é assunto sério. FMG

    ResponderExcluir
  132. Andreia

    O Ney Brasil tem um excelente livro que talvez possa ajudar, No site do TPM vc pode baixa-lo. Esta super bem escrito e é voltado para crianças. Acredito que existam outras iniciativas que podem ser pensadas p futuro, como cursos, por exemplo.

    Se for de seu intreresse e achar que pode complementar essa formação, posso lhe indicar alguns livros sobre direitos humanos, educaco para paz e cidadania, etc. Faz muito tempo que trabalho com isso na minha Universidade.

    abracos
    Sidney Oliveira

    ResponderExcluir
  133. Ahhhhhhhh...Blz! Entendo e compreendo sim...Mas venhamos e convenhamos... Divaldo foi muito burro ao falar das entidades da Umbanda.
    Não deveria, pois a inteligência que ele tem sabe-se muito bem que um espírito muda a roupagem perispiritual para adentrar a uma religião, e praticar sua caridade!
    Se ele teve chico como mestre tinha que voltar pro final da fila! Bah!!!
    Mas saibam que como uma Umbandista tenho muito os preceitos Kardequianos em minha vida e em meus trabalhos espirituais.
    Saravá Umbanda! Meus pretos e pretas!

    ResponderExcluir
  134. Eu me habilito Pai Fernando!!! Tô deeeeeeeeeeeentro!!!!! Só que não tenho conhecimentos tão amplos assim, com ajudinha de material e afins.... eu topo o desafio e ajudo de coração!!!! :o))

    Beijinhos carinhosos, Dê

    ResponderExcluir
  135. Pai Fernando:

    Acabei de receber um e-mail, com a seguinte pergunta:

    "Você, que é da umbanda, me diga. Posso acender vela vermelha/preta no cruzeiro das almas ou tenho que ir a um terreiro? (...) No seu tem um lugar pra isso, não tem?"

    Pois é... Sei que no TPM temos o jardim dos orixás.
    Mas... tem lugar para velas/amalás para Exus/esquerda?
    Na verdade, agora me deu vontade de acender velas vermelhas/pretas no cruzeiro das almas (eu já fazia isso quando estudava em Presidente Prudente).

    Mucuiú, babá.

    ResponderExcluir
  136. Pai Fernando, as entidades quando chegam ao terreiro já sabem como se portar, os cumprimentos, etc????
    Por exemplo, qdo a Mãe Lucília me ajudou com o boiadeiro, ela mandou dar vibração no meio... ele deu, mas não fez aqueles gestos de laçada que vejo os boiadeiros fazer. Ogum já "chega chegando", vem com uma propriedade que me impressiona e deixa cheia de dúvidas, hehe... Iansã chegou e já fez seus "movimentos característicos", p/ mim foi super emocionante....
    Mas fiquei pensando, as entidades sabem como agir? O aperto de mão dos boiadeiros, a batida "de punhos" dos caboclos, a mão cruzada dos exus... eles "descem" já trazendo isso?

    Beijinhos e obrigadinha!!! Dê

    ResponderExcluir
  137. Paulo, no Cruzeiro das Almas vc pode fazer o pedido que quiser para os Exus, inclusive o seo Tranca Ruas das Almas, mas então deve ser acrescida uma vela branca. Vela branca, para Oxalá,preta para seo Omulum e Vermelha para Exu. Paulo, pode explicar para a pessoa que no nosso jardim tem lugar para todos os orixás, inclusive Exus, Pombas Giras e Cruz das Almas. FMG

    ResponderExcluir
  138. Claudinei Oliveira12 de junho de 2009 16:07

    Pai fernando oque será que acontece..

    certa vez eu estava incorporado com Exu e ele estava dando um passe numa pessoa no meio e nesse momento a pessoa a qual ele estava dando o passe apertou a mão dele e ele olhou bem fundo para a pessoa e deu uma baita guargalhada...no final a pessoa me comprimentou e eu perguntei o pq q ela tinha apertado a mão do Exu e ele me disse q sentiu os ossos da mão do Exu e apertou..oque seria isso que tipo de mediunidade a pessoa tem para sentir isso?..

    abraços
    Claudinei

    ResponderExcluir
  139. Denise, deixe por conta deles que vc não vai errar. FMG

    ResponderExcluir
  140. Vou aproveitar a idéia do Paulo e perguntar uma coisa q perguntaram não diretamente pra mim, mas que se eu puder ajudá-la será legal. hehehehe...

    Pai Fernando, a moça escreveu perguntando se podia fazer pedido aos Exus, para proteção, e dar a ele cachaça e charuto (em troca dessa proteção) e fazer isso em casa mesmo às segundas feiras junto com uma oração.
    Pelo que entendi ela não pode fazer na encruzilhada por ser perigoso lá na cidade dela.

    No meu entedimento não e bom fazer isso em casa ou mesmo no jardim... tô errada??? Qual a melhor forma de orientar?

    Beijinhos carinhosos, Dê

    ResponderExcluir
  141. Pai Fernando, como ter insegurança com o Sr. dando essa força, né???? Obrigaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaada!!!!

    Beijinhos, beijinhos, beijinhos.... e mais beijinhos, Dê

    ResponderExcluir
  142. Eu me habilito a ajudar a repassar o que aprendemos dentro do terreiro, com aqueles que frequentam a casa. E acredito que tudo isso seja bastante válido, independente do caminho que essas crianças sigam futuramente, o mais importante é ensiná-los a seguir com seriedade, discernimento, respeito e caráter. Sou professora e tenho visto que muitos desses valores estão se perdendo e, acho que cabe a nós, mais velhos, repassarmos isso - como a Andreia falou - a importância de cada ecossistema, das plantas, das matrizes culturais que formaram o nosso rico Brasil. Acho que,se juntarmos as idéias, unirmos esforços, organizarmos os passos dessa empreitada, arregaçarmos as mangas, conseguiremos seguir em frente com esse projeto.

    Axé.

    ResponderExcluir
  143. Ola Pai Fernando e amigos
    Referente a postagem da minha amiga virtual Luna:
    Eu entrei na Umbanda não pela dor e sim por amor a primeira vista. Tinha muitos problemas e continuo com eles, o que mudou foi a maneira de enfrentá-los. Levo uma vida atarefada, mas quando vou pra gira .... volto abastecida de energia e alegria. E vejo que os meus problemas (por mais que me incomodem) são pequenos. E se tive a permissão e a vontade de estar no terreiro para ajudar outras pessoas, é para justamente "me ajudar".
    E se eu não estivesse conhecido a Umbanda aí sim amiga eu estaria perdida!
    Abraço Fraterno
    Lis

    ResponderExcluir
  144. Andréa Destefani12 de junho de 2009 23:30

    Sidney e Pai Fernando:
    Quando eu trabalhava no Colégio Marista me pediram um vídeo para uma aula inicial de educação religiosa, porque como eu era do marketing tinha um acesso mais fácil. Resolvi montar um e foi um sucesso. Expliquei que Deus é a natureza e não tinha como entendê-lo a não ser através dela. O que continha meu vídeo? Raios,trovões e muitas imagens de ventos fortes.E eu nem sabia que era filha de Iansã. Foi uma sensação e o vídeo foi pra outras cidades, mas infelizmente não tenho mais cópias. Gostaria que mais pessoas se habilitassem para esse trabalho tão importante. O material que seria necessário Sidney seria mais ligado à educação ambiental além dos que vc citou. Imagino assim:se todos fizerem um pouco, no trato desta formação vamos mais uma vez inovar na Umbanda. Se a Lucília desse algumas aulas sobre o olhar fotográfico, as crianças aprenderiam a prestar mais atenção a sua volta. Se o artista plástico João ensinasse algumas técnicas de artesanato, aumentaria a acuidade mental delas. O pessoal que cuida do herbanário poderia dar algumas aulas práticas e ensinar sobre as ervas de cada Orixá.O pai Bitty podia falar sobre os índios...Fora, logicamente, o que falei sobre a questão de cada elemento da natureza e seu potencial.
    Se houver gente interessada poderíamos montar uma programação para um ano de aulas.
    Eu e meu marido podemos cuidar da questão de apoio material com alguns parceiros. Quanto ao resto posso dar muitos pitacos porque nisso sou autodidata.Como disse certa vez Mario Quintana ao meu marido lá em Porto Alegre:autodidata é um burro por conta própria...
    Esperando por adesões,axé!

    ResponderExcluir
  145. Andréa Destefani13 de junho de 2009 00:23

    Tudo na vida é experiência e aprendizado. Vi o que a minha querida Luna postou de pergunta ao senhor Pai Fernando sobre médiuns com a vida não resolvida e que ajudam os outros. No meu entender, e em minha experiência como médium de Umbanda,nós somos pessoas que estão em contínuo aprendizado. Isso é bem dolorido as vezes, mas quem não conhece dor não tem como julgar a dor do outro. Hoje eu entendo que a gente precisa passar por algumas coisas nesta vida, porque o que não nos mata, nos fortalece e digo mais,pode fortalecer os que nos pedem ajuda, na medida em que tenhamos segurança suficiente pra dizer que tudo passa, com as palavras que a pessoa precisa ouvir.
    Eu tenho uma parte da minha mediunidade que gosto muito: aquela que exercito no ônibus Curitiba-Colombo. É quase uma hora de viagem e já escutei muita conversa neste meio de transporte. E já dei muito conselho também. Baseada na minha experiência de vida e de médium. E vou dizer uma coisa: se horas do meu pranto, que se transformaram em experiência no meu espírito, ajudaram uma pessoa neste mundo conturbado a ser um pouco mais feliz, valeu a pena ter sofrido e aprendido.Axé!

    ResponderExcluir
  146. Andréa, claro que vc já é a coordenadora. Veja o e-mail da Grazi. FMG

    ResponderExcluir
  147. Bom dia a todos!
    Bom sábado.
    Então...Referente a pergunta que fiz sobre problemas e dificuldades, gostaria de salientar que em momento algúm acho que por sermos médiuns ou seguidores de uma determinada religião, deixamos de ter os embates da vida. Imagina! Os problemas são inerentes a religiosidade.
    Tá bom?

    Então minha pergunta é a seguinte:
    Coloquei uma pergunta a respeito de entregas em encruzilhadas e cemitérios.
    Eu partilarmente não faço. A não ser que tenha um dirigente comigo!
    Vou exolicar por que pai Ferrnando. E gostaria da sua opinião. Se eu estiver errada me fale.
    Nas encruzilhadas existem muitos quiumbas. Devido as entregas de baixas magias que são entregues. Tbém existem um guardião (ou um Exú) responsável para cada encruzilhada. Por isso ao meu ver eu entregando sem saber o que me espera por lá, posso atrair alguma energia não muito boa.
    Então com isso prefiro entregar nas matas, campos, estradas ( na grana) ou praia.
    O que o senhor acha pai Fernando?
    Obrigada e bom dia.

    ResponderExcluir
  148. Bruno, claro que tua mediunidade está atrapalhad nas vibrações. Vc tem que falar com o dirigente e explicar o que está acontecenso. Acho também que vc deve aprender as noções básicas da religião. FMG

    ResponderExcluir
  149. Luna, já cansei de ouvir essa história que em encruilhadas só tem quiumba. Faça uma entrega bem feita e qualquer entidade ruim que estiver por lá quando aparecer o Exu que vc fez a entrega ele vai sumir. Agora, se vc tiver oportunidade de fazer em lugares mais protegidos,melhor pela segurança material como assaltantes e criminosos. FMG

    ResponderExcluir
  150. Andréa Destefani13 de junho de 2009 12:55

    Pode deixar Pai Fernando que vou levar este projeto adiante. Quem mais se habilita?Grazi, Deni e Sydnei conto com vcs!

    ResponderExcluir
  151. Claudinei Oliveira13 de junho de 2009 13:23

    Pai Fernando

    outra pergunta..

    pq raramente é chamado Nanã no terreiro?
    ja q nos saudamos Omulu?
    e até onde eu sei ( posso estar errado )
    é como se fosse Omulu esquerda de Oxalá e Nanã esquerda de Iemanja correto isso?

    abraços

    ResponderExcluir
  152. Não Pai Fernando, eu não falei que só tinham quiumbas. Tbém tem os guardiões e Exus.
    Nada contra quem faz. Mas eu não faço. Não sinto boas energias nesses lugares para uma entrega de Amalá.
    As vêzes que tentei fazer não senti vibrações boas, mesmo eu indo com bons sentimentos.
    Além de tudo acho que não combina, uma amalá fresquinho com ervas, frutas, bebidas numa encruzilhada de cimento.
    Bjs

    ResponderExcluir
  153. Pai Fernando, eu queria saber assim, na hr da vibração os Oguns dão passe na assistencia certo?
    O que trabalha comigo não, ele não vai em ninguem, mt raramente e vai em alguma pessoa, e eu fico sem saber oq fazer, tento conversar com ele, digo q ele tem q trabalhar, q me sinto mau em não estar colaborando, mas não adianta, ele passa por tds, olha tds, e passa reto, não para em ninguem, raramente sinto a vontade de parar em alguem, e qnd acontece não sei oq fazer, pq nunca faz, ele só fica parado na porta ou andando de um lado para outro como se estivesse de guarda, pq isso? será q sou eu?
    Abraços
    Isamara

    ResponderExcluir
  154. Pai,Fernando.
    So o fato de ter alguem que nos ouvem sem nunca ter nos visto,que estende sua mão,sem saber a quem,isso ja me deixa bem melhor.O mundo precisa de muitos umbandistas como o senhor. Me decepcionei com pessoas que se dizem umbandistas,mas na verdade se acham melhores e acima de qualquer um,mas isso são espinhos pra que cheguemos ate a flor.Obrigado mais uma vez,pelas palavras tão gentis,so cresce minha admiração e respeito pelo senhor,sera que posso ser um membro de seu terreiro virtual?(brincadeirinha). Espero encontrar um lugar que possa abrir meu coração sem reservas e medo novamente.Ate breve.
    Um grande abraço Amigo.

    ResponderExcluir
  155. Pai Fernando, nas linhas de Ogum e Xangô trabalham Caboclas? Ou apenas na linha de Oxossi?

    ResponderExcluir
  156. Pai Fernando... o Sr. trabalha com o Sr. Exu Tranca Ruas das Almas e com o Sr. Exu Morcego, mas por que o Exu Morcego dificilmente incorpora nos trabalhos? (eu mesma nunca vi).
    Como foi essa "escolha" de qual seria o Exu que o Sr. iria trabalhar?

    ResponderExcluir
  157. Pai Fernando, já ouvi algumas vezes algumas pessoas dizerem que "herdaram" a entidade de alguem da familia que antes trabalhava com a entidade.
    O Sr. disse aqui no blog que a Mãe Lucilia é sua herdeira espiritual.
    Então meu Pai, eu pergunto...
    na sua falta (que Deus ajude que esse dia nunca chegue!) o que acontece com as entidades que trabalham com o Sr. e que hoje são dirigentes do terreiro?

    ResponderExcluir
  158. Pai Fernando... hoje vemos muitas pessoas sofrerem de Depressão, e parece que essa doença virou o mal do século...
    o Sr. tem alguma opinião do porque dessa "onda" de casos?

    ResponderExcluir
  159. Isamara, um grande caracteristico de Ogum é que ele não para no terreiro, isto, fica só andando. FDMG

    ResponderExcluir
  160. Patricia, todas as linhas temo feminino e as caboclas trabalham. FMG

    ResponderExcluir
  161. Mas Pai Fernando... então por que não vemos Caboclas trabalhando em Ogum e Xangô?

    ResponderExcluir
  162. Patricia, além de seu Tranca Ruas das Almas e seu Morcego, trabalho ainda com o Exu Pantera, Exu dos Rios, Exu Tranca Ruas da Encruzilhada. O problema é espaço na gira, porque via de regra o seu Tranca tem mais de cinco trabalhos com elementos para serem feitos no meio do terreiro. FMG

    ResponderExcluir
  163. Entendi Pai Fernando... mas então o Sr. podia revezar um pouquinho né... pra gente poder ver o S. MOrcego mais vezes... rss.
    Brincadeirinha tá meu Pai, mas eu gostaria muito de vê-lo trabalhando.
    Porque os outros Exus que o Sr. citou têm outros cavalos no tereiro, já o S. Morcego não.
    E aqui eu já entro com outra pergunta... pq não há mais cavalos do S. Morcego no terreiro? Ele tbem tem aquele "trato" com o Sr.?

    ResponderExcluir
  164. Andrea

    To nessa!

    Se achar pertinente uma sugestao:
    A colaboracao das pessoas pelo que entendi foi no sentido de ensinar varios olhares e sentidos possiveis, o que ja achei otimo, mas , quem sabe, poderiam tb produzir algo. Uma obra coletiva. Que acha?
    abraço

    Sidney Oliveira

    ResponderExcluir
  165. Quando der o Sr pode nos falar do Exu dos Rios? Nao o conhecia.
    abraço e melhoras!

    Sidney Oliveira

    ResponderExcluir
  166. JOÃO EMERSON DA COSTA13 de junho de 2009 22:35

    PAI FERNANDO,AQUI EM VITÓRIA(ES),EU QUIS CONHECER A UMBANDA,PEDI INFORMAÇÃO SOBRE ALGUM TERREIRO,ME DERAM O FONE,HOJE DIA DE ST ANTONIO,AQUI EM VITORIA E FESTA DE POMBA GIRA E DE EXÚ,BEM DESDE CEDO PEDI PRO PAI MANECO,ME AJUDAR SE EU DEVERIA VISITAR O TERRERIO,BEM D EU 19HORAS FUI....CHEGANDO LÁ DESCI DO CARRO...PEDI INFORMAÇÃO PARA UNS HOMENS QUE ESTAVAM NUM BOTECO,ELES DISSERAM QUE O TERREIRO ERA ATRAS DO BAR.BEM FUI ATE LA,PASSEI POR UMA VIELA,MUITA POBREZA,MUITO LIXO,CHEIRO MAL...CHEGUEI BATI PALMA,E VEIO AMÃE D E SANTO......JÁ ME XHINGANDO...DISEE" HOJE E FESTA DE ESQUERDA,OU VC PEDE PRA ESTE PRETO AI QUE TA COM VC IR EMBORA,OU VC NÃO ENTRA....ACHO QUE BAIXOU SEU JOÃO CAVEIRA EM MIM....DEU UM RISADA TÃO GRANDE E GOSTOSA PAI FERNANDO QUE ATE MEU MAL ESTAR FOI EMBORA....AI EU DISSE..."SARAVÁ PAI MANECO "....FUI EMBORA...AMO ESTE PRETO VELHO.

    ResponderExcluir
  167. Patricia, a herança da Lucilia é uma furada. Ela vai herdar o rebanho do terreiro. FMG

    ResponderExcluir
  168. Patricia, a depressão realmente é uma doença, inclusive com sintomas. Entretanto não se deve confundir as tristesas pelas dificuldades do mundo global. O Cab. Akuan sempre diz que depressão que o dinheiro cura não é depressão. FMG

    ResponderExcluir
  169. Patricia, porque elas estão nas linhas de Oxum, Iemanjá e Iansã. FMG

    ResponderExcluir
  170. Patricia, acho que vc que tem que ir mais. Seo Morcego até vai bastante. Eu não tenho trato, mas sim obrigação e ele tem também comigo. Relação minha e ele só com a minha permissão e a dele também. Cruzamente antigo. FMG

    ResponderExcluir