Assine aqui para receber atualizações deste blog

domingo, 14 de junho de 2009

TEMA LIVRE - 5 -

Então, favor postarem agora no n.5 por que no 4 não cabe mais. FMG

196 comentários:

  1. Claudinei Oliveira14 de junho de 2009 12:18

    Pai Fernando

    e sobre pq q é raramente chamado Nanã?

    é uma linha mto forte..qual a função dela?

    abraços...

    ResponderExcluir
  2. Sr Fernando:

    Quando se sabe os 2 Orixas dos pais (masculino e feminino)ja se tem tb os Orixas dos filhos? Por exemplo: Um pai Oxossi com Iemanja e uma Mae Oxossi com Oxum. Os filhos terao uma combinacao entre esses 3? Ou Avos ou fatores nao familiares tb entram?

    abracos
    Sidney

    ResponderExcluir
  3. Patricia Sabadin disse...
    Pai Fernando, nas linhas de Ogum e Xangô trabalham Caboclas? Ou apenas na linha de Oxossi?

    Fernando M Guimarães, pai de santo disse...
    Patricia, todas as linhas temo feminino e as caboclas trabalham. FMG

    Patricia Sabadin disse...
    Mas Pai Fernando... então por que não vemos Caboclas trabalhando em Ogum e Xangô?

    Fernando M Guimarães, pai de santo disse...
    Patricia, porque elas estão nas linhas de Oxum, Iemanjá e Iansã. FMG



    Agora fiquei sem entender, Pai Fernando. será que o senhor pode falar um pouco mais das caboclas (acho que alguém já pediu isso)? e já que perguntaram tanto do pai de cabeça, eu queria saber, por que não pode ser mãe de cabeça?
    Apesar de ser menos que algumas religiões, ainda acho a umbanda um tanto quanto machista. O senhor tenta abolir essa idéia sexista, mas ainda têm algumas coisas pequenas que não mudaram. E em falar em mudar (entenda mudar como evoluir), pode um dia chegar um(a) médium dizer que, ao invés de ter um pai de cabeça, tem uma mãe de cabeça?
    eu não sou feminista radical, sou uma feminista até que se extingua a diferença entre homens e mulheres. eu só quero a igualdade. inclusive na religião!

    saravá, meu pai!
    mucuiu!

    ResponderExcluir
  4. Entrei numa das giras do terreiro apenas para experimentar, e minha experiência já dura 5 anos. ou seja, nunca acaba minha curiosidade.
    A cada semana me surpreendo por novidades inesperadas, e aumento minha curiosidade por coisas que ainda não vivi no terreiro.
    Após minha aceitação para com a religião, percebi que minha vida tomou um novo sentido, me tornei um novo homem. a solidão foi embora, e então, percebi que havia econtrado um caminho a mais para agregar e transformar meu sentido.
    muito obrigado...

    ResponderExcluir
  5. Obrigado seu Fernando!
    Ansioso para próxima segunda-feira...e a próxima...

    "Sonhei que o sr. estava dormindo no sofá da sala de casa". (nada ver)!!!
    O sr. viu o vídeo que produzi do ponto cura akuan??

    Abraço, boa semana a todos

    ResponderExcluir
  6. André, tudo acontece de uma forma inesperada. Que bom que vc foi curioso. FMG

    ResponderExcluir
  7. Paulo, eu quero que vc poste no blog o endereço do Yotube. Eu não vi ainda, mas soube pelo teu pai, o grande musico, poeta e criador de pontos lindos, inclusive di Cura Akuan. Falar nisso pessoal, amanhbã no Guairinha, 21:00 show do nosso compositor. FMG

    ResponderExcluir
  8. Olá Pai Fernando!
    São tantas dúvidas e incertezas, mas vamos lá, se puder me ajudar agradeço!
    Nas giras de caboclo, incorporo, mas ainda tenho dúvida se é caboclo ou cabocla! Isto é comum? Sempre que desencorporo, me sinto tonta de novo e começo a girar de uma maneira diferente depois, me disseram que tenho os 2 caboclo e cabocla! Como havia postado, sonhei com a guia da cabocla, recentemente "alguém" me ensinava no sonho a fazer outra guia, provavelmente de caboclo. Isto é comum acontecer Pai Fernando?
    Outra dúvida dentro do mesmo contexto: na gira de baiano ocorre algo semelhante: incorporo minha baina, depois ela vai e começo a girar diferente... acredito que seja um boiadeiro, tive uma visão certa noite: um homem no pé da minha cama, chapeu engraçado, algo cruzado na frente do peito.
    Eu tenho dificuldade de diferenciar as Entidades, isso é comum Pai? Obrigada!

    Silvinha

    ResponderExcluir
  9. Andréa Destefani15 de junho de 2009 11:23

    Pai Fernando, não vi até agora ninguém postando sobre este assunto,então decidi perguntar. Certa vez ouvi que uma determinada pessoa não recebia mais uma determinada preta porque esta ao trabalhar com ela havia evoluído. Meu Deus, eu agradeço a paciência que as entidades tem comigo, e acredito até que o Divino lhes dê uns pontos de crédito, mas daí a passar de plano. Como tudo nesta vida até pode ser possível, o que o sr. acha desta história,pelo que notei, até corriqueira na Umbanda? Não seria um pouco o ego inflado de alguns médiuns? Axé!

    ResponderExcluir
  10. Olá,

    Gostaria de saber do pessoal se mais algum irmão do Pai Maneco irá fazer o curso Batikundum, da ASSEMA?

    Abraços

    ResponderExcluir
  11. olá pai fernando!

    queria saber qual a postura da umbanda com relação ao aborto... é um tema bastante delicado, e sinceramente não tenho uma opinião formada... mas queria saber como a umbanda se posiciona nesse sentido!

    obrigada e até de noite!

    ResponderExcluir
  12. Boa tarde pai Fernando.
    Boa tarde a todos e uma boa semana.
    Estou sem idéias para as perguntas. Já que o senhor vem respondendo de forma ampla todas nossas dúvidas e questionamentos. E essas dúvidas vão acabando...
    Mas me diga, o que o levou a escrever Grifos do passado?
    O que achou da aceitação do livro? E o que mudou sua vida depois dessa obra?
    Pensa em escrever outro?
    Axé.

    ResponderExcluir
  13. Lembrei de uma coisa e não sabia com quem comentar, qdo vi tava aqui no blog... rs

    Uma amiga queria parar de fumar. E conseguiu. Seu "truque"? É médium, por vezes inclusive "de visão". E pediu ao seu Guia que possibilitasse que ela visse "quem / o que" fumava junto com ela, aproveitando os tragos... E ela viu. Fim.

    ResponderExcluir
  14. Andréa Destefani15 de junho de 2009 16:15

    estou sentindo falta da sua opinião lá no site Pai Fernando...E curiosa pra saber o tema de junho...Sei que o blog toma muito tempo,mas gosto tanto de quando o sr. escreve lá...Axé!

    ResponderExcluir
  15. pai fernando,sabemos que a vida é um aprendizado,e também que o fruto não cai longe da árvore,os pais de santo do terreiro do pai maneco ,assim como cambonos e médiuns,tem um curso de reciclagem com o senhor?pergunto pois vejo que o senhor nos trata tão bem,nos acolhe tão bem,mesmo sendo assistência,obrigado.

    ResponderExcluir
  16. Pai Fernando, com relação a um terreiro de Umbanda. O que pode levar um terreiro a quebrar a corrente energética e dar vazão a espíritos obsessores?
    O que acontece com os médiuns nessas horas?

    ResponderExcluir
  17. Lá vai:
    http://www.youtube.com/watch?v=mSQsCBFgyNw

    Reuni imagens "abstratas", figuras, paisagens e algumas fotos do Terreiro Pai Maneco... conforme segue...
    Axé

    ResponderExcluir
  18. Cloaudinei, Nanã Buruquê é a linha feminina da esquerda. FMG

    ResponderExcluir
  19. Sidney, não deve ser assim que funciona, muito embora a pergunta seja razoavel. A verdade é que tem o Orixá masculino e o Orixá Feminino, e da linha do Orixá masculino é que sai o pai de cabeça. FMG

    ResponderExcluir
  20. Seo Fernando

    Se entendi sua explicacao, entao, no exemplo que dei, o pai de cabeça saira da linha de Oxossi.
    abraco
    Sidney Oliveira

    ResponderExcluir
  21. Andréa,isso acontece desde que comecei no espiritismo. Isoso é a manifestação do ciúme fazendo com que os médiuns de algumas entidades joguem a duvida da autenticidade da manifestação desse espirito em outros médinus. Ou seja, dele para o céu. Acho uma das maiores mentiras do espiritismo. FMG

    ResponderExcluir
  22. Silvinha, isso tudo é comum acontecer, mas só no inicio. Trabalhar com Caboclo ou Cabocla, é comum. Espere um pouco mais para verr se as coisas se acomodam. Na gira de baiano não incorpora boiadeiro. Tente falar com a entidade para desfazer a confusão. FMG

    ResponderExcluir
  23. Anonimo, felizmente nosso terreiro hoje está muito bem integrado e todos falam a mesma lingua. Somos uma unidade. FMG

    ResponderExcluir
  24. Luna, comecei a escrever o livro em capitulos e sem nenhuma pretensão de edita-lo. Os capitulos foram acontecendo, juntos começaram a criar uma forma maior. Resolvi publica-lo no site. Gentileza de uma medium do terreiro ele foi publicado e quem o le gosta. Foi acontecendo, a minha vida espiritual, declarada sem mentiras. Como tem um toque ede humor as pessoas acham uma leitura leve e gostosa. Sem nenhum favor muita gente incentiva-me a escrever o segundo livro. Mas eu tenho duvidas porque a leitura atraves da internet nao tem como comparar. Se no site eu tenho trinta e uma mil paginas visitadas por mes, no livro eu jamais teria essa procura. Meu problema hoje e deixar gravado o que aprendi sem nenhuma intencao de colocar-me como escritor. Minha vida em nada mudou e nem seria o caso. FMG

    ResponderExcluir
  25. Luna, uma organização material correta aliada com a pratica da espiritualidade traz às casas espirtituais um equilibrio que mantem toda a sua estrutura protegida. A atenção aos médiuns e até mesmo uma certa austeridade fará com que eles não se percam em interesses que alimentem as suas vaidades e se mantenham longe das tentações materiais e carnais. Aos dirigentes cabe esse direção sem se esquecerem de guardar seus corações dentro de um cofre. Respeito ao semelhante, caridade e obediencia aos espiritos é também o caminho da evolução. FMG

    ResponderExcluir
  26. O senhor não precisa se colocar como escritor...Só precisa colocar seu coração novamente para escrever!!!
    Dou todo apoio!
    Seria magnífico falar todo o caminho do TPM...Sua experiência, sua trajetória, as lutas vencidas e vitórias alcançadas.
    Abusada eu né??? :)
    Mas o pouquíssimo que escutei de mãe Lucília falar foi realmente interessante e até muito engraçado.
    Axé.

    ResponderExcluir
  27. eva aparecida dos santos16 de junho de 2009 10:23

    pai fernando eu estou pretendendo entrar na gira mais sera se eu entrar terei que fumar ?
    pois estou fazendo tratamento pra parar de fumar
    e a mae jo falou que tem a imagen do capeta atras do terreiro o que siguinifica?

    ResponderExcluir
  28. Seu Fernando, na última gira aconteceu um fato me deixando com uma curiosidade. "uma consulente recebeu um espírito...(?)", ela caiu no chão durante a consulta, e a entidade (médium) disse que a pessoa estava mal acompanhada, dizendo "para ir embora e deixá-la em paz". Perguntei, ao final, porque acontecera isso e como aconteceu. Me explicaste então que tal entidade durante a consulta, foi perdendo terreno até que "aflorou" levando a consulente ao chão...detalhe, suas mãos estavam molhadas de suor...! (foi o que entendi) Nesse caso, foi uma incorporação? involuntária? a entidade foi embora?

    ResponderExcluir
  29. Andréa Destefani16 de junho de 2009 11:08

    Gente estou elaborando como poderão ser realizados estes cursos infantis, mais tarde irei postar mais idéias aqui e fazer uma pequena reunião lá no terreiro. Uma idéia me vem forte: realizar a parte teórica no período das giras(aproveitando a ida dos pais ao terreiro) e a parte prática no sábado à tarde. Que vocês acham?Axé a todos!

    ResponderExcluir
  30. Pai Fernando, sou filha de Ogum e se , pelo menos não tentar conhecer meu pai, estarei sendo uma filha desnaturada, não é? rsrsrs
    Minhas dúvidas são muitas e se pudesse gostaria de resolvê-las todas de uma vez; mas talvez seja melhor uma (ou duas) de cada vez.
    Escutando um ponto não entendi direito,acho que preciso entender o que canto, caso contrário o que sentirei é confusão.

    “Na ponta da romaria
    Eu vi um cavaleiro de ronda
    Trazendo um escudo no peito
    Uma lança na mão
    Ogum venceu a guerra
    E matou o dragão
    Mas ele é, ele é Ogum Mege
    Ele vem de Aruanda
    Pro seus filhos proteger”

    Ogum Mege é um cavaleiro de ronda? Cavaleiro de ronda e Ogum de Ronda são os mesmos,não é?

    Obrigada Pai Fernando.

    ResponderExcluir
  31. Sofia, falar sobre as caboclas sem uma pergunta especifica não me parece razoavel. As caboclas são o feminino dos caboclos, óbvio. A grande dificuldade de hoje é entender o machismo da Umbanda, mas repare que todas as religiões são machistas. Vc conhece alguma papisa? E Moysés, então, com seu famoso mandamento "não desejar a mulher do próximo", quando deveria dizer "não desejar a mulher e o homem..." Não parece certo? E nem por isso ninguém da Igreja católica resolveu modificar o mandamento... FMG

    ResponderExcluir
  32. Ana, posso falar em nome da Umbanda, mas só no meu próprio. Adiante transcrevo um trecho do meu livro Grifos do Passado que revelar minha opinião:
    "...Uns médicos me procuraram:

    - Nós estamos fazendo uma pesquisa sobre o aborto. Gostaríamos da opinião da umbanda sobre o uso da pílula do dia seguinte, ou contracepção. Por ela ser abortiva, muito embora três dias depois da concepção, algumas religiões a combatem. – esclareceu um deles.

    - Apesar de ser umbandista, não posso falar em nome da religião. Se vocês quiserem posso dar minha opinião pessoal – adverti.


    - Sempre é uma opinião. – responderam, demonstrando decepção.



    - O aborto é um tema polêmico, e sobre ele as religiões são austeras e radicais, inclusive o espiritismo. Seria um ato criminoso abortar o feto, se o espírito reencarnado estivesse grudado com ele. – afirmei.

    - Mas, segundo dizem, ele já estaria reencarnado. Por que você insinua o contrário?


    - O espírito só reencarna no corpo da criança, quando ela dá o primeiro grito. Afirmei, convicto.

    - Você está declarando que é a favor do aborto? Perguntou, surpreso.

    - De jeito nenhum. Sou contra, por entender que a gravidez rejeitada foi o fruto de uma paixão carnal, fugindo totalmente do princípio divino, que só admite o sexo para a perpetuação da espécie humana E os pais deveriam assumir responsabilidade de seus atos. Extravasei.

    - Então as mulheres que provocam o aborto não são na sua concepção, criminosas? Enfatizou o médico.


    - É comum às mulheres que abortaram, depois da conscientização do espiritismo, irem ao desespero por se sentirem criminosas. Vou aliviar seus corações, afirmando que os espíritos das crianças não estão cobrando nada, nem vão para o inferno. Esperam, com certeza, outra oportunidade de reencarnar.


    - Se suas declarações são ou não verdadeiras não me compete julgar, mas elas são conflitantes com as que ouvimos até agora, principalmente quanto ao momento da reencarnação do espírito. A maioria afirma ser na concepção e você diz ser depois que nasce. Por mera curiosidade, nada tendo a ver com o objetivo da entrevista, você pode me dizer como chegou a esta conclusão, de um modo tão convicto? Perguntou, dando a entender ser o fim da entrevista.


    - Posso, culpa da ciência. Esclareci.


    - Como? Não entendi.


    - Alguém pode me explicar, de modo convincente, como estão os quinhentos espíritos dos embriões humanos congelados na Inglaterra? Estão grudados nos quinhentos tubos de ensaio, esperando, sabe até quando, para serem gerados?


    - É...Não tinha pensado assim... Respondeu o médico, despedindo-se, junto com os demais..."

    FMG

    ResponderExcluir
  33. Luna, aí então vou ter que criar um novo blog. FMG

    ResponderExcluir
  34. Seo Fernando, Sofia, amigas e amogos:

    De fato, ainda ha o machismo na sociedade e nas instituicoes, infelizmente. Mas algumas acoes efetivas vao desconstruindo isso. Leva tempo, mas vamos em frente, afinal nao existem papisas, mas existe maes de santo...

    Sobre o masculino e o feminino nos Orixas, entendo que sao formas diferentes de energia que se convencionou chamar assim. O machismo talvez esteja nos nomes dados e nao na forma da energia. Energia essa que para entendermos foi necesario diferenciar e separar.

    abraços
    Sidney Oliveira

    ResponderExcluir
  35. Eva Aparecida, para entrar na Umbanda não tem que fumar não. Não fume mesmo porque o fumo é uma baita droga. Ah, e a bebida também. Que história é essa do capeta? Alguém brincou com vc. FMG

    ResponderExcluir
  36. Paulo, isso acontece quando uma entidade necessitada é levada pelos guias para um astral de cura. A incorporação foi provocada para que isso tenha acontecido. FMG

    ResponderExcluir
  37. Maura, cavaleiro de ronda é uma expressão, que é um Ogum que defende o lugar. Mais ou menos isso. FMG

    ResponderExcluir
  38. Pai Fernando, continuando com a expressão cavaleiro de ronda... todos os Oguns podem ser cavaleiros de ronda?
    O sr. pode me indicar algum livro ou site onde possa encontrar mais explicações sobre Ogum Mege, Narue, Matinata, Beira Mar... todos os Oguns?
    Ou será que é melhor,esperar clarear minhas dúvidas através do blog (e contando com sua paciência)?

    ResponderExcluir
  39. Não entendi...Porque terá que abrir outro Blog?

    ResponderExcluir
  40. Luna, é porque se vc deixar por mim escrever sem perguntas eu vou escrever outro livro. Para vc ter uma idéia, na 2a.quinze do mes de Novembro encerramos a gira na Faculdade e foi comunicado que voltariamos na 1a. 2a. feira de Fevereiro no Terreiro novo. Então, daí até a inauguração no tempo previsto não dá um livro? FMG

    ResponderExcluir
  41. Maura, vou montar uma explicação adequada e publico oportunamente. Combinado? Fique sossegada que a idéia do blog é exatamente essa. Descobrir, estudar e aceitar a explicação. Sem isso de nada adiante. FMG

    16 de Junho de 2009 17:15

    ResponderExcluir
  42. Há sim! Dá sim...Mas o grifos do passado não foram com perguntas. Foram relatos e esperiências vividas.
    Esse livro seria todo o começo...E se o senhor lembrar já tem bastante informações aqui no blog. não é verdade??? Já dá para começar, né?
    E tenha certeza que hoje o terreiro está mais bem divuldado e o trabalho grandioso do Terreiro espalhado pelo mundo...Eu disse pelo mundo.
    :)
    Boa sorte!!!
    Será uma relíquia do terreiro para o terreiro e seus filhos.
    Pelo poquíssimo que Lucília me relatou foram grande passos; Muita evolução terrena e espiritual...E algumas histórias devertidíssimas!
    Axé

    ResponderExcluir
  43. Então agora entendendo o processo...Poderíamos nós aqui do blog abrir um tópico só para o livro...Ai todo mundo faria as perguntas. E no final o senhor quem elaborava toda a história...Porque terão coisas que só o senhor poderá passar. Pois foram sentidas e vividas pelo senhor...
    Enquanto isso continuamos no blog!
    Bjs

    ResponderExcluir
  44. obrigada pai fernando! não me lembrava dessa passagem do livro, tá na hora de reler!
    a minha dúvida era justamente por causa dessa polêmica se o espírito já está no embrião ou não...
    e aí, entraria outra questão, a do lívre arbítrio. se a mulher que realiza um aborto estaria usando seu livre-arbítrio "contra" um outro espírito... mas então, pelo que entendi, não é esse o caso. o problema seria a questão da fuga da responsabilidade? é isso?

    obrigada!
    ana

    ResponderExcluir
  45. Boa noite á todos.
    Sr Fernando, as Entidade que trabalhamos são pertencentes ao centro (como um grupo de entidades de mesmo grupo num terreiro)ou são de cada pessoa?
    Grato
    Marcelo.

    ResponderExcluir
  46. Olá Pi Fernando! Obrigada pelas dicas de sempre!
    Pra variar, minha cabeça de médium iniante não pára um só minuto de pensar e tentar entender um pouco mais das minhas Entidades.
    Encontrei um certo "ponto" em comum entre meu caboclo e minha cabocla: a cor marrom!
    Na guia dela, sonhei com penas marrons continhas verde claras, na dele, todo de contas marrons grandes, intercalados por dentes e miçangas brancas.
    Isso quer dizer que são entdidades de Xangô certo? Intermediários de Xangô é isso?
    Pode ser que meu pai de cabeça seja Xangô? Ou não necessariamente trabalhamos com Entidades ligados á nossos pais de cabeça?
    Obrigada.

    Silvinha!!

    ResponderExcluir
  47. Marcelo, entidade não pertence ninguém, muito menos a terreiro. Entidade são espiritos de lzuz que estão nos ajudando a encontar nosso caminho da espiritualidade. FMG

    ResponderExcluir
  48. Andreia eu tive essa ideia há + ou - um ano atrás, falei com a Mãe Lucilia, (q no momento achou ótimo) fiz o projeto, procurei as pessoas, textos, livros, etc..., porém ninguem, absolutamente ninguem se interessou pela ideia, e acabou morrendo, se vc procurar na comu do terreiro aida existe o tópico, oq é uma pena, pois acho q seria realmente mt bom dar uma atenção as nossas crianças, q são o futuro da Umbanda...se vc conseguir ressussitar esse projeto estou dentro...
    Abraços
    Isamara

    ResponderExcluir
  49. Pai Fernando eu queria perguntar sobre Orixás tbm, queria saber pq no terreiro do Pai Maneco Iansã só pode dar Xango, e vice versa?
    Pq observando, percebi q a força de Xango, as pedreiras estão em tds as partes, estão no mar, na mata, na cachoeira, na campina..., e o mesmo se da com o vento, presente em todos os lugares, tipo, os ventos e tempestades são fundamentais para td, para as marés, para a reprodução e desenvolvimento dos vegetais, para alimentar e apagar o fogo, e encher os rios..., vejo os Orixás como um uno, como uma integração, um equilibrio, então queria saber pq dessa separação de Xango e Iansã dos demais?
    compliquei mt?? rsrs
    Abraços
    Isamara

    ResponderExcluir
  50. Ana, as razões que levam ao aborto não posso dizer. Cada um tem o seu motivo. FMG

    16 de Junho de 2009 18

    ResponderExcluir
  51. Me expressei mal Pai. Quero dizer se as Entidades são Espiritos que já fazem parte do nosso circulo espiritual se assim posso dizer, aquela espiritos a afins ou se fazem parte por exemplo de um grupo do Chefe Espiritual da casa, por exemplo Tenda Espiritual Caboclo Pena Branca?!

    ResponderExcluir
  52. Silvinha, se vc for filha de Xangô, o que tudo indica, com certeza teu pai de cabeça vem da mesma linha cósmica. FMG

    ResponderExcluir
  53. Luna, não acho que seja do interesse geral as histórias da construção do terreiro, a não ser para alguns que queiram construir uma casa. Amanhã deve ir para o site a Minha Opinião de Junho onde eu falo sobre o blog. Eu não quero perder esse foco, de falar e descortinar a Umbanda ainda escondida dentro de um circulo que se considera absoluto. Faço parte do povo e só respeito a vontade das massas. Sou meio radical nessa parte. Quando fui feito pai pequeno no terreiro do Edmundo Ferro ele chamou-me para usar um vestiário destinado aos dirigentes. Eu disse que, se assim fosse, eu abriria mão da honra porque preferia usar o vestiário dos médiuns. Empolguei-me, mas acho que vc entendeu. FMG

    ResponderExcluir
  54. Anonimo, quando é que vc vai dizer o nome? Eu entendi o que vc quis dizer, mas as entidades nãotêm vinculo com Terreiro especifico. Eles têm o compromisso com a Umbanda. FMG

    ResponderExcluir
  55. Seo Fernando, Bitty, Joao e Luna
    Sobre o ponto no topico anterior
    O ponto é contaginate e intrigante
    tanto no aspecto religioso como no aspecto cultural
    e nao é nada simples ...

    Curioso que fui...la fui eu, se ajudar:

    " Olha quem chegou devagarinho
    Quem vem de mansinho
    É Vovó Quitéria,vamos abraçar
    Ela vem de Aruanda nos abençoar

    De olhar tão doce, cheio de vida
    Preta velha querida
    Seu sorriso é um encanto
    Que derruba quebranto

    Ela é reza com ardor
    E vence demanda
    Ela é da Umbanda
    de Paz e de amor"



    abraços
    Sidney Oliveira

    ResponderExcluir
  56. Luna, a Andréa Destefani está sendo minha parceira e já iniciou um trabalho de catalogar as "Minha Opinião", Perguntas a Respostas e material do Blog para editar em um livro. Vamos aguardar. FMG

    ResponderExcluir
  57. Isamara, complicar não, mas não entendi onde vc entendeu que existe diferença de Xangô e Iansã para os demais. FMG

    ResponderExcluir
  58. Estas pinturas surgiram e realmente mudaram minha vida com relação ao mundo espiritual, bom vou falar um pouquinho como acontece isso, antes queria deixar claro que não sou cartunista ou desenhista facial, para ser bem sincero meus desenhos nesta linha são um verdadeiro fracasso, porem utilizo o desenho em minha profissão porem mais 3d e algumas outras modalidades que não são exatamente o que ocorre com as pinturas, tenho a certeza que a pouca pratica que tenho deva ajudar bastante no processo mais a frente explico isso pois assim foi me explicado.

    Bom, a alguns anos atrás foi quando ocorreu a primeira pintura de um espírito maravilhoso que muito me ensinou e ensina, um certo dia em meu escritório da época o espírito aproximou-se (* vou fazer uma brechinha só para explicar, neste momento em minha caminhada espiritual foi quando comecei a ter um contato um tanto quanto “estranho” que sinceramente não sei explicar (talvez seu Fernando consiga ) , eu já ouvia alguma coisa ao meu lado, e nesta época comecei a escutar claramente o que era dito, por mais que não queria pois por vezes escutamos coisas que incomodam, a dor por exemplo tem um som horrível *) e disse : “ Olá meu filho, não queria saber como eu sou?” , neste momento eu respondi , Olá meu pai, que bom telo por perto, como assim o conhecer? … Então que ele me disse se eu não queria saber como ele era, e eu respondi que CLARO que sim meu pai, mas como isso poderia acontecer, ele então pediu que eu relaxa-se e fecha-se meu olhos e pega-se o giz!!!!!, para entenderem eu estava de frente para minha estação de trabalho (computador) com minha table ( mesa digital de desenho que usamos uma caneta para desenhar no computador ) , perguntei então para ele que giz pois ali não havia nenhum, ele insistiu para eu achar o giz, então tomei como consciência que estava de certa forma com um giz na mão, e no software que estava utilizando , abri um documento em branco e peguei a ferramenta GIZ de desenho, fechei meus olhos, e por algum tempo acredito que me “desliguei” da terra, sei que um transe super forte começou a acontecer, e os movimentos de minha mão tornaram-se involuntários, eram muito rápidos os movimentos, e algum tempinho depois estava lá a pintura de uma pessoa. Neste dia após ocorrer isso fiquei muito emocionado por minha ligação com este espírito , foi muito importante e mágico para mim aquela situação, não imaginava jamais que algo assim pude-se ocorrer, mas então que aconteceu, aquele espírito então me pedira que fizesse algumas copias certas daquela imagem e desse a algumas pessoas ( algumas com moldura inclusive que nunca tinha mexido com madeira e derepente fiz as molduras talhadas , foi bem interessante ) e hj ela esta em meu cantinho de paz lá em casa junto com algumas outras. (continua)

    ResponderExcluir
  59. continuação)...
    Tempos depois ocorreu a pintura de mais 2 espiritos , até que hoje, estamos sendo presentiados com esta série de espíritos que apareceram, hoje o processo (*acredito que por eu não ter mais tanto receio e mesmo por já ter feito algumas vezes) parece ser mais fácil para eles, talvez eu não crie tantos bloqueios para eles, inclusive algumas das pinturas que estão na parede do terreiro aconteceram comigo no horário comercial , uma brechinha de tempo e derrepente saiu a pintura ( e eles são sábios parece mover as coisas de acordo com que nada me prejudique para quem possa imaginar isso, nestes momentos, estava tudo tranqüilo todos em suas estações de trabalho e ninguém notara a não ser alguns amigos que tbm são do samba e adoram cada vez que isso ocorre.

    Um dia então perguntei e este primeiro espírito que manifestou-se para ser pintado e me guia o que acontecia, porque estava sendo comigo e daquela forma, ele me disse estão que poderia ser com qualquer um que os dessem um pouquinho de seu tempo, que jamais toma-se como “posse”para mim daquilo que ocorria, o que com toda certeza jamais na vida farei , o que vem são deles, são eles os proprietários e tudo o que dizem, como dizem, e como querem é a forma com que entrego, e que claro eles usariam o que existe de melhor que existe em mim, então acredito que o processo ocorra de uma forma que eles potencializam o certo jeito que já possuo com a arte de alguma forma.

    Bom é dessa forma gente que acontece.

    Axé a todos

    Salve Pai Fernando.

    ResponderExcluir
  60. Pai Fernando, tá certo: nunca ouvimos falar em papisa, mas acho que, como o senhor diz, umbanda não tem nada a ver com o catolicismo, exceto no sincretismo. Como disse nosso irmão Sidney, nós temos mães-de-santo. O meu questionamento é se algum dia pode chegar um(a) médium e dizer que tem uma mãe-de-cabeça. Isso ainda não aconteceu, mas pode acontecer?
    Bom, vou fazer minha a pergunta da Patrícia Sabadin, já que eu não entendi muito bem a resposta que o senhor deu a ela: Por que não vemos caboclas de Ogum e Xangô trabalhando? Primeiro, o senhor disse que há feminino em todas as linhas, mas depois disse que as caboclas trabalham na linha de Oxum, Iemanjá e Iansã. Ficou confuso. E outra pergunta, há caboclos que trabalham na linha dos orixás femininos?

    Mucuiu, meu pai!

    ResponderExcluir
  61. Claro que entendi.
    Não perderemos o fodo!
    Axé.

    ResponderExcluir
  62. Opa! Obrigada Jimmy. A psicografia é realmente linda.
    O que vc passa através dos espíritos se chama Psicopictografia é uma manifestação mediúnica pela qual um espírito, através de um médium, se expressa por meio de pinturas ou desenhos.
    Com a licença de Pai Fernando...

    Kardec(1861, item 190) define médiuns pintores ou desenhistas, como sendo aqueles que pintam ou desenham sob a influência dos Espíritos.Podendo ser pelas mãos, pés e boca.
    Eles utilizam seu conhecimento e para o desenho e através de seu Cérebro, aptidão a arte e seu sistema nervoso central..E o resultado são essas obras linda!
    Vou pedir a Vóvó Maria Quitéria para aparecer pra vc...hehehehe ( brincadeira)

    Saravá.

    ResponderExcluir
  63. Pai Fernando, boa noite meu querido!

    O senhor respondeu assim para o anônimo:

    "as entidades não têm vinculo com Terreiro especifico.Eles têm o compromisso com a Umbanda. FMG"

    E nós médiuns. Qual o nosso maior compromisso?

    ResponderExcluir
  64. Com seu consentimento, pai Fernando...

    Ana se vc quiser saber mais a respeito do aborto e de como funciona o processo reencarnátório leia Nossos filhos são espírito ou deixe-me viver.
    São livros maravilhosos e falam todo o processo orgânico, espiritual da ligação entre o encarnante e a mãe...Falando tbém sobre a interrupção da gestação.
    Como o pai Fernando falou...O espírito REENCARNA, na sua totalidade após o primeiro choro do bêbê. Porêm na concepção ou na fecundação ( forma científica) o espirito já está lá próximo do duplo etérico da mãe.
    Axé.

    ResponderExcluir
  65. Olá Pai Fernando,
    Acredito que a questão da Isamara é a seguinte:
    Enquanto uma filha de Oxum pode ter como orixá masculino Oxossi e Ogum, uma filha de Yemanjá pode ter como orixá masculino também Oxossi e Ogum, por que a filha de Iansã, necessariamente, tem como orixá masculino Xangô? Não é possível Iansã com Ogum ou Oxossi?

    ResponderExcluir
  66. Não é q eu ache que tenha diferença, digo pq q eles são exclusivo um do outro, tipo filha de Iansã ter q ser filha de Xango e filho de Xango ter q ser filho de Iansã tbm, vejo q filhos de Ogum e de Oxossi a mãe pode ser tanto Iemanjá quanto Oxum, filhas de Oxum e de Iemanjá o pai pode ser tanto Ogum quanto Oxossi, há um entrosamento entre eles, oq não acontece com filhos de Xango ou Iansã, e é isso q eu queria entender, o pq, parece q não se misturam com os demais, se é filho de um, tem q ser automaticamente do outro, pq é assim?
    Abraços
    Isamara

    ResponderExcluir
  67. Luna, peça para Vovó o que vc quiser. Esse é um direito que nós temos. Um antigo livro "Umbanda em Julgamento" o autor visitava os terreiros para conhecer como eram as consultas. Então ele sempre pedia as entidades que qwueria um Cartório. Vá que a entidade atendesse, disse ele. FMG

    ResponderExcluir
  68. rsrsrsrsrsrs. FOCO!!! hahahahaha.
    Sory.

    ResponderExcluir
  69. Andréa Destefani17 de junho de 2009 12:28

    Sabe Isamara eu tenho uma convicção(uma das poucas que tenho) que tudo na Umbanda necessita de uma aprovação do plano astral, ou até que o projeto tenha começado lá. Em específico da formação das crianças na Umbanda é um trabalho muito delicado. Você imagine que alguma criança que seja formada dentro do terreiro venha a ser um grande pai de santo, um político e até por incrível que possa parecer líder em outra religião. A gente não sabe dos planos espirituais na totalidade. Pode ser até Isamara que este não seja o momento certo, eu não sei. Se for, as coisas darão certo. Façamos a nossa parte e deixemos o restante nas mãos deles.Que eles nos guiem. Sabe querida minha fé vem aumentando na medida em que me deixo levar por eles, porque quando é só pela minha cabeça...Até proponho Pai Fernando que nós duas, eu e a Isamara sejamos ,como o sr. diz, coordenadoras deste projeto. O que vc acha Isamara? Axé!

    ResponderExcluir
  70. JOÃO EMERSON DA COSTA17 de junho de 2009 12:51

    PAI FERNANDO,DESDE QUE PEDI PARA SER BATIZADO NA UMBANDA NÃO CONSIGO MAIS ESCONDER QUE SOU UMBANDISTA.QUANDO FIZ O AMACI, AS PESSOAS CHEGAVAM E ME PERGUNTAVAM: "QUAL TUA RELIGIÃO?",EU DIZIA ESPÍRITA.DEPOIS DO BATISMO,RESPONDO NA LATA...SOU UMBANDISTA.MAS A PERGUNTA É:O SENHOR PODE EXPLICAR A DIFERENÇA ENTRE AMACI E O BATISMO NA UMBANDA?OBRIGADO

    ResponderExcluir
  71. Caraca!!!
    Sidney, foi vc quem fez o ponto de vóvó Maria quitéria?
    Eu só ví agora...!!!
    Bom vou ler e reler...Mas parece muito com a preta esse ponto.
    Que bonito!
    O que o senhor achou pai Fernando???

    ResponderExcluir
  72. Andréa Destefani17 de junho de 2009 13:13

    Pai Fernando ontem fiz uma grande descoberta. Não sei quantos capitães que há na segunda.E isso meu pai é uma grande garantia de que a hierarquia de segunda funciona.Posso não saber quantos capitães há, mas sei que se não tiver o senhor pra perguntar algo ou a Mãe Lucília, ou estiver passando por alguma dificuldade, posso contar com capitães que vão me ajudar com o mesmo amor e respeito que vcs tem por nós da corrente, aparecendo sempre no momento em que se precisa.
    Gostaria de fazer algumas perguntas para que eu pudesse olhar sob a ótica de um pai de santo:
    1. No meu entender parte do pai de santo e de suas entidades a formação inicial da energia da gira e seu total equilíbrio, estou errada? Existe outro parâmetro?
    2. Se um pai de santo terminar a gira e ainda houver um ponto acesso, o que acontece?
    3. Quanto tempo o sr. levou pra chegar a uma harmonia de gira como é a de hoje? Quais foram seus maiores desafios? Pergunto porque a sua experiência de vida é muito importante pra gente tecer a nossa formação de umbandistas.
    Mukuiu meu pai!

    ResponderExcluir
  73. Andréa Destefani17 de junho de 2009 13:31

    Procurei e não achei na internet o livro que o sr. cita: "Umbanda em Julgamento" escrito em 1949 por Alfredo de Alcântara. Se alguém conseguir um link me avise....

    ResponderExcluir
  74. Me chamo Marcelo pai Fernando, postei com nome antes deste anonimo, me desculpe! Entendi prefeitamente. Obrigada! Achei que tivesse algum vinculo sim. Grato!

    ResponderExcluir
  75. Andréa Destefani17 de junho de 2009 14:35

    Sabe meu Pai eu pedi autorização pra Mãe Lucília pra ir na gira de terça e ela concedeu. Sabia que tinha que ir. Descobri o porquê! Seo Ogan Kaian incorporou na nossa querida Fernanda da engoma. Que força! Que luz! E eu que havia pedido tanto pra vê-lo fui atendida! Estou ainda assimilando o que ocorreu! Ainda ontem à tarde, conversando com um amigo que tem um terreiro em outro estado e visitou nossa galeria de imagens intuitivas, e me perguntou quem era seo Ogam Kaian pois a imagem dele era muito forte, falei, sem conhecimento pleno, a força desta entidade no trato de nossa engoma.Agora já tenho este conhecimento. E se já respeitava a engoma, hoje sei que a responsabilidade ali é extremamente grande e preciosa.
    Nunca ficamos sem resposta quando pedimos com sinceridade e fé às entidades! Axé!

    ResponderExcluir
  76. Sofia, uma vez fiz a mesma pergunta ao Pai Andir, uma pessoa que era de uma capacidade cultural imensa e profundo conhecedor da Umbanda. Uma semana depois ele me disse que tinha descoberto uma Cabocla de Ogum, e não encontrou mais nada. Por isso eu concluo: caboclas de Ogum estão nas linhas de Oxum e Iemanjá, como as caboclas de Xangô são as da linha de Iansã e as Juremas da linha de Oxossi. Os nomes delas são declarados por elas nas linhas que incorporam. Só não podemos misturar as ondinas com as caboclas. Elas existem sim. Existem vários caboclos que trabalham na linha dos orixás femininos, e só para citar um: Caboclo do Mar, na linha de Iemanjá. Quanto ao machismo na Umbanda é uma questão de cultura e culpa não é de ninguém, mas ele existe sim, mas logo isso vai acabar. FMG

    ResponderExcluir
  77. Luna, achbo que com nosso desenvolvimento espíritual, isso incluindo respeito ao terreiro, aos espiritos, à Umbanda e a todos os Orixás. FMG

    ResponderExcluir
  78. Isamara, eu sei como é mas o porquê não tenho a minima idéia. FMG

    ResponderExcluir
  79. Mucuiu padrinho.
    Tudo bom com o sr?
    Olá Jimmy.
    Gostaria de te dar parabens pelo teu trabalho, e por esta tua mediunidade linda que deus te deu, e que acaba nos presenteando mais do que com imagens, mas com sensaçóes tb.
    Acho incrivel o poder das pinturas de TE FITAREM NOS OLHOS, o tempo todo. muuito legal.
    rapa..
    As vezes da um gelo na barriga e a senssaçáo de: conheço esta pessoa, nunca enxerguei mas ja vi.
    Li seu texto acima, e se náo me enganei, vc falou que tem outras imagens alem das que ja conhecemos.
    Eu gostaria muito de ver todas.
    Vc tem algum site? ou algum lugar onde podemos velas ?
    Parabens mais uma vez.
    Abraço e axé.

    kiko codina - s.p.

    ResponderExcluir
  80. João, batismo é a entrada na Umbanda e Amaci a lavagem de cabeça com as ervas e bebida do Orixá quando ele se vincula a um Terreiro. O Amaci quando é feito substitui o batismo. FMG

    ResponderExcluir
  81. Andréa, se ainda não me roubaram eu devo ter. Vou verificar. FMG

    ResponderExcluir
  82. Andréa Destefani17 de junho de 2009 16:30

    Pai Fernando eu estive pensando muito nesta questão Iansã/Xangô. Eu acho que pra entender a energia conjunta destes dois orixás é necessário que a gente imagine uma pilha, que não funcionaria sem um dos polos. Iansã não funciona sem Xangô e Xangô sem Iansã também não.Um está no outro.Não sei se falei bobagem,mas estou aqui também pra aprender.

    ResponderExcluir
  83. Jimmy

    Parabéns, as imagens psicografadas por você são lindas.
    A primeira vez que vi na parede do terreiro fiquei maravilhada me perguntando quem tinha feito um trabalho tão lindo.
    Quando vi Pai Luis de Xangô me olhando daquela maneira tão amorosa fiquei pensando “conheço essa pessoa de algum lugar” e se não conheço quero conhecer...rsrsrs
    Vc disse que tem mais imagens...por favor não deixe de posta-las.

    Axé!

    ResponderExcluir
  84. Boa tarde Pai Fernando!

    A entidade tem mais de um ponto riscado ou é sempre o mesmo...
    o Sr. Tranca Ruas, ja vi vários... porque ele tem mais de um ponto?como o Sr sabe que é dele mesmo.

    ResponderExcluir
  85. Pois é, na minha cabeça também não entra isso de Xangô é com Iansã e "ponto final"... ainda mais sem explicação (com todo respeito, meu Pai Fernando!!!)...

    Fico pensando na essência das energias dos ORixás, na natureza... tipo Pedreira + Mar (Xangô com Iemanjá, como as paisagens da Irlanda ou Escócia), Campina + Ventania (Ogum + Iansã), Pedras + Rio (Xangô com Oxum)...

    Enfim, todas essas energias cósmicas são tão afins e complementares que realmente não entendo essa mútua exclusividade...

    Mas, ok né. Apenas comentando!

    Abraçços

    ResponderExcluir
  86. Andréa Destefani, achei na Estante Virtual! www.estantevirtual.com.br !

    ResponderExcluir
  87. Andréa Destefani17 de junho de 2009 18:16

    "Isso mostra que só assim podemos sepultar a mesmice dos conceitos e abrir a comporta da razoabilidade para o exercício limpo da doutrina espiritual popular que recebeu o nome de UMBANDA."
    Lindo. Eu queria ter escrito isso! Mas falta tempo e experiência pra isso, mas continuo tentando...
    Há de se respeitar meu pai que o perfil do bloguista daqui se elevou e muito.Todos se aprofundando cada vez mais e mais em seus conhecimentos e (porque não?) na prática de Umbanda, pois se mudam alguns conceitos,muda-se a prática também. E agora um aviso a todos: não percam a "minha opinião" de junho do Pai Fernando no site! Axé pro neto dele!

    ResponderExcluir
  88. Luna legal que curtiu. Nas relidas se tiver sugestao nao deixe de fazer.
    Alias, se Ela curtir tb sera bem legal.
    Vamos ver o que o Bitty acha e se encaixaum melodia e tb se o Seo Fernando aprova o produto final.

    Em tempo:
    Tirei o nome Maria para dar dinamica e ritimo

    abracos
    Sidney Oliveira

    ResponderExcluir
  89. numa gira, S. Matinata solicitou que eu fizesse uma guia de Xangô. disse que eu estava ventando demais, parecida demais com a minha mãe, e que precisava colocar meus pés no chão. (hehe)
    enfim, concordo com a Andréa: talvez não seja nenhum mistério, talvez seja isso mesmo - forças que se equilibram.

    ResponderExcluir
  90. erros de digitacao (errata)da post anterior
    acima era "encaixa a melodia"
    e na obs a grafia é "ritmo"
    abracos
    Sidney

    ResponderExcluir
  91. Então Sidney, com a sua licença...
    Tem como colocar o Maria? Desculpe, a preta é bem autêntica e faladeira.
    Vai demorar um pouco para ela vir. Pois estamos aguardando o nosso terreiro TPM aqui. Então não tem como ela te dar a resposta. E eu não posso falar por ela :(
    Mas o que vc achar será feito, mesmo porque ela mandou para o João e chegou a vc. Viu como a espiritualidade não tem fronteiras?
    Axé e obrigada.

    ResponderExcluir
  92. Há se eu não me engano, uma vêz a chamaram de mãe ou tia e, ela foi enfática ao falar que era vóvó.
    Bjs

    ResponderExcluir
  93. Pai Fernando. Uma pergunta...
    Certa vêz estava com uma entidade trabalhando e percebí que ela queria fazer uma magia. Mas esse material era uma parte do corpo humano feito em cêra. Mediante ao pedido que ela ia fazer do material, conseguí segurar o pedido dela ao consulente...Então me diga, seria errado ela trabalhar com essa ferramenta de trabalho, ou eu só travei porque a casa aonde trabalhava não aceitava alguns materiais de trabalho ?
    Axé

    ResponderExcluir
  94. Pai Fernando, já que estão fazendo tantas coisas pela preta posso falar a história dela? Se não, sem problemas.
    Bjs

    ResponderExcluir
  95. Bitty esta sem internet temporariamente. Acredito que em breve dará noticias.
    abracos
    Sidney Oliveira

    ResponderExcluir
  96. Luna, foi bom vc ter segurado. Eu particularmente não gosto. FMG

    ResponderExcluir
  97. Anonimo, as entidades têm mais de um pontos individuais. FMG

    ResponderExcluir
  98. Obrigada Pai Fernando.
    Sidney, pai Bitty e João. E meus amigos do blog.
    Talvez para algumas pessoas seja só mais uma entidade. Mas queria compartilhar com vcs porque muitas das vêzes não sabemos o porque algumas entidades nos escolhem para trabalhar conosco...

    Então...Estava eu já acostumada com os trabalhos dos pretos velhos. Trabalhava com pai Joaquim de Angola faziam 15 anos. Pois havia começado nas incorporações com 17 anos.
    Pai Joaquim como sempre muito gentil, carinhoso, atencioso e com suas palavras de conforto sempre me deixava feliz a cada atendimento ao consulente.
    No meu batismo da Umbanda já com 30 anos. Estava aguardando anciosa a chegada do Pai Joaquim. Pois no meu batismo estava meu ex pai de santo ( Sebastião Mauro), minha dirigente do terreiro e meus irmãos do terreiro. Estava feliz!
    Quando cantaram o ponto dos pretos velhos...E nada de Pai Joaquim de aproximar...Então chegou a hora das pretas. Num pulo arriei com as saias nas mãos balançando e falando, falando. Era uma preta velha. Essa mesma, chamou a mãe pequena deu o nome e disse "que veio para ficar" Exatamente com essas palavras!!!
    Vóvó Maria Quitéria. Nunca havia escutado esse nome. Tão pouco incorporado uma preta velha.
    Mas...Durante anos muitas pessoas falavam que eu tinha uma protetora e que era uma preta velha. Mas eu era enfática em falar que não tinha uma preta velha e sim Pai Joaquim de Angola!!! Pois era sempre ele quem vinha.
    O tempo foi se passando e comecei a me sentir triste nas giras de pretos velhos. Pai Joaquim não vinha mais. Não falava comigo e não dava mais consulta.
    Não queria receber a Vóvó Maria Quitéria, ela falava pelos cutuvelos e era diferente de Pai Joaquim.
    O tempo foi passando e faltei uma gira de preto velho. não senti nenhuma vontade de ir...
    Num belo dia eu aqui na minha casa com minha família, via televisão tranquilamente e sentí a presença de Pai Joaquim...Estranho pois a única coisa fora do normal era que Manuella estava com suas crises de Alergia...Febre, tosse essas coisas...

    ResponderExcluir
  99. Então falei ao pai Joaquim se tivesse algo para fazer que fizesse em astral...Mas o preto continuava agarrado ao meu lado.
    Então mesmo sem saber o que era dei passagem. Sabendo que era "errado" Porêm conhecendo minhas entidades sabia que não viriam a toa.
    Pai Joaquim deu um passe na pequena Manuella e pediu alguns minutos ao Mauro. Pediu para ter uma conversa com ele ( Mauro meu esposo).
    Pai Joaquim falou que estava ao meu lado. Que sempre estaria ao meu lado. Mas que não viria mais trabalhar como antes fazia. Falou que era chegada a hora de falar algumas coisas importantes.
    Pai Joaquim falou que a preta que iria trabalhar comigo era uma preta de longos anos. Falou que não era uma simples preta velha...Pai Joaquim estava trabalhando nessa preta há 15 anos para ela trabalhar comigo. Mas que tbém estava trabalhando esses anos comigo para eu receber a preta.
    Falou que tínhamos uma hitória juntas. Falou que a preta em uma de suas vidas fora um mago. E que eu era uma de suas discípulas. Porêm que nós duas tivemos um laço afetivo muito grande de amizade. Mas trabalhávamos em magia negra juntas. E com isso prejudicamos muitas pessoas. Aonde o resultado foram anos a fio em zonas Umbralinas. E que a cada encarnação minha ela vinha junto comigo. Ou encarnanda ou em espírito.
    E que hoje ela aceitou a religião Umbanda, para juntas resgatarmos nossas dívidas pretéritas.

    ResponderExcluir
  100. ...

    Depois dessa história conseguí ver Vóvó Maria Quitéria de outra forma e entender o porque dela ser tão mandigueira.
    Com o tempo e a afinidade fui amando-a.E admirando seu trabalho em terra. Ou seja aceitei ela como minha preta velha.
    Hoje Trabalho com a vóvó Maria Quitéria há quase 3 anos, e claro com muito respeito e carinho por essa preta de "papo reto"...E claro...Um segredinho...Pai Joaquim vêm de vêz em quando a cada final de incorporação da preta, para limpar e descarregar meu corpo. Não fala nada e vai embora. Mas sei que é ele dizendo indiretamente...Estarei sempre aqui!
    Salve a Umbanda que nos uniu novamente.
    Salve a preta vóvó Maria Quitéria!
    É isso gente.
    Um bj

    Obrigada Pai Fernando pela oportunidade.
    Saravá.

    ResponderExcluir
  101. Há, se eu não me engano a única pessoa que sabia dessa história era Pai Léo...Que inclusive foi ele quem fez a guia de VV. Maria Quitéria, colocando umas bolinhas vermelhas e pretas na conta dela. Falando que ela adorava uma mandiga Antes mesmo de saber a história real!
    Saravá Léooooooo!!!!
    saudades!!!

    ResponderExcluir
  102. Entendo de forma diferente essa questão de orixá tal combinar com tal. Se pensarmos nas forças da natureza que cada orixá representa, não existe um sem o outro. O vento poliniza as sementes, que são regadas pela chuva, os rios desembocam no mar e a água como um todo mantém a umidade e temperatura para que exista vida... Poderia criar outros exemplos com os elementos que cada orixá representa. Todos eles estão ligados e quando um deles não está harmônico, desanda.
    Sobre o equilíbrio, também entendo de forma um pouco diferente. O equilíbrio está na nossa evolução espiritual, na forma com que lidamos com os desafios do dia-a-dia. Senão, todos que têm essa combinação "mais harmônica" não teriam tantas variações, altos e baixos... Os orixás, no caso pai e mãe, nos dão sim algumas características, mas o equilíbrio é nós quem devemos criar e cultivar. Por isso acredito que seja possível todo tipo de combinação, obviamente alguns são mais comuns. Mas não consigo ver uma impossibilidade de combinação. Mas essa é só a minha opinião... :p
    Talvez, se o senhor pudesse explicar melhor o porquê de, no seu conhecimento, não se fazer possível a combinação de alguns deles, eu possa compreender de outra forma...
    Aguardo sua explicação Pai Fernando.
    Obrigada,
    Kelly

    ResponderExcluir
  103. Luna nem reparo na distancia, tai outra vantagem do blog...
    Vc tem razao recoloquemos o nome "Maria"...
    Se ela é faladeira, pode demorar, mas se fará escutar (risos)

    Arrumei o ritmo e ficou assim

    " Olha quem chegou devagarinho
    Quem vem de lá bem de mansinho
    É Vovó Maria Quitéria,vamos abraçar
    Vem de Aruanda pra nos abençoar

    De olhar tão doce e cheio de vida
    Preta velha querida
    Seu sorriso é o encanto
    Que derruba quebranto

    Reza com ardor
    Que vence demanda
    Ela é da Umbanda
    de Paz e de amor

    Luna o que achou? e o Sr Seo Fernando?

    abraços
    Sidney Oliveira

    ResponderExcluir
  104. Pois eh... Tb queria saber um pouco da historia da Vó Maria Quitéria...
    abraços
    Sidney

    ResponderExcluir
  105. CURA CURA AKUAN
    COMO A COMO A LUZ DO SOL DA MANHÃ!!!!

    Dessa manhã!
    Parabéns Reinaldo Godinho. Muito linda!
    E salve o preto Pai Maneco tbém.
    Boa dia a todos!!!
    Saravá.

    ResponderExcluir
  106. Sidney, a letra está muito boa. Quero ver com a musica. FMG

    ResponderExcluir
  107. Olá Pai Fernando, estou a precisar de ajuda espiritual, gostaria de perguntar se o Sr pode me ajudar? Tenho passado por várias situações complicadas!

    ResponderExcluir
  108. Andréa Destefani18 de junho de 2009 09:43

    Na terça esteve em visita ao terreiro um pai de santo do interior do Paraná. Um verdadeiro guerreiro. Atende às escondidas, pois o nosso interior é muito atrasado ainda e ele foi solicitado pelas entidades para auxiliar em trabalhos de cura ali.Se diz autodidata. Fiquei emocionada com a sua garra e ele pela recepção amorosa e pela energia de nosso terreiro.Trabalha prestando serviços de assessoria técnica pelas prefeituras e nos momentos que tem pra sua família presta atendimento aos necessitados da cidade.Foi recomendado que conversasse um pouco com o sr. Infelizmente ainda há preconceitos, mas as barreiras estão se quebrando. Ontem eu estava "faladeira" demais e descobri o porquê no final da noite. O Supremo Tribunal Federal decidiu que pra ser jornalista não é necessário mais o diploma, pois o direito de opinião é irrevogável. Já faço isso há 23 anos! Liberdade de expressão agora irrevogável! Saravá nossa liberdade!

    ResponderExcluir
  109. Andréa Destefani18 de junho de 2009 09:55

    Pai Fernando não seria possível nesta época de inverno ser realizada uma gira aos sábados à tarde pras pessoas que têm problemas de saúde e que moram longe poderem freqüentar a Umbanda sem se desgastar tanto? Acordei de madrugada pensando nisto...Axé!

    ResponderExcluir
  110. Bom dia Painho!
    Ontem, depois da gira me veio uma dúvida, que talvez até já tenha sido falada aqui.Um filho de Oxalá, assim como filhos de Iemanjá, Oxum e Iansã deve jogar o segundo obi.Mas no caso especifico deles - filhos de Oxalá- ficarão com dois Orixás masculinos? Não pode ficar com Oxalá e outro orixá feminino?
    Se já tiver respondido, me avise que procuro nos arquivos.
    Beijo,
    Fernanda Garcez

    ResponderExcluir
  111. Pai Fernando,

    Sobre crianças...
    A partir de qual idade o obi deve ser jogado?
    Crianças que ainda não jogaram o obi, devem usar alguma guia?

    Sds

    ResponderExcluir
  112. Andreia e Isamara.Não vou falar todos meu terço de indignação quanto as idéias que poderíamos fazer no terreiro e que nunca dão certo. Não há participação das pessoas e eu desisti. Digo que sou Lucilia 2009.Ano passado chorei em todas minhas tentativas e este ano não quero chorar mais, né pai?rsrsrsrs
    Mas gosto de iniciativas e quando isto acontecer eu apoio e ajudo com a mão na massa.
    No mes de agosto, setembro, outubro, estaremos fazendo cursos de capoeira, construção de instrumentos, música e dança de roda, tudo incentivado pela lei de incentivo, patrocinados pelo shopping Muller, espero que desta vez a gente tenha pelo menos dois alunos.
    Saravá

    ResponderExcluir
  113. Andréa e Isamara, podem fechar que eu e a Lucilia apoiamos. FMG

    ResponderExcluir
  114. Andréa Destefani18 de junho de 2009 15:09

    Estive falando com a Fernanda Dorta, que é da gira de terça e ela tem um projeto pronto de educação ambiental infantil baseada nos contos indígenas, para a Secretaria do Meio Ambiente, que se propôs a nos ajudar. Te garanto Mãe Lucília que pelo menos os meus dois filhos serão educados no Terreiro. Pai Fernando não começou com 1500 pessoas. Contínuamente você Mãe Lucília me faz chorar de emoção e felicidade , com a ajuda e o apoio dos Orixás e das Entidades, gostaria de retribuir na mesma moeda com este projeto. Mas chorar de tristeza "nun pode".
    Isamara meu email é addestefani@hotmail.com me procure para combinarmos uma primeira conversa, pois bem iluminadas estamos! Axé!

    ResponderExcluir
  115. Puxa mãe Lucilia! Que noticia boa!!!! Não desanima não, nunca!!! Sei que as vezes cansa, mas aí é hora de inspirar, expirar e bora lá! É como mãe mesmo, insistente hehehehehe... E é tão gostoso ver as coisas acontecerem não é mesmo? Eu tive a oportunidade de participar de oficina de canto no terreiro ano passado que adorei! E olha só, eu tinha medo de microfone rsrsrs... Lembro que a Maite falava pra soltar de vez a voz kkkkk... Morria de medo, vergonha rsrsrs E foi isso que me deu coragem pra hj estar participando de uma banda! Pois foi lá que o João da Aninha me viu cantar, gostou e me convidou pra participar da banda. Puxa, agradeço muito a oportunidade!!!!! De coração mesmo!!!! Assim como também vejo o pessoal craque em fazer mosaicos, as coisas deliciosas que fizeram nas oficinas de "guloseimas" rsrsrs... Muita coisa genial! Então é isso, não dá pra desanimar! Tem retorno através dos sorrisos e contentamento de quem participa e acho que isso já vale! Aos poucos o interesse do pessoal vai despertando... Obrigada!!!!!!!! Realmente só tenho a agradecer!!! E bora lá! Com esta energia, dedicação e firmeza que vc tem! SARAVÁ!!!!! Bjosss

    ResponderExcluir
  116. Mucuiu pai fernando.
    Tudo báo?
    Falei com a alice hoje e ja tinha passado uns pontinhos que fiz nas horas de surf.
    ela gostou e falou para passar para o senhor.
    mandei 3 no email fernando guima.
    quando o sr. der uma olhadinha me dixxzz se gostou?
    abraço e até segunda.
    axé.

    ResponderExcluir
  117. Carlos Lima (Portugal)18 de junho de 2009 17:08

    Pai Fernando tenho vindo a pensar que a nossa postura na Umbanda com a natureza deve de ser de respeito serto? Então porque não adotar como obrigação de quando vamos á natureza sendo em trabalhos ou só em passeio, deveria-mos saudar os Orixas correspondentes á natureza em que nos encontramos (pela ordem de gradeza) ou seja num local que tenha muita pedreira alguma mata e cascata etc. saudar pela oudem de maior ou seja Xangô, Oxósse, Oxum etc.

    Muito AXÊ
    Pai Fernando e a todos os irmãos

    Carlos Lima (Portugal)

    ResponderExcluir
  118. Pai Fernando, gostaria de saber sobre o uso da polvora, sabemos que o uso desta é permitido apenas para as entidades dos dirigentes da casa, pelo risco que esta representa sendo usado por médiuns sem o devido preparo e conhecimento para o seu correto uso. Observei em algumas giras este elemento sendo usado por mediuns não dirigentes.
    Pergunto, o uso da polvora está liberado para alguns médiuns? ou então está liberdo em algumas situações? não se trata de uma critica, é apenas uma dúvida, apenas para saber se este elemento pode ou não ser usado, claro que concientemente.
    Mucuiu.

    ResponderExcluir
  119. Lucilia

    Sonho que sonho só, é so um sonho que se sonha só, mas sonho que se sonha junto é realidade...
    (Raul Seixas)
    Beijao

    Sidney

    ResponderExcluir
  120. Boa noite a todos! Boa noite Pai Fernando, saudadinhas do Sr!! :o)

    Pai Fernando,

    1) Uma entidade pode ser ingênua a ponto de não distinguir o bem do mal? Que possa ser 'enganada' por pedidos truncados e dessa forma fazer o bem a alguém e o mal a outrem?

    2) Li a seguinte frase: "há sim diferença entre entidade e espírito, as entidades não mais reencarnam e os espiritos ainda tem esta oportunidade, e para a espiritualidade esta pequena diferença faz muita diferença, principalmente para a evolução de cada um em seu "mundo". pois enquanto na espiritualidade a Entidade evolui, na carne apenas aprendemos." (Vovó Catarina)

    Essa diferença se dá dessa forma? Ou há mais alguma coisa que possa caracterizar a diferença de uma "entidade" para um "espírito"?
    Já que pensando secamente as entidades tb são espíritos.. correto?

    Beijinhos e muito obrigada, Dê

    ResponderExcluir
  121. Denise, com todo respeito eu não vejo diferença entre entidade e espírito. FMG

    ResponderExcluir
  122. Patricia, em uma atividade que só trinta compareceram a Lucikia foi falar com o seo Akuan e reclamou dos que não compareceram. Ele disse para ela se preocupar e cuidar dos que compareceram, que os outros cada um que resolvesse seu problema. FMG

    ResponderExcluir
  123. Jackson, eu estou estranhando esse tua afirmação. Vou verificar, mas não está nada liberado não, dependendo, claro, de cada dirigente. FMG

    ResponderExcluir
  124. Carlos, eu sempre fiz isso e não me passa pela cabeça que os outros também não façam o mesmo. Seja onde for, do mato à praia, minha primeira atitude é saudar o orixá e as entidades que ocupam aquele lugar. FMG

    ResponderExcluir
  125. Ufa! Não é fácil acompanhar esse povo!
    Então, passando o olho pelas postagens, notei que o senhor dise que o Espírito não tem Terreiro ou médium marcado (acho que foi isso, me perdi...)
    mas a pergunta é: Só consigo ver Seu Akuan junto ao senhor, não consigo imaginar em outro lugar ou em outro médium..
    Isso pode acontecer? Não ia combinar...hihi
    Beijos a todos!

    ResponderExcluir
  126. Lucília... eu entendo perfeitamente o que você sente cada vez que tenta colocar alguma ideia em prática e não consegue. A sensação de frustração e a falta de auxílio é um desgosto imenso. Acho que essas iniciativas são importantes pra toda a comunidade que vai ao terreiro, mas o que vejo é que falta interesse e envolvimento das pessoas. ASsim, quando começam as oficinas e o negócio é novo, todo mundo se interessa... porém, com o passar do tempo e pelo fato de sermos imediatistas - queremos ver o resultado sem ao menos ter arregaçado as mangas - desistimos no meio do caminho. E, ao findar das oficinas, temos o que??? pouquíssimos participantes. Eu não sei se romantizo demais essas coisas, mas acho que ensinar o que sabemos ao outros é também um jeito de se doar. Além de que, lembro de como eram valiosos os momentos de troca que tínhamos durante as oficinas - pra mim, sempre foi prazeroso estar alí, junto com meus irmãos, dividindo experiências, aprendendo coisas novas e concomitantemente, ensinando e repasando aquilo que sabemos com nossa experiência de vida. Sinto muiiiiiiita falta desses momentos e quero que saiba que, apesar da frustração que sinto por quase nada ter continuidade (acho que sinto o que você sente cada vez que uma ideia não vai pra frente...)tenho muita vontade de fazer as coisas fluirem... E acho que, mesmo com alguns empecilhos, temos que continuar e continuar tentando. Acho que só assim quebraremos algumas barreiras. E ainda digo mais, essa vontade de fazer e acontecer é o diferencial de algumas pessoas. Por isso, não pare. Mesmo que tentem te parar...
    Axé.

    ResponderExcluir
  127. Pai Fernando boa noite. Estava lendo as últimas postagens e o senhor fala de respeito ao terreiro...Então fiquei pensando...O que seria respeito ao terreiro?
    Bom, primeiro de tudo. Por que vou ao terreiro? Por que escolhí ser médium de Umbanda?

    Então vou relacionar, o que acho...

    Vou ao terreiro para trabalhar minha espiritualidade.
    Vou ao Tereiro para me melhorar como ser humano.
    Vou ao Terreiro para ajudar ao próximo e consequentemente essa ajuda retorna.
    Vou ao terreiro para aprender a lidar com os embates da vida.
    Vou ao terreiro para cumprir minha missão.
    ...Blz!

    O que seria respeitar o Terreiro????????

    Porque lá recebo todo apoio espiritual para direcionar minha missão.
    Porque o terreiro é um templo religioso, aonde vão pessoas procurar ajuda.
    Respeitar o centro é acima de tudo cumprir com meus compromissos de médium.
    Que é vestir minha roupa branca limpa. Tomar meus banhos, pagar minha mensalidade irrisólia.
    Que é umas das religiões mais SIMPLES com relação as cobranças de seus seguidores!
    E se pelo mesmo não fizer o básico disso, terei que repensar!!!
    Mesmo porque um terreiro de mantém pela corrente.
    Respeitar meus irmãos de corrente.
    Meu pai de santo ou mãe.
    E acima de tudo saber que é desse terreiro que tenho toda ajuda necessária para continuar no meu dia a dia.
    Saravá.

    ResponderExcluir
  128. Andreia como podemos entrar em contato? eu sou da gira de sexta, e vc?
    vamos ver um meio de conversarmos melhor para tentar organizar isso ok?

    bjusss

    ResponderExcluir
  129. Luna, eu vou no terreiro também porque é o que mais gosto de fazer. FMG

    ResponderExcluir
  130. Nanã é senhora das águas ancestrais. "No início tudo eram trevas, Deus caminhou sobre as águas e disse: 'Faça-se a Luz'".
    O elemento Dela são os pântanos e as profundezas dos oceanos e aquíferos, nas quais a luz não chega.
    Salubã Nanã!

    ResponderExcluir
  131. ...Pois é...Acabei esquecendo das sensações ótimas que sentimos!
    Obrigada por lembrar.
    Axé.

    Bom dia!

    ResponderExcluir
  132. Alice, a postagem não era sobre isso. Claro que a ligação médium e espirito independe do terreiro. FMG

    ResponderExcluir
  133. Marcele, o certo é quando a criança já tem condição de avaliar por si própria a imnportabcia do Orixá, mas, para enrolar usamos como desculpa os famoso sete anos. A criança pode usar guia de proteção. FMG

    ResponderExcluir
  134. A letra que o Kiko fez para a Mãe Alice:

    NA PRAIA EU BRINCO, NA AREIA. \
    PARA O TERREIRO LEVO MINHA MÁE SEREIA. / BIS.

    EU SOU SURFISTA, FILHO DE IEMANJA.
    DAS ONDAS TIRO FORÇAS PARA TRABALHAR.

    NO MAR OGUM VEM ME SAUDAR. \
    SOU FILHO DELE, SETE PONTEIRAS DO MAR. / BIS

    ResponderExcluir
  135. Outros do Kiko:

    SOU DA UMBANDA OLHA EU QUE SOU,
    E EU VIM AQUI, FOI PRA TRABALHAR.
    TRAGO COMIGO, TODO NOSSO FUNDAMENTO, \
    E TODO MEU SENTIMENTO, -- BIS.
    ESTA AQUI NESTE CONGÁ. /

    PEÇO LICENSA AO PAI OXALA.
    PRA NOSSA, NOS VAMOS CHAMAR.
    COM TODA FÉ, TODOS NOSSOS ORIXAS - BIS.

    IEE OGUNHIE,
    SALVE SR. OGUM.
    KABECILLE,
    OOO MEU PAI XANGO.
    OKE ODÉ,
    SARAVA MEU PAI OXOSSI,
    AIE IE MAMÁE OXUM, \
    ODOIA IEMANJA. / BIS.

    EI, EEEPARREI
    SALVE IANSÁ.
    OXUMARE, VEM NOS PROTEGER.
    OI ATOTO.
    SARAVA SEU OMOLU,
    ALAROYE,
    SARAVA TODOS EXUS,
    OI O QUE QUE EXU É ? OI EXU É MOJUBA. - BIS.

    MASSSS.
    MAS NÁO SE ESQUEÇA,
    QUEM NOS CRIA E QUEM NOS AMA,
    SARAVA O PAI MANECO, SARAVA SEU AKUAN. - BIS.

    Essa agora foi para nosso padrinho sr ogum da espada.

    EU ERA PEQUENINHO.
    EU ERA PEQUENENINHO, QUANDO ZAMBI MEU PAI CHAMOU.
    A ESPADA QUE EU CARREGO, SEMPRE ME ACOMPANHOU.
    MEU PADRINHO AKUAN,
    FOI ELE QUE ME SALVOU.

    EU SOU O OGUM DA ESPADA,
    EU SOU O SEU PROTETOR.
    AFILHADO DE AKUAN,
    FOI ELE QUEM ME CRIOU.

    E este é para nosso padrinho Sete Ponteiras do mar.

    NA PRAIA EU BRINCO, NA AREIA. \
    PARA O TERREIRO LEVO MINHA MÁE SEREIA. / BIS.

    EU SOU SURFISTA, FILHO DE IEMANJA.
    DAS ONDAS TIRO FORÇAS PARA TRABALHAR.

    NO MAR OGUM VEM ME SAUDAR. \
    SOU FILHO DELE, SETE PONTEIRAS DO MAR. / BIS.

    Espero que goste padrinho.
    Ja tem melodia.

    ResponderExcluir
  136. Fernanda, de fato o Orixá masculino será Oxalá, o feminino tem que se descobrir, mas o pai de cabeça saíra do 2o Orixá masculino. FMG

    ResponderExcluir
  137. Anonimo que quer ajuda, mande-me e-mail para fernandoguima@terra.com.br. FMG

    ResponderExcluir
  138. Pai Fernando,
    Como deve ser essa guia de proteção para criança? A do anjo da guarda? Deve ser com contas pequenas ou como as nossas guias com contas maiores.
    Outra coisa, os médiuns devem necessáriamente usar guia de proteção? Penso que seja como um amuleto (me corrija se estiver enganada).
    E essa guia de proteção deve ser só do orixá ou pode ser tbm com o ajuntó.
    No meu caso sou filha de Xangô com Iansã.
    Sds

    Sds

    ResponderExcluir
  139. AFF MARIA PADRINHO.
    QUE FEIO.
    MALTRATEI O LUSITANO.
    foi mal,,rsrs.
    prometo revisar meu portuguezinho tosco na proxima.
    axé.

    ResponderExcluir
  140. Pai Fernando

    Tem como saber se tem mais médiuns no terreiro que trabalham com as entidades que eu também sou cavalo?
    Obrigado
    Gustavo - Médium de terça.

    ResponderExcluir
  141. Pai Fernando

    estava lendo as duvidas sobre Iansa/Xango e lembrei do "movimento das iansas" ( maneira carinhosa de falar rs) na segunda-feira, quando as filhas de Iansa, lideradas pela Sumaya, Sheilla e Mariana resolveram contestar o fato de serem obrigatoriamente filhas de Xango ( lembro que a Sumaya tinha certeza de que estava errado, que ela era filha de Iansa e Oxossi...rs). Para quem nao estava la na epoca, o Senhor jogou obi para todas as filhas de iansa da segunda-feira e... para todas deu Xango! Terminados os obis, todas meninas bateram a cabeça para o Senhor! Foi lindo!

    ResponderExcluir
  142. Andreia não tinha visto a tua postagem, mas ja add vc.
    Mãe Lucilia, eu garanto os meus tbm, e acabei de fazer um novo rsrsrs, essa tristeza eu compartilhei, mas já passou e mãos a obra de novo...
    bjus Mainha linda...

    ResponderExcluir
  143. Pai Fernando mucuiu
    gostaria que o senhor falasse sobre os pretos velhos feticeiros q vem no terreiro e q sao chamados nos trabalhos de meio
    pois meu pai a energia deles quando se incorpora
    e bem diferente da energia da incorporaçao da preta com quem trabalho me corrija se estiver errada mas parece um misto de energia de preto e caboclo uma força e um misto de canto muito magico
    obrigada bjos Allayne

    ResponderExcluir
  144. Carlos Lima (Portugal)

    Parece-me que a Umbanda se faz notar um pouco mais nas terras de Camões e Pessoa. Ja ouvi falar do Terreiro de Ogum Megê em Lisboa. Perece-me que a mae de santo é Dona Virginia de Albuquerque. Você pode nos contar um pouco sobre os terreiros portugueses?
    Um abraço

    Sidney Oliveira

    ResponderExcluir
  145. Pai Fernando, estava tendo uma conversa com uma amiga e me lembrei e uma situação...Se lembra quando postei a respeito do anjo que ví perto de mim? E que ví as asas dele???
    Pois bem, numa dessas minhas rebeldias de religião. Saí da Umbanda há alguns anos atrás e voltei para a religião evangélica.
    Numa certa manhã acondando escutei uma vôz como um rosnar de um cachorro. Ai abrí os olhos e ví aos pés de minha cama um ser horroroso! Ele tinha a pele preta, chifre, careca dois dentes como faca na frente da boca. Ele tentava a todo custo subir na minha cama. Rosnava de um lado para o outro. Quando colocou a " mão" porque na verdade era uma pata como de bode na cama. Mas mesmo assim tinha algo que o impedia de subir. Como se fosse um campo de força.
    E eu alí com os olhos arregalados, congelada de medo.
    Então te pergunto, o que era aquilo? Ou o que poderia ser aquilo?
    Na época falei com as pessoas da igreja, e claro me disseram que era demônio...Mas claro! Estava numa outra sintonia.
    Poderia ser um obsessor ou um elemental???

    ResponderExcluir
  146. Luna, faz mais o tipo de espirito atrasado e que fica com seu cascão transformado negativamente. FMG

    ResponderExcluir
  147. Andréa, infelizmente não podemos alterar os horarios dos nossos trabalhos. FMG

    ResponderExcluir
  148. Marcele, a gvuia deve ser de missangas pequenas e das 7 linhas (uma cor de cada Orixá). FMG

    ResponderExcluir
  149. Carlos, valeu a postagem do Sidney. Será otimo ouvir os comentários da Umbanda aí em Portugal. FMG

    ResponderExcluir
  150. Gustavo, com certeza existem outros médiuns trabalhando com as entidades que vc incorpora. Para saber é só ir nas giras e prestar atenção. FMG

    ResponderExcluir
  151. Pai Fernando, ainda no ano passado eu pensava sobre isso e vendo a movimentação do povo para aulas e afins vou externar para o Sr. meu pensamento.

    Meu pai foi paciente renal crônico por 7 anos. Antes dele aceitar a doença passamos por um período bem conturbado e nessa fase principalmente, percebemos a falta de esclarecimento que muitos tem sobre as alternativas que existem ao uso da hemodiálise e também sobre essa doença tão silenciosa.
    Depois que ele começou a fazer tratamento, contam-se 6 anos de acompanhamento diuturno acerca da doença e afins, acredito que aprendi muita coisa a esse respeito. E se houver interesse por parte do terreiro em uma conversa sobre esse problema, esclarecimentos... mesmo não sendo médica nefrologista, vivi essa realidade por 6 anos... e algumas coisas posso ensinar. Por isso, me coloco à disposição para tal, caso haja de interesse sobre este assunto.

    Beijinhos, Dê

    ResponderExcluir
  152. Andréa Destefani19 de junho de 2009 17:18

    Existem várias formas de caridade. Uma delas é a que o sr. faz Pai Fernando. Disponibilizando seu teu e seu conhecimento em prol dos seus filhos. Agradeço muito por seu amor, atenção e dedicação a cada um de nós.Que Ogum o ilumine cada vez mais!

    ResponderExcluir
  153. CARLOS LIMA de Portugal, eu sou a Ana, também de Portugal. Tudo bem? Onde fica esse TErreiro de Umbanda aqui em Portugal que mencionou numa postagem do blog?
    Ana.

    ResponderExcluir
  154. Boa noite Pai Fernando...
    Sobre Iansã e Xangô...
    Conheço uma médium do terreiro que é filha de Oxossi e Iansã... Se não me engano foi o senhor que jogou o obi para ela...
    Como funciona essa exceção???

    Keila

    ResponderExcluir
  155. Carlos Lima "Portugal"19 de junho de 2009 20:26

    Pai Fernando a sua benção.
    Em resposta do nosso irmão Sidney e para todos: a Umbanda em Portugal ainda está no principio no Terreiro que frequento e estou de coração é um Terreiro simples mas de grande coração para quem vêm procurando ajuda ou não. Médiuns, Cambonos os médiuns de sustentação de grande dedicação. Aqui vai o endereço do meu Terreiro: http://umbanda.com.sapo.pt/
    Em relação a mim fui criado na Igreja Católica mas! faltava algo comecei a ler vários livros Espiritas André Luis li todos, Zilda Gama e varios de Francisco Candido Xavier mas! faltava algo. Quando a Umbanda entrou na minha vida desapareceu as minhas duvidas Umbanda para sempre.

    Saravá a UMBANDA
    Carlos Lima "Portugal"

    ResponderExcluir
  156. Mucuiu, Pai Fernando!
    Na segunda parte da gira de caboclos, só vêm caboclos(as) da linha de oxóssi? ou não, pode vir caboclos(as) de todas as linhas?
    Obrigada.

    ResponderExcluir
  157. Ah, outra pergunta, Pai Fernando.
    Numa gira de exu, chamaram a D. Maria Padilha e ela veio em umas quatro médiuns. São entidades diferentes, não são? São falanges?
    Seu Sete Ponteiras do Mar, é uma falange do Ogum Beira Mar, do Ogum Sete Ondas, ou nenhum dos dois. É uma falange "independente"?
    E qual a diferença entre Ogum Beira Mar e Ogum Sete Ondas? Os dois atuam junto à força de Iemanjá?
    Ai, agora veio um milhão de dúvidas sobre Ogum. Acho que nossa irmã Maura pediu que o senhor desdobrasse mais o assunto. Eu gostaria também. Quais são as falandes de Ogum? E quais, em epecial, podem ser pai-de-cabeça? Porque já vi o senhor responder que o Caboclo da Pantera e o Ogum de Ronda não são pais-de-cabeça.
    Ogum-iê. Saravá meu pai!

    ResponderExcluir
  158. Mariana, na linha ed Umbanda não é necessário que venha só uma linha. Vc pode chamar as linhas que quiser e eles trabalham normalmente lado a lado. Por essa razão vc pode chamar caboclos de qualquer linha e ele sem nenhum problema incorporam e trabalham juntos. Não se pode chamar juntos é a quimbanda com a Umbanda. FMG

    ResponderExcluir
  159. Aaaah, sim! Mas aí tem que cantar o ponto? Por exemplo, se está cantando ponto de caboclo para Oxóssi e eu trabalho com um caboclo de Xangô. Tenho que esperar cantar o ponto de Xangô? Foi só um exemplo inventado.
    Saravá, painho!

    ResponderExcluir
  160. Pai Fernando sempre no dia da gira de esquerda ou quando sinto o exu perto sinto um gosto estranho q vem da garganta .isso pode ter algum coisa a ver com o exu que eu trabalho?
    Obrigado

    ResponderExcluir
  161. E na vibração das 7 linhas? Geralmente só caboclos de ogum (qdo gira é de ogum) é que trabalham....
    Seria possível dar passagem para caboclos de outras linhas ou caboclas?
    Obrigada,
    Kelly

    ResponderExcluir
  162. Kelly, podem outras linhss se manifestarem, mas só quando o ponto dessas linhs for cantado, claro com autorização da entidade que estiver dirigindo o trabalho. Tanto que na linha de Ogum sob o comando do Caboclo Akuan, por varias vezes ele já chamou os caboclos de Oxóssi e linhas de Iemanjá, Oxum e Oriente. FMG

    ResponderExcluir
  163. Olá Sr. Fernando, Andréa, Isamara e demais colegas, muito prazer!
    Gostaria de colaborar de alguma forma com o grupo que está organizando o trabalho com as crianças. Frequento o TPM na assistência,sou Pedagoga de formação e tenho algumas idéias que gostaria de compartilhar com voces (algumas delas recebí da minha sobrinha que realizada esse trabalho com crianças em Campinas/SP.) Irei ao TPM hoje e posso ir na segunda-feira também. Abraços a todos e muito obrigada pela atenção.
    Izabela

    ResponderExcluir
  164. Andréa Destefani20 de junho de 2009 11:03

    Voltando um pouco à linha das almas Pai Fernando,que tipo de pedido posso fazer à elas? Que tipo de entregas fazemos?

    ResponderExcluir
  165. Como assim, meu pai?
    Não entendi isso das 7 linhas. Eu já vi médium com preto-velho também. Uma vez, uma capitã disse que podia dar passagem para qualquer linha. Aí cantam pontos de todos os orixás, um ponto bem curtinho. É nessa hora que pode dar passagem pra um caboclo de Oxóssi, por exemplo? Mas aí, se tem um preto, depois não se canta ponto pra preto subir. Que horas ele sobe? No ponto de descarrego? E porque canta ponto de descarrego de Iemanjá, se, às vezes, nã tem nenhuma falange d'água do mar trabalhando?
    Saravá. Mucuiu!

    ResponderExcluir
  166. ola pai fernando..
    bom tenho varia duvidas e gostaria se o senhor poderia me ajudar! bom vim de berço de uma religiao totalmente diferente da umbanda mas acabei descobrindo ela recentemente por um acontecimento inusitado a um pedido para mae oxum em uma cachueirra em ponta grossa e acabei sentindo um perfume inusitado no momento e apartir disto comecei a conhecer e frenquentar o terreiro com indicaçoes de amigos que ja erao filhos de correntes. bom a primeira impressão que tive foi sera que tem incenação? bom mas quando vi a primeira gira de yansa mudei meu contexto pois o misterio de como podem girar tanto sem ficar tontos? somando mais o enigma do perfume me aprofundei na umbanda ate cheguei a ir no trabalho de praia ja de branco e senti e incorporei quase todas as entidades. bom mas hoje o que tenho as duvidas e que sempre agi pelo que senti pois eu nao sairia de uma religiao que nasci como ela para entrar em uma nova e fazer "teatro" so po status so que andaro acontecendo certos fatores que andam me pertubando bom sou filho de ogum com oxum e sempre tive meio que facilidade para trabalhar com meu pai de cabeça mas em uma giras tive obstruções por alguns filhos de correntes, no sentido de eu tando encorporado e sentir a intuição de fazer algum "ponto na hora do passe em algum consulente ,por exemplo "uma estrela " na mao da pessoa. e este filho de corrente pegar na mao e dizer nao pode contato meu pai! bom to abordando este assunto nao para abrangir a atitude dos filhos de corrente mas apos isto eu senti na hora que foi feito isto a entidade ou eu nao sei se era a intuição , que nao havia a necessidade de estar ali trabalhando por que me enterrompia pois eu sei que o campo energetico nosso e na media de 3 a 5cm da pele e nao precisando encostar mas hoje em dia quando recebo ogum ele vem estranho como se tivesse desanimado, ele vem trabalha pronto mas o trabalho sinto a energia bem mais baixa pois antes me alterava muito a respiração minhas mãos furmigavam muito e ficavam muito quente . ate a ultima gira sai de casa todo animado mas quando tava na segunda parte me senti um peixe fora d'agua... bom desculpe a historia mas acho que precisava um pouco para o senhor entender meu caso

    ResponderExcluir
  167. Pai Fernando,ola tudo bem?
    Como o medium,ou mesmo um assistente deve fazer seu estudo para sua evolução moral?
    Deve fazer seus estudos na doutrina espirita,nas obras basicas de Alan Kardec?

    ResponderExcluir
  168. Andréa, eu postei um comentário teu que sumuiu.Fico devendo. Eu já estou esboçando meu texto sobre a linha das almas. FMG

    ResponderExcluir
  169. Laura, não existe exclusividade, o que acontece é a afinidade. Porque Iansã é o feminino de Xangô e as outras colocações, eu não sei, não fui que inventei, é assim e qualquer reclamação vão às pedreiras e falem com Xangô. FMG

    ResponderExcluir
  170. Kelly, como eu disse já à Laura, não sei explicar as causas, mas vc está certa quando diz que todos os Orixás se correpondem. FMG

    ResponderExcluir
  171. Alayne, os velhos feiticeiros quando chegam no terreiro é para fazer uma firmeza e trabalho muito especial e dificil. Seriam os velhos pajés das tribos africanas. São de granbde poder na manipulação da magia e transformam o campo vibratório do ambiente para que ele fique dentro daquilo que pretendem fazer. São entidades maravilhosas. FMG

    ResponderExcluir
  172. Keila, favor dar o nome e o endereço dessa pessoa para eu consertar tamanha besteira minha. FMG

    ResponderExcluir
  173. Quem queria o endereço de um terreiro em Portugal o Carlos atendeu a todos. FMG

    ResponderExcluir
  174. Mariana, vamos rememorar. Ogum é Ogum, de Ronda a Matinata, de Naruê a Yara, e assim por diante. Acontece que alguns oguns trabalham dentro de certos elementos (não energia, elementos), como o Mar, a Mata, o Ar, e assim por diante. Por essa razão são saudados os espiritos de Ogum que trabalham nesses vários campos. Eu sou filho de Ogum, nunca me incomodei em querer saber qual deles. FMG

    ResponderExcluir
  175. Bruno, não tem como espirito deixar gosto. Pode acontecer uma atuação dentro da aura e isso provocar algum mal estar no fisico. Mas só isso. FMG

    ResponderExcluir
  176. Izabela e Andréa, acho que vcs devem se comunicar. Que bom que está crescendo a Escolinha. FMG

    ResponderExcluir
  177. Mariana, não consegui entender a colocação que vc fez. A mim parece uma confusão de comando. Por outro lado, quandoi se canta um ponto de descarrego de Iemanjá pode ficar certa que elas estão trabalhando e descarregando tudo e todos, mesmo sem haver incorporação nos médiuns. FMG

    ResponderExcluir
  178. Jefferson, não se vc trabalha em nosso terreiro e qual a gira, mas gostaria de esclarecer uns fatos que acontece, não só em nosso terreiro, mas acho que em todos eles. É necessária uma explicação aos médiuns na forma de tabalhar e como nós usamos no terreiro. Fazer a cruz não significa que esteja errado, mas chama a atenção porque não temos esse hábito. Vc como médium deve aceitar isso, porque posso garantir que a tristesa não é do Ogum, mas de vc. Essas coisas acontecem e devem ser relevadas. Por outro lado existe o perigo de pessoas que não entendem passar informações erradas. O melhor é procurar um digirigente do meio para explicar os fatos. FMG

    ResponderExcluir
  179. Alexandra, na verdaded vc deve tentar conhecer de tudo, mas não deixar que o que vc vai ler e ver seja a tua verdade. Recomendo nosso site para vc ter uma noção básica da Umbanda que praticamos e toas as outras leituras como informações, no caso, em especial, os livros do Chico Xavier. FMG

    ResponderExcluir
  180. Obrigada,Pai Fernando.O seu site,mostra bem mais que uma noção basica da Umbanda,pois ja fui a centros que não tem um terço do esclarecimento que tem em seu site.Estou buscando minha verdade,tenho certeza que com a ajuda de amigos como o senhor encontrarei meu caminho,pois sinto que posso muito,mas não consigo ainda enxergar a trilha a ser seguida.
    Um grande abraço e muito axe.

    ResponderExcluir
  181. Boa tarde Pai Fernando!
    Sendo filha de Xangô com Oxum, como o Senhor me explicou anteriormente, temos um de frente. No meu caso Xangô. A minha Dúvida de deve ás Entidades "femininas". Sendo meu caboclo vindo na linha de Xangô a cabocla virá por intermedio de Oxum (mãe de cabeça) ou por Iansã (feminino de Xangô o de frente)?!
    Deu pra entender ou misturei tudo demais???
    Obrigada!
    Silvinha

    ResponderExcluir
  182. Obrigada Pai Fernando. Eu já havia visto este site deste terreiro em portugal, há mto tempo atrás. Enviei email.. devido a uns problemas, mas não obtive resposta na época. Mais tarde procurei o TPM e aqui estou eu agora de passagem comprada e saia branca a estrear, aguardando conhecer vcs pessoalmente. Será uma honra. Eternamente grata. P.S. Obrigada pela ajuda que o TPM deu ao meu coelho Tobias.. que desencarnou. Animal é anjo. Agora está em paz e não sofre.. Bjs. Ana de Portugal.

    ResponderExcluir
  183. Carlos Lima "Portugal"21 de junho de 2009 18:57

    Pois é Ana de Portugal, como eu disse a Umbanda em Portugal está a dar os primeiros passos ainda há muita coisa a fazer temos de dar tempo ao tempo. O meu primeiro contacto no o Terreiro de Pai Oxalá e Mãe Iemanjá foi também por email como não retornaram telefonei para o Fernando Soares que é o dirigente do Terreiro e ai estou eu vestido de branco na Umbanda. Mas não dispenso a visita diária ao blog do Pai Maneco onde muito tenho aprendido com o Pai Fernando Guimarães e os nossos irmãos do Brasil.

    Salvé a Umbanda
    A bênção Pai Fernando

    Carlos Lima "Portugal"

    ResponderExcluir
  184. "qualquer reclamação vão às pedreiras e falem com Xangô..." rsrs, adoro o Sr., Pai Fernando! Um abraço e obrigada pela sicneridade nos comentários. Um abraço.

    ResponderExcluir
  185. Pai Fernando, só fiz esta pergunta, a titulo de encaminhamento caso aconteça de algum consulente precisar de atendimento com este elemento, pois penso que se existe a permissão para alguem seria bom, pois fica impraticavel mandar sempre às entidades dos dirigentes por causar tumulto por eles sempre terem seus atendimentos.
    Axé e mucuiu

    ResponderExcluir