Assine aqui para receber atualizações deste blog

sábado, 20 de junho de 2009

TEMA LIVRE - 6 -

O Tema Livre 5 também já está lotado. Favor postarem aqui. FMG

198 comentários:

  1. Andréa Destefani20 de junho de 2009 20:31

    Estão lá postadas minhas perguntas Pai Fernando, mas posto-as de volta!
    Gostaria de fazer algumas perguntas para que eu pudesse olhar sob a ótica de um pai de santo:
    1. No meu entender parte do pai de santo e de suas entidades a formação inicial da energia da gira e seu total equilíbrio, estou errada? Existe outro parâmetro?
    2. Se um pai de santo terminar a gira e ainda houver um ponto acesso, o que acontece?
    3. Quanto tempo o sr. levou pra chegar a uma harmonia de gira como é a de hoje? Quais foram seus maiores desafios? Pergunto porque a sua experiência de vida é muito importante pra gente tecer a nossa formação de umbandistas.
    Mukuiu meu pai!

    ResponderExcluir
  2. jefferson filho de ogum20 de junho de 2009 20:58

    ola pai fernando bom continuando ao assunto que especifiquei no topico 5 , bom so para o senhor entender um pouco melhor a parte que citei um "ponto" no consulente e que o senhor deu exemplo de cruz foi um exemplo pois o desenho ou movimento que fiz nao lembro mas so para entender entao o diminuir da vibração como relatei que antes sentia furmigamento na mao respiração forte e outras isto diminuiu por causa que eu estou com receio e por isto nao deixo completamente a entidade conduzir?

    2º duvida)
    vi em outro topico que nunca uma cigana por exemplo pode acompanhar o medium a nao ser seu pai de cabeça certo? se sim porque sera que ja vi varios medium ai do terreiro em outros lugares comentar que a minha cigana tava comigo hoje ou sonhei com minha cigana ou senti o perfume dela o dia todo?

    3º duvida) em outro topico tambem vi o senhor comentar que por exemplo eu vou hoje ao terreiro ai e sem eu saber estou com um espirito sem luz, bom o senhor disse que se este espirito nao for permitida sua entrada pelo exu no terreiro para ser encaminhado ele ficara la fora me esperando sair. bom gostaria de saber :
    - 1º como posso saber que este espirito esta ali comigo?
    - 2º como e feito este processo de seleção que o exu faz para qual espirito pode entrar no terreiro?
    - 3º e como e feito este acordo do senhor fundador do terreiro que é pessoa fisica com o exu que é espiritual para fazer a proteção?

    ResponderExcluir
  3. Olá!!!!
    Sou de Porto Alegre/Rs. Gostaria de saber sobra a história do exú caveira.
    Obrigada.

    ResponderExcluir
  4. Boa Noite Pai Fernando,
    Gostaria de saber sua opinião sobre:
    1) Se alguém da assistência quer falar sobre vários problemas, espera algumas horas para ser atendido é justo que tenha que ser atendido às pressas ? Como resolver este problema de forma razoável ? Quando me refiro a atendimento digo falar com os espíritos e não somente receber vibrações positivas.
    2) é possível que a solução para a pergunta que formule seja diferente caso ele fale com várias entidades na mesma gira ou de giras diferentes, e se obtém explicações ou respostas diferentes para o problema, qual é a correta ?
    Obrigado e um abraço fraterno a todos, CHC

    ResponderExcluir
  5. JOÃO EMERSON DA COSTA21 de junho de 2009 00:50

    PAI FERNANDO,UMA VEZ CAMBONEANDO O SENHOR TRANCA RUAS DAS ALMAS,ELE ME DISSE QUE TINHA 500 ANOS,E ISSO TB ESTA NO SEU LIVRO,GRIFOS DO PASSADO.MEU PAI,PUXA VIDA 500 ANOS ,SE A UMBANDA TEM 100,O KARDECISMO,150...O BRASIL TEM HOJE 509 ANOS....ISSO ME DIZ QUE SEO TRANCA RUAS DAS ALMAS QUE INCORPORA NO SENHOR PAI FERNANDO JÁ AUXILIAVA OS ESPÍRITOS ENCARNADOS E DESENCARNADOS EM OUTRAS RELIGIÕES EXISTENTES.NÃO SEI PORQUE ME VEIO ESTE PENSAMENTO A ESTA HORA...LAROIÊ SEO TRANCA RUAS DAS ALMAS...OBRIGADO POR CUIDAR DO FERNANDÃO....

    ResponderExcluir
  6. JOÃO EMERSON DA COSTA.21 de junho de 2009 00:56

    PAI FERNANDO,EXISTEM DOIS QUARTILHÕES,UM PARA PEDIDOS AO SEO AKUAN OUTRO PARA O SEO TRANCA RUAS DAS ALMAS.QUE TIPO DE PEDIDOS DEVEM SER COLOCADOS PARA SEO AKUAN E QUE TIPO DE PEDIDOS DEVEM SER COLOCADOS PARA SEO TRANCA RUAS?OBRIGADO...

    ResponderExcluir
  7. Seo Fernando

    Pai Maneco escreveria com esperança e otimismo os grifos do futuro?

    abraço

    Sidney

    ResponderExcluir
  8. Pai Fernando,

    E quando acontece uma "emergência"? Por exemplo, num domingo um médium ou alguém próximo a ele precisar de atendimento e ser tão urgente que não dá para esperar até a hora da próxima gira. O que fazer? Como acudir? Quais seriam os "primeiros socorros"? :o)

    Beijinhos, Dê

    ResponderExcluir
  9. Abenção Pai Guimarães,
    Tinho sempre lido seu ensinamentos e aqui estou hoje com uma dúvida:)
    Bem estou na umbanda há uns 8 meses, a minha dúvida é que o meu PV me disse o nome dele quando eu estava acendendo uma vela pra ele, eu não sabia o nome dele, e após eu acender a vela e fazer minhas orações veio como se fosse uma intuição o nome dele Pai Benedito. Logo depois desse episodio, a mãe de santo do terreiro que frequento perguntou o nome do PV e ele disse Pai Benedito e riscou o ponto. Minha pergunta é: Fui eu que "induzi" a ele falar o nome dele? A mesma coisa ocorreu quando ele (PV)riscou o ponto, ele ja tinha me explicado antes....sera que eu tò ficando louca??? rsss
    Agradeço desde já sua atenção!
    Saravá, Bruna

    ResponderExcluir
  10. Estou querendo entrar para umbanda e gostaria de tirar uma dúvida em relação ao Exú, qual o significado que ele tem na umbanda? Muitos sites descrevem ele como sendo o diabo.
    Exú é um Orixá ou um ebora de múltiplos e contraditorios aspectos, o que torna dificil defini-lo de maneira coerente. De carater irascível, ele gosta de sucitar dissenções e disputa. Entretanto se tratanto com consideração reage favoravelmente, mostrando-se seviçal e prestativo. Exú revela-se, talvés, desta maneira o mais humano dos Orixás, nem completamente mal, nem completamente bom.
    Se o Sr. pudesse me responder eu agradeço.
    Abraços, Mercelo

    ResponderExcluir
  11. Bom dia Pai Fernando.
    Bom dia a todos do Blog!
    Gostaria de saber se um terreiro de Umbanda pode ser desfeito e virar um centro Kardecismo?
    Digo: Os dirigentes da casa fazerem essa mudança.
    Aonde ficariam as entidades de Umbanda com isso?
    Axé.

    ResponderExcluir
  12. Sou filha nova no terreiro ,inicieme na umbanda e fiquei nela seis meses sai dela em uma casa que feichou. Nada contra esta casa mais leveiu comigo resquicios de brigas desta com outra casa de axe . Passei a me tratar no centro espirita irmãos mateus com o guilherme meu anjo da terra que incorpora o Andre Luis me ajudou e ajuda muito. Tenho a mediunidade muito aberta escuto vejo intuo....e devido a ter visto em meu quarto o exu zé pilintra fuirecomendada a ir ao seu centro. Na verdade nunca tinha visto o Zé fiquei com medo...mas fui ......agora uma pergunta q ue não me cala ....é normal a mediunidade aberta todos os dias e todas a s horas mesmo qdo não se quer ????? Queria ser um pouco normal...TEm como ???hehheheheh bjinhos p.s. sou sobrinha neta de Abib Isfer a familia tem uma carga mediunica grande acha que eu erdei isto deles ?

    ResponderExcluir
  13. JOÃO EMERSON DA COSTA21 de junho de 2009 13:05

    pai fernando de uma olhada nesse link...SOBRE AAÇÃO BRASILEIRA...NÃO SEI SE O SENHOR VIU....http://www.youtube.com/watch?v=8_DukDuGJiA
    ..............ACHO QUE NÃO VAI DIRETO....MAS ENTRE NO WWW.YOUTUBE.COM... E PONHA EM PROCURAR(CAMPANHA PELAS TRIBOS).

    ResponderExcluir
  14. Izabela me add no msn (danah_brigit@hotmail.com), pra gente poder combinar certinho de se encontrar, eu e a Andreia estamos conversando sobre o assunto e acho q nos encontraremos nessa semana agora, só não sei o dia ainda...
    bjs

    ResponderExcluir
  15. Andréa, respondendo na ordem:

    1- Totalmente certa, a energia das entidades do pai(ou mãe) de santo formam todo o axé do terreiro.
    2- Nada de grave pode acontecer, exceto o incomodo de não ter sido cumprido o que determina o ritual.
    3- Não vou saber quanto tempo levou para isso acontecer, mas posso afirmar que passei por tudo que um pai de santo pode passar, desde ir incorporado par fazer trabalho no cemiterio durante a madrugada até ter que brigar com entidades do baixo astral que vinham perturbar o trabalho. Passei por tudo e isso foi muito bom porque hoje eu conheço toda essa parte. Meu maior desafio, pasmem, talvez tenha sido terminar os trabalho antes da meia noite. FMG

    ResponderExcluir
  16. Jeferson, essa reação que vc menciona é normal e não interfere em nada. Respondendo na ordem:
    1- Quem disse que a cigana não pode acompanhar. Posso afirmar que não fui eu. Eu disse que quem manda na vida espiritual do médium é o seu pai de cabeça. Existe uma diferença muito grande em acompanhar e mandar. Talvez a cigana esteja até mesmo cumprindo ordem do pai de cabeça.

    2- Acho que as perguntas postadas neste item não podem ser respondidas, principalmente porque esses assuntos não dizem respeito ao médium. Poder entrar ou não poder, saber quem é quem e principalmente fazer acordos é assunto das entidades e do terreiro. FMG

    ResponderExcluir
  17. Beatriz, vou pedir ao Ronald Stresser, do Rio de Janeiro, talvez um dos maiores estudiosos do Exu Caveira, responda essa para vc e todos nós do blog, claro. FMG

    ResponderExcluir
  18. Claudio Henrique, respondendo na ordem:

    1- Não é questão de justiça, porque se a pessoa esperou tempo, existem outros na mesma situação. O bom senso diz que a entidade deve atender no menor tempo possivel, isso com a ajuda do cambono que pode administrar a consulta para facilitar à entidade.

    2- O mesmo problem atendido por duas entidades podem ter indicações diferenciadas e ambas estarem certas. Acho que a última sempre anula a anterior. O que não deve é atender as duas orientações. FMG

    ResponderExcluir
  19. João, tem que usar a intuição e a afinidade. Equ que agradeço essa assistencia do seo Tranca. FMG

    ResponderExcluir
  20. Denise, existem varias possibilidades, mas a que eu indico é pedir pela pessoa à corrente do terreiro, visualindo-a dentro do possivel, isto é, correr o mental de ponta a ponta. FMG

    ResponderExcluir
  21. Bruna, não tem nada de diferente o que aconteceu com vc., com a maior diferença que ele riscou o ponto. Basta conferi-lo para ver se existem sinais dele no ponto riscado, mas já previno que o Pai Benedito tem um monte de pontos riscados. Pelo que vc falou, acho que não deve ter duvidas e, se não for ele, fique certo que dentro de pouco tempo a entidade dá um jeito de esclarecer. FMG

    ResponderExcluir
  22. Andréa Destefani21 de junho de 2009 15:26

    Sabe meu Pai eu fico aqui pensando que realmente terminar antes da meia noite seja realmente difícil, porque faz parte de um dos nossos maiores ensinamentos da Umbanda: disciplina. Parece fácil mas não é. No meu caso particular, que ainda estou aprendendo, ter disciplina é muito difícil, mas pelo grande amor que tenho pela religião não é impossível. E acho até que a gente se torna um pouco "chato" porque tem coisas que a gente aprende que não admite que os outros façam. Sei que radicalismo não leva a lugar nenhum, mas por exemplo se alguém vem e me fala que incorporou fora do terreiro por motivo fútil... A única pessoa que incorporou fora do terreiro e que eu conheço, por motivo louvável, foi o senhor, como consta na pág. 134 do seu livro, que fez com que eu e vários outros estivessemos aqui no blog também. Quem tiver curiosidade que veja ....Mukuiu meu pai!

    ResponderExcluir
  23. Marcelo, quero fazer uma ressalava inicial: Exu é totalmente bom. Acho que vc deve ter se informado em outras fontes sobre o Exu, mas sugiro que vc leia nosso site www.paimaneco.org.br e tire conclusões sobre eles, principalmente com suas histórias. FMG

    ResponderExcluir
  24. Luna, não vejo isso com bons olhos, mas não posso condenar quem resolve agir assim, às vezes até mesmo por estar impossibilitado de administrar o terreiro, bem mais dificil que um trabalho de espiritismo tradicional. Em todo caso, se isso acontecer, é provavel que as entidades da Umbanda voltem para seus cascões que permita trabalhar na mesa. FMG

    ResponderExcluir
  25. Andréa Destefani21 de junho de 2009 15:45

    poxa acabei de ver uma postagem de uma sobrinha neta do seo Abib Isfer...Esse homem fez parte da minha infância e até hoje só escutei coisas boas sobre ele,minha avó e minha mãe ,alem de várias pessoas da família se consultavam com ele. Isso no meu entender não atribui uma "carga" para a família, eu acho que é mais do que uma honra...E aqui vem uma pergunta: Uma pessoa destas que recebeu tanta energia de gratidão por sua ajuda, não terá um poder maior de poder ajudar a sua própria família,mesmo depois do desencarne? Sei que cada um tem seu livre arbítrio e que na esfera espiritual cada um responde por si mesmo,mas a proteção aos entes queridos continua não? Axé.

    ResponderExcluir
  26. João, foi direto sim. Bem legal, por isso sugiro que todos vejam. FMG

    ResponderExcluir
  27. Andréa, depois que postar os comentários vou reler. Não me lembro...FMG

    21 de Junho de 2009 15:51

    ResponderExcluir
  28. À sobrinha neta do extraordinário Abib Isfer. Se vc quiser me procure no terreiro que eu vejo que vc tem, faremos trabalhos para equilibrar tua aura, deixo vc em ordem para então vc seguir o caminho que desejar. Quero que vc saiba que durante anos eu ia toda manhã no Hospital do Bom Retiro para bater um papo e conversar com o seo ABib e o Alô Guimarães, que era meu tio. O seu tio avô dentro do espiritismo kardecista em nossa Cidade sempre foi a figura principal da organização da Federação e acho que seu nome tem que ser mais ainda enaltecido por todos os espiritas daqui. E depois quanto eu era mais jovem e eu ia namorar a minha atual mulher na Agua Verde, sempre a casa do seo Abib tinha uma fila de mais de meia quadra de pessoas carentes que ele atendia com o maior prazer e carinho. Aguardo noticias. FMG

    21 de Junho de 2009 15:43

    ResponderExcluir
  29. Andréa, claro que ele ajuda. Quem sabe já esteja fazendo isso. FMG

    ResponderExcluir
  30. Silvinha, na minha opinião se vc é filha de Xangô a entidade feminina deve ser Iansã e não Oxum. FMG

    ResponderExcluir
  31. Andréa Destefani21 de junho de 2009 16:08

    A gente não sabe mesmo o porquê das coisas. Mas devemos estar sempre conscientes que o mundo espiritual tem suas razões nas entrelinhas ,né meu pai? Vide página 135 do seu livro,hihih....desculpe a brincadeira, mas seu livro a gente tem que reler várias vezes, porque na linguagem simples tem grandes ensinamentos.

    ResponderExcluir
  32. Claudinei Oliveira21 de junho de 2009 16:43

    Pai Fernando seguindo com a pergunta da Allayne...

    ela disse sentir meio q mesturado com caboclos..

    eu senti meio diferente..como se fosse com baiano..tem alguma coisa a ver??

    ResponderExcluir
  33. Claudinei, os feiticeiros não têm nada com os baianos. FMG

    ResponderExcluir
  34. Saravá pai Fernando!

    O que sei sobre o Seu Caveira foi o que ele memso me falou... Exu Caveira foi nomeado por Oxalá, quando da criação da vida humana na Terra, para cuidar do desencarne. Da mesma forma que todo espírito, inclusive o seu e o meu, é uma incriado, sempre existiu. Seo Caveira habitava as Águas Ancestrais, das quais Zambi e Oxalá criaram tudo que vemos e parte do que não vemos.

    Seu Caveira disse certa vez que encarnou na Terra pela 1ª vez há pouco mais de 30.000 anos: "Quando encarnei pela primeira vez na Terra, há mais de 30.000 anos, estava tudo desolado e tive que me alimentar de um óleo que brotava do chão para sobreviver", disse ele explicando porque costuma beber azeite de dendê puro. Em suas passagens terrenas sofreu as mesmas provações que os seres humanos comuns, paraaprender e alcançar um maior grau de evolução. Teve encanações como: caçador, pagé, bruxo, adivinho, profeta, sacerdote, padre inquisidor, xamã, eremita, monge, senhor de engenho, navegador e jesuíta, entre outras.

    Um fato curioso que vem sendo amplamente divulgado pelos próprios Caveiras é que uma vez encarnaram todos juntos, na mesma geração no antigo Egito. Os Caveiras fizeram parte de uma mesma seita aonde Seu Tata era o sacerdote. Por praticarem o moteísmo foram todos condenados a serem queimados vivos.

    Exu Caveira e sua falange tem em especial poder em favorecer qualquer espécie de especulação, ensinando todas as táticas e artimanhas da guerra, tendo em vista a vitória sobre os inimigos, é encarregado de vigiar a entrada dos cemitérios ou qualquer lugar aonde hajam pessoas enterradas. Seu poder é tal que muitas vezes incutem medo nos que o invocam. Não existe trabalho ou despacho a ser realizado em um cemitério sem a presença de Exu Caveira.

    Seu Caveira apresenta-se na maioria das vezes como uma caveira grande, de altura respeitável, vestido de preto e trazendo na mão alguma arma, sendo mais comuns: foice, tridente, espada, gládio, elmo e escudo.

    É sincretizado com a divindade pagã Sergulath, e sua falange, pela ordem: Próculo, Haristum, Brulefer, Pentagnony, Aglassis, Sidragosam, Minoson e Bucon. Do sincretismo com a divindade pagã é que vem a estatueta 'demoníaca' de Exu Caveira encontrada em terreiros e casas de artigos religiosos. Ele até pode assumir aquela forma, caso queira, para trabalhar nas esferas abissais ou no limbo (inferno), afinal lá cara de bonzinho não entra.

    Tenha certeza, Seu Caveira é um Exu bastante antigo, amigo e companheiro, capaz de realizar verdadeiros milagres. Quando é de nosso merecimento é mais que irmão; é só cuidar pra, digamos assim: 'não sair da linha'. Seo Caveira pode se tornar um verdadeiro tormento na vida e também na morte dos que com ele não souberem tratar. Nunca podemos esquecer que ele é o carrasco que nos visitará no segundo fatal. Saravá o poderoso Exu Caveira, "Rei das Catacumbas do Inferno", sempre merecedor de grande respeito por parte daqueles que o invocam. Laroiê Exu! Ato-tô! Emogibá!

    ResponderExcluir
  35. Pai Fernando, falando do seu livro.. na página 118 o senhor fala sobre Oxum, sobre o motivo de Oxum carregar um espelho. E também diz que buscaria essa resposta... O senhor já conseguiu descobrir a resposta? :o)

    Beijinhos carinhosos, Dê

    ResponderExcluir
  36. Beatriz, já está postada a história do Exu Caveira contada pelo Ronald Stresser. FMG

    ResponderExcluir
  37. Denise, o espelho é um dos elementos que talvez mais fosse usado pelos magos de antigamente. Hoje mesmo o espelho simbolisa o reflexo do contrario. Em tudo que se vê em seu reflexo é o inverso. Se a maldade for colocada na frente do espelho, lá dentro dele tem o inverso da maldade que é a bondade. Isso estou falando só para exemplificar. Acho que Oxum é isso. O espelho é a sua grande magia, a transformadora, o Orixá da beleza e do ouro, e quem sabe, esse ouro que sempre damos muita importancia, lá dentro do espelho ele não tenha nenhum valor. É por aí. FMG

    ResponderExcluir
  38. Carslos, vc tomou nota do meu e-mail, espero. Um dia a Umbanda não vai ter fronteiras. FMG

    ResponderExcluir
  39. Carlos Lima "Portugal"21 de junho de 2009 20:05

    Sim eu tenho o seu email Pai Fernando e espero que a Umbanda seja colocada onde merece "NO TOPO DOS MUNDOS"

    Salvê a UMBANDA e todos os trabalhadores do plano fisico e espiritual.

    Cumprimentos fraternos
    Carlos Lima "Portugal"
    meu email: videoteste@gmail.com ou videoteste@zapp.pt

    ResponderExcluir
  40. Pai Fernando, o Claudio perguntou sobre quando uma pessoa consulta com mais de uma entidade sobre o mesmo problema e recebe orientações diferente, e o Sr. respondeu "Acho que a última sempre anula a anterior. O que não deve é atender as duas orientações."
    Eu pergunto... como assim a ultima orientação anula a anterior??? Por que??? E se a pessoa, por algum motivo, achar que a segunda orientação "não tem nada a ver", digamos assim...
    Poderia esclarecer melhor?
    Obrigada.

    ResponderExcluir
  41. Pai Fernando... uma curiosidade...
    Estava olhando mais atentamente a imagem do S. Ogã Kaian e acabei ficando na dúvida.. ele é Caboclo???
    Tenho a impressão dele ser um negro "tribal", tipo assim, não é Índio nem Negro (escravo) e sim um Negro que vivia em Tribos Africanas.
    Viajei muito??? heheheh

    ResponderExcluir
  42. Hum eu acho que apaguei o meu post...
    Então, boa noite. Estava vendo o post de Ronald, falando sobre os caveiras.
    Trabalho com seo José caveira há quatro anos. Ele quando veio pediu logo um cajado com cristais na ponta e em baixo do cajado. Em cima é um cristal lilás e na ponta de baixo é um crintal branco.
    Não entendi nada desse material...Mas ele havia falado que foi um mago e que precisava desse cajado.
    Falou que trabalhava há 500 anos na Umbanda. Achei tudo muito estranho, mas hoje com o relato do Ronald ví que na verdade eu não sei de nada. Eles é quem sabem.
    Saravá

    ResponderExcluir
  43. Patricia, devemos entender que as postagens devem ser respondidas como se as fossem posoções normais. Claro que varias situações podem acontecer, inclusive as duas serem erradas. Mas não é por aí. Deve-se imaginar que as duas estariam certas. Como um remédio receitado por dois medicos, vc deve escolher um deles. Mas se vc está satisfeita com o primeiro porque então consultar outro? FMG

    ResponderExcluir
  44. Patricia, vc viajou para o lugar certo. É exatamente assim. Um africano que bate tambor feito de árvore oca (não sei o nome), é imenso, forte, não usa camisa, anda descalço e usa uma calça meia canela justa e branca. O assunto dele é o som se espalhando. FMG

    ResponderExcluir
  45. Pai Fernando, foi só uma curiosidade, pois o Sr. disse pra eliminar a primeira...
    É aquela história né... cada cabeça uma sentença...
    Quem consulta com várias entidades pedindo a mesma coisa, quando consegue o que quer, nem sabe a quem agradecer...

    ResponderExcluir
  46. Pai Fernando, o Sr. falou um pouquinho dos Negros Feiticeiros...
    No caso dos Caboclos Feiticeiros, o trabalho realizado é semelhante?

    ResponderExcluir
  47. Pai Fernando

    Sempre tive uma curiosidade. A Umbanda tem alguma postura quanto a cremação?
    Pergunto porque não acho interessante isso de cemitério, limpar túmulo, levar flores, principalmente porque eu não espero estar lá após o desencarne...rs... ( Mas, isso é uma opinião minha, não quero polemizar ). Gostaria apenas de saber a sua opinião e se há uma posição da Umbanda quanto a este tema. Obrigada - Daniela

    ResponderExcluir
  48. Marcelo
    Houve varios interesses para se demonizar os Exus. Com Ze Pelintra tb. com a Umbanda como um todo. Alem do site do pai maneco aqui no blog ha comentarios bem esclarecedores sobre essa questao em temas anteriores. Mas, o melhor é, se puder e quiser, ir em uma gira de exu e conhece-los ao vivo. Vc vai se surpreender com a sabedoria certeira que possuem.
    abracos
    Sidney

    ResponderExcluir
  49. Pai Fernando...o senhor pode me explicar como essa energia será conduzida:(exemplo) hoje não estou bem , sou médiun de toco me aborreci com alguém senti raiva,magoa...no momento que incorporar, a entidade vai firmar o ponto,podemos prejudicar esta pessoa com essa energia que estava sentindo?ou a entidade quebra esta energia?

    ResponderExcluir
  50. Boa Noite Pai Fernando,
    Gostaria de saber sua opinião sobre:
    1) Quais os espíritos que ditaram os livros Umbanda para a Vida, vol. 1 e 2?
    2) Há uma hierarquia entre os espíritos, então o que os diferencia para isto, quais os fundamentos e valores?
    3) Quando é o momento de se chamar uma falange específica ? Excetuando a intuição do dirigente.
    4) Há uma conferência dos pontos riscados pelas entidades que atendem?
    5) Já aconteceu no terreiro um caso de xenoglossia (falarem-se outras línguas ou até línguas desconhecidas)?
    6) Qual é a mensagem com menos intereferências, a proveniente da incorporação ou da psicografia?
    7) Há algum trabalho no terreiro de desenvolvimento da psicografia?
    Obrigado e um grande abraço a todos ! CHC

    ResponderExcluir
  51. JOÃO EMERSON DA COSTA22 de junho de 2009 00:03

    PAI FERNANDO ,COMOA PRÓXIMA GIRA É D EPRETO VELHO,ME VEIO UMA CURIOSIDADE,ASSITI UM DOCUMENTÁRIO SOBRE AS LAVADEIRAS,ME EMOCINEI VENDO UM JEITO SIMPLES DELAS,ALGUMAS NEGRAS OUTRAS MAMELUCAS OUTRAS BRANCAS...A CANTORIA, LAVANDO ROUPA NA BEIRA DO RIO..E TAL....ENTÃO Q UERIA SABER SE PODE EXISTIR FALANGE DE LAVADEIRAS QUE VENHAM NA LINHA D E PRETO VELHO PRA TRABALHAR?

    ResponderExcluir
  52. Pai Fernando lendo a sua resposta a Bruna, li:"Basta conferi-lo para ver se ha sinais dele no ponto riscado", queria saber, como q se confere um ponto?

    2° O Sr falou que uma Cigana(o) pode acompanhar o médium, dae eu queria saber assim, eu sempre tive um impulso incontrolavel de me mudar, já cheguei a fazer 6 mudanças em um ano, pode ser a melhor casa, depois de um tempo fica insuportavel ficar ali, e me disseram uma vez q era um espirito Cigano q me acompanhava, eu queria saber se pode ser msm, e oq fazer para amenizar isso? Pq eu realmente estou cansada de tantas mudanças, mas a minha casa sempre parece se tornar o pior lugar do mundo para estar depois de um tempo.
    Abraços
    Isamara

    ResponderExcluir
  53. Bom dia Pai Fernando...
    Sobre aquela médium filha de Oxossi e Iansã... Fiquei sabendo que ela irá se afastar um período do terreiro... Mas assim que puder vou falar pra ela conversar pessoalmente com o senhor...

    Keila

    ResponderExcluir
  54. Patricia, a diferença é que os Negros Feiticeiros são das tfribos africanas e os Caboclos são os índios feiticeiros ou pajés. FMG

    ResponderExcluir
  55. Daniela, quando os homens forem mais racionais e não tiverem mais os preconceitos da morte, a cremação vai ser o caminho correto para acabarmos com um grande problema social que é o cemitério. A Umbanda não tem nenhuma restrição à cremação. Eu já orientei minha familia que serei cremado, e por isso brinco que "daqui só sairei no cinzeiro...". FMG

    ResponderExcluir
  56. Dedê, se a entidade sentir que não poderá dominar o emocional do médium ela dará um jeito de não dar consultas. FMG

    ResponderExcluir
  57. Keila, eu quero ao menos saber o nome dela e qual a gira que pertence. Não acho legal ir para o blog (que eu postei) um assunto que eu fiz e que contraria totalmente o que sempre disse. Quero e faço questão de tirar isso a limpo, antes que ela se afaste do terreiro. FMG

    ResponderExcluir
  58. O nome dela é Lurdes Pai Fernando... Infelizmente não tenho mais contato com ela... Ela era de segunda, passou pra sabado e por ultimo estava na terça... Eu a camboneava.... Já faz algumas giras que não vejo ela...
    Pai Fernado não queria criar confusão, só fiquei intrigada, já que o assunto estava sendo abordado, pensei ser uma exceção...

    Keila

    ResponderExcluir
  59. Andréa Destefani22 de junho de 2009 11:16

    Eu tinha postado e deu um erro ....O fato é que gostei muito da ponderação da Dedê, porque as vezes testam nosso limite e nossa paciência até o último.Várias vezes cheguei no terreiro meio que "descontrolada" ,mas nesses momentos aprendi a me entregar totalmente à eles sabe Dedê. Eles sabem aonde vai dar a estrada que tomamos, e cuidam de todas as encruzilhadas que nosso coração atravessa. É deixar por conta deles. Eles estão vendo nossos problemas por um ponto de vista,vamos dizer, privilegiado.O interessante é que nesses dias eu aprendo muito mais, não sei porquê. Saravá a todas entidades e que possam neste momentos nos encher de axé!
    Pai Fernando com sua devida autorização também usarei este termo: "daqui só sairei no cinzeiro!" ecologicamente correto...

    ResponderExcluir
  60. Andréa Destefani22 de junho de 2009 13:21

    Pai Fernando, volto a falar que a lembrança do dr. Abib Isfer me trouxe gratas lembranças porisso gostaria de pedir que a gira dos pretos hoje fosse em homenagem a ele,pode ser?

    ResponderExcluir
  61. Olá Pai Fernando!!!! É a Míriam de Belo Horizonte...Achei que o senhor não me respondeu o último email que mandei porque já estava cheio de tantas perguntas minhas e de tantos emails. Mas mudei de idéia e não estou pensando mais assim. Agora que descobri como postar no blog, tô dentro !!!! Pois bem: a pergunta do tal email foi sobre a existência de "Oxum Dalá".Sou filha de Oxossi com Oxum e mooooorro de orgulho disso. Amo-os demais da conta!!!!! Sonhei que eu dizia para alguém que iria trazer essa entidade.Esse nome lhe diz alguma coisa? Em tempo: ainda não encontrei um terreiro no qual eu queira me fixar, pode? Mas continuo tentando. Pensei em desistir , mas não consigo...O senhor é o pai de santo que mais admiro mesmo sem conhecê-lo pessoalmente por causa de um pequeno detalhe: o senhor sabe dizer " não sei". Já estou cheia de gente que sabe tudo. Um grande abraço!

    ResponderExcluir
  62. Pai Fernando, logo que conheci a Umbanda falei com um caboclo... um exu... depois com outras entidades (preto velho, cigano, boiadeiro, etc. ... acho que já recebi axé de todos rsrsrs) e todos me disseram que estariam comigo quando necessitasse. Depois disso já me aconteceu procurar uma ajuda no terreiro... (tipo Pronto Socorro) e via de regra me sinto constrangida quando penso em me consultar com outras entidades, a não ser pra receber axé. Sinto que não é necessário, acredito que meus amigos (estou sendo prepotente em senti-los como amigos?) estejam comigo e que poderemos "conversar" a qualquer momento. Já os “chamei” em minha casa e recebi muita força e ajuda em situações que me entristeciam e para as quais não conseguia ver “um final feliz”. Estou um pouco insegura, por falta de conhecimento, do que posso ou não fazer.
    Sei que receberei sua orientação e agradeço

    ResponderExcluir
  63. Meu pai foi cremado.... tirando os inconvenientes que aconteceram entre os parentes que ficaram vivos, certeza que foi a melhor opção. Mas é preciso deixar isso declarado e registrado em cartório ou pagar tudo particular, pq as seguradoras não cobrem se não estiver registrado em cartório. Isso aprendi no dia da morte do meu pai.

    Beijinhos, Dê

    ResponderExcluir
  64. Boa noite pai Fernando. Com relação a cremação é sugerido que faça a cremação após 3 dias do desencarne. Devido a roptura do duplo etérico, ou o cordão de prata.

    Gostaria de saber sua experiência com relação a pai e mãe de cabeça, pois percebo muitas dúvidas das pessoas aqui meu pai.
    Bom, essa regra de linhagem nos deixa um pouco na dúvida.
    Não queria entrar nesse mperito, mas terei que entrar...
    TIPO: A vida toda me deram Oxum, ou Oxum Opará ( que é metade Oxum metade iansã). Blz!
    No meu Amaci saiu Yemanjá, ok!
    Como já soube um Orixá pode nos reger durante anos e termos outro pai ou mãe, não é? Como foi comigo.
    Então, na Umbanda que não se tem o jogo do Obí. porque esse jogo é africano. Porêm a Umbanda é uma junção de algumas religiões...Td bem.
    Então lá vai...Sou Umbandista e não tenho dúvida, pai Fernando.
    Mas te falo com uma certeza, se eu for jogar búzios ou qquer outra coisa que eu veja meus Orixás irão dar outros.
    Ai te pergunto pai Fernando, se os pais e mães de cabeça são únicos porque tantas respostas diferentes? Pergunto isso com todo respeito. Mas vejo muita gente aqui na dúvida e talveêz não aceitando o Orixá. Pois sentem que são outros, ou devido a essas várias respostas.
    Entendeu?

    ResponderExcluir
  65. Claudinei Oliveira22 de junho de 2009 23:13

    Pai Fernando..

    assistindo a um programa de tv (os caça fantasmas)
    em varios episódios sempre vejo a camera de fotogravia filmadora..etc...
    sempre apaga por completo esgota a energia total
    mesmo tendo sido carregado no ato..

    então pergunto os espiritos tem a capacidade de esgotar as baterias tipo sugar a energia desses aparelho?
    tbm as veses vejo no propio terreiro as etidades dizerem q nao pode tirar fotos...pq?

    abraços

    ResponderExcluir
  66. Ola Pai Fernando.
    Estou escrevendo apenas pra passar um recado. Sou da gira de sexta-feira, com a Mãe Rita. Apoveito pra dizer que eu a acho incrível. Mas o recado é de Manoel Lopes, do Núcleo Mata Verde. Estou fazendo o curso dos sete reinos sagrados, e ele mandou um fraternal abraço para o Sr e para a Mãe Lucilia.
    Estou gostando muito do curso.
    Ele falou tb sobre o a saudação ao Pai Oxalá, que cantam ao final das aulas.
    Mucuiu.

    ResponderExcluir
  67. Boa noite a todos!
    vou de baixo para cima, colocando minhas opiniões! Infelizmente, para nós, as seguradoras fazem de tudo para não pagar absolutamente nada!Eu particularmente fiz um plano para o dia derradeiro (rsrsr) meu marido será cremado e eu fiz a escolha (isso não consta em nenhum plano é um acordo de familia)ser doada para a ciencia (rsrs to rindo mas é a pura verdade)Não tem velório, gasto com café, arrastão na madrugada, apenas 2 ou 3 pessoas morrendo de medo olhando para mim (rsrsr) doa o que der (espero estar bem mesmo gelada) e acaba logo com isso, e com paga aqui.. paga ali... etc. Resolvi isso, qdo do falecimento da minha mãe. Na hora do enterro ela saiu da capela e o cemiterio perdeu o recibo de pagto mensal. minha mãe ficou tomando banho de sol mais de 45 minutos até minha irmã ir em casa procurar o recibo para mostrar que estava pago. Por isso quero ir para uma faculdade. (rsrsr) Meu marido e minha filha querem me matar mas prometeram cumprir, na duvida já fui no cartorio.

    ResponderExcluir
  68. Ola!! Li o comentario da Andréa D. Varias x cheguei no TPM, irada tbem! e outras muito deprimida. Resolvi que deixaria ali todas as minhas angustias, resolvi que ali é o melhor lugar para chorar (sou de oxum.. então imaginem)Tenho procurado não prestar atenção em mais nada...é dificil mais tenho conseguido cada dia mais me concentrar apenas em coisas positivas para aqueles que me são caros e para aqueles que estão ali procurando minimizar ou resolver seus problemas. Tenho conseguido isso com muito mais força sempre na primeira parte da noite. Na segunda parte (consultas) não consigo tamanha concentração visto que o espaço diminui e vem um, passa outro, etc. mas vou tentar me desligar disso tbem outras vezes pela curiosidade (sou humana) do que está acontecendo a minha volta.

    ResponderExcluir
  69. Comentario da Patricia e do Pai fernando qto a pedir a mesma coisa para varias entidades. Eu nesse momento descobri que estou com um tumor (ki drogra) o oncologista decidiu retirar não so o ovario mas tbem trompa utero etc. Pois bem, logo que soube fiquei muito deprimida. conversei com várias entidades pedindo forças para mim e principalmente minha familia. Para complicar tenho alergia medicamentosa.. quero so ver a anestesia rsrsr)pois bem! na certeza que tudo vai dar certo não importa quem ajudou mais ou menos (se é que da para pensar assim) já agradeci a todos eles. As palavras de força, os passes recebidos todos os sabados. E tenho certeza que agora em julho na cirurgia vou sair de lá nova em folha. Beijos enormes e ma semana maravilhosa a todos.

    ResponderExcluir
  70. Agora vai uma duvida Pai fernando... Neste ultimo sabado estava eu na parte da assistencia, visto o numero de pessoas, no momento do passe. Estava com os olhos fechados, cantando, passando energia positiva para aquele momento. Quando sinto um frio como se alguem estivesse aberto a porta (ela estava fechada) e vi um homem alto, (ninguem entrou) todo de preto e algo na cabeça (não sei se era chapeu ou o que..) entrar! Sabe aqueles filmes de terror satirizado qdo o cabelo fica em pe? foi o que senti. Qdo isso acontecer o que devemos fazer? abraços!

    ResponderExcluir
  71. Pai Fernando, o Senhor já viu o filme "Cafundó"? Hoje, ao chegar da gira estava vendo TV e passou esse filme, que conta a história de 'Nhô João', que construiu uma 'igreja' em Sorocaba depois de uma 'visão' em 1906, em 1913 entrou com pedido de registro e em 1921 foi reconhecida juridicamente como "Associação Espírita e Beneficente Capela do Senhor do Bonfim" alguns pontos do filme me remeteram aos trabalhos no terreiro... enqto assistia pensava "Mas isso é Umbanda" e como o filme mexeu muito comigo, resolvi dar uma pesquisadinha e vi que o Nhô João é também considerado um Preto Velho. O Senhor conhece essa história? Conhece este Preto Velho? :o)

    Muuuuuuuuito obrigadinha, beijinhos

    ResponderExcluir
  72. Mukuiú Pai Fernando.

    Muito interessante o relato do Ronald sobre o Sr Exu Caveira.

    Numa gira de Exus no terreiro eu estava incorporada de Exu Mirim e ele entrou debaixo da capa do seu Caveirinha e a impressão que tive no momento foi de uma pessoa muito alta e imponente, e eu vi muito claramente ele de roupa e botas pretas muito compridas ...depois de desincorporada , mesmo achando que tinha viajado, tive que olhar para os pés da Lucilia...e óbvio ...ela esta descalça rsrsrs
    Outra vez sonhei que ele tinha me levado a um local para eu cuidar de umas pessoas, sei lá...parecia uma fila de INSS, gente sofrendo...muito estranho.
    E novamente, apesar de não ter visto o rosto dele, senti a presença de um ser muito grande... Especial.
    Mas como eu sonho prá caramba com entidades e nunca sei se é apenas sonho, novamente achei que tinha viajado rsrs.

    Saravá seu Caveirinha !
    Saravá todos os Caveiras!

    ResponderExcluir
  73. Pai Fernando!
    Estava lendo sobre pretos velhos e me surgiu uma dúvida sobre o povo do congo, este povo vibra com a energia de Iemanjá ou de Iansã?

    Rafael

    ResponderExcluir
  74. Salve, salve Pai Fernando e irmãos do Blog !!!

    A pesquisa com nomes de entidades atingiu uma proporção que eu não esperava. Tenho recebido varios emails com nomes e separá-los nao esta sendo tarefa facil.
    Vou precisar de mais tempo do que imaginei...

    Mas acredito que a lista terá muita utilidade a todos.
    Me desculpe Pai Fernando, mas preferiria que enviassem os nomes para meu email fica mais facil para eu relacionar e separar. Se possivel for !

    Saravá !!

    ResponderExcluir
  75. Claudio Henrique, pela ordem:

    1- Segundo a Samantha, varias entidades intuiram para a feitura do livro. Mas vou perguntar e quem sabe hoje ela saiba mais.
    2- Na verdade eu não acho que exista um hierarquia propriamente dita, exceto no terreiro onde eles atuam e através do pai (ou mãe) de santo. Mas como tudo na vidada cada um é cada um e uns são mais que os outros por uma condição intima. A cultura, a vivencia e a espiritualidade é que devem fazer a diferença.
    3- Se não for através d intuição ou desejo do dirigente material, fica por conta do dirigente espiritual.
    4- Claro, normalmente os pontos riscados são conferidos pelos dirigentes.
    5- Eu desconheço.
    6- Essa é uma pergunta interessante, porqure na incorporação a concentração é menor do que na psicografia. Fica, então, na dependencia da capacidade do médium.
    7 - C|omo treinamento não existe, a não ser vez ou outra durante as giras internas de desenvolvimento mediunico.


    FMG

    ResponderExcluir
  76. João, eu assisti umaq mini série da Globo, onde apareciam as lavadeiras, bem assim, todas lavando as roupas e entoando aqueles cantos lindos. Tentei até vefr se conseguia uma cópia para deixar no terreiro para que essa visão fosse mostradas as todos. Os da Globo que eu falei estiveram no terreiro com o Rodrigo Fornos. Mas quem sabe o Ronald Stresser no Rio consiga isso com a sua irmã Guta Stresser, a Bebel. Ficamos aqui esperfando. FMG

    ResponderExcluir
  77. Isamara, os pontos riscados são conferidos pelos dirigentes, às vezes pelo seu proprio conhecimento ou em pesquisa de livros. Mas isso é assuntoo do dirigente. É costume dizer quando a pessoa quer mudar sempre de casa que ele tem o "espirito cigano", mas é apenas uma forma de falar, que não deve ser levada ao pé da letra. FMG

    ResponderExcluir
  78. Miriam, que bom que Belo Horizonte está também no nosso blog. Também foi bom que vc falou que admira quem diz "não sei", porque vou aproveitar a deixa e dizer que não sei quem é Ogum Dalá. Mas está postado e vamos aguardar que o pessoal que nos lê vai com certeza mandar informações. FMG

    ResponderExcluir
  79. Maura, vc está praticando a Umbanda do futuro, aquela que vamos nos comunicar em qualquer lugar sem precisar fazer isso nos terreiros. Mas para vc saber, eu também faço tudo isso. FMG

    ResponderExcluir
  80. Luna, por ordem:

    As filosofias espiritas e seus ensinamentos variam muito de lugar para lugar. Vc aprendeu que a cremaçao deve ser feita em três dias para ruptura do perispirito e do cordão prateado. Pelo meu lado eu aprendi que no espaço o tempo não existe, o que deitaria por terra os três dias, e a ruptura do perispirito não deve acontecer porque ele não se dissolve. Mas acho que isso não tem nenhuma influencia significativa por ser apenas conceitos. Minha experiencia é só com pai de cabeça, no meu caso o Caboclo Akuan, e o Orixá feminino é Iemanjá. Eu não conheço orixá metade oxum e metade iansã. Na verdade isso para mim é meio complicado porque não gosto dee confusão e assuntos que fogem totalmente a minha capacidade de raciocinio. Sei quem é Oxum e Iansã, e como elas agem em seus filhos. Mas não entendo como pode acontecer a união das duas e o seu resultado praticado na nossa vida. Acho que vc tem razão quando nos fazemos consultas nos obis e buzios e cada um diz uma coisa. Por isso quando tenho duvidas eu pergunto para as entidades, que sem obis, buzios ou interesses nos dizem a verdade. Não vou poder escrever mais pois pode exceder a capacidade do blog. FMG

    ResponderExcluir
  81. Anderson Matos, postei teu comentário mas não sei onde ele foi parar. Em todo caso agradeço a lembrança do grande Manoel Lopes. FMG

    ResponderExcluir
  82. Marilise, faculdade? Vc não acha que a burocracia vai ser maior? FMG

    ResponderExcluir
  83. Marilise, estamos todos juntos com vc. Claro que vai dar tudo certo. Quando precisar nós vamos convocar todas as pessoas que participam deste blog, com postagens ou não, e vc vai ver a grande força que vc vai ganhar. FMG

    ResponderExcluir
  84. Marilise, não existe regras para essas situações. Se der faça uma saudação para ele. Vc vai ter um retorno, com certeza. FMG

    ResponderExcluir
  85. Denise, claro que vi o filme, inclusive os diretores já estiveram no terreiro. O Rodrigo Fornos teve alguma participação no filme. O diretor Paulo Beti prometeu uma visita no nosso terreiro. FMG

    ResponderExcluir
  86. Rafael,Preto Velho vibra na energia de Preto Velho.Não tem essa de Iemanjá ou Iansã com eles. Eles são ELES. FMG

    ResponderExcluir
  87. Mauro, sem nenhum problema mandar diretamente para vc. Depois que vc tiver a lista, se nos permitir, vamos publicar no nosso site. Combinado? FMG

    ResponderExcluir
  88. Andréa Destefani23 de junho de 2009 20:09

    Marilise deixa eu te contar uma história bem verdadeira.Uma amiga minha,que se vc quiser eu até apresento, teve um tumor no seio e teve que fazer cirurgia e quimioterapia.Me senti na obrigação de falar algo. Aí ela me confessou uma coisa inacreditável. Por anos nada acontecia de mal pra ela.Na infancia nenhum problema,na família tudo bem. Até quando ela se separou do marido(casada a vinte anos) foi uma coisa consensual e continuou amicíssimo dela, e depois de um tempo estavam ela o namorado,o ex-marido e a namorada jantando juntos. Nada havia a pedir pra Deus. Quando ela teve o tumor,pareceu a ela que Deus havia lembrado dela. Ela podia então conversar com Deus tranquila, pois havia coisas a conversar com Ele. Pela situação sempre boa, dava até vergonha de se dirigir a Deus,pelo que ela me falou.
    Hoje depois de todo o tormento de perder cabelos e todos os inconvinientes ,os quais ela nunca reclamou, ela está ótima e diz ter voltado ao normal porque Deus estava com ela. Apesar de não ter religião,depois de tudo está convicta da existência Dele.
    Nossos aprendizados são dolorosos as vezes, mas quem sabe a tua experiência poderá te dar condição de saber exatamente o que falar quando alguém precisar de você. Essas palavras foram ditas a uma consulente ontem pelo seo Zé Pretinho e agora eu falo pra vc.
    Você certamente estará em nossos pedidos pra que atravesse essa fase da melhor forma possível. Bom e no dia que vc estiver meio irritada e quiser vir ao meu sítio fazer um pão comigo no fogão a lenha, tomar um café e até,eventualmente, ir atrás do Índio(nosso cavalo) que as vezes foge, estou aqui.Axé!

    ResponderExcluir
  89. Não pai Fernando, não é a ruptura do Perispírito. É do duplo etérico, corpo que liga o perispírito ( ou espirito ) ao corpo. Como uma linha, ou até mesmo um cordão.
    Claro, o perispírito não de dissolve...Imagina...
    Bjs

    Ex:

    O duplo-etérico é um corpo ou veículo provisório, espécie de mediador plástico ou elemento de ligação entre o perispírito e o corpo físico do homem. É constituído de éter físico emanado da própria Terra e dissolve-se no túmulo depois da morte física do homem. Ele recebe os impulsos do perispírito e os transfere para a carne, agindo também em sentido inverso.
    A função mais importante do duplo-etérico é transmitir para a tela do cérebro do homem todas as vibrações das emoções e impulsos que o perispírito recebe do Espírito ou Alma imortal. Ele também absorve o Prana ou a vitalidade do mundo oculto, emanada do Sol, conjugando-a com as forças exaladas no meio físico; e em seguida as distribui pelo sistema nervoso e por todas as partes do organismo do homem. Embora seja um intermediário entre os centros sensoriais da consciência perispiritual e o centro da consciência cerebral física, o duplo-etérico é resultante da emanação radioativa do próprio corpo físico da Terra. Não é um veículo consciente, pois é incapaz de atuar por si ou de modo inteligente, mesmo quando desligado do homem.
    Embora realize certos ajustes e tome providências defensivas, isto sucede devido ao automatismo instintivo e biológico do próprio organismo carnal, pois este, quando se move independentemente do comando direto do espírito imortal, revela um sentido fisiológico inteligente e disciplinado, nutrindo e reparando as células gastas ou enfermas, substituindo-as por outras, sadias, de modo a recuperar-se de todas as perdas materiais. O duplo-etérico, além de suas importantes funções de intercambiar todas as reações do perispírito e do corpo carnal, é também um reservatório vital indispensável.

    ResponderExcluir
  90. Pai Fernando,
    quero agradecer pela acolhida que recebi ontem de todos no TPM.Muito obrigada pelo seu carinho e a proteção do seu Akuan.Senti um imenso aconchego e cumplicidade quando seu Akuan contou para sua cambone que já tinha vindo me conhecer aqui na minha casa.Ele que fique a vontade para vir sempre...rs

    Como diz o poeta:

    "Cada um que passa em nossa vida, passa sozinho, pois cada pessoa é única e nenhuma substitui a outra. Cada um que passa em nossa vida, passa sozinho, mas quando parte, nunca vai só nem nos deixa a sós. Leva um pouco de nós, deixa um pouco de si mesmo. Há os que levam muito, mas há os que não levam nada."
    Khalil Gibran

    Um grande beijo
    da sua eterna amiga

    ResponderExcluir
  91. Quero também agradecer a Andréa Destefani pela atenção e carinho.
    O que precisar para escolinha é só falar.
    Beijo grande

    ResponderExcluir
  92. Pai Fernando, ontem na gira, na hora da vibração das 7 linhas aconteceram situações que gostaria da sua opinião, hehe... A primeira, foi qdo ao parar na frente de um senhor para dar vibração ele começou a tremer e se contorcer... eu, Denise, fiquei muuuuuuuito nervosa pensando "E agora? O que vc vai fazer? Eu não sei lidar com isso... Vc sabe?" acho que diante do meu desespero interno e até por conta dele, o caboclo não fez nada com este Senhor, apenas olhou em volta e pediu a um médium mais experiente que estava próximo para ajudar naquela situação e saiu de perto... fiquei pensando "Poxa!! Podia ficar perto para aprender, né?" hehe... Nesse momento ele parou na frente de um rapaz e começou a acontecer a mesma coisa.... como eu ainda estava na situação anterior, acho que não interferi tanto dessa vez... e com esse segundo rapaz foi tudo diferente, ele até falou com o rapaz... Como já comentei anteriormente sinto nele uma firmeza e uma calma que me deixa nervosa, hehe.... E ao mesmo tempo me faz ter certeza q ele está ali mesmo, pq sei que não são meus...
    Então, eu sempre tenho muito medo de falar o que dá vontade de falar, pq acho isso complicado.. Daí, para minha surpresa, com esse rapaz ele falou e deu certo pq o rapaz ficou bem depois da vibração. Daí conversou com mais uma moça que estava no meio e depois com uma menina da corrente... uma das frases q ele falou p/ ela me marcou muito e me lembrou o Senhor. Pq ela disse q tinha medo, dúvidas... e ele falou que "médium que não tem dúvidas, corre o risco de ficar arrogante". Daí lembrei do Senhor, no sábado, qdo disseram que tinham uma dúvida e o Senhor respondeu "Que bom que é só uma, eu tenho várias".
    Então... tô indo pelo caminho certo, meu pai? :o)

    ResponderExcluir
  93. Boa Noite, Pai Fernando,
    Gostaria de saber sua opinião sobre:
    1 - Em poucas palavras qual o código, oral ou escrito, de conduta do médium;
    2 - Porque os médiuns não podem incorporarem as entidades dos dirigentes;
    3 - Em que medida a defumação deve ser feita fora do terreiro e as pessoas da assistência deixam de se defumar, inclusive com o ponto da defumação sendo cantado;
    4 - A tronqueira, ou canga, pode ser dirigida por um Exú diferente do Sr. Tranca Ruas?
    5 - Por que as Pombo Gira não dirigem os trabalhos ?
    6 - A linha dos Malandros pode ser chamada isoladamente no terreiro?
    7 - Porque o desenvolvimento não é feito em círculos girantes, como é feito em alguns terreiros, esta modalidade é menos usual?
    Obrigado e um forte abraço a todos, CHC

    ResponderExcluir
  94. Miriam é Ogum dalá ou Dilê?
    Axé.

    Pai Fernando. Obrigada pelas repostas...Eu não sei absolutamente nada a respeito de Jogos. Nem de Obí, nem de búzios e nem de cartas.
    Por isso a minha dúvida de tantas informações diferentes.
    Mas esteja certo que existem muitas junções de Oxixás...
    Oxum Opará é nação. Que é metade do ano Oxum e metade do ano Iansã.
    E tem muitos outros...Já tem até Oxum com Ossaim. Que é metade mulher, oxum no ano e metade Ossaim na outra metade.
    Realmente é tudo muito complexo que foge da minha compreensão.
    Mas que existem, existem...E tem cada nome!!!
    Por isso que entra a Umbanda para tornar as coisas mais simples. Mesmo porque pai e mãe é importante...Mas, mais importante é o trabalho feito dentro da caridade.
    Pelo menos é o que sigo...
    Axé.

    ResponderExcluir
  95. Combinadissimo Pai Fernando !
    Eu como filho de Ogum e Iemanjá estou elaborando com responsabilidade, bom senso e critério.

    Para quem quiser colaborar :

    ogunhefilhodeogum@yahoo.com.br

    Não custa lembrar que :

    Os que preciso, são de PRETOS-VELHOS, P.VELHAS; CABOCLOS ; CRIANÇAS ; EXÚS e POMBA-GIRAS.

    Obrigado e saravá !!

    ResponderExcluir
  96. Ola Andreia, Pai Fenando e todos. agradeço as palavras de força e fé. Devo confessar Andreia que minha vida é muito feliz.. e talvez Deus esteja realmente querendo falar comigo. Ah!! não convida de novo... Pão? café? cavalo?? to ai amanhã. (rsrsr) bjs enormes em seu coração. Pai o Sr. respondeu para a Luna "Eu não conheço orixá metade oxum e metade iansã" disse aqui que tenho uma historia no camdomble e lá a força das duas em uma chama-se Oxum, cuja qualidade é APARA. Ou seja... Oxum Apará. no lugar do espelho ou do leque ela tras uma espada. beijos e maravilhosa semana.

    ResponderExcluir
  97. Que legaaaaaaaaal Pai Fernando!!! Eu fiquei muito emocionada com o filme, não sei a qto tempo ele foi gravado, mas eu só vi ontem.... espero estar lá qdo o Paulo Betti voltar lá para falar sobre o filme!! :o)

    Beijinhos carinhosos, Dê

    ResponderExcluir
  98. Marilise, como eu não conheço nada do Candomblé, desconheço essa força metade Oxum e metade Iansã, para mim muito complicada. FMG

    ResponderExcluir
  99. Luna ,quero aproveitar para dar uma explicação interessante. Entre o corpo material e o duplo etéreo existe uma cópia que se chama cascão. Quando o espírito desencarna esse cascão que é mais denso que o duplo ou perispirito e por isso tem facilidade de ser visto por pessoas até mesmo não videntes. Esse é o motivo que alguns dizem que bem a pessoa morreu mas está aparecendo para todos. Não sei dizer quanto tempo, mas o seu desaparecimento também é rápido. Ele se dissolve. Também existe o cascão de todos os objetos que ocupam lugar no espaço. FMG

    ResponderExcluir
  100. Denise, a entidade sempre procura evitar mal estar para seus médiuns, e por isso ele deve ter tirado vc do diálogo com a pessoa. Mais calma, ele provocou outra situação para vc enfrentar a realidade daqui para a frente. FMG

    ResponderExcluir
  101. Luna, por essas e outras é que não gosto de misturar umbanda com candomblé. Amo, prego e adoto a Unmbanda Pés no Chão, a reliogião sem mistificação. FMG

    ResponderExcluir
  102. Claudio, pela orodem:
    1- A ética, o bom senso e a obediencia às normas que o terreiro determina.
    2- Existe uma verdade que poucos aceitam, mas chama-se a 3a, energiam, a força criada pela união dos espiritos do médium e da entidade. Essa 3a. energia é quem dá as ordens no terreiro. Se as entidades do dirigente incorporarem em outro médium as ordens podem ser destorcidas.
    3- Essa decisão é minha na gira que eu comando, por uma razão muito simples: ou eu ou a defumação. Nós não nos damos bem, porque ela é inimiga do meu pulmão e também de outras pessoas que vão lká em busca da cura ed saem pior do que entraram, por culpa da defumação e dessa droga do fumo.
    4- A tronqueira de todos os terreiros é cuidada por uma entidade da linha vibratória do Exu Tranca Ruas.

    5- Apesar de Pombo Gira ser palavra do passado, hoje feminina Pomba Gira, podem dirigir os trabalhos onde o pai ou mãe de santo trabalha com elas. Já vi muitos terreiros serem dirigidos por pomba gira, principalmente a queridissima da. Maria Padilha.
    6- Teoricamente pode ser chamada. Aliás qualquer linha que vc chamar pode vir no terreiro.
    7- Não entendi esta pergunta. Pode repeti-la?
    FMG

    ResponderExcluir
  103. Andréa Destefani24 de junho de 2009 11:39

    ATENÇÃO! No próximo dia 01 de julho,quarta-feira,às 19h no TPM será realizada a primeira reunião sobre as aulas sobre Umbanda pra crianças,bem como todo a questão organizacional.Conto com o entendimento de todos de que esta questão é fundamental para o crescimento da Umbanda do futuro, pois é na formação de uma nova consciência que a Umbanda crescerá.Estarei esperando por todos próximo ali à cantina. Quanto aos nossos amigos de fora, minha irmão querida Luna, a Aline, a Ana, o Carlos e mais gente que eu possa ter esquecido queremos a participação de vcs mesmo que seja por email! Axé a todos!

    ResponderExcluir
  104. Pai Fernando ontem um rapaz me procurou falando o seguinte: q estava conhecendo as pessoas do terreiro pq uma preta havia dito na consulta: "vc deve entrar agora, pq mais cedo ou mais tarde vc sera chamado, então melhor q seja agora", e q era pra ele voltar e falar sempre com ela.
    Eu queria saber oq dizer nesse momento, eu não achei certo, disse q não funcionava assim, q pra entrar tem q ser de coração e não pq foi dito q era pra entrar, dae ele me disse q ja havia comentado isso com outras pessoas do terreiro e ninguem tinha dito a msm coisa q eu, dae fiquei na duvida se estava agindo certo, em casos assim, oq dizer, como agir?
    Abraços
    Isamara

    ResponderExcluir
  105. Isamara, o que falou está correto, principalmente porque as entidades em nosso terreiro não costumam forçar ninguém a entrar na gira e muito menos marcar consultas definitivas. FMG

    ResponderExcluir
  106. Carlos Lima (Portugal)24 de junho de 2009 13:36

    Andréa Destefani obrigado por lembrar de todos os que estando longe fisicamente mas perto pelo coração graças á Umbanda. Eu só lastimo uma coisa no mundo descobri a Umbanda muito tarde. É de louvar esta iniciativa das aulas sobre Umbanda para crianças, espero que tenha muitas crianças aprendendo para se tornarem adultos melhores.
    Junto deixo uma mensagem para ser discutida nas aulas se assim quiserem.



    A LOJA DE ZAMBI EM ARUANDA

    Entrei e vi um anjo no balcão. Maravilhado disse-lhe:
    Santo Anjo, o que vendes?
    Respondeu-me o anjo:
    Todos os dons de Zambi.
    Custa muito?
    Não, é tudo de grátis.
    Contemplei a loja e vi jarros com compaixão, vidros com fé, pacotes com perdão e esperança, caixinhas com salvação, potes com sabedoria.
    Tomei coragem e pedi:
    Por favor Santo Anjo, quero muito amor, todo o perdão, um vidro de fé, bastante felicidade e salvação eterna para mim e minha família e também para o mundo.
    Então o Anjo preparou-me um pequeno embrulho, tão pequeno, que cabia na palma de minha mão.
    Maravilhado mais uma vez, disse-lhe:
    É possível tudo estar aqui?
    O Anjo respondeu-me sorrindo:
    Meu querido, na Loja de Zambi não vendemos frutos, apenas sementes..."


    Salvé a UMBANDA
    Cumprimentos
    Carlos Lima (Portugal)

    ResponderExcluir
  107. Obrigada Pai Fernando!Fico aguardando alguma notícia no blog de algúem que tenha alguma informação. Só preciso corrigir que a informação que procuro é sobre Oxum Dalá e não Ogum.Leio o blog todos os dias!!
    Um grande abraço...e um beijo também ,pode?!...

    ResponderExcluir
  108. Pai Fernando, hoje preciso me proteger com o anonimato para fazer a pergunta porque é um assunto que ainda não vi no blog e não quero correr riscos de retaliação se algúem que eu não queira fique sabendo que perguntei isso na internet. Espero contar com sua compreensão.É o seguinte: conheci uma pessoa chefe de terreiro que tem problemas psiquiátricos, vive à custa de remédio, não dorme e fuma 24 horas por dia.Pedi a apinião de gente capacitada e o que ouvi foi que é normal ,já que uma mãe ou pai de santo carrega sobre si a responsabilidade dos problemas espirituais de muita gente e são normalmente pessoas mais sensíveis mesmo.Agora estou sabendo de outro caso semelhante. A pessoa teve um surto psiquiátrico e foi ou está internada.Pergunto: dá pra confiar? Um médium ( ainda mais chefe de terreiro) em desequilíbrio psiquiátrico não é na verdade alguém "de rabo preso" com o mal? Não estaria colhendo algo feio que plantou como vemos demais em livros espíritas? Ou pode ela ser um vítima de alguém que não lhe quer bem , de alguma contenda? Qual a sua (preciosa) opinião?

    ResponderExcluir
  109. Pessoal! Postei uma correçaõ mas não sei se deu algum problema...Então só pra conferir: estou procurando informações sobre OXUM DALÁ e não ogum. Valeu! Fico no aguardo.

    ResponderExcluir
  110. Anonimo, vc não quer retalização mas não está sde incomodando que eu me exponha, não é verdade? Não posso avaliar se uma pessoa é ou não confiavel só porque está em tratamento psiquiatrrico, o que não significa que seja louco ou incapaz. FMG

    ResponderExcluir
  111. CARO ANONIMO

    Nao se esqueça que ha na pessoa humana, além da alma, um corpo e uma mente e uma sociedade e um momento historico e cultural em que esta inserida.
    Todas essas todas dimensoes possuem suas especificidades e complexidades e ha também uma inter-relacao entres todas. Tai a riqueza e o complicado da vida. Nao é dificil misturar as coisas ou dar um peso grande demais a uma em vez da outra. Nenhuma é mais importante, pois sao todsas elas que nos fazem ser o que somos. Viver é aprender a equilibrar tudo isso. Por isso é um desafio.

    Quanto a loucura nao é diferente. Ha casos em que é importante escutar o médico ou o psicologo. Cada um no seu campo. Isso nao significa abandonar o campo espiritual. Tudo se soma, cada um no seu canto. NO TPM ja escutei muitas entidades destacarem a importancia do tratamento na terra...
    Quanto ao tratamento psiquiatrico nao pode ser visto com preconceito. Muito pelo contrario tem que ser visto com admiracao de quem teve coragem de pagar o preco de uma vida melhor e quis se olhar mais de perto... E de perto, meu amigo, ninguem é normal...

    abraço

    Sidney Oliveira

    ResponderExcluir
  112. Anônimo...Desculpe me intrometer...
    Mas vc já parou para pensar que esse pai de santo tbém é um ser humano?
    Sabe por muitos anos cobrei da minha mãe carnal, uma postura de mãe...Em todos os sentidos. E nunca a tive como meus irmãos a tinham.
    E depois de muitos anos percebí que era o que ela podia dar. Mesmo lutando contra essa realidade.
    Os pai de santos são como nós. A diferença é que eles aceitaram uma missão maior, mais árdua, mais exigente do plano terrestre e espiritual. Mas que estão nesse "cargo" por amor. Por amor a religião, por amor aos filhos de santo.
    Digo exigência terrena, por que nós filhos sempre recorremos a eles em tudo. Pedimos orientação, ajuda, carinho, afeto. E as vêzes eles nem recebem na mesma altura. E no plano espiritual nem se fala...
    Eu falo por mim mesma. Todo mundo fala que sou legal, ajudo todo mundo...Mas muita das vêzes me falta solução para minha própria vida!!!
    E falo " cargo" porque eles saem de casa, da familia, dos seus afazeres e vão ajudar as pessoas e fazer o que amam. Como nós médiuns tbém...Mas pode ter certeza que a cobrança deles é muito maior que a nossa.
    Se esse pai de santo está com problemas é hora dos filhos da casa rezarem por ele e quem sabe aajudá-lo se ele aceitar ajuda é claro.
    Abrços grande.

    ResponderExcluir
  113. ...E geralmente quem está com problemas psiquiátricos são pessoas que reteram muito suas emoções e sentimentos.
    Axé.

    ResponderExcluir
  114. Luna e Sidney, ambos estão de parabéns péla clareza e humanidade das postagens sobre o pai de santo emn dificuldade. Quero acrescentar aqui um preconceito que existe contra os psiquiatras. Psicólos é bacana, moderno e importante, mas o medico psiquiatra tratando já é loucura. Ambos, alíás, só que o preconceito existe contra um só. FMG

    ResponderExcluir
  115. Com a licença de Pai Fernando...

    Míriam
    Não conheço Oxum Dalá e sim Àyálá...
    (a avó Oxum, que foi mulher de Ogum)
    Mas não é uma qualidade da Umbanda.
    Saravá.

    ----------------------------------------
    Obrigada pai Fernando. Agente só pode falar o que passa...Bjs

    ResponderExcluir
  116. Mirian, Luna e todos. Vamos deixar Oxum-Iansã, Oxum Dalá ou Ayalá, e vamos com os pés no chão voltar para a humiildade da Umbanda, onde Ogum é só Ogum, e Oxum também. Iansã continua o feminino de Xangô e Oxossi, Juremas Iemanja e Oxum continuem o que são para nós. Falácias não cabem na Umbanda. FMG

    ResponderExcluir
  117. Pode deixar Pai Fernando...Parei por aqui!
    Mesmo porque sou Umbandista, e isso basta.
    Axé.

    ResponderExcluir
  118. Andréa Destefani24 de junho de 2009 19:07

    Pois vou falar ainda uma coisa pra complementar: os psiquiatras ainda vão ser os cientistas que comprovarão a existência da influência dos espíritos. Existe um estudo feito por psiquiatras e neurocientistas de Londres, que não achei aqui no meio da minha bagunça pra citar corretamente, que está em fase de testes para confirmar que a consciência humana não está no cérebro, mas a alguns centímetros pra fora da caixa craniana. Atestaria ainda melhor a incorporação se confirmado fosse. Vamos ver muita coisa ainda.Axé!

    ResponderExcluir
  119. Carlos Lima (Portugal)24 de junho de 2009 19:13

    Pai Fernando gostaria se possivel: o senhor dar uma visão da gira no lado espiritual.

    Muito AXÈ
    Carlos Lima (Portugal)

    ResponderExcluir
  120. Carlos, acho dificil falar sobre isso. Eles costumam dizer que nós vemos o material e eles só a parte espiritual, onde caem as paredes e se abre um espaço inteiramente pertencente aos espiritos. Mas eu não saberia falar sobre isso. Fico devendo. FMG

    ResponderExcluir
  121. Olá... eu trabalhei quase um ano num CAPS, hospital dia que faz tratamento de pessoas com problemas psiquiátricos... logo que entrei lá eu morria de medo, me recomendaram participar de grupo de terapia para poder saber como agir lá dentro do CAPS e no dia a dia com os pacientes. Acabei por descobrir que deveria ter medo era dos "normais".
    Tem umas 3 semanas eu levei uma amiga psicóloga no TPM, numa gira de sábado, ela quis ir para ter uma visão 'científica' do que acontece, já q ela não conhecia. Ela comentou que muitos pacientes dela (ela atende em CAPS), apresentaram melhoras significativas quando 'se encontraram' em alguma religião e o interesse dela pela Umbanda é pq vários desses pacientes relataram que esse encontro se deu na Umbanda. Ela está querendo voltar lá, só não tá encontrando tempo.
    Os pacientes psiquiátricos são muito, muito humanos... eles vivem suas emoções intensamente, é TUDO muito intenso... muito profundo...
    Conversando com minha amiga, estávamos rindo e pensando que a 'loucura' está nos olhos de quem vê... pq para os olhos dos pacientes nós que somos os 'loucos'. :o)
    Então, é perigoso julgar... as pessoas tem suas particularidades, seus defeitos e suas qualidades e precisamos respeitar sem julgar pelo lado médico.
    No grupo de terapia, me explicaram assim... o prob psiquiátrico é como se fosse um braço quebrado, com a diferença q o braço quebrado nós vemos, é "palpável"... é algo pode limitar mas nunca incapacitar a pessoa. Da mesma forma o problema psiquiátrico.

    Espero ter ajudado um pouquinho. :o))

    Beijinhos, Dê

    ResponderExcluir
  122. Pai Fernando, e quanto a entidade falar??? Eu morro de medo, acho uma responsabilidade muito grande... percebo que à medida que o tempo tá passando isso tem sido menos difícil para mim... É melhor não deixar que fale? É melhor ir deixando rolar devagarinho como tem acontecido? :o)

    Beijinhos e obrigadinha, Dê

    ResponderExcluir
  123. Andréa Destefani24 de junho de 2009 21:08

    Carlos estamos todos sob a proteção do Pai Maneco e do caboclo Akuan, estejamos onde estivermos,obrigada por sua colaboração. Pai Fernando gostaria da colaboração de todos os pais de santo para avisarem sobre nossa reunião sobre educação infantil, bem como a ajuda do Caco para avisar por email.Axé pra esse nosso projeto!

    ResponderExcluir
  124. Pai Fernando.

    Eu tenho uma curiosidade.
    Na abertura da gira quando saudamos o Povo da Angola, Congo e Guiné...a nação Bantu, estamos saudando os Pretos Velhos?

    ResponderExcluir
  125. Jurema, Angola, Congo, Guiné e os Bantus são nações da africanas. Com a nova conscientização hoje saudamos a Nação Brasileira. FMG

    ResponderExcluir
  126. pai fernando,para meu melhor entendimento,me ajude por favor: Uma pomba gira que trabalha e desce com um exú numa gira,em outra pode descer com outro exù?para exemplificar hipoteticamente falando...a pomba gira do seu tranca ruas pode vez por outra arriar com outro exú da linha de seo tranca ruas das almas?ou se ela é pomba gira dele,,só vira com ele...?preciso muito de seu esclarecimento para controlar e entender as incorporações...agradecida...

    ResponderExcluir
  127. Anonimo, gostaria que vc revelasse seu nome. Não sei responder a pergunta, no caso o melhor seria perguntar para uma entidade da esquerda, mesmo porque eu não vejo nenhuma importancia saber disso. FMG

    ResponderExcluir
  128. " Gentem" eu não quiz demonstrar preconceito contra psiquiatras até porque já me tratei com eles e sempre recomendo quando se precisa. Não devo ter sabido me expressar... O que quero esclarecer é se é verdade o que lemos incontáveis vezas em livros kardecistas que associam desequilíbrio psíquico com as trevas, com a falta de harmonia com a luz. Quando eu tive depressão por exemplo, significaria do ponto de vista espírita que eu estava dasalinhada da luz, certo ?! Então: quem segue um líder em desarmonia da luz, não vai para o buraco junto com ele? Não tô dizendo que um pai de santo deva ser santo...mas imagina-se que seja um ser mais iluminado ou mais equilibrado do que seus seguidores, estou enganada? Afinal não é qualquer um que pode assumir esse cargo!Recorri à opinião desse blog porque quero me certificar da minha postura diante da situação. Agradeço a todos que se manifestaram e prometo não voltar mais ao assunto.Eu só não quero é ser um cego guiado por outro cego...

    ResponderExcluir
  129. Só pra finalizar minha infeliz pergunta sobre o desequilíbrio psiquiátrico: Luna, você foi fantástica em suas colocações!!! Obrigada pelo jeito carinhoso de responder e pelo dom de fazer refletir.

    ResponderExcluir
  130. Pai Fernando, mucuiu!

    1. O senhor acha que seria interessante o TPM não mais saudar, no ritual, as nações africanas e sim a nação brasileira? Se sim ou não, por quê?

    2. Teve um final de gira que o Pai Beco decidiu encerrar com o Hino da Umbanda. Confesso que a energia e a vibração das pessoas ao final dos trabalhos estavam maravilhosas. Todos felizes. O Pai Jussaro já experimentou esse tipo de encerramento e pude sentir, quando presenciei, a alegria das pessoas. Qual a possibilidade de encerrarmos a gira, inclusive depois do ponto de encerramenteo, com o Hino da Umbanda? Se sim ou não, por quê?

    3. Qual a importância e o por quê da saudação à pemba e à toalha?

    Obrigado,

    Rodrigo

    ResponderExcluir
  131. Hum...Eu sempre achei que estávamos saudando os Pretos Velhos porque existe um grande número de PVs de Angola Congo e Guiné.
    E como não vieram Negros escravizados para o Brasil apenas desses lugares...vieram tbém de Benguela, Mina, Costa do Marfim, Monjolo, Cabinda, Quiloa, Rebolo, Luanda, etc...e como tbém sabemos que aqui eles ganhavam um nome “cristão” e como sobrenome o local de origem, me deu outra curiosidade... a seguinte:
    Por que vemos nos terreiros tantos Pretos velhos de Angola, Congo e Guiné e raramente vemos de outras regiões como por exemplo Pai Benguela , Tia Maria de Mina, Vovó Rosa de Luanda, Mãe Luiza de Quiloa, Vovó Quitéria da Costa ( alguns nomes eu inventei apenas para dar o exemplo rsrs)
    Mas... é possível que existam essas linhas ( não sei se “linha” seria o nome correto) ou estou enganada?

    Axé!

    ResponderExcluir
  132. Depois de ler tudo....
    Gostaria de comentar que anos atrás, antes de frequentar Terreiro mas já meio encantada com algumas "expressões" da psique humana (na época cursava psicologia), tive a oportunidade de estagiar no Famoso Hospital Psiquiátrico Bom Retiro aí, em Curitiba.
    Tive logo afinidade com um grupo espírita que trabalhava na ala da esquizofrenia.
    Resumindo minha conclusão: se devidamente orientados, muitos ali poderim ser médins ou até Pais de Santo, se não tivessem tido sua mediunidade transformada em loucura.
    A sociedade é cruel.
    Hj estou doente, pneumonia. O pulmão representa a tristeza.
    Recebo todos que me prucuram em minha casa e no projeto social que coordeno sem precoceito ou julgamtento. Todos que me conhecem podem confirmar isso. Sempre fiz o que pude e até o que não pude para ajudar ao próximo. Não foi o que recebi em troca. Fiquei profundamente entristecida por ser fortemente julgada pelos meus hábitos diários. Tenho minha vida aberta. Nada a esconder. Mas isso não significa que as pessoas podem apontar detalhes que não concordam e duvidar da minha integridade, que zelo muito.
    Por isso estou aqui, para aprender que coração de Mãe de Santo tem que morar numa caixa (recado para o Pai de Santo "louco" para não enloquecer de verdade, pois não seria Pai de Santo de fosse louco) e que cigarro é uma m... e mata (para quem fuma.
    Saravá a tolerância!!!!
    Saravá a loucura que as vezes nos alivia e nos faz rir!
    Abaixo aos normais, regrados e burros!
    Saravá a liberdade de ser e falar!
    Saravá aqueles que sabem receber um axé, independente da fonte!
    Saravá os Pais de Santo Baby!
    Abaixo a repressão!
    Saravá a Umbanda pés no chão e o blog do Fernandão!

    ResponderExcluir
  133. A loucura é bem clara, mas
    apenas no escuro da lucidez.

    Saravá !!!

    ResponderExcluir
  134. Anônimo

    Só posso falar o que passo ou já passei. Não sou filósofa, sou ser humano e das brabas...rsrsrs
    Ser humano com o peso da carne messsssmo!!!
    Mas bem que vc poderia falar logo o seu nome, né? Daqui há pouco o pai Fernando vai parar de te responder :)
    Axé pra vc.

    ResponderExcluir
  135. Ainda comentando sobre nomes " duplos " de Orixás ( desculpem o post um tanto atrasado,mas nem sempre consigo postar no calor da discussão)....Eu como Umbandista respeito as outras crenças com seus dogmas e afins. Afinal quem sou um ser humano de apenas 40 anos questionar hábitos de milênios ? Os nomes dos Orixás ( Ogum-Xoroquê , Oxum Apará e outros ) são de outra religião diferente da Umbanda.
    E encasquetar coisas que não são de nossa religião em nossas vidas não é salutar.

    Sigo a fé raciocinada e não me apego a nada que fuja minha compreensão sobre o que sigo.

    Vou contar duas histórinhas :

    Em determinado momento eu quis saber quem era meu pai e minha mãe. ( de cabeça ). Fui a um jogo de buzios e o PDS além de confirmar,Ogum e Iemanjá entre varias coisas, me disse que eu tb tinha Ogunjá, que eu era Fun-fun e que se eu quisesse enriquecer que deveria fazer uma obrigação para Ogunjá e etc......me deu uma lista de diversas ervas e elementos para fazer trabalho e etc... Ponto.

    Outra situação : Comentei com uma pai de santo do Blé que eu ia baixar um Amalá para Oxalá e ele me perguntou qtas velas eu ia colocar, me disse que o numero que eu ia utilizar estava errado e que caso eu fizesse aquele Amalá obrigatoriamente eu deveria passar um pombo branco no corpo e depois soltá-lo, fora isso não estaria completo.

    Comentando os fatos acima,baseados em minha fé raciocinada...

    Em ambos os casos eu não segui as determinações e nem me impressionei, nem me senti tentado a fazer...afinal sou de UMBANDA e as tarefas que me foram recomndadas eram do Blé, portanto eu não me apego, não misturo o que não existe na minha religião com o que escuto por aí.

    Portanto é preciso saber o que nossa religião ( no caso a Umbanda ) verdadeiramente prega e ensina para que essa confusão de informações, sejam elas nomes de Orixás, dicas, banhos, rezas ou qq coisa fora da Umbanda não nos tragam mais problemas do que soluções.

    Saravá !

    ResponderExcluir
  136. Alice, melhoras...
    São aquelas velhas frases...Nossa vc é médium, como pode ser assim ou fazer assado?
    Oláaaaaa. Médium é mediador, não santo!
    E com isso se dá uma grande tristeza mesmo.
    Mas geralmente essas palavras vêm de pessoas próximas para fazer com que paremos com a missão.
    Mas como filhos de Akuan somos guerreiros e fortes!
    E temos um pai de santo ótimo e irmãos maravilhosos.
    Saravá a todos que contiuam!

    Esse blog, mostra que todos podemos aprender uns com os outros...Bobos são os que ficam atrás do muro!

    ResponderExcluir
  137. Tive uma experiência muito forte tratando deste assunto, HOSPITAL PSIQUIÁTRICO. Foi quando passei a visitar, semanalmente, o pequeno cotolengo (curitiba). Meu intuito era apenas cumprir uma matéria da faculdade chamada "projeto comunitário" da PUC-PR. Confesso que a sensação em estar "rodeado" de deficientes de todas as formas possíveis foi muito ruim a ponto de não aguentar mais e "pedir pra sair". Sinceramente espero não voltar mais naquele lugar. Como podem ter nascido assim, meu Deus, o que fizeram? Não sei se estou errado, até posso estar, mas ver aquilo quase me deixou louco.
    Pessoas de cama (nascem e vivem), deficientes físicos, mentais, alejados, sem perna, ou parte dela, deformações na cabeça, no rosto. Conviver com tal sensação foi difícil. Não pelas pessoas. Pelas energias que habitam um abrigo assim, embora, dou graças que eles existem! Um trabalho lindo!
    Uma vez por semana participava das atividades, cerca de 4 horas...

    Será um pecado o que senti para com o próximo? Poderias disfarçar pelo-menos?

    xii...

    ResponderExcluir
  138. Andréa Destefani25 de junho de 2009 22:28

    Pai Fernando o sr. gosta, isto é uma pergunta pessoal, de usar o termo esquerda e direita na Umbanda? Porque esquerda é sinônimo de mal e direita do bem. Meu irmão era canhoto e minha avó fez ele escrever só com a direita por que a esquerda não prestava. Já o Syrus escreve com a esquerda e nunca entendeu como os outros da sala escrevem com a mão errada...
    A verdade é que adotei a seguinte resposta a famosa pergunta que me fazem invariavelmente: lá no terreiro vcs trabalham com a esquerda? Sim e com a direita também senão a gente cai. Pelo amor de Deus! Porque a pessoa que faz esse tipo de pergunta faz de maneira sorrateira,pensando que a gente vai falar que trabalha com o mal.
    Consigo entender energia mais densa e mais leve. Polo negativo e polo positivo da energia mais densa e da energia mais leve...
    O senhor tem nos ensinado muito, então começamos a pensar por conta própria e eu pessoalmente venho ficando chata com relação a algumas coisas de Umbanda, mas procuro seguir os seus passos que são largos (coisa difícil pra quem tem pernas curtas).Axé!

    ResponderExcluir
  139. Pai Fernando:

    Uma questão que me atormenta há alguns dias...
    Como - e PARA QUEM - pedir?
    Refiro-me aos pedidos "terrenos" típicos, como: proteção, paciência, perseverança, trabalhos melhores, para não ser "derrubado" por inveja ou algo parecido, caminhos abertos...
    Devo pedir aos sábios pretos-velhos ou aos imbatíveis exus? Ou a ambos?
    Após conversar com o caboclo do Henrique [Karam], cheguei à conculsão de que NÃO SEI PEDIR!
    Ou não o estou fazendo com fé.
    Ou, ainda, não é a hora de os pedidos serem atendidos...

    Mucuiú

    ResponderExcluir
  140. Saravá Mãe Alice! Pra desabafar também... Quem é que inventou que as pessoas precisam ter líderes, modelos de comportamento? Pra mim (isso não é direcionado a ninguém específico)é desculpa pra jogar a responsabilidade de nossas vidas sobre o outro -- normalmente alguém que tá se esforçando ao máximo pra que as coisas estejam bem o suficiente pra que as outras tenham tempo pra se preocupar com a vida alheia.
    Não concordo com a idéia de que qualquer pessoa à frente - seja pai de santo, professor, dirigente, pai ou mãe - tenha de ter conduta irrepreensível. Pai e mãe são modelos, no máximo, até a pessoa poder pensar por si mesma, começar a se coçar e cuidar da própria vida. Depois disso..fez - assuma. Discorda - diga e aguente as consequencias.
    No mais, notou necessidade de ajuda para aquele que está à frente? ofereça ajuda, trabalhe junto, apoie...trabalho é o que não falta.
    Desabafei por que sei como é... Boa sorte Alice. Com certeza ta tudo correndo bem, pois só quem ta bem cuidado é que tem tempo pra pensar na vida alheia. Abração!!!! Desirée

    ResponderExcluir
  141. DEDICO A DESI, AO SEO FERNANDO, A LUCILIA, A LUNA, A ALICE, AO CARLOS E A TODOS QUE SE DEDICAM A TORNAR ESSE MUNDO MELHOR E NAO ACREDITAM QUE A MEDIOCRIDADE NORMALISTA SEJA MELHOR QUE A LOUCURA SANTA...

    AO IVO (BLINDAGEM) COM MUITO AXÉ !

    BALADA DE UM LOUCO (RITA LEE)
    Dizem que sou louco
    Por pensar assim
    Se sou muito louco
    Por eu ser feliz
    Mas louco é quem me diz!
    E não é feliz!
    Não é feliz...
    Se eles são bonitos
    Eu sou Sharon Stone
    Se eles são famosos
    I'm Rolling Stone
    Mas louco é quem me diz!
    E não é feliz!
    Não é feliz...
    Eu juro que é melhor
    Não ser um normal
    Se eu posso pensar
    Que Deus, sou eu..
    Se eles têm três carros
    Eu posso voar
    Se eles rezam muito
    Eu sou santo!
    Eu já estou no céu
    Mas louco é quem me diz!
    E não é feliz!
    Não é feliz...
    Eu juro que é melhor
    Não ser um normal
    Se eu posso pensar
    Que Deus, sou eu...
    Sim! Sou muito louco
    Não vou me curar
    Já não sou a única
    Que encontrou a paz
    Mas louco é quem me diz!
    E não é feliz!
    Eu sou feliz!...

    MALUCO BELEZA (RAUL SEIXAS)
    Enquanto você
    Se esforça pra ser
    Um sujeito normal
    E fazer tudo igual...
    Eu do meu lado
    Aprendendo a ser louco
    Maluco total
    Na loucura real...
    Controlando
    A minha maluquez
    Misturada
    Com minha lucidez...
    Vou ficar
    Ficar com certeza
    Maluco beleza
    Eu vou ficar
    Ficar com certeza
    Maluco beleza...
    E esse caminho
    Que eu mesmo escolhi
    É tão fácil seguir
    Por não ter onde ir...
    Controlando
    A minha maluquez
    Misturada
    Com minha lucidez
    Eeeeeeeeuu!...
    Controlando
    A minha maluquez
    Misturada
    Com minha lucidez
    Vou ficar
    Ficar com certeza
    Maluco beleza
    Eu vou ficar
    Ficar com certeza
    Maluco beleza
    Eu vou ficar
    Ficar com toda certeza
    Maluco, maluco beleza

    ABRACOS

    SIDNEY OLIVEIRA

    ResponderExcluir
  142. Pai Fernando...

    Os caboclos de Oxossi tem o mesmo comportamento do Arquétipo dos filhos de Oxossi?

    Beijinhos, Dê

    ResponderExcluir
  143. Qdo iniciei no terreiro, uma epoca de trevas em minha vida fui convidado pelo Renato Hauer malchitisk, (escrevi errado o sobrenome) medium que recebe o Sr Joao CAveira...Renato era meu patrao e um dia depois da consulta maravilhosa que eu tive com Sr. Akuan cheguei no escritorio perguntando ao Renato quem era aquela loira de Iemanja que girava tao graciosamente e que por mais que girasse sempre acabava o giro de forma tao sobria e elegante ( se eu tentasse eu empacotaria) ele me respondeu: esta e a Lucilia, filha do Pai Fernando...era uma epoca magica pra mim na minha fase de ignorancia mais tenra, termino por aqui, saravá

    LAILSON...

    ResponderExcluir
  144. Lailson, seja bem-vindo ao nosso blog. Eu agradeço as referencias à Lucilia. FMG

    ResponderExcluir
  145. Rodrigo, hoje o Brasilk já reconhece que a Umbanda é brasileira, razão porque saudar a nossa nação está certissimo. Bom, quanto ao Hino Nacional, é legal... FMG

    ResponderExcluir
  146. Jurema, tem pretos e pretas de todas as nações. FMG

    ResponderExcluir
  147. Andréa, polo negativo e positivo eu particularmente acho uma chatice. Pé no cão é esquerda e direita ou Umbanda e Quimbanda. Não acho que isso seja pejorativo, ao contrário, é esclarecedor. FMG

    ResponderExcluir
  148. Andréa Destefani26 de junho de 2009 09:55

    Acho que é a forma que as pessoas perguntam...enfim, obrigada pelo esclarecimento.

    ResponderExcluir
  149. Paulo, se vc não sabe pedir é porque pede pouco, então, mais do que justo vc ser atendido quando precisar. Vou tentar fazer uma relação com calma e postar novamente. Combinado? FMG

    ResponderExcluir
  150. Anderson, transmita um grande abraço ao Manoel, ele é um grande batalhador desta nossa religião.
    Lucilia

    ResponderExcluir
  151. Pai Fernando, creio que o senhor cometeu um engano de digitação ao escrever Hino Nacional em vez de Hino da Umbanda, o qual me referi. Portanto, é possível encerrarmos a gira com o Hino da Umbanda sem prejudicar o ritual de encerramento?

    Em relação a saudação à nação brasileira o senhor acha que podemos, hoje ou em um futuro próximo, acabar com o tradicional "salve o povo de Angola, Congo e Guiné. Salve a nação Bantu" e saudar apenas a Nação Brasileira?

    E quanto à pemba e à toalha? Saudamos para quê e por quê?

    Fraterno saravá!

    ResponderExcluir
  152. Rodrigo, vc tem razão e peço desculpas. Acontece que sou daqueles tipo nervoso, costumo começar sempre uma leitura de trás para a frente e tenho o péssimo hábito concluir finais por conclusão pessoal. Vc falou em Umbanda Brasileira e depois eu li HINO, já achei que era o Nacional. Eu não vou adotar isso. Saudação à Pemba e a Toalha fazia parte do ritual no terreiro no seu inicio porque foi copiado do disco ainda em vinil 33 do Carlos Buby chamado Ritual da Umbanda. Hoje na 2a. feira eu exclui esse ponto para enxugar o ritual. FMG

    26 de Junho de 2009 11:01

    ResponderExcluir
  153. Pai Fernando eu tenho uma dúvida quanto ao amalá.
    Explico, já fiz alguns, mas quando envolve comida confeço que fico pensativo, pois lembro de uma consulta que o preto velho deu a muitos anos em que a pessoa agrdeceu á ajuda dada por ele, em agradecimento a pessoa perguntou o que ela poderia dar a ele, uma comida, uma bebida, fumo para o cachimbo, um amalá. No que ele respondeu "Filha eu não preciso de nada, tudo que preciso é ser útil e trabalhar na caridade, não preciso de amalá, nem bebida, mas há muitos que precisam principalmente crianças, então se quer agradecer com algo material, faça uma doação de alimentos a um orfanato ou asilo, isto me fará muito feliz". gotaria de saber sua opinião.
    Axé

    ResponderExcluir
  154. puxa vida!
    tantas coisas... não sei nem por onde começar.
    bom, questões de "normalidade". o que é ser normal??
    eu tenho um irmão. um só, 2 anos mais velho que eu. ele é portador da síndrome de down. meus pais, quando ele nasceu em 1980, recusaram-se a chamá-lo de "mongolóide", que era o termo usado pra se referir a pessoas que tinham o mesmo conjunto de "características" dele.
    meu pai é ateu declarado. e minha mãe tem fé, mas não tem religião. eles nunca se esconderam atrás de qualquer discurso (fosse qual fosse) para amenizar a situação que eles viviam.
    o que eles fizeram? foram estudar desenvolvimento infantil, ler piaget de cabo a rabo, e fora atrás de pessoas que pudessem orientá-los a saber "lidar" com aquele bebê que tinha "problemas".
    bom, o fato é que o que eles fizeram há quase 30 anos foi para que felipe, meu irmão, fosse uma criança "mais próxima do normal" possível. e isso significa autonomia para ele. ele saber fazer as coisas sozinho, ter a vida dele, viver as experiências dele. para meus pais, significou eles levarem a vida mais "normal" possível. não serem escravos das dificulades do felipe, mas proporcionarem a ele uma vida minimamente feliz (seja lá o que for isso tb).
    bom.
    e eu? eu nasci "normal", daquele tipo de criança que é só dar água e comida que elas crescem né?
    hehehe
    quando criança, lembro de perguntar inúmeras vezes aos meus pais porque o felipe era daquele jeito, assim, diferente das crianças "normais"... e eu ouvia a explicação científica: um acaso (que no caso dos meus pais, não se enquadravam em nenhuma situação mais propícia ao surgimento da síndrome).
    na vida real, prática, para mim, eu sempre tive um irmão. sem nenhum tipo de adjetivação. normal, deficiente, especial? quem (não) é???
    perdi a conta de quantas vezes as pessoas vinham me perguntar "como era ter um irmão com problemas"... eu sempre respondia: normal! é meu irmão.
    hoje, ainda emendo: como é ter um irmão loiro? como é ter um irmão gordo? como é ter um irmão jogador de futebol? eu só tenho o felipe como irmão. e pra mim, a nossa relação de irmãos é absolutamente normal.
    a gente sempre brincou junto, brigou, se pegou na porrada, deu risada junto, assistiu desenhos juntos, fomos pra escola juntos, saímos de férias juntos, tudo "normal".
    e como quaisquer irmãos, ai de quem resolvesse tirar sarro de qualquer um de nós... o outro saía em disparada pra defender!

    então, como tudo que eu sou e que me define, acredito que nada é por acaso, e se somos "normais", vamos ter diversas "anormalidades" no nosso caminho. seja conosco ou com as pessoas com quem lidamos.
    mas certamente, lidar com dificuldades (quais forem), nossas ou daqueles com quem convivemos, fazem sempre com que percebamos que, de perto absolutamente ninguém é normal.

    ResponderExcluir
  155. Pai Fernando, Seu Zé Marmeleiro é uma entidade da linha dos malandros, que trabalha de maneira parecida com Seu Zé Pelintra?

    "Zé Marmeleiro é uma beleza,
    Eu nunca vi um neguinho assim
    Zé Marmeleiro é uma beleza,
    Ele é madeira que não dá cupim"

    ResponderExcluir
  156. Ok Pai Fernando; valeu Luna.O sonho que eu tive com o nome oxum dalá certamente foi apenas isso, um sonho,e eu querendo que fosse uma graaaannnde revelaçao..TÓIMMMMM
    Em tempo:faço minha a dúvida do prof.Paulo maximo

    ResponderExcluir
  157. Pai Fernando, hoje é meu dia!

    Peço licença às queridas Luna, Andrea, Ismara, que são campeãs, e acho ótimo isso uma vez que elucida e nos ajuda a pensar, de postagens de comentários.

    Todo médium recém chegado à Umbanda se maravilha com sua alegria, magia e beleza. Não há nada mais legal do que você se preparar a semana inteira para ir ao terreiro e incorporar. De todas as atividades que realizamos dentro de uma gira a incorporação é, sem sombra de dúvidas, a que mais gostamos de fazer.

    Dado isso, a curiosidade lateja diuturnamente no interesse em saber com quem trabalhamos, quem é nosso pai de cabeça, qual exu nos escolheu, qual boiadeiro ou cigano nos utiliza como cavalos e por aí vai.

    A única pessoa dentro do Terreiro do Pai Maneco que eu conheço e pode afirmar com convicção qual entidade trabalhamos é o senhor. Porquê? Por que o senhor tem uma caminhada longa, que traz experiência e vivência para fazê-lo, e, acredito, Caboclo Akuan e Pai Maneco estão sempre ao pé do ouvido assoprando alguma coisa.

    Corrija-me se estiver errado.

    É dito que devemos ter calma, paciência e trabalhar bastante para que, um dia, saibamos qual espírito (nome) está trabalhando com a gente. Isso é motivo de orgulho, claro. Até sem saber o nome já dizemos, carinhosamente, "meu exu", "meu caboclo", "meu cigano" e por aí vai. Esse é o amor e carinho que temos pelos nossos amigos, irmãos ou nossos pais de santo. "Meu" pai de santo, "minha" mãe de santo, "meu" irmão etc.

    As perguntas, depois da longa dissertação, são:

    1. Há necessidade em saber tão logo o nome de nossas entidades?
    2. Há alteração no trabalho desenvolvido se trabalhamos com entidade "x" ou "y"?
    3. O médium deve se preocupar com o nome, muitas vezes em detrimento ao trabalho? Porque torna-se uma obsessão do médium em saber logo o nome do espírito.
    4. E quando há dois cavalos de um mesmo espírito na mesma gira? O trabalho é o mesmo? Devemos nos preoucupar com isso?
    5. Por que há tantos Pai José, Pai Benedito, Caboclo Sete Flechas, Caboclo Tupinambá etc e poucos Caboclo Pena Dourada, Pai Tinga, Pai Ambrósio etc (apenas exemplos para ilustrar a quantidade de espíritos mais conhecidos)?

    Fraterno saravá e desculpa pelo exagero!

    Rodrigo

    ResponderExcluir
  158. Ana, teu texto está simplesmente maravilhoso. No meu livro Grifos do Passadp faço o relato de um rapaz que ia no nosso centro espirita e também do Cab Akuan. Essas pessoas são puras e maravilhosas. FMG

    ResponderExcluir
  159. Laura, seu Zé Marmeleiro é um Preto Velho que trabalha na Quimbanda. Não pertence à linha do seu Zé Pilintra. FMG

    ResponderExcluir
  160. Ana, "puxa vida" digo eu!

    Quero agradecer o seu texto que me serve para várias coisas: me sinto mais humano; aprendo com as normalidades da vida; passo a não encarar mais dificuldades como dificuldades e sim caminhos a serem trilhados e barreiras a serem quebradas; entendo, cada vez mais, que o amor é o grande lance que move o mundo para o caminho do bem e da felicidade; desejo que o coração de cada um de nós transborde desse sentimento.

    Fácil falar, difícil realizar. Mas tudo é questão de exercício.

    Se exercitamos nossa fé por meio da Umbanda, por que não exercitar o amor por meio de nossa vida, em nosso dia a dia?

    Ana, mais uma vez obrigado pela lição de vida e de amor.

    Um beijo carinhoso do sempre amigo,

    Rodrigo

    ResponderExcluir
  161. Pai Fernando, permita dirigir-me à postagem da Ana. Obrigado.
    Acho que também sei o que é isto! "Arroz e Feijão que ele cresce..."!
    Mas crescemos (né)...!!!

    Axé...

    ResponderExcluir
  162. Jackson:
    Vamos esclarecer os amalás às entidades. O amalá é a construção de um campo de força que serve para a entidade usar no atendimento de um pedido especifico. Como acontece: vamos imaginar um pedido de forças para o Orixá Ogum. No local escolhido – caso de Ogum deve ser em uma campina ou na entrada de um mato, a pessoa começa a montar a entrega, com frutas, flores e bebidas desse Orixá. Enquanto isso está acontecendo a energia da pessoa está sendo também jogada no trabalho, que misturado com os elementos do Orixá., alcançam uma vibração cósmica que também dá força a esse trabalho. Do lado, como assistindo tudo, fica normalmente uma entidade de Ogum. Quando o campo de força está concluído, ou seja, uma mistura da energia do médium, das vibrações dos elementos e da força cósmica, a entidade do lado pega tudo isso e vai atender o pedido. Dei apenas um exemplo. Diante da explicação sabe-se que o espírito não come nada,não bebe e só usa isso como campo de força. Então, escolher a comida que o espírito come não tem com o Amalá. O que a entidade disse para vc comprova exatamente o que estamos dizendo. "Filho eu não preciso de nada..."FMG

    ResponderExcluir
  163. Olá a todos.
    Mukuiu padrinho.
    Com todo respeito aos comentarios feitos sobre a loucura ou desequilibrio alheio.
    Concordo com o fato de que, independentemente da pessoa ser ou náo, pai ou máe de santo, todos temos o direito de sair do prumo em momentos ou fases de nossa vida.
    acredito tb que fica muito dificil quantificar o grau de desequilibrio, ou dificuldade que aquela pessoa esta passando. e que se vamos ao terreiro para trabalhar e nos doarmos um pouco, nenhum lugar melhor para pedir ajuda. ou seja, nunca se afastar.
    Mas de verdade náo consigo imaginar um dirigente de qualquer religiáo que seja, mandando bem ao mesmo tempo em que esta tomando algum remedio tarja preta, e totalmente desequilibrado.
    Por isso...
    Cada caso um caso. e nada melhor que em todos possamos olhar com mais calma e carinho antes de cada critica.
    abs a todos.
    axé padrinho.

    ResponderExcluir
  164. Obrigado gente pela força!!
    Não é fácil ter "moral" sem ter um Terreiro lindo, ser gorda, negra e com uma verruga no cara por aqui...(hihi) mas a gente chega lá, quem tiver um pouquinho de loucura que possibilite mudar um padrão, poderá entender...
    Quanto a "esquerda" e "direita", como acupunturista, tenho para mim que é apenas uma questão de convenção. Dois pólos energéticos que possibilitam o movimento da energia.(minha opinião)
    Bjuuuu!

    ResponderExcluir
  165. Mucuiu Pai Fernando! Como o senhor está?

    Gostaria de falar aqui, nesse tópico de tema livre, sobre a iniciativa da Andréia, Isamara e companhia de ativar novamente um curso voltado às crianças. Na verdade é um incentivo a distância. É muito importante isso que elas pretendem fazer. Já fui uma criança dentro de um terreiro e lembro muito bem as questões e dúvidas que eu tinha. Hoje observo isso acontecer do outro lado. É encantador ver a curiosidade e a fé dos pequenos meu pai. Aqui conosco somos privilegiados pela presença, entre outras crianças, da pequena Luana (quase oito ano) que fez seu amaci na gira que houve aqui começo de maio, com a presença da Mãe Lucilia e o pessoal dai de Curitiba.

    Ela é nossa vizinha, participa junto com a mãe desde a época que fazíamos o grupo de estudos. Na época, seu interesse era meio limitado, afinal ela não sabia efetivamente o que era uma gira.

    Depois que os trabalhos começaram, ela demonstra uma fé invejável. Sendo que algumas vezes chega aqui na minha casa com seu branco vestido, guias no saquinho e pedindo para ir pra gira comigo, pois sua mãe não vai. Sua dedicação é exemplo: em casa ensaia os pontos para saber cantar na gira, observa a dança para copiar, pergunta tudo o que deseja aprender e saber (e é muita coisa!!). De uns tempos para cá, pediu para cambonear e hoje camboneia a Mãe Alice, com uma prestatividade encantadora. Ai de quem quiser lavar as tábuas das entidades que ela camboneia, ai de quem quiser colocar a capa no lugar dela, ai de quem colocar o dedo nas coisas que ela é responsável. Ela se comprometeu e faz, e faz direitinho! Essa menininha é um exemplo e um motivo para que vocês por ai, e nós aqui sempre estejamos dispostos a ensinar e explicar o que sabemos (mesmo que ainda sejamos aprendizes) para as crianças, pois elas são a Umbanda de amanhã.
    Vou passar para o senhor no email uma foto do amaci dela.
    Boa sorte no curso. Que outras pessoas apoiem essa iniciativa, que os pais levem seus filhos para aprenderem mais sobre a religião e que seja um sucesso!!

    Saravá!! Fernanda Garcez

    ResponderExcluir
  166. Meu Pai o sr respondeu pra Dê ou Aline no lugar errado...era na linha das almas....senão eu me perco. grata, andréa

    ResponderExcluir
  167. Hum, pensava que pudesse ser um baiano ou malandro... Mas é Preto Velho "quimbandeiro" então. Obrigada!

    Ana, bonito seu texto. Dê um abraço no Felipe por mim.

    (Rárá, Hino Nacional...) ;o)

    ResponderExcluir
  168. Pai Fernando...

    Ontem a gira de desenvolvimento foi muuuuuuuuito legal.... Só pra variar voltei p/ casa cheia de dúvidas, hehehe.... daí estava eu de papo 'mental' com o caboclo, fazendo inúmeras perguntas e ele disse "Vou te mostrar". Terminado os afazeres domésticos, e ainda de papo, eu fui dormir...
    E eu tive um sonho liiiiiiiiiindo!!!! Contei para o Rodrigo e ele incentivou em postar aqui no blog. Me dê sua, importante, opinião depois, tá? :o)))

    Foi assim, eu fui até uma tribo... mas ao contrário do que pensava (eu pensava q os índios se reunissem por Orixá... tipo os de Oxossi tds juntos num lugar... de Ogum juntos em outro). Lá estavam todos no mesmo lugar, entretanto cada um trabalhando em uma "função".
    Os índios de Ogum, pintando seus rostos e corpo, conversando e atentos na segurança da tribo... não estavam se preparando para guerra.. mas me pareciam prontos para guerrear se fosse preciso. Prontos para defender, conversavam, mas eram atentos à TUDO ao seu redor....
    Os índios de Oxossi, alguns estavam fazendo lanças, arcos e flechas de madeira com uma espécie de canivete e ouvi a explicação "Essas são para caçar"
    As crianças corriam pela tribo, brincando e sorrindo com peças de barro, brinquedos de barro....

    Tinha um riacho com águas muuuuuuuuito cristalinas, onde podíamos ver as pedras no fundo... uma harmonia tão grande.... um calor acolhedor... nem forte e nem fraco... uma luz, uma claridade e aquele calor gostoso, envolvente....

    As mulheres da tribo, algumas cuidavam de uma plantação, parecia uma horta.... outras estavam socando alguma coisa num pilão... outras fazendo comida, cuidando de bebês... Algumas "mais descoladas" estavam ajudando os homens na feitura das lanças... ou pintando seu rosto também...

    Me senti no meio de uma tribo indígena, não sei se as tribos são assim, mas essa era tudo muito harmonioso, uma sensação de união, de igualdade, de respeito...

    Agora relatando, não me lembro dos índios de Xangô, só das pedras no riacho...


    Bem... foi isso!!! O que o Senhor acha? :o)


    Beijinhos, Dê

    ResponderExcluir
  169. Hoje tive um tempinho e consegui ler, de fato, as novas postagens do blog.
    Ana, adorei seu texto!!! MARAVILHOSO.
    Acho que a normalidade é um tema muito complexo e subjetivo. Mas, é engraçado que, ao agirmos de um modo considerado não convencional pela sociedade que nos cerca, seremos taxados de anormais. Como exemplo, podemos citar a diversidade cultural... tem coisas que acontecem pelo mundo afora que são anormais pra gente... e vice-versa

    ResponderExcluir
  170. Obrigado, Pai Fernando.

    Fico (ansioso) no aguardo!

    Mucuiú

    ResponderExcluir
  171. Bom dia! Bom sábado.
    Aproveitando Pai Fernando, o que o Kiko postou. O senhor acha que um dirigente espiritual, seja ele de qquer religião possa afetar os seus seguidores ou prejudicar energéticamente seus filhos devido aos seus problemas ou desvio de conduta? Já que a dirigência tem suas firmezas...
    Obrigada.

    ResponderExcluir
  172. Sidney, SARAVÁ amigo...Bom sábado!

    ResponderExcluir
  173. Rodrigo, pela ordem:

    Antes de mais nada acho perfeitamente normal a ansiedade que dos médiuns para saber os nomes de seus guias. Isso não é ruim se for feito com moderação. A pressa muitas vezes traz o nome trocado e depois fica dificil de se aceitar uma mudança. Os dirigentes têm várias formas de saber o nome das entidades, pelas informações da entidade, pela incorporação, pelo comportamento no terreuri, o ponto cantado e ainda o riscado. Se os médiuns tiverem mais calma tudo fica melhor.

    1- Nenhuma necessidade, o que importa é a entidade criar a 3a. energia e estar trabalhando com amor e dedicação.

    2. Acho que vc quer dizer se vc está trabalhando com uma entidade com o nome trocado. Se for isso não existe nenhuma alteração no trabalho.

    3. Resposta prejudicada por já ter respondido.
    4. Não devem se preocupar porque isso é muito comum e a preocupação só diz respeito ao dirigente.
    5. Pressa dos médiuns em revelar o nome das entidades e fazem confusão.

    Vou fazer uma revelação pessoal. A primeira vez que eu incorporei o Pai Maneco foi no centro do espiritismo tradicional e depois que ele se apresentou como o meu guia, isso ha cinquenta anos atrás, alguém perguntou o seu nome e ele de pronto disse: "Manéco". Na ocasião o Irmão Manéco, hoje o "Preto Velho, sim senhor", nunca me disse, se bem que eu nunca perguntei, se esse é seu nome verdadeiro. Hoje, claro que é, mas na ocasião eu não posso garantir que eu não me precitei como médium ao responder. Fica anotado o comentário como "confissões do pai de santo. FMG

    ResponderExcluir
  174. Fernanda, só recomendo que vcs tenham muito cuidado para que ela não comece a incorporar muito cedo. Isso é perigoso, não pela energia, mas pela possibilidade de mistificação espiritual. Depois fica dificil consertar. FMG

    ResponderExcluir
  175. ola pai fernando, esses tempos atráz conheci na gira de quarta feira o pai joaquim das almas, mas ele falou muito de familia, sobre abir o coração para amizade e de ser fraterno com outros... o que isso tem haver com a linha das almas? achei q seria mais severo... pode?

    ResponderExcluir
  176. Bom dia pai Fernando.
    A respeito da pergunta de Rodrigo Fornos (é muito legal vê-lo perguntando...)
    Então, ele perguntou assim...

    5. Por que há tantos Pai José, Pai Benedito, Caboclo Sete Flechas, Caboclo Tupinambá etc e poucos Caboclo Pena Dourada, Pai Tinga, Pai Ambrósio etc (apenas exemplos para ilustrar a quantidade de espíritos mais conhecidos)?

    Então...Seria porque já existe uma linhagem desse nome? E os espíritos por afinidade vibratória e por empatia se agregam a esses nomes? Para serem aceitos? ou não?
    Abraços...OHHHHHH EM SETEMBRO ESTAREI AI, PARA O CASÓRIO DA LILÍIIIIIII MARIA.

    ResponderExcluir
  177. Luna, está bem colocada tua resposta para o Rodrigo. FMG

    ResponderExcluir
  178. Denise, foi muito bonito o sonho. Saída espiritual ou não, tudo que projetamos à noite é fruto de um encontro. FMG

    ResponderExcluir
  179. Luna, claro que qualquer atitude que seja contrária à etica, ao costume, à educação, ao respeito ao semelhante e que possa ser voltado para interesses escusos, tem uma gravidade na qualidade espiritual do dirigente, embora quando isso aconteça possa haver um retorno com a volta do equilibrio. Por isso devemos ter sempre uma vigilancia total sobre nossas emoções, desde a vaidade até às tentações, inclusive as financeiras. FMG

    ResponderExcluir
  180. João Carlos, não devemos confundir a Linha das Almas. Existem várias entidades que usam esse nome, inclusive o Exu Tranca Ruas das Almas e sua baita aliada da. Maria Padilha daas Almas. Seus nomes não o fazem pertencer a essa Linha das Almas. FMG

    ResponderExcluir
  181. Mucuiu padrinho.
    Para náo errar mais - muKuiu ou muCuiu ???
    Luna - boooa pergunta. tb gostaria de saber ... pelo uso do nome dado pelas entidades... por afinidade ou nescessidade ? pelo padráo vibratorio ? pelo motivo destes mais antigos terem mais agregados, aumentando suas falanges ao longo do tempo ? podemos desta maneira entender que os mais conhecidos estáo a mais tempo no movimento da umbanda ?
    axé a todos.

    ResponderExcluir
  182. (Afrânio)

    Salve meus queridos irmãos!

    Mucuiú Pai Fernando!

    Venho através deste perguntar ao senhor e mais algum irmão que queira se manifestar, se existe na nossa querida Umbanda alguma linha de trabalho ao qual espíritos designados como Seo "Nego Gerson", "Simbamba", " Quebra barreira", "Rei do Oriton" e mais alguns nomes ao qual ouvi falar, que se manifesta nos terreiros que existem aqui no Ceara. Se esses espíritos são de catimbó ou da Umbandsa ou se o senhor nunca ouviu falar neles.Aqui só o que se fala é no essa curiosidade.

    Muito obrigado antecipadamente pela atenção.

    Um fraterno abraço Pai Fernando.
    Saravá!

    Saudades queridos irmãos!

    ResponderExcluir
  183. JOÃO EMERSON DA COSTA27 de junho de 2009 16:13

    PAI FERNANDO PARA O SENHOR MATAR SAUDADES,PEDI PRA DENISE GRAVAR UM DVD PRO SENHOR COM AS LAVADEIRAS E COM A HISTORIA DAS PARTEIRAS....PRIMEIRO LINK....LAVADEIRAS DE ALMENARA.....http://www.youtube.com/watch?v=DxzLiMqb33I

    ResponderExcluir
  184. JOÃO EMERSON DA COSTA27 de junho de 2009 16:21

    AQUI A HISTORIA DE DONA VALDENIA LAVADEIRA....NOSSA NAÇÃO BRASILEIRA...http://www.youtube.com/watch?v=xhT6OOejWZc

    ResponderExcluir
  185. JOÃO EMERSON DA COSTA27 de junho de 2009 16:34

    PAI FERNANDO,ACHEI TB UM LIND DOCUMENTÁRIO SOBRE AS PARTEIRAS,MAIORIA DELAS MAIS DE 80 ANOS,SÓ EMOÇÃO, http://www.youtube.com/watch?v=m0y_SB8iukQ

    ResponderExcluir
  186. JOÃO EMERSON DA COSTA27 de junho de 2009 17:43

    PAI FERNANDO,JÁ TRABALHEI COM UM BAIANO,QUE QUANDO ARRIOU FOI DIRETO NA MEDIUN KARINA DE SEXTA FEIRA E SE APRESENTOU PARA ELA, 'SOU NEGO GERSON,DEMOREI MAS VIM TE ENCONTRAR.'PERGUNTOU PELA MÃE DA KARINA,PELO AI... DISSE QUE A AVÓ DELA TAVA MUITO BEM E JÁ TRABALHANDO...DO OUTRO LADO.....KARINA TAVA INCORPORADA,E QUSE DESINCORPOROU DE EMOÇÃO,DISSE QUE QUANDO ELA TINHA 5 ANOS DE IDADE,TEVE CONTATO COMESTA ENTIDADE...E QUE ESTA ENTIDADE A TINHA ERA MUITO QUERIDA DELA,E PARA COM ELA...PAI JOAGUIM NA ULTIMA GIRA D E PRETO CANTOU UM PONTO PARA SEO ZÉ PRETINHO...MAS FALOU PARA CAMBONE(A DENISE),ESTE É O PONTO DO NEGO GERSON...MAS SERVA PRA HOMENAGIAR QUALQUER BAIANO......PONTO QUE PAI JOAQUIM DEU..:"ANDEI POR 7 NOITES ANDEI POR 7 DIAS,EU SOU O NEGO GERSON E VENHO DA BAHIA, PINMENTA QUE VEM DA COSTA,AZEITE DE DENDÊ, EU SOU O NEGO GERSON E VIM AQUI TE PROTEGE......QUE COISA NÉ....A KARINA CAPTÃ DE SEXTA PODE POSTAR AQUIA EXPERIÊNCIA DELE,COM ELE...E A DENISE OLIVEIRA,QUE ME CAMBONEOU PODE ATESTAR AS PALAVRAS DE PAI JOAQUIM....SARVÁ UMBANDA

    ResponderExcluir
  187. Pode deixar Pai Fernando, vou postar lá no Tema 7.

    Saravá !

    Mauro Monteiro

    ResponderExcluir
  188. obrigado Pai Fernando, a explicação foi ótima entendi perfeitamente, e percebi uma diferença entre amalá e uma simples oferenda, e a finaldade entre os dois.
    mucuiu

    ResponderExcluir
  189. Olá Pai Maneco!
    Obrigada mais uma vez por me ajudar... Mas está havendo uma confusão enorme na minha cabeça, sabe porque? Porque minha PG é Maria Padilha e ela é da linha de Oxum não é mesmo?
    Silvinha

    ResponderExcluir
  190. Silvinha, da Maria Padilha é da esquerda e não da linha de Oxum. Na quimbanda eles não têm Orixás Cósmicos definidos, exceto o Orixá Abaluaie e Omulum. Não poste mais no n.6 que vai explodir a capacidade do blog. Fale no n.7. FMG

    ResponderExcluir
  191. gostaria de saber a historia de nego gerson vida dele como ele foi brig fgb27@bol.com.br

    ResponderExcluir