Assine aqui para receber atualizações deste blog

sexta-feira, 10 de abril de 2009

É FALSO OU VERDADEIRO? -2-

(continuação)

É falso - pensar que a umbanda pratica o mal.

É verdadeiro - saber que a umbanda é uma religião nova, autenticamente brasileira, só pratica a caridade e prega o amor, e seus adeptos buscam, através dela, o retorno ao Criador, tendo entre os que reencarnaram em nosso planeta o nome de Jesus Cristo como sua figura máxima.

É falso - pensar que o Exu é o demônio, usa chifres e rabo pontudo, praticando a maldade ou espalhando a doença.

É verdadeiro - saber que o Exu é o mensageiro dos Orixás, são bonitos e espíritos de luz e só praticam o bem em busca da sua evolução espiritual, o que só poderão conseguir seguindo as ordens divinas da amorosa umbanda.

É falso - quando dizem que um cigano ou cigana o acompanha e querem trabalhar.

É verdadeiro - quando dizem que você tem um cigano ou cigana ao teu lado, aguardando teu desenvolvimento, ocasião em que, com ordem das entidades mandantes da umbanda - caboclo e preto, se manifestará no terreiro e nunca em casa ou outro lugar.

É falso - quando o pai de santo ou mãe de santo não responde algumas perguntas, afirmando serem mirongas de congá.

É verdadeiro - saber que o pai de santo ou mãe de santo nem sempre conhece todos os segredos da umbanda.

É falso - quando a entidade diz que você tem que desenvolver a mediunidade, senão vai sofrer muito na vida.


É verdadeiro - quando dizem que você, quando sofre a influência da mediunidade, deve mante-la equilibrada, através de frequentes vibrações em uma corrente de umbanda, sem ter necessidade de vestir o branco e fazer parte de uma gira, salvo seja feita pelo amor e vontade própria.

15 comentários:

  1. Sr Fernando

    Seria verdadeiro pensar também em Jesus como figura maxima de um determinado contexto e momento historico no ocidente ?
    Se assim for, poderiamos pensar que no oriente, por exemplo, outros homens e mulheres tb deram sua contribuicao para a construcao de um mundo melhor?


    abracos
    Sidney

    ResponderExcluir
  2. Sidney:

    Na Umbanda através do sincretismo o nome de Jesus Cristo ligado a Oxalá tem uma força muito grande, somado ainda com a nossa cultura, faz que tenhamos nele a grande força espiritual, sem nenhum desrespeito aos orientais conhecidos e os que desconhecemos. Em outro lugar deste blog eu disse que gostava de contrariar e não vou fugir à regra. Como eu acho que a alegria é a base da espiritualidade, vou escolher um nome que não está aqui e nem lá, mas na terra do Sam, o Tio. O homem que mais espalhou alegria no mundo foi o Walt Disney. FMG

    ResponderExcluir
  3. Andréa Destefani10 de abril de 2009 21:54

    Já acho que o homem que mais espalhou alegria e mostrava o sofrimento com uma espiritualidade tremenda foi Charles Chaplin. Voltando ao tópico, certa vez lhe fiz uma pergunta à qual gostei muito da sua resposta: É verdadeiro que entidades de Umbanda podem resolver qualquer tipo de demanda?

    ResponderExcluir
  4. Andréa, não sei se o filme Luzes da Ribalta me fez chorar demais e por isso não voto no Carlitos, mesmo porque ele é individual e o Walt Disney nunca apareceu em suas obras. Colocando de uma forma certa, a Umbanda resolve qualquer tipo de trabalho negativo. FMG

    ResponderExcluir
  5. Andréa Destefani10 de abril de 2009 22:50

    Esqueci do Luzes da Ribalta. Tem razão. Li num texto sobre o seo Zé Pilintra que a personificação dele no cinema foi o Zé Carioca. Só por isto vou concordar com o sr. Saravá seo Zé Pilintra.Axé!

    ResponderExcluir
  6. Andréa, na verdade o trabalho do Walt Disney não tem dimensão. Quando lançou o clássico desenho Fantasia, não deixou de incluir o falso aprendiz de feiticeiro e já divulgou o uso do espelho, do circulo de fogo e da baqueta como elementos da magia. E não devemos esquecer que construiu uma cidade onde só existe alegria. FMG

    ResponderExcluir
  7. Andréa Destefani11 de abril de 2009 11:13

    Ok. Eu queria que o sr. me explicasse melhor um ponto. Já ouvi incautos falando que demanda de candomblé se resolve só no candomblé, de vodoo com vodoo...Ouvi também que nos dias santos são feitas as piores demandas (o que achei até bom porque o amor pode ser praticado todos os dias),no meu entender a Umbanda,pra quem tiver a oportunidade de assistir Fantasia, é representada naquela parte em que as trevas vão se esvaindo no nascer do sol e começa a tocar a Ave Maria de Handel. Talvez o grande diferencial, quando existe demanda mesmo, é a fé na luz da Umbanda, tanto do médium quanto do consulente, estou certa? Axé

    ResponderExcluir
  8. Pai Fernando
    Genial essa saída do contexto religioso para falar de pessoas que contribuíram ou contribuem para tornar esse mundo melhor com sua arte e criatividade.
    Vocês citaram Walt Disney e Chaplin, mas outros poderiam entrar nessa lista: pintores, poetas, escritores, escultores, fotógrafos, cantores, compositores, etc.
    A atitude criativa aumenta a beleza do mundo.
    Ela dá alguma coisa ao mundo, nunca tira nada dele... uma musica, uma poesia, um quadro, um filme,uma foto, um livro...e o mundo vai ficando mais alegre,mais bonito.
    O caminho mais curto para se fazer contato com Deus não seria esse?
    Afinal não podemos desfrutar a vida sem expressar a sua alegria e beleza, sem viver tudo isso que nos alegra ou emociona.

    Axé!

    ResponderExcluir
  9. Andréa, vence a demanda aquele que conseguir criar um campo de força maior. Quando se fala em demanda espiritual, imagina-se um campo de força negativo e um campo de força positivo. Quando eu frequentava o espiritismo tradicioanal eu sempre entrava em briga com o astral inferior e sempre apanhei. Hoje eu já não sofro tanto porque as entidades da Umbanda criam as forças positivas. Quem estiver lendo essa postagem espero que entenda o que vou dizer: em demanda rezar não adianta. FMG

    ResponderExcluir
  10. Nesse ponto eu preciso perguntar uma coisa. Para as entidades criarem esta força positiva elas precisam do nosso apoio? O que eu quero perguntar é o seguinte, sendo mais específica: quando fazemos um amalá pra uma determinada entidade aumentamos potencialmente sua força para criar este campo? Certa vez sonhei com uma pessoa da hierarquia que fazia uma entrega pra oxum no meio do terreiro e esta pessoa recebia a energia de oxum de volta e ia até os pontos escuros da assistencia e tirava pessoas de lá. Então Oxum saiu da estátua e me explixou que era por isso que ocorriam os amalás, para dar forças a determinadas pessoas. Mas dito isso que o sr. falou fiquei me questionando como este campo é gerado, porque nós de certa forma somos entidades espirituais encarnadas e temos todo um ritual pra nos fortalecer para as giras e para a vida.Fiz uma confusão ,mas espero que iluminem o sr. e entenda o meu ponto de questionamento. Axé.

    ResponderExcluir
  11. Andréa, amalá é um campo de força feito com a energia de quem o faz, as comidas compativeis com a vibração do orixá, a energia do orixá a quem se oferece, tudo isso para obter uma força individual, uma cura, um pedido qualquer onde os agentes são quem oferece e pede e os orixás. Demanda é alguém contra alguém e os egentes são o bem e o mal. FMG

    ResponderExcluir
  12. Pai Fernando e demais leitores deste blog:

    Eu "passo" todos os dias por aqui e SEMPRE aprendo algo!
    É uma honra ter o Pai Fernando como nosso guia, ainda mais tendo os meios digitais, que agilizam as comunicações extra-terreiro.

    Mucuiú, Pai Fernando.
    Saravá "nóis tudo".

    ResponderExcluir
  13. Pai Fernando o sr. definitivamente é "terrivel".Como pode uma pessoa me responder tantos questionamentos em tão poucas palavras? Abriu-se uma porta na minha mente. Tão boa que estou lidando em arrumar as informações subsequentes em ordem. Isto que é presente de Páscoa: renovação e ressurreição através das idéias.
    A Umbanda é tão simples e nessa simplicidade acabamos as vezes por nos perder. Agradeço muito ao sr. por este norteamento que nos têm dado, dentro da simplicidade e objetividade.
    Agora posso concordar e endossar o que a mãe Lucília fala: a Umbanda é mesmo Rock and Roll,e o sr é meu músico predileto. Axé a todos!

    ResponderExcluir
  14. Tai... Concordo com Andrea é muito Rock and Roll. Alias, Raul Seixas que o diga... Viram como as musicas que toca se encaixam?
    Bem agora so falta gritar no TPM: Toca Fernando!
    (risos)
    abraço a todos

    Sidney Oliveira

    ResponderExcluir
  15. rsrs, gostei Sidney... "toca Fernando!", haha
    É por aí mesmo... cada vez mais, de maneira quase que incontrolável, me torno fã da nossa amada Umbanda e de nosso querido Pai Fernando... Saravá!

    Ah, apenas comentando a postagem... Legal mesmo todas as "desmitificações"... por o branco deve ser por amor, exús não são o demônio e tem muuuita luz, as entidades que nos acompanham nos protegem e nos iluminam, mas não nos obrigam, jamais, a trabalhar contra nossa própria vontade, e a tal "desculpa" das mirongas de congá, me lebram os "inquestionáveis" dogmas do catolicismo...

    Enfim, estava apenas recapitulando pra ver se captei tudo, rs. E prefiro assim mesmo, uma religião com conhecimentos e "mistérios" (no sentido de magia...) que aprendemos com o tempo e com disciplina e um bom "orientador" - no caso deste blog, nosso Pai de Santo - do que uma religião de segredos. Tudo claro e aberto, como a própria Luz divina.

    Acho que acordei empolgada. Bom dia!

    ResponderExcluir