Assine aqui para receber atualizações deste blog

domingo, 12 de abril de 2009

LINHAS DA UMBANDA

Uma pessoa não identificada solicitou um pedido:

"Gostaria de receber esclarecimentos sobre,as linhas de atuaçao dentro da Umbanda ,acho tão complexo e não consigo entender.Por exemplo:Caboclo Sete Flechas,atua na linha de Oxosssi? "

Essa solicitou foi feita no texto Curiosidades, editado em fevereiro. Por essa razão faço o pedido como uma postagem nova. Vou abrir a questão pedindo ao anônimo que se identifique, pois gosto de saber com quem estou trocando idéias. Mas vamos lá: são sete orixás na Umbanda. A Umbanda está sustentada pelos espíritos dos caboclos, pretos velho e crianças. Indo pelas bordas, vamos falar dos caboclos, que são os índios e seus mestiços. Cada entidade, quando encarnada, era filho de um orixá, e por isso eles tabalham dentro das suas respectivas vibrações. No caso concreto, o Caboclo Sete Flechas, como era filho de Oxóssi, trabalha nessa linha. Para dar mais exemplos, o Caboclo Sete Pedreiras era Xangô e por isso vem nessa linha, e os Oguns têm o mesmo procedimento. FMG



105 comentários:

  1. Sr. Fernando

    Entao existem caboclos para as 7 linhas, ou seja, também existem cabloclos de Iemanja, Oxum, Iansã? E no caso de Oxalá ?
    abraços e otima semana

    Sidney Oliveira

    ResponderExcluir
  2. Então é correto dizer, por exemplo que exista um Caboclo Cobra-Coral na linha de Ogum; Ou determinados nomes são destinados a determinadas linhas?!

    ResponderExcluir
  3. Sidney, é isso mesmo, mas as entidades Oxalá não incorporam. Essa é uma desculpa para empurrar a resposta mais para a frente. Prefiro, no caso das linhas, como o tema é extenso, falar por etapas. Mas para não deixar vc sem uma resposta no momento, vou dar uma opinião de observação. Conheceço vários cavalos filhos de Oxalá que incorporam com o Cab. Aymore, que é da linha de Oxóssi. Quem sabe ele cruze com a linha de Oxalá. Com tua permissão, vamos tocar nesse assunto depois. Concorda? FMG

    ResponderExcluir
  4. Anônimo, só vou responder depois que vc informar o seu nome. FMG

    ResponderExcluir
  5. SR Fernando gostaria de saber sobre as caboclas da linha da agua pois trabalho com uma ela e cruzada com a linha de iemanja . E la trabalha so com flores e agua. OBRIGADA

    ResponderExcluir
  6. Pai Fernando.. Oi!.. bom dia e licença .. já que estamos falando de linhas e de caboclos, gostaria de esclarecer uma duvida que tenho a tempos.. gostaria de saber se o Caboclo Seu Pele Vermelha faz parte da falange de Oxossi ou de Ogum? cada site que encontro diz uma coisa.. mas me parece que ele precisa das duas energias cruzadas para vir, .. eu tenho a impressão.. (*a impressão pode também ser um mito ou um bloqueio*) que se não estiverem cruzando essas duas energias no trabalho ele não vem,.. e por que geralmente que se cruzam essas duas energias? geralmente, assim.. falando.. mesmo se ele fosse meu pai de cabeça ele não poderia vir em outro horário?!Obrigada, abraço.. Thatiana.

    ResponderExcluir
  7. Pai Fernando, tenho uma curiosidade que é a seguinte:
    Na linha de Oxóssi descem Caboclos e Caboclas...por que na linha de Ogum e Xangô descem apenas Caboclos?
    Não existem Caboclas de Ogum e Xangô?

    Axé

    ResponderExcluir
  8. Por hora, concordo!
    (risos)
    permissao dada.
    abracos
    Sidney Oliveira

    ResponderExcluir
  9. Jurema: acho que quem fez a Umbanda gostava de complicar. É assim: Oxóssi tem o feminino que é a linha de Jurema; O feminino de Xangô é Iansã, onde existem caboclos também; o feminino de Ogum é Iemanjá ou Oxum, onde descem as caboclas. FMG

    ResponderExcluir
  10. Thatiana:

    Você tem razão, seria um absurdo a entidade só poder sze manifestar em um médium de vier com linha cruzada. A falange dos Pele Vermelha pertence à linha de Oxóssi, e o chefe dessa falange é o Caboclo Noriguá. Não tendendi bem o que vc escreveu sobre "falando.. mesmo se ele fosse meu pai de cabeça ele não poderia vir em outro horário". A entidade desce, ao menos em terreiros organizados, quando seu ponto individual é cantado. E mais vc pode chamar preto velho, caboclo de qualquer linha, cigano, criança e outras linhas todos na mesma gira e mesmo instante. FMG

    ResponderExcluir
  11. Tendo em vista que somos regidos por um par de orixás as entidades também não o são?

    ResponderExcluir
  12. Pai Fernando, no curso da Mãe Jô, no ano passado, ela falou de entidades de determinadas linhas que são cruzadas com outras, como por exemplo, Caboclo de Ogum cruzado com Iemanja, que seriam Beira Mar, Caboclo do Mar. Caboclo de Oxossi cruzado com Oxum: Caboclo Areia Branca. E até mesmo o Caboclo Aymoré que é cruzado com Oxalá.
    Mas eu tenho dúvidas... o que são exatamente linhas cruzadas? Porque essas entidades são de linhas cruzadas? São apenas algumas entidades que cruzam linhas ou todas de todas as linhas?
    Se o Sr. puder explicar mais detalhadamente eu agradeço.

    Patricia

    ResponderExcluir
  13. Boa noite pai Fernando.
    Não sei se serei inconveniente com minha posição. Mas antigamente não tinha tantas explicações sobre linhas e entidades...Sei lá. Acho tudo tão complexo! Eu ainda prefiro as coisas mais simples. Como os espíritos trabalham...De uma forma simples.
    Sabe Pai Fernando hoje existe muitas explicações para tudo dentro da Umbanda. Sei que o estudo é fundamental para o crescimento do médium. E tbém para que as entidades utilizem nosso campo de conhecimento para os trabalhos. Mas é tão necessário essas "regras de linhas"???.
    Desculpe Pai Fernando...Mas felizmente ou infelizmente eu prefiro as coisas de uma forma mais simples e sem muitos regras "hierárquica" nas linhas da espiritualidade. Já que são espíritos...E os mesmos podem se apresentar como querem.
    Estou errada, pai Fernando? Eu deveria pensar de outra forma?.
    Abços

    ResponderExcluir
  14. Pai Fernando, mandei um email para o senhor a alguns dias falando exatamente sobre este assunto, mas acho que o senhor não recebeu, então posto aqui parte do email. Estava dando uma olhada sobre a cultura indígena brasileira e encontrei muitas coisas sobre muitos povos,os temiminós, os tupinambás, tupiniquins, os tamoios , os tapuias, guaranis, Nuaruaque, Caraibas e muitos outros. Dentre estes conheci a historia do Caboclo Araribóia ou Cobra Feroz da Tempestade, ou ainda seu nome de batismo como cristão, Martin Afonso de Souza, caboclo da linha de Oxóssi, mas um guerreiro como se fosse um Ogum, um das perguntas o senhor já respondeu que os caboclos trazem seu orixá cosmico, e trabalham nesta linha na umbanda. A outra é que seguindo este pensamento poderíamos ter espíritos irmãos de tribo e/ou de carne que poderiam descer na umbanda como caboclos de Ogum, Oxossê e até Xangô, assim como exemplo, o Senhor e o Pai Beco, são irmãos de carne com Orixás diferentes, se um dia viessem a trabalhar na Umbanda como caboclos, desde de que tivessem uma encarnação como caboclo, desceriam como caboclos de Ogum e Oxossi respectivamente?
    E ainda, poderia existir a possibilidade de irmãos de carne, virem a trabalhar em linhas diferentes trabalhando com o mesmo cavalo?

    Marcio

    ResponderExcluir
  15. Patricia:

    Não vou questionar os cruzamentos de linhas que vc mencionou por não ser de importancia no caso, exceto por seu Ogum Beira Mar. Ele é um Ogum que trabalha no nivel e com a força do mar, o que não significa que seja cruzamento de linha. Vou dar o exemplo mais caracteristico de um cruzamento de linha: Ogum Rompe Mato. Com o mesmo nome, mas com pontos diferentes, ele trabalha como Ogum e com Oxossi. Ele é Oxossi mas atua na linha de Ogum. O Caboclo Aymoré não tem nada com cruzamento de linha, por que ele eé Oxossi, só Oxóssi. E por aí vai. FMG

    ResponderExcluir
  16. Luna:

    Eu penso exatamente como vc., mas tenho que agir de forma diferente porque tenho a obrigação de dar explicações. O mundo dos médiuns e muito complexo e cheio de diferenças expressivas.Enquanto vc vive a Umbanda dentro de um limite com tuas entidades, outros vivem buscando explicações e alguns até não se conformam em desconhecer alguns detalhes deste tão dificil mundo da Umbanda. E o pior, alguns constroem suas verdades e não admitem que não sejam aceitas. Eu acho que sou mais como você, principalmente porque quando assisto televisão, absorvo a qualidade do programa ou filme, sem me preocupar em saber como aquelas imagens estão chegando na minha casa. Imagine se eu quissesse saber disso, ao invés de me beneficiar com o deleite dos programas estaria irritado querendo que alguém me explicasse como é como podem tantas estações ficarem no espaço e eu, com um simples botão, escolho uma delas. FMG

    ResponderExcluir
  17. Rrsrsrsrsr.Adorei o exemplo da televisão!
    Então o que mais importa realmente são os benefícios que essa Umbanda maravilhosa nos proporciona...Sempre com palavras, trabalhos e resultados vindo da simplicidade. O resto seria mais plumas para o pavão.
    Obrigada Pai Fernando. Fico feliz em termos pensamentos parecidos!!!
    Saravá.

    ResponderExcluir
  18. Linhas, falanges, sub falanges, chefes de linhas, chefes de falanges, guias, protetores, etc...etc...etc...na verdade, é impossível catalogar a todas linhas, falanges, sub falanges e seus componentes, há uma variedade enorme, acho até que infinita de espíritos que trabalham nas diversas linhas de Umbanda, até porque, cada terreiro tem uma determinação sobre quais linhas trabalha. No caso de um médium precisar mudar de terreiro por um motivo qualquer, tipo mudança, por ex., já encontrará uma diferença grande do terreiro que ele trabalhava.

    ResponderExcluir
  19. Hum, acho que meu posicionamento qto a questão apresentada pela Luna dependeria muito do meu humor na hora de escrever, rsrs

    Digo isso pq acho que a questão tem valor nesses dois lados, de se compreender intelectualmente o que ocorre espiritualmente, aumentando assim a interação com a ação e a intuição das entidades, e de por vezes se ficar excessivamente preso às regras e ao racionalismo, dificultando assim essa mesma ação e intuitividade dos espíritos através de nosso mediunismo...

    ResponderExcluir
  20. Ah, apenas pra entrar novamente na questão das linhas cruzadas... Sempre tive impressão de que Ogum das Matas, a exemplo do Rompe Mato, trabalha nas vibrações de Ogum e de Oxóssi, inclusive devido a grande quantidade de filhos de Oxóssi que trabaham com tal falange de Ogum (como eu, por exemplo, hehe). Faz sentido?

    ResponderExcluir
  21. Pai Fernando.... Quando são chamadas as linhas de Iansã e Iemanjá, as entidades que vem trabalhar são apenas vibrações dessas linhas? Sem relacioná-las a caboclos ou caboclas? :o)

    Tb vou aguardar a continuação do assunto... :o)

    Beijinhos, Dê

    ResponderExcluir
  22. Denise, são realmente as vibrações das linhas, que chamamos elementos da Natureza. Isso, todavia, não exclui a possibilidade de virem as caboclas e caboclos na mesma vibração. FMG

    ResponderExcluir
  23. Laura, é o mesmo caso do seo Ogum Beira Mar. Ogum das Matas, trabalha na vibração das matas. FMG

    ResponderExcluir
  24. Laura, quando vc no final diz "e de por vezes se ficar excessivamente preso às regras e ao racionalismo, dificultando assim essa mesma ação e intuitividade dos espíritos através de nosso mediunismo..." a razão está inteiramente em seu favor.No restante eu não digo nada porque na base vc já está cometendo um grave erra ao dizer que depende da variação de teu humor, quando o bom médium deve estar sempre bem humorado. FMG

    14 de Abril de 2009 16:40

    ResponderExcluir
  25. Marcio:

    Vc fez as perguntas já dando as respostas certas, por isso eu confirmo todas elas.



    1a. pergunta: Assim como nós temos nosso Orixá Cósmico, os Espíritos, mesmo os caboclos provavelmente deveriam ter também o seu, estou certo?

    R.- Claro que sim, toda entidade teve, quando encarnado e mesmo desencarnado, o seu Orixá cósmico, e é por isso mesmo que eles trabalham nas linhas definidas.

    2a. Pergunta - Acredito que seja por isso que determinados espíritos descem numa linha ou outra.
    Resposta, incluida na pergunta acima.
    3a. Pergunta: Então seguindo este pensamento poderíamos ter espíritos irmãos de tribo e/ou de carne que poderiam descer na umbanda como caboclos de Ogum, Oxossê e até Xangô, assim como o Senhor e o Pai Beco, são irmãos com Orixás diferentes, se um dia viessem a trabalhar na Umbanda como caboclos, desceriam como caboclo de Ogum e Oxossé respectivamente.

    Resposta: o Pai Beco eu não sei, mas eu, se tive uma encarnação como índio, com certeza vou chegar na linha da Ogum.
    FMG

    ResponderExcluir
  26. Pai Fernando, eu citei apenas alguns exemplos que ouvi uma outra vez... assim como o Sr. mesmo disse a respeito do Caboclo Aymoré: "Quem sabe ele cruze com a linha de Oxalá".
    Mas talvez a definição certa para esses casos seria "Caboclo de Oxossi que trabalha sob a vibração de Oxalá".
    Ficaria mais correto assim?
    Porque se formos pensar em exemplos como o do Caboclo Rompe Mato, aí podemos deduzir que "linhas cruzadas" não são tão comuns não é?

    ResponderExcluir
  27. Carlos Bianchini:

    Linhas, sub linhas, falanges, sub falanges, chefes de falanges e outras patentes é uma hierarquia que eu não posso aceitar. Acho que existem os chefes materiais dos terreiros e suas entidades também têm mando só por isso.Se de fato isso for verdadeiro vou ficar muito decepcionado porque eu só posso ver a aruanda dirigida por entidades de luz e ela, a luz, todas possuem. Como pode um luz mandar em outra luz? Quanto a cada terreiro trabalhar como é determinado pelos dirigentes é exatamente isso que faz da Umbanda uma religião diferenciada, livre e democrata. FMG

    ResponderExcluir
  28. Andréa Destefani14 de abril de 2009 20:30

    O sr. chegou num ponto extremamente ,ao meu ver,importante na Umbanda. A liberdade.O atributo,se assim possa se chamar,principal da energia é a liberdade de não se limitar a uma só forma,um só formato. O Caboclo de Beira Mar que recebo certa vez me passou um texto em que falava que os orixás só existem porque não conseguimos entender,em nossa limitação humana, o Divino como uma coisa só,então a energia foi "dividida". Mas se prestarmos bastante atenção tudo está interligado.Certa vez estavamos pescando na praia quando ocorreu uma tempestade. Ali naquele universo de energia víamos o mar de Yemanjá, os ventos de Yansã, as trovoadas de Xangô,as matas de Oxóssi ao fundo, e nós pedindo pra Oxalá nos proteger(hi,hi,hi)...Não há como separar,porque tudo faz parte de tudo. E é democrática na medida em que ,mesmo que não tenha tido nenhum tipo de estudo mais profundo a pessoa pode entender o que é cada energia de cada orixá e pode utilizá-la no bem comum. E é diferenciada porque é simples. Nenhuma tem a condição do adepto, se equilibrar e praticar sem ter um conhecimento razoável através de estudo de dogmas. Nós somos livres e essa liberdade e democracia que a Umbanda proporciona nos assusta e nos confunde, porque a verdade é que não fomos educados para tanta benevolência Divina.As entidades,podem ter certeza entendem isto.Axé a todos.

    ResponderExcluir
  29. Pois é, fica parecendo um exército, e não a Aruanda. O que eu quero dizer com cada terreiro trabalhar como é determinado pelos dirigentes, também acho que faz da Umbanda uma religião livre e mais bonita até, tudo bem, o que eu quero dizer é que em cada terreiro há um entendimento diferente sobre as linhas de umbanda, alguns determinam umas como mais certas que os outros, e também, há terreiros que só admitem Caboclos, Pretos Velhos e Crianças, e não admitem por ex. os Marinheiros, os Baianos, etc. É nesse ponto que me refiro, eu acho que ninguém está totalmente certo e ninguém está totalmente errado, é questão de interpretação, desde que os resultados sejam positivos.

    ResponderExcluir
  30. Boa noite PAI Fernanando gostaria de saber sobre a linha da agua.Tenho duvidas em relaçao,porque sinto muita vibraçao nessa linha
    minha duvida e pode existir caboclas da linha da agua? Desde ja agradeço
    Beijos Janaina M.

    ResponderExcluir
  31. Marcio Gira de Sábado14 de abril de 2009 22:47

    Obrigado Pai Fernando por afirmar que me raciocínio esteja correto, mas ainda ficou uma ultima pergunta a ser respondida. segue conforme postado anteriormente:
    Poderia existir a possibilidade de irmãos de carne, virem a trabalhar em linhas diferentes trabalhando com o mesmo cavalo?

    Marcio

    ResponderExcluir
  32. Janaina, pode ter caboclas da linha das águas, em especial, como vc pergunta, da linha de Iemanjá. Nossa conhecida Cabocla do Mar é um exemplo disso. FMG

    ResponderExcluir
  33. E o que são as "7 linhas da Quimbanda"???? E as linhas neutras são "neutras" pq?? Hum... em um dos pontos do terreiro, falam de "Orixá Oxumaré" quem é ele na Umbanda?

    Beijinhos e muito obrigadinha....

    ResponderExcluir
  34. Dê:

    As 7 linhas da quimbanda eu não sei. Conheço as 7 linhas Cósmicas da Umbanda, pedaços do infinito que atuam em nosso planeta. Tenho conhecimento que existe vibrações onde atuam os Orixás Omulum e Nanã Buruquê. Linhas neutras são aquelas que trabalham sem um Orixá regente, como os ciganos, boiadeiros, marinheiros e outras eventuais linhas que se chama na Umbanda. Oxumaré é um Orixá do Candomblé. FMG

    ResponderExcluir
  35. Ouch! Pai Fernando, eu estava tentando pensar numa resposta, explicando que com "humor" eu quis dizer que às vezes penso de uma forma, às vezes de outra... sei lá.
    Mas diante da "bronca", só me cabe baixar a cabeça e agradecer. E de bom humor. ;o)

    ResponderExcluir
  36. Pai Fernando, eu já ouvi falar de Baianos que se integraram em falanges de Caboclos, tipo assim, como se eles fossem aceitos nessa linha, para posteriormente trabalharem na sua vibração, o Sr aceita e acredita nisso como realidade?
    É possível?

    ResponderExcluir
  37. Carlos, nunca ouvi falar sobre isso da linha dos baianos. A linha dos Boiadeiros é que tem ligação com Oxossi, mas isso é explicado não só por serem eles mestiços dos índios, pretos e brancos, mas por haver, dentro da linha de Oxossi, o Caboclo Boiadeiro. Mas mesmo assim, a linha dos boiadeiros é considerada neutra, ou seja, não obedece a linha de um Orixá. FMG

    ResponderExcluir
  38. Rodrigues Martins15 de abril de 2009 17:15

    Uma duvida que persiste , exemplo , determinada medium eh filha de Iansã , isso comprovada por obi , fez amaci para Iansã , porem na gira de caboclo jogado ajunto ela eh filha de xango , porem na gira de caboclos ela da consulta com a cabocla de iansa !!!
    Correto ???
    Não deveria ser um caboclo de oxossi ?
    Ou talvez um caboclo de Xango ??? Como pai de cabeça ?
    No caso do caboclo da Areia Branca ? A mae de santo nao eh oxum ? ele eh um caboclo de oxum ?
    Existem caboclos de oxum , iansa ???

    ResponderExcluir
  39. Por trabalharem sem um orixá regente, não é Pai Fernando?

    ResponderExcluir
  40. Pretos-velhos também trabalham em determinadas linhas de Orixás, como Vovó Sabina - Iemanjá, e outros... E os Exús?

    ResponderExcluir
  41. Rodrigues Martins:

    Todos têm um Orixá marculino e um feminino. Uma filha de Iansã, obrigatoriamente seu pai de cabeça ter que ser Xangô, isto porque, o feminino de Iansã é Xangô. Existem caboclas de Iansã, então é normal ela receber esta entidade. Dar consulta não é privilegio do pai de cabeça. No caso do Caboclo da Areia Branca, aliás uma entidade marevilhosa, ele se apresenta nesta linha de Oxu. Existem caboclos de oxum e iansã, o Caboclo da Areia Branca e Caboclo Ventania servem como exemplos. FMG

    ResponderExcluir
  42. Laura, a Vovó Sabina não trabalha na linha de Iemanjá, mas na linha das lavadeiras. Veja o ponto: Vovó Sabina nega lavadeira >
    Lava roupa de sinhá > bis
    Lava roupa de sinhá
    Mas sua mãe é Iemanjá

    Ela é filha de Iemanjá, como também é o Pai Maneco, e como o Pai Luiz é filho de Xangô, mas todos os pretos trabalham na fortissima linha dos Pretos Velho. Quero chamar a atenção para que vcs reparem nas pretas lavadeiras como elas fazem o gestro como se estivessem lavando ou esfregando uma roupa. Esse é o sinal das lavadeiras. Exu trabalha da mesma forma: linha da esquerda ou quimbanda, como queiram. Não usam nomes de Orixás. FMG

    ResponderExcluir
  43. Então só pra eu saber, meu pai de cabeça pode ser um caboclo de yansã,desculpa fiquei confusa agora.Até porque eu achava que o caboclo ventania fosse de yansã aí alguem me disse que não, que não podia ser, que era de Xango. Agora estou confusa..socorro Pai Fernando!

    ResponderExcluir
  44. Pai Fernando, mais uma perguntinha, no seu modo de entender, quando um caboclo se denomina Caboclo Rompe Mato, e esse caboclo trabalha em vários terreiros, é claro, esse caboclo é o mesmo espírito trabalhando em todos os terreiros, ou são vários espíritos que se denominam Rompe Mato por uma questão de regência de orixá, de linha ou até mesmo de afinidade?

    ResponderExcluir
  45. Peço desculpas por tantas perguntas Pai Fernando, é que sou novo na Umbanda, e trabalhei em dois grupos, no mesmo terreiro, no primeiro era admitido normalmente que mais de um médium, recebesse de acordo com o trabalho e a necessidade, a mesma entidade, em momentos diferentes, mas no segundo grupo, a orientação nossa é que isso seria mistificação do médium.
    Comigo nunca aconteceu isso, mas já vi com outros, e fiquei na dúvida, o que é mais correto pensar sobre esse assunto?

    ResponderExcluir
  46. Carlos:

    Varias entidades usam o mesmo nome. Sempre dou como exemplo no exercito a Policia Especial. Todos têm o mesmo tipo, todos são PE, todos cumprem a mesma ordem porque todos obedecem um único critério e chefe. Isso que vc relatou não me parece ser mitificação de médium. Em todo caso em nosso terreiro, só na gira de quimbanda quatro médiuns trabalham com o seo João Caveira. FMG

    ResponderExcluir
  47. Andréa:

    O Caboclo Ventania se apresenta como Caboclo de Iansã, tanto que é Ventania e não Relampago. Claro que ele pode ser teu pai de cabeça, mas fxioque certa que ele também é de Xangô, que foi o exemplo que dei do Caboclo Areia Branca. Mas vou dar um conselho para vc e todos que estiverem lendo esse texto: sabe quando vc vai saber quem é o teu pai de cabeça? Quando ele se apresentar e disser, eu sou o teu pai! Isso aconteceu comigo, com o Cab. Akuan. Não apressem as coisas, deixe por conta deles que eles sabem muito mais do que nós. FMG

    ResponderExcluir
  48. Obrigada meu espirito desenvolvedor!Axé!

    ResponderExcluir
  49. Boa noite... muito obrigada pelas respostas. Minha dúvida qto ao Oxumaré era exatamente por conhecê-lo no Candomblé. Mas no ponto da Grande Luz ele é citado, então pensei que ele pudesse ter alguma relação com a Umbanda
    "... Mudando até no espaço
    O laço que não se vê
    Temos são Bartolomeu
    Orixá Oxumaré... "

    Obrigadinha denovo!!!

    Beijinhos, Dê

    ResponderExcluir
  50. Rodrigues Martins16 de abril de 2009 08:00

    Mas ainda uma duvida ,na gira de caboclos pode entao vir trabalhar as caboclas , caboclos , de iansã , oxum ? Existem caboclos de oxum e iansã ou somente CABOCLAS ? pois como vemos não temos homens como filhos de iansa e oxum em vosso terreiro !!!
    Uma outra duvida , se na linha de caboclos , digo numa gira de caboclos um medium filho de ogum , pode trabalhar com seu caboclo de ogum , sendo que o mesmo não tem firmeza de trabalho com caboclo de oxossi .
    Essse eh um topico otimo , muito bom tantas duvidas sobre nossas linhas de caboclos .

    Sarava ao pai de santo mais atencioso do mundo.

    ResponderExcluir
  51. Muitas musicas e imagens sao frutos do sincretismo e de um determinado momento historico e cultural. Fazem parte de um rico acervo historico cultural e religioso e devem ser compreendidos nessa perspectiva.
    abracos

    Sidney Oliveira

    ResponderExcluir
  52. Bom dia... Obrigada pelo esclarecimento, Pai Fernando! Vou tentar reparar nas pretas lavadeiras...

    Mas... então apenas os Caboclos atuam especificamente na força de algum Orixá, e as demais linhas, como os Marinheiros, Boiadeiros, Ciganos, Crianças, atuam em suas próprias vibrações, a exemplo dos Pretos e Exús?

    ResponderExcluir
  53. Rodrigues Martins:

    Eu vou expor uma situação, acho que polemica, mas vai ser de grande importância para chegarmos a um resultado pratico. As pessoas têm sempre um orixá masculino e um feminino. Quando eu jogo o obi para saber qual é este orixá, por intuição peço sua confirmação. Vamos supor que a pessoa seja filha de Iansã. O masculino de Iansã é Xangô. Se eu pedir Xangô, provavelmente vai confirmar porque ele é o pai de cabeça. De Xangô é que virá o pai de cabeça. Se a pessoa for filha de Ogum e Iemanjá, eu pedir Iemanjá, pode também confirmar. São pequenos exemplos. Por isso talvez que tenham poucos filhos de Oxum e Iansã, mas pelo que eu sei existe no nosso terreiro essa situação. Como já disse antes existem caboclas e caboclos de todas as linhas. Eu não sei o que firmeza de trabalho, pois só conheço obrigação. Dar consulta também como já disse não é exclusividade do pai de cabeça. FMG

    ResponderExcluir
  54. Mucuiú Pai Fernando!
    Vendo todas essas explicações, me vieram algumas dúvidas.
    Um filho de Iemanaja com Ogum. terá como pai de cabeça um Ogum na linha de Beira Mar? Ou isso não é regra?
    Seo Sete Ponteiras do Mar, apesar do nome remeter a linha de Beira Mar, é da linha Yara né?
    Agora, mas a título de explicação mesmo, Mãe Alice nos falou um pouco sobre uma explicação que o sr. deu um dia sobre as diferenças de trabalho e energias das linhas de Ogum. Será que o sr. poderia nos brindar com um post sobre isso?
    Um beijo,
    Fernanda

    ResponderExcluir
  55. Laura, de principio é isso como vc mencionou, exceto quanto aos Pretos e Exus. A linha dos pretos velho representa um caso separado do comum por estar a Umbanda constituida de um terço de sua força em cima desses orixás. E o Exu é da quimbanda. FMG

    ResponderExcluir
  56. Fernanda:

    Ogum é Ogum seja qual for o seu campo de trabalho. Um filho de Iemanjá não tem que obrigatoriamente ser filho deste ou daquele Ogum. Se isso fosse certo, como ficariam os filhos de Ogum Matinata? Então esqueça essas diferenciações das linhas de Ogum. Terei o maior prazer em falar sobre isso, só que não me lembro o que é. Dá para vc esclarecer melhor? FMG

    16 de Abril de 2009 12:38

    ResponderExcluir
  57. Sr Fernando

    Pode nos falar um pouco do Cigano Woysler e do trabalho dos ciganos na Umbanda?
    abracos
    Sidney Oliveira

    ResponderExcluir
  58. Pai Fernando, na ocasião ela falou sobre as frequências das vibrações nas incorporações dos Oguns. Explicou que o sr chamou ponto geral de Ogum e médiuns que trabalham com linhas diferentes incorporaram. E o sr ia explicando sobre as diferenças nessas energias de incorporações... que determinada linha na incorporação vibrava mais próximo ao chão, outra para cima, outros na frente. Não sei se me fiz entender, coloquei aqui como compreendi essas explicações.

    ResponderExcluir
  59. Olá Pai Fernando, mucuiu! Deixa ver se entendi... então eu ser filha de Oxóssi e trabalhar com uma cabocla é normal, não tem necessidade de trabalhar com "caboclo" e ela é da linha da Jurema, o feminino de Oxóssi. Ela não poderia ser da linha de Iemanjá, Oxum ou Iansã certo? Grande abraço, Patricia

    ResponderExcluir
  60. Uuuffaaa... rsrs... Que bom, pode ser besteira a minha, mas estava realmente preocupada desde a última gira de desenvolvimento. Fiquei muito pensativa, como pode então eu ser filha de Oxóssi e não trabalhar com Caboclo de Oxóssi? Pq eu sendo filha de Oxóssi trabalharia provavelmente com meu Pai de Cabeça, mas daí como explicado que Ele poderia trabalhar com alguém da hierarquia imaginei que então o "acerto" entre Eles no astral seria de vir outro Caboclo e não Cabocla, pelo meu entendimento. Nada contra Ela, mesmo pq eu adoro e sei que se Ela trabalha é pq existe um propósito que vai além do entendimento da simples mortal aqui rs. Aí fiquei pensando será que estou fazendo algo errado? Ai que bom saber que está tudo certo e principalmente que sou muito bem cuidada pelo meu pai de santo Fernandão! Muito obrigada!!!

    ResponderExcluir
  61. Muito bom, muito bom mesmo, o tema Linhas de Umbanda é o que mais comentários gerou.
    E como a gente pode aprender.

    ResponderExcluir
  62. Fernanda:

    Acho que a minha resposta vai esclarecer muitas duvidas. Falei antes que Ogum das Matas trabalha com a força da mata; Ogum Beira Mar, Sete Ondas, da Praia, trabalham com a força do mar. Antes de continuar um esclarecimento: Ogum das Matas trabalha com a força da mata, mas não com a de Oxossi; Oguns que trabalham com a força do mar, não usam a força de Iemanjá. Continuando, Ogum Matinata trabalha com a força do ar, Ogum Iara, com a força dos rios. Não vou mencionar todos os oguns para não fazer confusão, exceto do Caboclo Akuan que trabalha na força de Ogum Naruê e este comanda e cuida dos caboclos quimbandeiros. Daí a ligação do Caboclo Akuan com o Caboclo da Pantera e seus falangeiros. Mostrei na ocasião para a Alice e os outros que pelas incorporações dava para perceber onde o Ogum estava trabalhando. Um fazia o médium saudar o ar e outro fazia o médium rodar com as mãos voltadas para a superfície. Ora, um estava trabalhando com as energias do ar e o outro com as energias da terra. Estou relatando de uma forma bem simples para que eu me faça entender. Embora tudo isso aconteça, dá para perceber que eles trabalham em todas as forças da natureza, mas todos são Oguns. Ogunhê! FMG

    ResponderExcluir
  63. Andréa Destefani16 de abril de 2009 20:13

    Ogum merece um tópico especial pai Fernando,pois fiquei curiosa quanto ao resto que pode nos contar.Axé!

    ResponderExcluir
  64. Então Pai Fernando o que o senhor pode nos falar sobre Ogum Marinho. Qual é a energia que ele trabalha?

    ResponderExcluir
  65. Marcio, vc é filho de Iemanjá, trabalha com Ogum Marinho, que é o teu Orixá masculino. Esse Ogum Marinho que vc trabalha é um Caboclo de Ogum, que um dia vai dar o nome. Ogum Marinho, Ogum da mata, Ogum Rompe Mato, Ogum Matinata, ou qualquer outro Ogum, trabalha na vibração de OGUM, mas sua área de atuação é onde existem coisas do mar. FMG

    ResponderExcluir
  66. Andréa, eu acho que teria muita coisa para responder. Mas falar eu teria que criar um novo blog. FMG

    ResponderExcluir
  67. Sidney, vou abrir um novo caminho para discussão. Vou postar em separado, depois que eu preparar o texto atendendo tua sugestão. Pode demorar uns dias porque os ciganos inclusive o Woisler, são muito especiais para mim. FMG

    ResponderExcluir
  68. Sim Pai Fernando, e ele já deu seu nome, que inclusive já lhe falei, mas era mais para tirar a dúvida que ficou para mim no ar. Então podemos dizer que talvez o meu Pai de cabeça quando encarnado era filho de Ogum, Orixá cósmico e talvez seu segundo Orixá ou Ajuntó, seria Iemanjá? e por este motivo vem trabalhando como Ogum Marinho?

    ResponderExcluir
  69. Marcio:

    Desculpe-me, mas não me lembro do nome dele. Acho que vc deveria dizer aqui neste espaço até mesmo para todos saberem.Como vc. é filho de Iemanjá e o Orixá masculino é Ogum, o teu Pai de Cabeça é um caboclo que só pode ser filho de Ogum e isso de "segundo Orixá" e "Ajuntó" não é do meu uso. Tem o Pai e a Mãe ou a Mãe e o Pai. FMG

    ResponderExcluir
  70. Sim, Sim pai Fernando! Seria muito bom abrir um tópico para os ciganos.
    Trabalho com a Dora há 13 anos. Ela na época tinha 17 anos. Ela teria aumentado a idade?
    Saravá!

    ResponderExcluir
  71. Sim, com prazer, o nome dele é Araymá, caboclo de Ogum Marinho, Beira Mar. Sua tribo vivia a beira mar, assim como muitas outras do litoral brasileiro. Mas a colocação foi motivada pelas postagens acima sobre os caboclos de Oxum e Inhansã, como o Caboclo Ventania que o senhor menciona.

    ResponderExcluir
  72. Buenos dias! Nossa, como esse tópico está aumentando... de fato, dava de fazer mais vários outros, derivados dos assuntos que estamos puxando aqui... Bem legal!

    Bom, tenho duas colocações: uma é que o Sr. mencionou que o Caboclo Rompe Mato pode vir na vibração de Ogum e na de Oxóssi, com pontos diferentes. Quais seriam esses pontos?

    Outra, é quanto a colocação do pessoal sobre se caboclos de outras linhas, que não a de Oxóssi, podem vir nas Giras de Caboclos... Eu penso que sim, desde que o Pai de Santo ou a Entidade dirigente do trabalho puxe / toque os pontos das outras linhas... A exemplo de quando pedem para Oxóssi "subir", e então chamam os caboclos de Xangô, poderiam chamar Caboclos de Ogum, ou outros... Seria isso mais ou menos isso, Pai Fernando?

    Abraço!

    ResponderExcluir
  73. Laura:

    Os pontos estão transcritos no nosso site www.paimaneco.org.br como pontos de Ogum e também de Oxossi. Vc tem razão, as entidades só devem incorporar quando são chamadas e subir quando ouvirem o ponto de subida.FMG

    ResponderExcluir
  74. Procurei e achei! Não conhecia o ponto tocado pra Ogum, apenas o de Oxóssi... Gostei! (claro...) Transcrevo abaixo:

    Ogum Rompe Mato:

    "A sua mata é longe
    Uma estrela brilhou
    Mas os seus filhos de Umbanda
    Já lhe procurou
    Oi, já lhe procurou
    Oi, já lhe procurou
    Cadê sêo Rompe Mato de Umbanda
    Que até agora ainda não chegou
    Ainda não chegou
    Ainda não chegou
    Cade sêo Rompe Mato de Umbanda
    Que até agora ainda não chegou"

    Caboclo Rompe Mato (Oxóssi)

    "Auê, Rompe Mato
    Auê, Rompe Mato
    Rompe Mato punha mato
    Pra fazer seu jacutá
    Rompe Mato é caboclo brasileiro
    Rompe Mato é chefe de terreiro"

    ResponderExcluir
  75. Pai Fernando, o senhor sempre se faz entender!! Muito obrigado pela explicação!! Esse tópico está muito bom mesmo! Ogunhê!!!

    ResponderExcluir
  76. Otimo ideia um topico soh sobre ogum !!

    ResponderExcluir
  77. olá, sempre passeio por aquih, mas hoje vendo o tópico altamente discutido, digo q muito conheci ... axé a todos ...

    ResponderExcluir
  78. Mucuiú Pai Fernando!(palavra que aprendi nos primeiros comentários e peço licença para usar)

    Gostaria de expressar o que sinto ao ler diariamente os comentários do blog.Por isso vou "emprestar" as palavras de uma poetisa,a Cora Coralina:

    "O saber a gente aprende com os mestres e os livros. A sabedoria, se aprende é com a vida e com os humildes."

    Abraços,
    Georgiana Kalluf

    ResponderExcluir
  79. Olá Pai Fernando...
    Mucuiu...
    Lendo tive a sensação de estar fazendo td errado...
    Sempre acreditei q qnt mais eu soubesse, mais estudasse, melhor seria como medium, e derrepende fiquei em duvida sobre isso, será q minha sede de conhecimento e necessidade de explicações e entendimento não estão me prejudicando?
    Acho q perdi a linha q divide o necessario do exessivo, mas pode conhecimento ser exessivo? realmente fiquei em duvida sobre isso.
    Mas tbm queria expor uma coisa, queria q o Sr explicasse a diferença sobre Ogum Beira Mar e Ogum Yara? Na verdade tenho mt duvida sobre os Oguns em geral, do pq tantos Oguns diferentes, enquanto Oxossi é só Oxossi, Xangô é só Xango...

    Ahh...Morria de curiosidade de saber a q linha de Ogum Sr Akuan fazia parte, mas não sabia como perguntar...rsrsrs

    ResponderExcluir
  80. Isamara:

    Quanto mais vc estudar e souber, sem nenhuma devida será melhor, desde quer vc não faça dessa leitura uma comparação com as coisas que vc pratica. O excesso quando bem trabalhado acaba dentro do limite necessário. Ogum Beira Mar trabalha na agvua salgada e Ogum Yara na água doce. O Caboclo Akuan, nunca é demais falar, trabalha na força de Ogum Naruê. FMG

    ResponderExcluir
  81. Claudinei Oliveira25 de abril de 2009 22:12

    Pai Fernando e no caso do Caboclo Pena Branca..

    eu sempreu soube q ele eh Oxóssi mas q trabalha na linha de Oxalá

    esta correto isso??

    nao sei se tem algo a ver mais sempre vejo a maioria dos filhos de Oxalá trabalham com ele..
    por isso pergunto...

    ResponderExcluir
  82. Claudinei, vc esteve todo esse tempo enganado. O Cabocloi Pena Branca é um legitimo Oxossi. FMG

    ResponderExcluir
  83. Claudinei Oliveira25 de abril de 2009 22:41

    mas o fato de os filhos de Oxalá

    trabalharem com ele nao tem nada a ver??

    ResponderExcluir
  84. Peço desculpas por não me identificar inicialmente(no blog).Sempre acompanho todos os esclarecimentos com enorme satisfação.
    Aproveito para tirar mais uma duvida.E possivel
    trabalhar dentro da umbanda,sem nunca usar conhecimentos para se voltar contra alguem(ainda que seja como proteção).Não sei se estou sendo clara,mas não consigo entender
    coisas tipo a casa sempre prega somente o bem,mas como se defende de uma demanda,teria como ser feito de outra forma que não fosse com trabalhos.Acho a umbanda linda,mas me assusta saber que existem formas de fazer mirongas,etc.Do momento que aprendo atraves de conhecimentos,como nunca colocar em pratica a magia,e possivel? MUITO AXE (ALEXANDRA)

    ResponderExcluir
  85. Alexandra, vc saiu do anonimato para surgir com uma pergunta muito boa. Quando vc faz algum trabalho para se proteger, não significa que isso seja contra alguém. Se, como entendi a pergunta, alguém faz um trabalho dirigido à alguém para se proteger, não é proteção e sim agressão. Quando eu digo (ao menos é a minha intenção) demanda, não guerra contra uma pessoa e muito menos para defender alguém. É em defesa do terreiro contra inimigos que querem destruir toda casa que trabalha para a caridade. É assunto que foge do nosso controle individual. As pessoas têm medo da Umbanda e até entendo isso, mas é pela otica burra e prepotente que algumas pessoas mostram. Fique certa que a Umbanda é limpa, bonita, só pratica a caridade, não mata bichos e não cobra nada por seus serviços. Se não for assim, não é Umbanda. Quanto a mirongas, é papo de quem não sabe explicar a religião. Para vc ter uma idéia, eu não sei fazer magia. Eu só faço o que eu sei o que estou fazendo. O Pai Maneco diz que magia é o desconhecimento. FMG

    ResponderExcluir
  86. Gostaria de saber sobre as casas que tem em sua fachada linha de Umbanda cruzada?
    Oque significa?
    Obrigada,muito axe.

    ResponderExcluir
  87. Agradeço a explicação recebida,foi muito satisfatória também creio nessa umbanda de luz.Muito axe.

    ResponderExcluir
  88. Alexandra, esse termo umbanda cruzada eu nunca ouvi, mas imagino que seja a Umbanda misturada com o Candomblé. Acho que deva ser isso. Se a Umbanda tiver mistura não será Umbanda. FMG

    ResponderExcluir
  89. Mucuiiu Pai Fernando
    agora até eu fiquei na duvida...
    tipo se uma pessoa ataca outra através de trabalhos de magia negra e tals...
    essa pessoa para se proteger e desmanchar não vai de alguma forma atacar tbm???( digo atacar não a pessoa em questão, mas o possivel obcessor ou entidades de baixa vibração usada no tal trabalho)
    eu nunca havia parado para pensar nesse assunto, sempre segui alguns ensinamentos kardecistas de semelhante atrai semelhante então se eu não criar sintonia com entidades baixas não iriam me atingir, sempre tentei seguir o orar e vigiar, isso realmente é suficiente ou mantendo essa conduta nem sempre vou conseguir proteção?
    Isamara

    ResponderExcluir
  90. Isamara, se alguém escondido lança uma pedra contra vc e para não ser atingida vc levanta o braço para se proteger, não significa revide. Esse papo kardecista de orar e vigiar é furado. Dificilmente alguém deixa de ficar algum momento do dia sem uma vibração baixa, como a raiva por exemplo, aquela que algum kardecista vai sentir de mim por ter falado isso. FMG

    ResponderExcluir
  91. Boa mt boa resposta, realmente é mt dificil controlar tds os sentimentos, eu até q tento...
    Obrigada pela resposta...

    ResponderExcluir
  92. Claudinei Oliveira26 de abril de 2009 17:18

    pai fernando

    do nada me surgiu uma duvida..

    no caso dos Exus Mirins existe feminino ou são todos Masculinos??

    e se tem feminino chama-se Exu Mirim mesmo assim??

    ResponderExcluir
  93. Claudinei, veja só. Vc me pegou! Vou ter que ver isso de perto. Peço que dentro de uns trinta dias cobre-me isso. FMG

    ResponderExcluir
  94. E aproveitando a duvida do Clau vou expor a minha tbm, q seria a msm pergunta mas em relação aos Curumins?

    ResponderExcluir
  95. Olá,

    Vendo o questionamento do Claudinei, lembrei-me de ter conversado uma vez com uma médium que trabalha com "uma Exú-mirim", Marianinha, se não me engano... Ou era Juiana? Não lembro, sei que uma é Erê, e a outra é Exú-mirim...

    Qto a poder ter feminino ou não, eu penso assim: a Umbanda, como quase todas as religiões, pode ser por vezes predominantemente "machista"; mas isso pouco a pouco vai mudando, a medida que a religião e seus "seguidores" vão aprendendo, crescendo, evoluindo...

    Assim, acho que TODAS as linhas, sem exceção, possuem o masculino e o feminino... Já me envolvi num debate no orkut que discutia a existência ou não de MarinheirAs... Também já foi discutido sobre as BoiadeirAs...É claro que eu estava na corrente que defendia que sim... (Coloquei links de textos históricos sobre essas bravas mulheres e tudo... hehe)

    Abraço!

    ResponderExcluir
  96. Isamara, lembrei-me dos gibis da Turma da Mônica, as historinhas do Papa-Capim... O que seria da linha dos Curumins sem as queridas Jureminhas? ;o)

    ResponderExcluir
  97. Olá!
    Muito bom o blog! Parabéns!
    Não entendi uma coisa, de pai de cabeça, pensei que pais de cabeça fossem os orixás e não os caboclos, o senhor pode me esclarecer isso?

    Outra coisa, em um certo momento 3 terreiros me disseram que eu era filha de Xangô, e depois os três disseram que eu era filha de Oxossi, e disseram que no momento Xangô estava de frente.

    Eu há 3 anos sou filha de Oxum, mas sempre me disseram que eu tenho raiz na nação, agora, o preto velho disse que está muita confusão, porque na umbanda eu sou filha de Iemanjá, mas na Nação sou filha de Oxum, nasci em 10 de janeiro, o senhor poderia me explicar isso?

    Minhas entidades são vovó cambinda, cabocla Iara, Exu Tranca rua de Embaré e Maria Padilha das Sete Encruzilhadas, queria entender um pouco mais dessa questão de linhas.

    Grata desde já.
    Paz e luz!

    ResponderExcluir
  98. pai fernando comecei de maneira erra nesta religiao mas descobri que e de berco isto existe mesmo tenho a familia toda destruturada e pouco sei mas descobri coisas emcriveis que po ex. sou nete de uma india velha que esta com 96 ,tenho como mentora uma boiadeira maria boiadeira do sete laco de prata mas quando procuro sobre ela nada encontro dizem ate que boiadeira no feminino nao existe sera que ,gostaria que me face um pouco sobre isso .

    ResponderExcluir
  99. olá gostaria de saber se um pai de santo tem autoridade de mudar um determinado ponto?

    Explo: trabalho com o caboclo Ubirajá e ele me passou o ponto. No congá que eu trabalhava a chefe do terreiro disse que tinha que mudar um determinado ponto, só porque era ponto cruzado.

    Isso é possivel? Porque mudar o ponto?

    ResponderExcluir
  100. Sou filha dee oxossi da gira do pai beco e gostaria de um livro por indicação s ua que me explicasse um poucxo a prte teorica da umabanda e dos orixas pq to bem perdida mainara janaina jonsson

    ResponderExcluir
  101. pai fernando mais uma pergunta quando esto trablahando com meu caboclo de oxossi sinto a vibração da cabocla jurema junto dai nato a cabeça para um e ela j a vem em seguida e como nao tenho tanta afinidadde com ela ela me roda que giro ate ficar tonta e cair sem entender nad a isto e normal poque sinto vergonha de cair mais nao sou eu ...mainara

    ResponderExcluir