Assine aqui para receber atualizações deste blog

quarta-feira, 13 de maio de 2009

POR CONTA DO MÉDIUM

Talvez a mais grosseira agressão ao bom senso e à inteligência do homem ligado ao espiritismo é a duvida que existe se o Exu faz o mal, conforme o pedido da pessoa. Dizem, pasmem, que o Exu só atende o pedido. Parece que o Exu é uma entidade sem vontade própria que faz o que lhe mandam sem nada questionar demonstrando uma obediência infantil e irresponsável. Isso não é verdade, mesmo porque se o Exu executasse ordens recebidas de gente irresponsável seria conivente provocando o aumento de seus carmas e jogando fora os resgates cármicos já conquistados. Vou explicar como podem as energias das entidades atingirem alguém sem que seja das suas vontades. A grande verdade é quem trabalha na Umbanda, ao receber a incorporação das entidades o seu perispirito vai acumulando as energias fortes das entidades e seus resíduos permanecem imantados nesse campo do nosso corpo astral. Até aí vamos entender que esse médium acaba se tornando uma bomba de força espiritual. Além da energia do médium estão impregnadas no seu corpo espiritual, as forças das entidades que frequentemente incorpora, como o Exu, os Caboclos de Ogum, Oxossi, Xango, os Pretos Velhos, os Ciganos, Boiadeiros e todos os outros. Vamos concordar que é uma baita energia concentrada. Esse médium em um momento de descontrole, raiva, resolve desejar o mal de alguém e pede que ele seja atingida por uma carga negativa do exu com quem trabalha. A fixação desse médium em querer o mal de alguém, pode detonar como um revolver todo esse potencial de energia acumulado em seu perispirito causando um grande estrago. Assim fica caracterizado que a pedido do médium, sem a concordância do Exu, foi feito um trabalho errado. FMG

57 comentários:

  1. Pai Fernando,

    Pode uma entidade( incorporado em um médium) bater cabeça para alguém que está desencorporado? Pode também uma entidade bater cabeça pra outra entidade??

    Abraço

    obrigada

    Josiane

    ResponderExcluir
  2. Josiane, claro que pode. As entidades fazem isso para demonstar respeito poor algum encarnado e vice versa. FMG

    ResponderExcluir
  3. Olá meu querido Pai Fernando....tô adoentada.

    Então gostei muito dessa sua opinião.
    Acredito que os Exus não são escravos de ninguém! Muito menos de nossas vontades errôneas. E quem se prevalece disso tem consequências ruins...
    Infelizmente isso ainda é responsabilidade de médiuns inconsequentes e de consulentes ainda mais ignorantes ( de ignorar o certo)
    Ainda temos médiuns dentro da Umbanda e em outras religiões que trabalham com espíritos que se acham poderosos de alguma forma.
    " Nossa vc viu meu Exú?"
    " Viu o que minha Pombagira fez com fulano?"
    Isso ainda é falta de muito estudo ou uma grande reforma íntima!
    Ser um bom médium terá em sua consequência boas entidades mas isso não tem haver com poder e muito menos status. Quanto mais mediunidade mais resgates, mais dívidas pretéritas. Que com o trabalho em prol de outras pessoas essas dívidas serão gradativamente sanadas.
    Vou contar uma experiência recente.
    Estava lá eu umas quatro horas incorporada com seo José Caveira...Um senhor chegou e pediu a entidade que fizesse a caixa econômica ligar para ele oferecendo empréstimo para ele quitar suas dívidas...ai...Podem ter certeza que com o cansaço que estava quase desencorporei..rsrsrs
    Então falo...Se fosse um Quiumba? Podem ter certeza que com o consulente iria perder algo...E geralmente material.
    Entidade de luz que trabalha para a caridade não pede; Não sabe marca de bebidas, charutos e afins...
    Entidades não ficam zangadas porque não podemos dar isso ou aquilo...Eles sabem exatamente nossas dificuldades e necessidades. De resto é só vaidade do médium.
    Saravá.

    ResponderExcluir
  4. Pai Fernando, e o que acontece com essa energia acumulada, se não for "jogada pra fora" por meio da raiva? Já que esse não é o intuito.
    Obrigado.

    ResponderExcluir
  5. O exus e a umbanda ja pagaram por muita coisa que nao fizeram...
    Sobre a questao do medium, ressaltou para mim a importancia e a complexidade da mediunidade e a responsabilidade, competencia e maturidade que exige, dai concordar totalemnte com sua posicao contraria a fantasia e o poder despotico.
    Mas nessa situacao de um descarregar energia em momento de raiva retroalimenta essas energias no proprio medium que faz, estou correto?

    abraco
    Sidney Oliveira

    ResponderExcluir
  6. Boa noite Pai Fernando!

    Essa energia acumulada no perispirito do médium pode ser liberada?Ou seja deve ser liberada?Como isso acontece?
    Quais os prejuízos o que podem acarretar no dia a dia deste médium?

    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Antônio,essa energia acaba desaparecendo, mas antes de fazer o mal só pode dar força ao médium. FMG

    ResponderExcluir
  8. Sidney, não tinha pensado nisso. Dentro de um principio natural, se a energia é jogada ela sai e flue, mas se ela não alcançar o objetivo claro que volta de onde saiu, acho, como vc falou, somada com a maldade recente. FMG

    ResponderExcluir
  9. Pai Fernando. Se ficamos com parte dessas energias o que o senhor me diz dos méiuns transporte? Os que incorporam obsessores?
    Obrigada.

    ResponderExcluir
  10. Georgiana, falei antes que essa é uma energia que só pode fazer bem. Como tudo é energia, ela acaba desaparecendo ou indo e vindo. FMG

    ResponderExcluir
  11. Pai Fernando...Peguei pesado na primeira postagem???
    :)

    ResponderExcluir
  12. Luna, vamos falar sobre realidades espirituais. No caso das energias ficarem armazenadas no perispirito do médium, só se forem regidas pela "lei do semelhante" ou "o semelhante atrai o semelhante". Evidente que esse médiuns que trabalham em favor da caridade oferecendo seus corpos para ajudar espiritos obsessores,não têm nenhuma semelhança com eles e por isso nada fica retido. Agora a noticia boa: quando essa entidade atrasada se afasta, pela mesma lei de semelhante, ela leva com ela aquelas coisinhas ruins que conquistamos no dia a dia por pecadilhos imprevisiveis. FMG

    ResponderExcluir
  13. Luna, em absoluto. Foi um depoimento lucido, real e que se encaixa bem dentro do que pretendemos com esses tópicos. FMG

    ResponderExcluir
  14. É certo Pai Fernando ,que Exú trabalha na lei da causa e efeito? Pode dar um exemplo?

    ResponderExcluir
  15. Pai Fernando... Quando uma pessoa vai de "terreiro em terreiro" pedindo coisas que podem ser favoráveis à sua vida, mas desfavoráveis à vida de outrem... as energias vão... mas um dia elas voltam certo? E essa pessoa pode passar a ter problemas espirituais por conta disso? Se sim, esses problemas só param qdo todo o "resgate" for cumprido? Como fica a responsabilidade do médium em ajudar quem está na consulta se ele souber q aquilo irá prejudicar outra pessoa?
    Obrigadinha... beijinhos, Dê

    ResponderExcluir
  16. Bom dia meu pai. O que o senhor me diz dos espíritos que trabalham em terreiros e barganham com os consulentes? E vice versa?
    A essas entidades pode-se chamar de que?
    O que o senhor me diz sobre Exus pagão, Exus batizados?
    Axé

    ResponderExcluir
  17. Luna, eu não entendi. Peço que vc formule melhor a pergunta, onde o Exu se encaixaria. FMG

    ResponderExcluir
  18. Então vamos lá...Não lí em livros essa informação. Mas foi entre uma conversa e outra.
    Já escutei falar que Exú trabalha na lei de causa e efeito. Se fazemos algo de bom, Exú dá a nossa recompensa, se precesamos resgatar alguma dívida por nossas faltas Exú leva tbém a prova.
    Entendeu?
    Abços.

    ResponderExcluir
  19. Denise,eu não sei como é que funciona o peso do erro no carma das pessoas. Os pedidos são dos mais diversos tipos, desde pedir um cargo que está ocupado por outra pessoa. Não sei se isso seria a mesma coisa que pedir que aquela pessoa que estgá no carga perca o emprego. Uma vez foi pedido ao seo Tiriri que ele tirasse um inquilino de uma casa do consulente. Seo Tiriri disse que ia atender, mas só depois que encontrasse uma casa melhor e mais barata para oi inquilino dela. EDntão, pedir é pedir. É o peso do pedido? Não sei. O melhor é só pedir coisas boas que aí sim, nosso crédito para pagar resgates carmicos vai ficar bem melhor. FMG

    ResponderExcluir
  20. Luna, espirito que trabalha em terreiro só pode barganhar dentro do certo. o consulente faz um pedido e o espirito diz que só vai atender se ele (o consulente) abrandar sua raiva. Não deixa de ser uma barganha. Mas se o espirito pede alguma coisa em troca em beneficio de seu médium ou de siu proprio, nãoi devia estar trabalhando em nome de uma lei divina.Quanto a batizado ou pagão, isso é apenas uma forma de dizer que um exu é bom e o outro é mistificador, ou que não tem a mesma luz do outro. Eu simplifico:Exu é Exu, se ele não for correto e tgrabalhar para o bem, nãoi é Exu. FMG

    ResponderExcluir
  21. Luna:
    Causa e efeito é o resultado de uma ação que gera outra. Se eu faço o bem, essa energia do bem retorna. Se eu faço o mal, a mesma coisa acontece. Se esses retornos fossem provocados pelos Exus ou por qualquer outra entidade, nós estariamos permanentemente sendo julgados,observados e fiscalizados por eles que iriam medir a importancia de nossos atos. Acho meio complicado ser assim. Se vc for buscar a simplicidade da forma pensamento, que é uma energia condensada e que cria uma corpo quase espiritual e se aloja no perispirito de alguém, acho que nossas ações são iguais. Elas obedecem uma lei natural e que não pode ser modificada. Se vc gritar, o som do teu grito vai para o espaço infinito e fica circulando. Nossos atos eu acho que são assim. FMG

    ResponderExcluir
  22. Bom dia Pai Fernando e blogueiros! Tenho uma história que mostra bem que muitas vezes os Exus fazem o que pedimos, mas isso pode ser feito de uma forma diferente do que estamos esperando.
    Ano passado fui ao terreiro e estava com alguns problemas financeiros, como era gira de Exu, resolvi pedir uma força ao cumpadre que me atendesse. Minha senha era cento e pouco, já restavam bem menos pessoas na assistência. Quando foi se aproximando minha senha, fui chegando mais pertinho e fiquei olhando o trabalho mais de perto. Eis que chega um médium, incorporado com um Exu que eu nem sabia quem era. Para na minha frente e me pergunta o que eu quero. Respondo que quero bastante coisa, mas que ainda tenho que esperar chegar minha consulta. Ele responde que tinha chegado minha vez, pois tinha ido ali me buscar. Entrega minha ficha para o Marreco e já me leva acolhida pela sua capa até seu local de trabalho.
    Eu explico que tenho um cliente que me deve, que eu precisava daquele dinheiro, que estava com dificuldades e blá blá blá. O Exu me olha e fala: Filha pede com o coração o que você precisa, pois quem pede com coração para o Seu Tranca Ruas da Encruzilhada é atendido! Fiquei olhando para aquela entidade imponente, incorporada no Laertes e ainda conversamos mais algumas outras coisas, fiquei realmente encantada com Seu Tranca Ruas. Voltei para Floripa e já no ônibus não saia da minha cabeça o trecho que rezamos do Pai Nosso "perdoai as nossas dívidas, assim como nós perdoamos aos nossos devedores"... e aquilo martelava na minha cabeça: poxa, eu uma umbandista que se orgulha do trabalho de caridade que se faz no terreiro, que rezo essa frase, vou lá pedir para Seu Tranca Ruas que meu cliente pague o que me deve!! Aff...
    Mas, eu realmente estava precisando... eu tinha um prazo na minha cabeça para cobrar esse cliente. Um dia antes desse prazo findar, pensei em seu Tranca Ruas, fui em uma cruz que fica numa encruzilhada aqui na minha rua e pedi: Meu Pai me dá um sinal do que eu faço!!
    Chego em casa, sem brincadeiras, toca meu telefone e aparece um freelance para fazer. Penso: Oba!! Mas mesmo assim ainda não completava o valor que eu precisava.... Mentalizo mais um pouco a entidade... e de noite, mas um trabalhinho apareceu. E, no mesmo dia consegui dois trabalhos temporários que juntos somavam exatamente o que o meu cliente me devia. Agradeci a intervenção da poderosa entidade e nunca mais cobrei aquele cliente. Recebi o que queria, aprendi que a reza não pode ser só da boca para fora e que nossos pedidos nem sempre são atendidos como esperamos.
    Saravá
    Fernanda Garcez

    ResponderExcluir
  23. Fernanda, que história legal. Quem sabe hoje vc seja Mãe Pequena da Umbanda por gestos dessa natureza. Lá no terreiro, anos passados o Renato meu excelente capitão da casa, telefonou-me pedindo uma força porque tinham roubado seu carro. Claro,fiz o que tinha que fazer. No mesmo dia ele tefonou-me dizendo que tinha recuperado o carro. Pensei que tinha localizado, mas não era isso, é que apareceu do nada um trabalho extra que deu para comprar outro carro. Saravá todo esse mundo maravilhoso!

    ResponderExcluir
  24. Eu acho os Exus e Pomba Giras o máximo!!!!

    Certa vez, logo q comecei a ir no TPM, fiquei p/ uma gira de Exu para pedir proteção, pois movi um processo contra a antiga empresa q eu trabalhava e lá tem uma moça q é candomblecista e adora fazer "trabalhinhos" p/ ajudar os proprietários e eu estava com medo q algo de ruim chegasse aqui.
    Estava eu na fila, cantando e maravilhada com tudo qdo vem a Mãe Eli "Sr Exu Veludo mandou te buscar"... Afe!! Gelei, né???? O Exu do Pai de Santo mandar me buscar????? Cheguei lá tremendo toda de nervoso....
    Qdo sentei na frente dele ele sorriu... naquele momento tive vontade de abraçá-lo... vi uma luminosidade naquele sorriso e olhos q td meu nervoso foi embora.
    Aí me perguntou "O que você deseja?" E eu expliquei a situação.. ele me olhou firme e bem sério me perguntou "Se ela mandar alguma coisa, você quer contra atacar?" E eu respondi muito sinceramente que não, que eu só queria me defender e proteger minha família.
    Então aquele sorriso voltou ao seu olhar e me respondeu "Se for isso, então eu posso ajudá-la"
    Noooooossa... aquela consulta foi mágica, ele me olhava nos olhos e parecia q eu conseguia ver tudo através dos olhos dele, não sei explicar... mas foi mágico!!! Eu que já admirava, e MUITO, essas entidades... fiquei ainda mais maravilhada e encantada.
    No final da consulta novamente me deu aquela vontade de abraçar e beijar... e agradecer, agradecer e agradecer.... não beijei e nem abracei... mas diariamente agradeço pelo presente que foi essa consulta e o TPM em minha vida.

    Beijinhos, Dê

    ResponderExcluir
  25. Mucuiú Pai Fernando!!!!
    Por falar em lei de causa e efeito, penso que, essa lei é valida tanto para nós encarnados como para os Exus! e tbm para todas as outras entidades, pois mesmo em outro plano eles tbm tem seu crescimento(ou não) espiritual mediante seus atos!.
    Abçs
    Marcia Cinto

    ResponderExcluir
  26. Seo Fernando mais uma sugestao para topico ou para este mesmo se for conveniente:
    A questao do "transporte". Qual sua opiniao sobre isso?
    abracos
    Sidney

    ResponderExcluir
  27. Tenho pra mim que barganha não é compensadora para nós, em nenhum sentido! seja ela material ou emocional podendo até ser um boicóte contra nós mesmos.
    Abçs Marcia Cinto

    ResponderExcluir
  28. Nossa parabéns Fernanda! Re lindo!
    Parabéns!
    E parabéns pai Fernando pela sua alegria...É bom vê-lo assim!
    Axé para os dois.

    ResponderExcluir
  29. Pai fernando eu queria saber mais sobre pq uma pessoa não deve ficar pedindo a msm coisa pra varias entidades e ficar passando por varios terreiros e religiões pelo msm problema, como se atirasse pra tds os lados...

    Isamara

    ResponderExcluir
  30. Sidney, acho que essa questão deve ser discutida em tópico futuro. FMG

    ResponderExcluir
  31. Pai Fernando, em 26 de abril eu lhe perguntei assim "pq mesmo alguns umbandistas consideram os Exus e Pomba Giras como entidades 'pouco evoluídas' e que exatamente por precisarem evoluir ainda aceitam "fazer o mal"?" E o senhor me respondeu e sugeriu que eu fizesse essa pergunta a um Exu, disse que seria bom conhecer a resposta.
    Hj na gira tivemos a oportunidade de conversar com os Exus que estavam incorporados, eu bati um 'longo' e animado papo com ele, hehehe... E aproveitei para fazer essa msm pergunta. Ele me respondeu que Exu é justo, que Exu tem muito trabalho e por isso precisa ser objetivo e principalmente justo. Que Exu não faz nem o bem e nem o mal e sim faz o que é justo.
    Lindo, né?
    Bejinhos, Dê

    ResponderExcluir
  32. Ah!!! E com relação a aparência, ele disse assim que mts vezes o Exu tem que se apresentar com pés de bode, por exemplo, pq os espíritos sem luz não acompanham quem passa "bonitinho"... então eles se apresentam dessa forma para poder cumprir com o trabalho deles. Mas que podem se mostrar da forma que quiserem dependendo da pessoa e/ou espírito. Tinha esquecido dessa parte, lembrei agorinha e vim correndo postar... Beijinhos, Dê

    ResponderExcluir
  33. Denise, aí eu não concordo. Pé de bode só no próprio bode. FMG

    ResponderExcluir
  34. Então pai Fernando. Se lembra do post que eu coloquei sobre a aparência que Exú as vêzes passa a ter devido aos trabalhos que eles fazem em zonas Umbralinas e alguns outros trabalhos de desobsessão? Não seria isso com a resposta da Denise? De certo tem espíritos que devido as atitudes erradas e as maldades praticadas perdem sua aparência de seres humanos. E se transformam perispiritualmente em seres animalescos. Muitas das vêzes metade "homem" metade animal.
    Sendo assim Exú não poderia se " transformar" momentâneamente com aparencias semelhantes para o devido trabalho de resgate? Ou um trabalho de combate?
    Não que ele seja...Mas se lembra que o senhor me falou que um Exú pode se transformar com a forma folclórica? - Mas não é essa palavra "folclórica...Esqueci a palavra certa.
    Bom dia para todos!

    ResponderExcluir
  35. ontem, no desenvolvimento, eu e várias outras médiuns pudemos receber, pela primeira vez nossos exus.

    posso dizer do exu que recebi que, em absoluto, ficou curvado ou fez qualquer careta. na verdade, a postura e o senso de humor dele são bem melhores que os meus... hehe.

    e mesmo as entidades que chegaram curvadas não pareceram ter dificuldades para ficar alinhados qdo nosso pai pequeno solicitou que o fizessem.

    pela alegria deles e a nossa, foi uma verdadeira festa! eheh.

    sarabumba e saravá!

    ResponderExcluir
  36. Luna, é isso mesmo. Às vezes eles usam a roupa que o povo acha que eles usam. Mas eu, particularmente, não gosto. FMG

    ResponderExcluir
  37. pai Fernando, vou aproveitar o tópico e fazer uma pergunta:
    ontem também trabalhamos com as pombas giras.
    e a senhora que recebo é muito diferente do que, no começo, imaginava que seria.
    ela é extremamente delicada, tem um português lindo, uma educação exemplar. é uma fina uma dama.
    mas, ao contrário do que possa parecer, a energia dela não é delicada, tampouco é o trabalho dela.
    gostaria de saber está tudo bem ser assim mesmo. pq eu nunca conheci muitas entidades de quimbanda que fossem tão delicadas. e nem imaginava que uma entidade pudesse queimar por dentro e ser leve por fora - entende?

    ResponderExcluir
  38. Uma vez ouvi dizer q entre 10 pessoas q se consultavam dizendo ter coisa feita, 1 só realmente tem e olhe lá, e q na maioria são coisas q elas msm alimentam, como seria isso? Seria partindo desse principio em q uma pessoa pode mandar energias para outra, e nesse caso estaria disparando contra si msm?

    Achei um pouco confuso...
    Abraços
    Isamara

    ResponderExcluir
  39. Alias essa historia de bode é para Umbanda e tb para o bode. Pô coitado...Brincadeiras sérias a parte, umas das primeiras coisas que me atrairam na Umbanda foi ter encontrado a palavra e a ação comprometidas com o respeito as matas, aos oecanos, as cachoeiras, aos rios, aos animais, as pessoas, enfim ao planeta, ao universo... Nao havia visto isso antes. Ver algo serio sem fantasias e feito com amor e alegria. E regado a muita musica! Tudo isso, mais o exemplo dentro de casa me fez e faz muito bem. No TPM me sinto bem e acolhidosso. Foi lá que voltei (ou comecei?) a rezar e a re-acreditar nas energias do universo. Resgatei a esperança em tantas coisas. Fez mais forte minha utopia em um mundo melhor para todos.VIVA o Bode!

    ResponderExcluir
  40. C.Lipca, fica dificil responder a pergunta porque o perfil que vc deu não condiz, segundo vc falou, com a sua energia. Fique atenta para os resultados. Eles é que vão indicar a qualidade do amor da entidade. FMG

    ResponderExcluir
  41. Isamara, não é dificil entender. Isso é porque para qualquer dificuldade as pessoas já imaginam que tem trabalho feito. É mais fácil fazer o bem do que o mal, e por isso o que pensam não é a verdade. Alimentar-se da energia negativa é viver de mal com o mundo e alei de semelhante atrai a energia semelhante. FMG

    ResponderExcluir
  42. C.Lipca:

    Que bom saber como vcs estão iniciando um desenvolvimento mediunico dentro do certo e do bom senso, sem exageros e vicios de incorporação. Só lamento que os médiuns que não quiseram participam desses desenvolvimentos ficam alienados dentro de suas limitações criadas pela prepotencia de se julgarem evoluidos. FMG

    ResponderExcluir
  43. Então... eu entendi que o sentido do pé de bode é para resgatar espíritos sem luz, para tentar ficar semelhante para conseguir se aproximar.

    Mas o Exu me pediu para fazer guia de proteção de Iemanjá pq ele disse q é o meu Orixá feminino, antes de fazer é melhor tirar no Obi? Ou pode fazer msm sem tirar?

    Com relação a girar... ontem girei muuuuuuito mas eu pedia mentalmente para parar e qto mais pedia, mais rápido girava.... até q caí e felizmente o Seo João Caveira me acudiu. Mas tive a impressão q enqto eu pedia p/ firmar mais "alguém" estava dando corda p/ girar... mas ñ sei se é por aí.... E fiquei muuuuuito nauseada... é melhor tomar um plasil antes??? :o))

    Beijinhos e obrigadinha, Dê

    ResponderExcluir
  44. Desculpe, Pai Fernando, mas eu nem fiquei sabendo desse desenvolvimento. Ouvi dizer que seria no dia 21. Gostaria muito de participar, pois tenho muito a aprender ainda. Será que não tem um meio de comunicação mais acessível a todos para falar dessas giras de desenvolvimento?
    Obrigada.

    ResponderExcluir
  45. Pai Fernando,falando de Exú eu gostaria que o senhor me esclarecesse a respeito de " Exús" em suas consultas entornam uma garrafa de pinga em um minuto. Ou aqueles que enfiam garfos tridentes na pele no médium? Eu graças a Deus nunca fui num buraco desses, mas tenho amigos que já foram e ficaram impressionados com isso.
    Boa noite.

    ResponderExcluir
  46. Eu queria contar um "sonho" q eu tive...mt estranho com uma amiga, e queria saber se pode ser alguma coisa msm, e como eu poderia ajudar...
    Eu ouvi ela me chamando...e fui ao encontro dela...dae ela disse pra mim..te chamei pq eu não queria ficar sozinha...concordei...e era um lugar mt estranho...tipo escuro...apodrecido...sujo...podre msm e tinha uma maca..ela deitou nessa maca e entraram algumas pessoas mt estranhas...
    mau encaradas...e comessaram a tipo operar ela...tavam mexendo nela...eu fiquei apavorada...e percebi q eles não me viam...
    dae eu tive consiencia q tava fora do corpo...e disse vou voltar...cai com td na cama...
    no dia seguinte falei com ela e contei o sonho...ela disse q ela chamou msm pq ela vai trabalhar td noite no Umbral...pq disseram pra ela q por ser filha de Iansã ela trabalha com Eguns...mas oq eu vi não foi nada disso
    e achei no minino estranho pq para eles não me verem eu deveria estar em uma vibração diferente neh?
    e o pior eh q a vida dela esta numa ladeira...sabado passado foi atropelada indo pro terreiro(não é o TPM)...de branco...banho tomado...guias no bolso...e ser atropelada...
    Será q tem alguma coisa errada nisso?
    se tem oq eu posso fazer?
    Abraços
    Isamara

    ResponderExcluir
  47. Bom dia a todos! Bom dia meu pai!
    Hoje não vou poder ficar no blog, pois minha pequena faz dois aninhos. E estou preparando os quitutes para a festinha. Alguém quer vir? rsrs
    Axé para todos, e bom sabado!

    ResponderExcluir
  48. ISAMARA;
    Sonhos são difíceis de serem interpretados porque eles são feitos por sinais e que nem sempre chegam com nitidez. Em um livro do Chico Xavier ele comenta que nos encontros espirituais se é dada à pessoa uma mensagem de amor,ele pode sonhar com um vaso de flores. Então, tudo é simbólico e deve ser sentido pela pessoa. Isso aconteceu com vc . Um provável aviso foi transmitido a tua amiga por teu intermédio. Esse lugar que vc descreveu é um hospital do espaço que cuida de espíritos animalizados. Acho que é porque faz tempo eu vi um igual. Claro que quando saímos do corpo levados por nossos guias ficamos em outra vibração para não sermos atingidos por outras energias. Diga para a sua amiga que por ser filha de Iansã ela não tem que trabalhar com eguns. Espere um pouco para ver se ela não está melhor, porque normalmente quando se descobre o problema ele desaparece. FMG

    LUNA, o que eles querem mesmo é que as pessoas se impressionem. A bebida pode acontecer normalmente, para amolecer o médium, dar confiança a ele, ou mesmo usa-lo para a magia. Se não é necessário não quer dizer que esteja errado, mesmo porque a diversidade da religião permite isso.

    CAROLINA, eu vou remeter uma solicitação à nossa corrente por e-mail. Vamos acertar isso, claro. FMG

    DENISE, por etapas. Não sei porque o Exu tem que se transformar para ajudar alguém. Se no terreiro se eu, o médium Fernando, for atender uma mulher preciso vestir uma saia? Exu não devia opinar sobre proteção de Iemanjá e muito menos sobre Orixá de cabeça. Essa do Plasil foi legal. Vou sugerir.

    LUNA PARABÉNS A TODA FAMILIA LUNA E MAURO.

    ResponderExcluir
  49. Andrea Destefani16 de maio de 2009 20:29

    Lendo a pergunta da Isamara e a sua resposta meu pai, fiquei com vontade de dar um pitaco.Eu sou filha de Iansã e passei minha vida inteira sonhando com gente que desencarnada ia pra hospitais, em vários níveis.Dos mais leves aos mais densos. Depois de um tempo você se acostuma com isso.Mesmo em sonhos a gente tem um pouco de consciência do que está fazendo.Lembro-me uma vez em que dei uma bronca numa pessoa que eu conhecia e havia recém desencarnado e estava chorando pela própria morte.Fui muito arrogante em ter feito isto. Por mais que a gente tenha consciência que na verdade nosso espírito nunca morre, não devemos julgar a dor dos outros. Quando perdi a minha mãe chorei demais. E vinte e seis dias depois da morte dela ela me apareceu em sonho perguntando porque eu chorava tanto, mas ela não estava ainda consciente do que tinha acontecido. Ria até pelo fato de que todo mundo dizia que ela tinha morrido, o que era um absurdo. Por isto sempre falo que não se deve julgar o sentimento das pessoas, porque ninguém possui ainda um aparelho que meça a dor maior ou menor.
    Nada no mundo espiritual acontece sem nosso consentimento, eu creio nisso.E não é pelo fato de ser filha de Iansã que se vai a esses lugares. É na verdade nossa necessidade de conhecimento. Se nossos guias nos levam a locais de recuperação espiritual, aos umbrais, sejam em que níveis forem, é porque temos um aprendizado ali. E como o sr mesmo diz Pai Fernando, é só uma questão de entendimento.Axé.

    ResponderExcluir
  50. Boa noite gente! Acabei de limpar tudo agora...Aff!
    Bom dia Pai Fernando. Com relação a bebidas para as entidades. Nenhuma das minhas entidades bebem. NENHUMA!E eu, não tenho problema algúm com as minhas incorporações.
    Eu não bebo nehum tipo de bebida que contenha álcool. E quando uma entidade me oferece bebida eu não aceito. Agradecendo claro. E quando tem aquelas entidades que insistem eu faço de mentira que bebo.
    E os espíritos que não bebem e tão pouco fumam. Existe alguma diferença nisso?
    Obrigada.

    ResponderExcluir
  51. Luna, na qualidade da consulta claro que essa terceira energia fica mais limpa, higienica e com as idéias mais bem cordenadas. Se o consulente for um doente ele fica também agradecido por não ter sido defumado com aquelas baforadas de charuto. Sabe Luana muita gente que me conhece pode achar que hoje condeno o alcool e o fumo porque hoje não fumo e não bebo. Nada disso, apenas me ponho contra pela péssima qualidade de vida que hoje tenho porque o fumo simplesmenete detonou meu pulmão. FMG

    ResponderExcluir
  52. Pai Fernando eu queria expor algo q pra mim vem como um problema, a impaciência do meio, não q não existam os pacientes e persistentes, tenho percebido assim, o médium entra, tem td apoio e tal, mas depois de seis meses ou até menos, é "abandonado", tipo, ahhh vc já é médium velho, não precisa mais, tenho percebido isso em vários terreiro q eu conheci, e eu acho q não é assim, cada um tem o seu tempo, e acredito q alguns com seis meses realmente não precisam de ajuda, com menos tempo até, mas não da pra generalizar, cada um é cada um, acho q é uma questão de observar individualmente cada um, e não como um todo, entendo q realmente deva ser irritante ficar em cima de um médium q não sai do lugar, apesar do incansável esforço de ambas as partes, como eu msm, por exemplo, mas situação desse tipo não tem ajudado mt, só tem feito crescer a sensação de incompetência, e culpa, falando a partir de meus próprios sentimentos, existem momentos em q é mt grande a vontade de desistir por me sentir um peso...
    Desculpe a fraqueza de queixar-me, tenho feito mt esforço para não faze-lo, até mesmo por não saber as conseqüências desta...
    Abraços
    Isamara

    ResponderExcluir
  53. Isamara, calma. Se isso está acontecendo aind hoje, fale com o pai de santo, explique o que vc sente e tenho certeza que no fim vc vai tirar um bom proveito. O erro é não falar com os dirigentes, afinal, como dizem, "quem corre de graã não cansa".Só é pai de santo e capitão quem quer. FMG

    ResponderExcluir
  54. Angelita Rynaldo18 de maio de 2009 14:37

    Por isso que eu digo... médium só pode desejar o bem!!!

    Saravá!

    Angelita

    ResponderExcluir
  55. Vou fazer isso..

    obrigada..

    ResponderExcluir
  56. Oi Pai Fernando
    Oi galera

    Falando em fumo, gostaria de relatar algo que ancontece comigo... não sei se acontece com outros médiuns...
    Eu sou fumante (fazer o que...) não fumo demasiadamente...sou até de certa forma controlável... as vezes fumo pouco, tem dias que fumo mais.... Uma carteira a cada dois dias...
    Mas o que acontece comigo é o seguinte... todas as vezes que estou incorporada com alguma entidade que se utiliza de cigarro oub outro tipo de fumo, nunca acontece a dita tragada, ou seja, a entidade e eu puxamos a fumaça, mas nunca traga... puxa e solta em seguida, puxa e solta... sendo médiun consciente, sinto a fumaça entrar na boca e imediatamente ela sai... nunca entra dentro do meu pulmão... sei lá pq isso acontece... nem sei se é assim q deveria acontecer... e nunca me passou pela cabeça em aproveitar aquele momento para dar uma tragadinha... tudo acontece tão rápido...
    Claro que depois no intervalo ou no final da gira eu acendo meu cigarrinho e fumo...

    Só queria contar isso. Pai Fernando tem algo a dizer sobre isso???

    Bjãooooooooooo

    Andressa Matos

    ResponderExcluir